História Veela 2 - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Justin Bieber, Veela
Visualizações 139
Palavras 2.718
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Primeiro, HAVANA, OH NA NA ... kkk que hino neh irmãos ... que hinoooo kkk

segundo, quem ai ta preparado para o tiro do dia 25/08? album da 5H sai viadoos... o nome das musicas já foram divulgadaaa... eita porra

terceiro, sorry a demora tá.. aconteceram umas paradas na minha vida q complicou meu lado sabe.. fora a facul ... . enfim .., ta tenso

quarto, vamos ler neh kkk nos encontramos la em baixo kkk

Capítulo 4 - Uma nova amiga?


 

Uma semana e meia depois...

 

7 horas e 10 minutos, segunda feira.

(Apartamento do casal)

 

Era uma  manhã nublada na cidade de Nova Iorque,  o que surpreendeu em cheio a pequena Ashley, que estava confiante na meteorologia que havia dito que o dia amanheceria ensolarado, o que fez a garota separar uma roupa especial de verão. Mas como os planos mudaram subitamente a garota agora revirava o guarda-roupas atrás de uma roupa “descente” para o seu primeiro dia de aula.

― Não acredito que isso está acontecendo comigo. –  a garota resmungou frustrada,  enquanto tentava encontrar uma roupa. ― porque justo hoje?

Enquanto estava desesperada no quarto, Justin já estava pronto e a espera dela na sala. O garoto estava vestido com uma bermuda de pano frio, uma regata, moletom e tênis, roupa típica que ele usava para ir aos treinos.

― Ashley, vamos logo, tenho que te deixar na faculdade antes de ir pro treino. ― falou alto de onde estava.

― Já vou. ― a garota respondeu do quarto.

Ele bufou e jogou sua bolsa no sofá, se jogando no mesmo logo em seguida.

Justin estava treinando a quase duas semanas com o time, uma coisa ele sentia a diferença gritante, os treinos eram bem mais puxados do que os que o técnico da escola aplicava. No time eles pegavam firme, havia toda uma dieta a seguir, Justin teve que fazer uma bateria de exames e passar por vários médicos. Não era nada com ele, se acalmem, eram só exames necessários

O garoto olhou mais uma vez para o relógio no celular e bufou impaciente. A preocupação dele não era só o treino, mas também Ashley chegar atrasada, o que causaria nela um nervosismo ainda maior.

― Ash, amorzinho, vamos embora? ― falou mais uma vez.

― Já estou indo. ― a garota respondeu.

Ele logo pensou “Já estou indo, mas nunca chega”, mas antes de reclamar verbalmente a garota apareceu na sala, arrumando sua mochila e os cabelos. Assim que ele bateu os olhos nela, o mesmo não conseguiu não encara-la. A garota estava incrível.  

Fiu Fiu! Assobiou.

― Você está uma gata. ― a encarou. ― tem certeza que vai para a faculdade?

― Justin. ― revirou os olhos.

― Acho que vou te deixar trancada dentro de casa. ― levantou e pegou sua bolsa. ― não quero nenhum macho olhando o que é meu. ― a puxou pelo braço e beijou o pescoço.

― Não, nem vem. ― ela logo o repreendeu. ― nem pense em me desarrumar.

― Então deixa eu dar uma olhadinha. ― ele a afastou e analisou por completo.

A garota usava uma calça preta, bem justa ao corpo, uma segunda pele também preta, uma jaqueta verde militar, coturnos pretos de salto nos pés e um lenço xadrez escorrendo pelo seu pescoço.

― Gostosa. ― o garoto rosnou agarrando a cintura dela e a beijando. ― seus cabelos assim, tá me dando vontade de te colocar de quatro e dá muito tapa nessa sua bunda gostosa. ― fala lentamente no ouvido dela.

Enquanto as palavras dele escorriam pelos ouvidos dela um calor ia subindo, a deixando extasiada.

― Ah.. Ash... ― sussurrou mais uma vez.

Mesmo com o corpo mole ela se afastou e se recompôs, ajeitando os cabelos alisados e o lenço.

― Vamos, Justin. ― suspirou. ― eu tenho aula ainda.

O garoto riu do estado que havia deixado e concordou.

Os dois saíram do apartamento e seguiram até a garagem de elevador, Ashley estava nervosa e não fazia questão de esconder isso na frente de Justin. Para conforta-la ele colocou uma de suas mãos na coxa dela e as acariciava enquanto dirigia. O transito não estava colaborando,  pois era o horário que a maioria dos moradores estavam saindo para trabalha, o que causava um certo transtorno.

― Justin. ― Ashley falou nervosa, olhando a fila de carros na frente ao deles. ― eu vou chegar atrasada. ― ela morde os lábios, nervosa.

― Ei. ― ele segura o rosto dela. ― calma, ok? ― pede olhando fixamente nos olhos da garota, ela assente.

Até o transito se normalizar demorou cerca de quinze minutos, e até chegar a universidade foram mais cinco. Quando Justin estacionou Ashley já estava uma pilha de nervos, o que fez Justin impedi-la de sair do carro.

― Justin, eu vou me atrasar mais ainda. ― falou nervosa.

― Ei, se acalma. ― ele a apertou. ― se recomponha. ― assentiu. ― hoje é seu grande dia e você tem que está calma. ― ele ajeitou o lenço. ― você é incrível, ok? ― ela assentiu. ― Te amo. ― sorriu para ela.

― Cadê meu beijinho de boa sorte? ― ela murmurou.

O garoto sorriu abertamente e a puxou para um beijo, um beijo de boa sorte.

― Você é incrível. ― ele falou quando se afastaram.

― Você é que é. ― ela riu. ― Tchau. ― deu mais um selinho e abriu a porta do carro.

― Te amo. ― ele falou mais uma vez, antes dela sair do carro, recebendo mais um selinho.  ― que horas eu posso te buscar?

― Não precisa, eu volto de ônibus. ― a garota falou.

― Tem certeza? ― ele arqueou uma das sobrancelhas.

― Tenho. ― sorriu. ― Tchau, tô atrasada.

Ela se despediu e se foi, andando apressadamente e sumindo no meio dos alunos. A garota conferiu mais uma vez a hora e apertou o passo, já estava quase na hora do sino bater e ela queria pegar um bom lugar, bem na frente.

A garota subiu as escadas rapidamente e adentrou no prédio da universidade, vendo a multidão de alunos nos corredores, andando de um lado para o outro. O objetivo naquele momento era, chegar ao auditório. O que seria meio difícil, levando em consideração a quantidade de gente e o fato dela  não saber andar no prédio. O único jeito era perguntar e seguir o fluxo, e foi isso que ela fez, seguiu as pessoas.

Toda pessoas que falava sobre auditório Ashley a seguia discretamente fazendo parecer natural o fato dela está indo no mesmo caminho. Quando chegou ao auditório o mesmo estava lotado, e achar um lugar para sentar seria difícil, a menina bem que tentou, mas não obteve sucesso. O resultado foi ficar de pé.

O local estava lotado e olha que aquele não era o principal, e sim um auditório menor, nesse se encontravam todos os calouros, já que eles começam uma semana mais antes dos demais.

A aula inaugural teve inicio e o diretor tomou a palavra, fazendo seu discurso dos projetos de intervenção que serão aplicados pela universidade no ano, entre outras coisas, que Ashley prestava atenção em todos os detalhes. Ao todo a aula inaugural teve uma duração de quarenta minutos, sendo logo depois de seu termino liberando os alunos para irem para suas próprias salas.

Novamente os corredores se enchiam, alunos dos mais diversos cursos andavam pelos corredores a procura de suas salas. Ashley olhou em seu horário e conferiu o numero da sala, 306, terceiro andar. A garota subiu as escadas o mais rápido que pode, levando em consideração a quantidade de coisa que levava, até chegar a sua sala. Sua primeira aula era de desenho técnico. Ela entrou no ateliê, onde já havia vários alunos em suas mesas, e procurou um lugar pra sentar, infelizmente não havia lugar vago na frente, o único lugar vago era na ultima fileira, bem lá atrás. Ashley respirou frustrada e caminhou até lá.

― Bom dia, turma. ― uma mulher de cabelos ruivos e curtos entrou na sala. ― meu nome é Camila e eu serei a professora  de desenho técnico de vocês.

A mulher se apresentou e pediu para que os alunos se apresentassem brevemente, dizendo nome, de que escola veio e porque estavam ali. As apresentações foram as mais diversas, Ashley percebeu que haviam vários alunos de outros países, o que a fez se sentir um pouco melhor, em relação a ser estrangeira.

A aula teve continuidade e para quem pensou que seria moleza, logo de cara ela já pediu um desenho para testar as habilidades que os alunos já traziam na bagagem, os resultados foram bons, chegando a ser satisfatórios.

O relógio avançou de tal mineira que quando a garota percebeu a aula havia terminado, então, guardou todo o material, e seguiu em direção a saída da sala. Da mesma fora de antes, os corredores estavam cheios, e agora a dificuldade seria para achar seu armário. Ashley começou a procurar  e procurar até que achou o F16, testou a chave e graças ao céus não deu nenhum problema, o mesmo abriu normalmente.

Ashley guardou o que tinha que guardar e caminhou para sua próxima aula, que seria calculo 1. A sala não ficava muito distante, mas em compensação quando chegou a sala já estava lotada, e o que sobrou, novamente, o final da sala. A garota caminhou até o lugar um pouco desgostosa, respirou fundo e começou a organizar seu material na mesa.

O professor entrou na sala, se apresentou e já começou a expor o plano de ensino da disciplina, como seria dividido o conteúdo, a pontuação, enfim, tudo. A aula em si teve inicio, e para aquecer os alunos e ver a qual nível eles estavam passou alguns probleminhas no quadro para que eles resolvessem.

― Que droga. ― uma garota ao lado de Ashley resmunga olhando para o estojo. ― ei. ― ela a chama. ― psiu.

Ashley olha para o lado para ver se era com ela, e realmente era, o que surpreende a garota.

― É comigo? ― perguntou ainda confusa.

― Sim. ― a garota confirmou. ― tem um lápis pra me emprestar?

― Ah.. sim. ― pegou um em seu estojo e entregou a garota.

― Valeu. ― agradeceu.

Ashley voltou a se concentrar nos cálculos, o tempo se passou, o professor corrigiu tudo no quadro e  iniciou um novo conteúdo, mas a aula teve fim antes da explicação.

― Na próxima aula continuaremos daqui. ― o professor fala, enquanto os alunos se levantam para sair da sala.

Ashley estava arrumando suas coisas quando a garota que lhe pediu o lápis emprestado a aborda novamente.

― Ah.. obrigada. ― estendeu o lápis.

― Que nada. ― Ashley pegou e sorriu.

― Meu nome é Mia. ― estendeu uma das mãos.

― Ashley. ― ela devolveu.

― Você é daqui? ― a garota pergunta enquanto coloca a mochila nas costas.

― Não. ― Ashley responde fazendo o mesmo. ― sou do Canadá. ― as duas vão em direção a saída.

― Oh meu Deus, sério? ― a garota pergunta surpresa.

― Sim, meu namorado e eu viemos para cá. ― ela sorri ao lembrar de tudo que tiveram que enfrentar até está aqui, vivendo um sonho. ― e você? É daqui?

― Sou do Alabama. ― respondeu.

― Nossa. ― Ashley falou surpresa.

Ashley e Mia conversaram por um bom tempo, as duas almoçaram juntas na cantina da universidade e compartilharam algumas experiências que tiveram para conseguir está ali. Ashley gostou de Mia, a garota já via nela uma possível melhor amiga, sendo a primeira que teria em toda a sua vida, levando em consideração que só teve amigos homens, sendo eles muito poucos.

Mia era adorável, tanto de aparência como sua personalidade, era uma garota de cabelos loiros e olhos castanhos claros, o corpo esguio, tinha um semblante sereno e divertido,  e era bem humorada, fazendo Ashley rir em vários momentos. Sim, ela poderia  ser uma ótima melhor amiga.

― Você está hospedada nos dormitórios da Universidade? ― Ashley perguntou.

― Minha vaga ainda não saiu. ― Mia retorceu os lábios. ― enquanto isso eu estou ficando em um pousada aqui perto... é bem baratinho, e não está pesando muito no meu bolso.

― Ah sim. ― Ashley confirmou.

Depois do almoço Ashley teve mais duas aulas, finalizando suas seis aulas diárias. O relógio marcava quase duas da tarde quando a garota atravessava o campus para caminhar até um ponto de ônibus mais próximo, mas parou ao sentir seu celular vibrar na mochila.

― Justin? ― falou ao atendeu a ligação.

Onde você está? ― ele perguntou.

― Ah.. na frente da Universidade.

Estou te esperando no mesmo lugar que te deixei.

― Justin... não precisava.. você estava no treino e ...

Sem falatório, estou te esperando. Beijos.

E ele desliga. A garota sorri e guarda o celular e caminha agora até onde se lembrava de onde Justin a havia deixado. Não foi preciso nem chegar muito perto para ela o achar no meio da multidão de alunos, Justin abriu um sorriso e ela acelerou o passos para chegar até ele.

― Amor. ― ele a abraça quando os dois estão frente a frente. ― como foi o primeiro dia de aula?

― FOI MARAVILHOSO! ― Ela exclama animada. ― tenho muito pra te contar. ― segura do rosto dele e o beija.

― Então vamos, pois estou afim de ouvir tudo. ― ele ri.

Durante o trajeto de volta para casa o que se ouvia era Ashley contando a experiência do seu primeiro dia de aula, como foi a aula inaugural, as primeiras aulas e contou sobre Mia.

― Você não sabe o que me aconteceu. ― ela falou empolgada, enquanto saiam do carro, já no prédio onde moravam.

― O que? ― ele pergunta segurando o riso.

― Fiz uma amizade. ― ela diz dando pulinhos.

Justin a encara desconfiado,  e a primeira coisa que passou pela cabeça dele foi uma amizade com algum garoto, levando em consideração que Ashley só arruma amigos homens, o que o incomodava e ao mesmo o fazia compreender. Incomodava porque eram homens, e Ashley é um pedaço de mal caminho, mas ele confiava nela de olhos fechados, então sabia que por parte dela não rolaria nada, já por parte deles...

 Exemplo claro disso foi Malk e Chaz. Malk não era novidade para ninguém, estava escrito na cara dele que Ashley era quem reinava naquele coração e mente, já Chaz o surpreendeu na feira de robótica, coisa que ele nunca tiraria da cabeça.

Mas por outro lado ele se conformava, até porque Ashley não se dava muito bem com o grupo feminino, levando em consideração a época de desprezo pela parte do grupo feminino, já que era “sem atrativos”, coisa que se reverteu totalmente. Agora as mulheres não se aproximam dela por inveja, mas também, como não invejar uma garota incrível por dentro de por fora? Um corpo escultural, rosto parecido com um anjo, cabelos impecáveis e naturais, dona de um coração nobre e uma mente brilhante, fora o namorado que tinha. Ela era o sonho de consumo de qualquer homem e modelo para qualquer mulher.

― Ah... qual o nome desse... seu amigo? ― Justin perguntou, com um receio imenso, de deixar transparecer alguma insegurança.

― Mia. ―  a garota falou sorrindo.

A reação do garoto foi duas. Primeiro, alivio por seu uma mulher e não um homem. Segundo, uma mulher? Isso está certo?

― Garota? ― ele perguntou meio que ... surpreso.

― Sim. ― Ashley respondeu meio sem entender o motivo da pergunta.

― É que essa é sua primeira amiga mulher. ― ele ri.

― Sim, e eu nem estou acreditando. ― falou animada.

Justin abriu a porta e deu passagem para Ashley entrar, assim que entrou  jogou a mochila para um lado e tirou os sapatos.

― Ela é do Alabama. ― a garota começou a contar.

― Interessante. ― Justin respondeu. ― e ela faz robótica como você?

― Não... ― retorceu os lábios. ― ela faz Engenharia civil, fazemos só algumas disciplinas juntas.

― Ah sim... ― ele concordou.

Ashley continuou contando da sua experiência de primeiro dia de aula, enquanto Justin  tentava digerir essa de Ashley ter uma amiga mulher. Aquilo poderia ser normal, afinal, garotas fazem amizades com garotas, e ele deveria está achando estranho se ela estivesse fazendo amizade com garotos, não que isso seja algum problema, mas algo lhe dizia que essa garota não estava vindo com boas intensões. Aquilo  poderia ser exagero, mas algo gritava para ele dizendo que aquilo daria merda, Ashley era ingênua de mais, e fácil demais de se manipular. 


Notas Finais


então amores... ta ai o cap e espero que gostem... e tipo.. vai ter algumas passagem de tempo, mas é só pra agilizar, mas não sera nada exagerado, fiquem tranquilos... agora sobre essa amizade da Ash.... bom, isso vai render kkkk Justin, logo Justin está desconfiado da garota... mas vamos ver no que vai dar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...