História Veela - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Camila Cabello, Colegial, Justin Bieber, Mitologia, Veela
Visualizações 1.632
Palavras 2.029
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Oh, sim. Eu vou a festa!


 

 

   8 horas e 10 minutos, sábado.

       (Casa da Ashley)

Era sábado de manhã e o sol já estava queimando lá fora. A jovem Ashley levantou ainda sonolenta e sentou-se na cama, olhou a mesma e viu vários livros espalhado. Sim, ela havia passado a noite fazendo o trabalho de Bieber. Passou as mãos pelo rosto e começou a juntar as folhas e livros que estavam espalhados, levantou e os colocou na escrivaninha que havia em seu  quarto.

A garota olhou seu reflexo no espelho  do guarda roupas e viu seu rosto com marcas de arame dos cadernos. Bufou e caminhou até o banheiro do seu quarto, aonde fez sua higiene matinal e tomou um banho. Voltou para o quarto, pegou  uma blusa de malha e um short de moletom para vestir, depois de se vesti desceu as escadas  rumando até a cozinha.

— Bom dia. ― Cumprimentou seu pai e sua mãe, que já estavam sentados a mesa tomando café.

— Bom dia — responderam em uníssono.

A garota sentou em uma das cadeiras vagas e começou a arrumar o seu café em silencio. Depois que arrumou começou a comer, vagarosamente, como se quisesse  enrolar, e  queria.

— Posso ir a uma festa hoje a noite? — perguntou, depois de alguns minutos sem dizer nada.

— E de quem seria essa festa? Do Malk?

Malk era um amigo de infância de Ashley, e podemos dizer que ele era do mesmo time que ela, um nerd.

— Não. — respondeu, olhando para o  prato. — É a festa aniversário do  Justin.

— Justin? Justin Bieber? — sua mãe, perguntou.

A garota, ainda de cabeça baixa, assentiu.

— Posso ir? — perguntou, mais uma vez e torceu os lábios.

— Vai ter bebidas? — seu pai perguntou sério.

Ashley antes de responder pensou na resposta que iria dar para o pai. É claro que teria bebidas alcoólicas, afinal, era a festa de Justin Bieber. Bebidas, garotas bonitas — que não era seu caso, provavelmente drogas e sexo, eram leis nas lendárias festas do Bieber.

— Não! — respondeu, depois de um tempo.

Seu pai lhe olhou, desconfiado da resposta, mas resolveu dar um voto de confiança para a filha, afinal, ela era uma boa garota e nunca lhe desobedecera.

— E que horas vai começar e terminar? 

— Vai começar as oito, e não sei quando vai terminar. — respondeu, finalmente levantando o rosto. — mas eu voltarei cedo, eu juro. — falou antes que seus pais retrucarem.

— Não vejo mal algum nessa festa. — sua mãe deu de ombro. — pode ir, mas juízo. — aconselhou.

Assentiu não conseguindo esconder o olhar de  felicidade.

— Mãe, vou precisar ir ao shopping. — falou, ao se levanta-se da mesa com as louças nas mãos. — preciso de uma roupa para ir. — explicou, antes que lhe fizesse a pergunta.

— Por que, filha? Você tem roupas boas. — seu pai falou.

Roupas boas que seu pai se referia eram aquelas roupas nada style que duram praticamente sua vida inteira, por que vão esticando. Roupas assim você pode compra-la  aos dez anos que você a vestirá até os dezoito. Tá, as peças eram bonitas, mas não ficavam nada atrativas no corpo esquio da garota.

― Está bem. ― sua mãe concordou. ― precisa de dinheiro?

― Não. ― negou, colocando as louças na pia. ― eu tenho um pouco guardado.

Sua mãe assentiu. Ashley subiu para seu quarto e foi correndo trocar de roupa. Vestiu uma calça jeans, a mesma ficava um pouco larga em seu corpo, e uma blusa rosa. Pegou sua bolsa de lado e ajeitou seus cabelos, o que não adiantou nada, pois continuaram rebeldes, arrumou os óculos e saiu do quarto.

― Mãe, Mãe. ― falou enquanto descia as escadas correndo.

― Oi, filha. ― apareceu na porta da cozinha, enxugando as mãos.

― Estou indo. ― avisou. ― volto logo. ― deu um beijo estalado na bochecha de sua mãe.

― Não demora, hein. ― sua mãe falou, antes que Ashley pudesse cruzar a porta.

― Ok! ― confirmou e saiu.

Ashley foi caminhado até o portão, por onde saiu e  foi andando pela causada.  Parou perto do primeiro ponto de ônibus e por sorte o mesmo logo chegou. Ela subiu, pagou e sentou no primeiro banco que viu vago.

 

9 horas e 30 minutos, sábado

( casa do Justin)

 

Enquanto isso na casa de Justin os preparativos estavam a todo o vapor, a festa prometeria. Mas o aniversariante não estava nem um pouco interessado nos preparativos.

― Justin. ― Katherine chegou à beira da piscina, chamando pelo garoto.

Justin estava do outro lado da mesma e para chegar até Katherine ele mergulhou  nadando até a extremidade em que sua mãe encontrava-se.

― Daqui a pouco seu pai e eu vamos para a casa de campo. Você promete que vai ficar bem? ― Perguntou, assim que o garoto subiu a superfície e começou a balançar a cabeça, para tirar o excesso de água dos cabelos.

― Relaxa! Eu vou ficar bem. ― Ele impulsionou os braços na beira da piscina, para dar apoio o ajudando a sair da piscina. Katherine lhe entregou uma toalha.

― Pode ficar tranquila. ― falou secando os cabelos.

― Tem certeza? ― olhou-lhe com os olhos cerrados.

― Kath, confia em mim. ― sorriu de lado. ― já sou bem grandinho e sei o que faço.

― É disso que eu tenho medo. ― murmurou. O garoto riu. ― bom, estaremos de volta no domingo a tarde e, por favor, não quero nenhuma garota aqui. ― apontou para o garoto.

― Sim, senhora. ― falou com voz forte e fazendo uma falsa continência.

Enquanto os dois caminhavam para dentro da casa, Kath ia ditando as regras , Justin só ia concordando e em sua mente ia bolando  métodos para  desrespeita-las sem que Kath descobrisse.

― Por favor, maneire na bebida e se proteja. ― disse, pegando uma pequena mala.

― Ok!― Justin confirmou e deu-lhe um beijo na bochecha, se despedindo.

 

10 horas e 58 minutos, sábado.

( Shopping Center)

      

Ashley estava andando pelo shopping e olhando as vitrines até que parou em frente uma loja. As roupas que estavam na vitrine eram extremamente belas, então a garota resolveu entrar. A loja por dentro era enorme e não havia muitas pessoas por lá. Começou a olhar as arraras de roupas, e era uma mais linda que a outra. Não demorou muito e uma das vendedoras veio atendê-la.

― Posso ajudar? ― uma moça morena, com o uniforme da loja, perguntou.

― Não, só estou dando uma olhada. ― falou simpática.

― Se precisar de alguma coisa é só chamar. ― a atendente falou, com um sorriso no rosto.

― Ok. ― sorriu de volta.

Então continuou a olhar as roupas, até que chegou mais ao centro da loja aonde viu um manequim e nele estava um vestido vermelho lindo. O mesmo era tomara que caia, justo na parte de cima e solta na parte da saia. Detalhes em prata no busto o deixavam ainda mais lindo.  Aos pés do manequim tinha uma arrara com vestidos vermelhos,  Ashley começou a procurar pelo vestido do manequim até que o encontrou. O vendo de perto ele era ainda mais bonito. Porem quando ia se virar para levar o vestido ao caixa o mesmo foi puxado da sua mão.

― Obrigada por pega-lo pra mim. ― uma voz fina fez Ashley levantar o rosto e encarar a pessoa.

Droga, era Kimberly, a rainha do colégio, e o pior, estava acompanhada por suas duas escudeiras, Cindy e Brooklyn.  Elas olhavam para Ashley como se a mesma fosse sua subordinada. O olhar sempre superior, e a pequena garota também não ajudava, em vez de ajeitar a postura e encara-las com a cabeça erguida, encolhia os ombros e olhava para baixo.

― Ainda bem que eu vou levar, afinal, ele não ficaria bom em você mesmo. ― Debochou, e como sempre, suas escudeiras riram.

 ― Você tem que arrasar na festa hoje, afinal, você é a namorada do aniversariante. ― Brooklyn falou e Kimberly encheu-se.

― Isso é verdade. ― Kim confirmou, gabando-se

― Apesar desse vestido  ser desnecessário para o que vocês farão. ― Cindy deu a entender. Elas riram de lado.

― Fiquem sabendo que eu também vou a festa. ― Ashley se pronunciou, não querendo ficar por baixo.

As três a olharam e caíram na risada. Uma risada que pela parte de Kimberly era de verdade, mas Cindy e Brooklyn riam forçado.

― Justin está fazendo obra de caridade agora? Não sabia. ― falou, tentando controlar o riso.

É Ashley, a tentativa não foi bem sucedida.

― Bieber deve ter chamando-a para fazer papel de bobo da corte. ― Cindy alfinetou. ― afinal, toda festa tem que ter um palhaço.

As três caíram na risada e a pequena Ashley encolheu ainda mais os ombros.

De forma esnobe as três viraram praticamente jogando seus longos e sedosos cabelos no rosto de Ashley, e saíram andando, com o vestido nas mãos.  Depois dessa tentativa frustrada de comprar uma roupa para aparecer, pelo menos apresentável na festa do Bieber, Ashley achou melhor ir embora. Mas quando ia cruzar a porta de saída  uma a vendedora a impediu.

— Ei, espera um pouco. — a vendedora chamou sua atenção. — eu não vou deixar você sair assim desse jeito. As pessoas vão pensar que essa loja é um lixo. — completou a fala quando chegou perto de Ashley.

— Não precisa se preocupar, não vou falar mal da loja. — falou cabisbaixa.

— E não vai mesmo, vem eu vou te ajudar a achar uma roupa bonita. — falou e puxou a garota para dentro da loja novamente.

— Não precisa, pois  eu nem sei se vou na  festa.

— Mas é claro que vai. — a vendedora a encorajou. —você não pode se deixar abater por causa daquelas mentidas.

Ashley estava surpresa com a reação da vendedora, parecia que ela odiava Kimberly, tanto quando Ashley as odiava. Ambas afundaram para dentro da loja novamente e começaram a procurar roupas que ficariam boas para uma festa

— Que tal esse? ― A vendedora mostrou um vestido laranja com detalhes branco. O vestido era bonito, mas não daria muito certo para Ashley.

— Eu acho que não. —falou torcendo os lábios.

Voltaram a procurar até que encontraram um vestido, que, diga-se de passagem, ficaria uma graça no corpo de Ashley.

— Experimenta esse aqui. — lhe entregou o vestido.

A garota o pegou e entrou no provador. Ashley tirou suas roupas, rapidamente, e vestiu o vestido, mas antes de sair as cabine analisou sua imagem no espelho, e aparentemente estava ótimo.

— Como estou? — perguntou, assim que saiu do provador.

A vendedora levou a mão até a  boca, em  uma expressão surpresa.

— Você está linda, de verdade. — falou admirada.

O vestido não era esparafatoso, o mesmo fazia um estilo simples e romântico, que era bem o perfil de Ashley,  o mesmo era verde de alça, as mesmas eram largas, o que cobriria, praticamente, todo ombro da garota, era justo na parte de cima, solto e meio rodado na parte de baixo. Ficou realmente muito lindo nela.

— Eu vou levar. — falou olhando para o vestido e sorrindo.

    

20 horas e 5 minutos, sábado.

(Casa do Bieber)

   

Já  era oito da noite e podia dizer que  a casa do Bieber já estava bem cheia. A música alta já estava rolando, pessoas já estavam na área da piscina e outras na sala. Ah, sem contar com as bebidas já sendo servidas por garçons. A festa estava mal havia começado e já estava bastante agitada. Entretanto o  anfitrião da festa ainda não estava no meio dos convidados, podemos dizer que ele estava no esquenta junto com ninguém mais do que Kimberly.

    

20 horas e 30 minutos, sábado.

( Casa da Ashley)

 

Ashley analisou mais uma vez sua imagem no espelho, e até ela poderia dizer que não estava reconhecendo-a, pois ela estava realmente muito linda, com o vestido verde, um enfeite de laço cor de rosa preso em seus cabelos, o mesmo deu um toque romântico no look. Ela calçou as sandálias, as mesmas eram de saltos, mas não muito alto, ela pegou a bolsa e do desceu para a sala.

Quando chegou a mesma foi recebida com elogio dos seus pais.

— Oh, meu Deus. — sua mãe tapou a boca. — você está linda. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...