História Veela - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Camila Cabello, Colegial, Justin Bieber, Mitologia, Veela
Visualizações 1.299
Palavras 4.164
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - Pool Party - Parte 1


6 horas e 5 minutos, quinta feira

                                      (casa da Ashley)

 

         ―Justin. ― Ashley o chamou enquanto ajeitava os cabelos em frente o espelho do banheiro.

         ―Oi. ― Justin respondeu do quarto.

         ―Posso te contar uma coisa? ― Ashley apareceu na porta do banheiro.

         Justin franziu o cenho, mas logo abriu um sorriso torto.

         ―Quer se declarar para mim? ― Arqueou a sobrancelha direita.

         ―Não. ― riu. O garoto fez cara de magoado. ―É sobre a festa de aniversario do Toddy.

         Quando Justin ouviu tais palavras seu coração parou. Não seria possível que todos os seu pesadelos iam ser realizar de forma tão rápida.

         ―Sim, por quê? ― perguntou como quem não quer nada.

         ―Nada, eu só queria saber se você vai ou não. ―saiu do banheiro e caminhou até ele, o encarando.

         ―Eu não estou muito a fim de ir. ― retorceu os lábios. ― vai ficar chato, pode apostar. ― passou os braços em torno da fina cintura da garota.

         ―Mas as festas do Toddy ficam sempre ótimas, sempre ouvi dizer. ― o encarou.

         ―Festas épicas são as minhas. ― Justin se gabou.

         ―E põe épicas nisso. Eu nunca vou esquecer o que aconteceu nesse dia. ― bufou estressada.

         ―Ei, esquece isso. ― Justin ergueu o queixo dela. ― Isso nunca mais vai acontecer. Eu mesmo farei questão de dar uma festa e convidarei todos para participar, para verem que você está na condição de primeira dama. ― lhe deu um selinho.

         ―Mas eu queria ir à pool party. ― Ashley reclamou. ― eu nunca fui e queria saber como é. ― deu de ombro.

         ―Não tem importância, eu faço uma festa e você vai. ― falou simples.

         ―Você não quer que eu vá, Justin? ― ela o encarou.

         ―Não. É logico que não é isso. ― falou rapidamente. ―Por que eu faria uma coisa dessas?

         Ashley franziu o cenho.

         ―Então eu vou. ― sorriu. Justin arregalou os olhos. ― Só que eu tenho que ver alguma roupa. Essa é minha primeira pool party e eu sei que sou feia e ninguém vi olhar para mim, mas tenho que ir bem arrumada. ― falou animada.

         Você é que pensa que ninguém olha para você. ― Justin pensou.

         ―Mas agora vamos para a escola, pois depois vou passar no shopping e compra uma roupa. ― sorriu animada. ―Justin, essa é minha primeira festa. ― falou empolgada.

         Justin riu fingindo empolgação, mas na verdade estava torcendo para que alguma coisa acontecesse para que Ashley desistisse de ir a essa festa. Ele simplesmente não suportaria ter que ver outros homens olhando para ela de forma maliciosa, e imaginando coisas sórdidas.

         Ele estava prevendo que essa festa colocaria em risco o segredo veela dele. O que não era nada bom.

                            11 horas e 55 minutos.

                            (Tiger High School)

        

         O sinal já havia tocado confirmando o termino da ultima aula do turno. Os alunos começaram a invadir os corredores de forma insana. Justin havia perdido Ashley de vista, já que o horário das aulas da garota ainda não havia sido alterado, então decidiu caminhar até seu armário, onde encontrou com Ryan e Chaz.

         ―Eai, mano. ― Chaz falou. ― Que cara é essa? ― perguntou reprimindo uma risada.

         ―Parece que foi abandonado. ― Ryan brincou.

         ―Nem brinque com isso, não suporto outra separação. ― Justin falou agoniado. ― O problema aqui é serio. ― passou as mãos pelo rosto.

         ―O que aconteceu? ― Chaz perguntou rindo.

         ―Ashely falou que vai a pool party do Toddy. ― Justin foi objetivo.

         ―O que? ― Ryan perguntou surpreso. ― Você deve está subindo pelas paredes. ― riu.

         ―Acertou. ― bufou frustrado e abriu o armário. ―Cara, essa festa não irá resultar em boa coisa.

         Ele tirou os livros da mochila e foi colocando dentro do armário.

         ―E ela falou que vai hoje ao shopping comprar roupas. Só de pensar nisso me dá calafrios. ―tremeu. ― E se ela comprar um biquíni muito pequeno? ― os encarou.

         Chaz riu divertido, enquanto Ryan umedeceu os lábios e  tentou afastar os maus pensamentos que o sobreveio.

         ―E você não irá acompanha-la, pois temos treino agora. ― Chaz falou olhando para o relógio em seu pulso. ― e estamos atrasados.

         ―Droga! ― reclamou e bateu a porta do armário com força. ―Não estou com cabeça para treino.

         ―Mas temos que manter o foco, pois estamos nos aproximando do final do campeonato. ― Ryan o lembrou.

         Justin bufou alto.

                                     ***

                            13 horas e 30 minutos.

                            ( Shopping center)

                  Depois de sair do colégio Ashley embarcou em um ônibus e foi para o shopping. O nervosismo a corroía de uma forma assustadora, pois estava totalmente indecisa com o que vestir na pool party.

         Ela caminhou ate a escada rolante e subiu até o andar na qual se encontrava lojas de biquínis. Caminhou até uma delas. Ao entrar foi logo recebida por uma das vendedoras.

         ―Boa tarde, em que posso ajuda-la?

         ―Boa tarde. ― sorriu. ― eu queria ver alguns biquínis.

         ―Venha comigo, tenho uns que vão ficar perfeitos em você. ― sorriu.

         A vendedora a guiou pelo interior da loja até parar em uma parede iluminada com luz de Led e vários biquínis de todos os tipos e cores.

         ―Wow! ― exclamou  admirada. ―São incríveis. ― comentou.

         ―Realmente. ― a vendedora concordou. ―Aqui levamos a moda praia muito a serio. ― riu.

         ―São todos lindos. Lindos demais  para uma pessoa como eu usar. ― falou.

         ―Você é linda. ― A vendedora a olhou ― e tem um corpo muito belo também. Os rapazes devem cair em cima. ― riu.

         ―Eu tenho namorado. ― A garota respondeu corando.

         ―Garoto de sorte. ― riu. ―Mas vamos ver um para você.

         A vendedora começou a vascular a parede a procura de um biquíni, até que pegou vários e trouxe até a garota.

         ―Que tal esses biquínis neoprene? São lançamentos direto da Victoria secret’s. Esses tem saído muito.

         ―Devem ser muito caros. ― retorceu os lábios.

         ―Que nada. Esses biquínis estão saindo por no mínimo cinquenta dólares cada. ― sorriu.

         ―Acho que dá para levar. ― mordeu o lábio inferior.

         ―Claro. ― sorriu. ― escolha uma cor. Eu sugiro o rosa, combina mais com você.

         ―Rosa é legal. ― sorriu sem mostrar os dentes.

         ―Olhe esse rosa aqui. ― a vendedora mostrou um biquíni rosa vibrante. ― Vai ficar ótimo para você.

         ―Gostei desse. ― sorriu.

         ―Quer experimentar? ― Ashley assentiu.

         A garota pegou o biquíni das mãos da vendedora e caminhou até o provador. Tirou sua roupa e substituiu pelo biquíni rapidamente. Antes de sair da cabine analisou sua imagem do espelho.

         O biquíni havia caído muito bem para o corpo dela. Os seios estavam bem acomodado no sutiã rosa vibrante com detalhes em preto, e a calcinha modelava seus glúteos perfeitamente. Tudo havia ficado perfeito, só que uma coisa a incomodava, a cor do biquíni. Ela não queria chamar atenção de ninguém e com a cor daquele biquíni as atenções seriam atraídas querendo ou não.

         Respirou fundo e saiu da cabine.

         ―Está linda. ― a vendedora a elogiou ― gostou?

         ―Eu achei lindo, mas não tem cores menos chamativas? ― perguntou.

         ―Será impossível encontrar cores em tons pasteis na coleção de biquínis neoprene. ― riu fraco. ― a coleção foi feita para ter cores vibrantes.

         ―Hm. ― retorceu os lábios. ― então não vou leva-lo. ― analisou o biquíni em seu corpo.

         ―Espera, eu tenho uns da cor preta, só que é de outro tipo. Serve?

         ―Sim. ― Ashley respondeu esperançosa.

          A vendedora caminhou até uma arara cheia de biquínis da cor preta e voltou com um do numero da garota. O biquíni em suas mãos também era tendência, mas dessa vez apostava nas tiras.

         ―Esses aqui são de cores discretas, está na tendência e tem saído bastante. ― o entregou a ela. ― ele tem detalhes de tiras que dão um toque estiloso e sexy. ― sorriu sem mostrar os dentes.

         ―São lindos também. Vou experimentar. ― sorriu e entrou na cabine novamente.

         Substituindo o biquíni que estava pelo outro sentiu uma grande diferença. A cor estava Ok, porém a garota havia ficado com vergonha de sair com um biquíni daquele, era sexy demais para ela. Mas respirou fundo e saiu da cabine.

         ―Garota, você está super sexy. ― a vendedora falou em um tom engraçado fazendo a garota rir.

         ―Eu achei muito bonito, mas será que meu namorado vai gostar? ― analisou seu corpo. ― Ele parece muito provocante.

         ―Se ele vai gostar? Ele vai amar. ― riu. ― e você vai dar motivos para ele ter olhos só para você  e esquecer as outras. ― deu uma piscadela. ― vá por mim. Você está linda.

         ―Obrigada. ― falou sem graça.

         ―É só você tira-lo e levar até o balcão que eu farei a notinha para você pagar. ― a vendedora falou e Ashley assentiu.

                   Em menos de dez minutos Ashley já estava andando pela praça de alimentação do shopping com a bolsa com seu biquíni em mãos. Ela optou por não enrolar no shopping e voltar direto para casa, pois havia exercícios para fazer e com certeza Justin iria visita-la a noite. 

         Justin? O que ele vai achar do meu biquíni? Será que vai ser igual a vendedora disse? ― Esses pensamentos airaram ela cabeça de Ashley.

         Em meio aos pensamentos chegou rapidamente a saída do shopping, e quando ia caminhar até um ponto de ônibus mais próximo, ouviu um carro buzinar duas vezes. Olhou para trás e viu um rapaz loiro com um sorriso de orelha a orelha. Era Justin, que a chamou.

         Ashley caminhou sorridente até o carro e entrou no mesmo, recebendo um selinho do namorado.

         ―Pensei que não te encontraria. ― Justin falou.

         ―Eu já pensava o contrario. ― o encarou rindo de lado. ― Tinha quase certeza que você viria até aqui. ― sorriu abertamente.

         ―Tá fazendo uso de bola de cristal agora, gatinha? ― O garoto brincou.

         ―Não. ― riu.

         ―Vejo que já comprou seu biquíni. ― olhou de relance para a bolsa no colo da garota. ― posso ver?

         ―Não. ― Ashley respondeu rapidamente.

         O garoto franziu o cenho.

         ―Por que não?

         ―É supressa. ― deu de ombro. ― e também é constrangedor mostrar biquíni para o namorado. ― se encolheu corando.

         ―Eu não acho. ― deu de ombro. ― Mas se você acha tudo bem. ― bufou. ― Ultimamente tudo tem sido constrangedor para você.

         O garoto manteve o sua atenção fixa na estrada. Ashley abriu a boca varias vezes para dizer algo, porém desistiu, fazendo com que o silencio reinasse no carro.

                                     ***

                   Uma semana depois...

                                      14 horas e 30 minutos, sexta feira

                                               ( Quadra de Tiger High School)

                  

                   Justin, Chaz, Ryan e Chris ainda estavam na quadra treinando seus arremeços. Eles trocavam passes entre si até chegar ao objetivo de atingir a cesta.

         ―Eai, Justin. Preparado para a Pool party do Toddy amanha? ― Chris perguntou enquanto desviava de Chaz.

         ―Não estou preparado emocionalmente para ver vários marmanjos babando em cima da minha garota. ― começou a marcar Ryan.

         ―Por que você não deu um maiô para ela então? ― Ryan pegou conseguiu pegar a bola das mãos de Chaz e tentou sem sucesso passar por Justin.

         ―Eu fui atrás dela no shopping, mas foi tarde demais. Ela já havia comprado o biquíni. ― Justin desistiu de marcar Ryan, que conseguiu fazer uma cesta.

         ―Relaxa, mano. ― Chris deu dois tapinhas nas costas do colega. ― os outros vão olhar, mas não vão tocar. ― sorriu sem mostrar os dentes. ―Ela é só sua, põe isso na mente e curte a festa.

         ―Vou tentar. ― bufou alto. ―Vou para casa e depois vou buscar Ashley na casa dela. ― Justin arrancou a camisa. ―Ela vai dormir lá em casa hoje. ― riu de lado.

         ―UUUUUIII! ― Os garotos falaram em uníssono.

         ―Ele vai dormir de conchinha com a namorada dele hoje. ― Chris debochou.

         ―Outra noite torturante tendo  que me controlar. ― Justin passou as mãos pelo rosto.

         ―Coloca um travesseiro na frente. ― Chaz sugeriu debochado. ―Assim ela não percebe.

         ―Como eu vou fazer isso, seu demente? ― Justin o encarou. ― Eu vou dormir abraçado com ela e com um travesseiro na frente? Como assim? ― jogou as mãos para o alto.

         ―Então dorme duro. ― Chaz deu de ombros. ―Ou pede para ela vestir um pijama broxante,  isso ajuda.

         ―Até com pijama broxante ela fica gostosa. ― Justin falou manhoso.

                            ***

                   19 horas e 30 minutos

                   ( Casa da Ashley)

         Justin estacionou em frente a casa de Ashley e saiu do carro rapidamente. Como já tinha intimidade o bastante entrou no quintal e caminhou até a porta, onde deu dois toques.

         Não foi necessário nem tocar a campainha, pois uma silhueta já se aproximava da porta e a abriu, era Ashley. A garota já estava com uma mochila nas costas e um sorriso bobo nos lábios, não pensou duas vezes e abraçou o namorado lhe dando um beijo estalado na bochecha.

         Justin segurou forte sua cintura e roubou um beijo bem dado nos lábios da garota, que correspondeu com vontade.

         ―Sua mãe não esta em casa? ― Justin perguntou quando largou os lábios da namorada.

         ―Não, ela esta no supermercado. ―respondeu. ―Por que a pergunta?

         ―Por nada. ― Deu de ombros ―Vamos? ― apontou para o portão.

         ―Sim. ― respondeu sorrindo.

         Quando Justin virou para começar a caminhar sentiu um peso inesperado em suas costas que quase o fez cair, mas ele se manteve firme e a segurou. Logo ouviu uma risada gostosa bem próxima ao seu ouvido.

         ―Você está muito folgada, hein. ― Ele riu olhando por cima de seu ombro e dando de cara com o rosto angelical de Ashley.

         ―Ah amorzinho. ― a garota fez uma voz meiga. ― me leva. ― deu um beijo estalado na bochecha do garoto.

         ―Pedindo desse jeito como vou recusar? ― riu fraco.

         Ele segurou com força as coxas da garota e impulsionou o corpo da mesma um pouco para cima, fazendo com que ela soltasse um gritinho de susto e segurasse com força em seus ombros. Então Justin foi caminhando  até o carro, quando chegaram ao mesmo Justin a colocou no chão e a encarou.

         ―Você está pesada. ― colocou as mãos das costas fingindo sentir dor.

         ―Você está me chamando de gorda? ― Ashley colocou a mão no peito e fez uma cara de ofendida. ― Fique sabendo que minha alto estima para por um biquíni amanhã na pool party foi abalada. ― deu um tapa no braço do namorado.

         ―Acho melhor colocar um maiô para esconder os pneuzinhos. ― Falou brincando e rindo.

         Antes que Ashley acertasse outro tapa forte em seu braço Justin correu  para o outro lado e abriu a porta rapidamente. Ashley não deu bobeira e entrou também, e assim que bateu a porta deu um tapa no braço do garoto, que começou a rir.

         ―Isso não é nada legal, seu idiota. ― falou fazendo biquinho.

         ―Eu estou brincando. ―O garoto falou divertido e tentou aproximar-se dela. Mas o negou.  ― Fica assim não, baby. ― segurou o rosto dela. ― te amo do mesmo jeito. ― roubou um selinho.

         ―Idiota. ― deu língua.

                            ***

                  22 horas e 30 minutos.

                   (Casa do Bieber)

        

         Depois de dançarem loucamente na sala de musica da casa dos Bieber Ashley e Justin decidiram deitar para assistir um filme, e dessa vez não era comedia romântica e sim terror.

         ―Justin... ― Ashley reclamou escondendo o rosto no peito de Justin.

         O garoto olhou para ela e riu.

         ―Não é para rir. ― o repreendeu. ― Você disse que não teria esse tipo de coisa. ―espiou discretamente o que acontecia na tela.

         ―Calma, baby. ― riu. ― eu estou aqui para te proteger. ― acariciou os cabelos dela.

         ―Não quero assisti esse filme. ― resmungou. ― troca ou vamos dormir. ―o encarou seria.

         ―Ok. ― riu.

         Ele levantou da cama e pegou o controle que estava no criado mudo e  desligou  a TV. Aproveitando que estava de pé caminhou até a janela e afastou m pouco a cortina para ver como estava o tempo lá fora. Caia uma chuva fina e persistente, sorriu e desejou que a mesma durasse até domingo, só assim  estragasse totalmente a festa na piscina.

         ―O que está acontecendo? ― a voz de Ashley fez com que ele tirasse a atenção da Chuva e a olhasse.

         ―Está chovendo. ― respondeu com um sorriso torto.

         ―Poxa! ― retorceu os lábios. ― Tomara que pare de chover. ― o olhou. ― só assim a festa vai ficar boa. ― sorriu sem mostrar os dentes.

         Justin assentiu com o pensamento longe e caminhou novamente e deitou na cama, aninhando-se debaixo das cobertas e abraçou apertado a garota.

                                      ***

        

                            16 horas e 45 minutos, sábado.

                 

         ―Ashley, eu agradeceria bastante se você saísse desse banheiro. ―Justin falou impaciente olhando para o relógio em seu pulso.

         ―Espera só mais um pouco. ― a garota falou de dentro do banheiro.

         Justin bufou e se jogou na cama encarando o teto. Não demorou dois minutos e Ashley apareceu na porta do banheiro arrumando seus cabelos castanho claro em um  rabo de cavalo alto. Ele a encarou e analisou sua roupa de cima em baixo.

         Ashley vestia um short saia jeans da cor rosa, que ficou bem modelado em seu corpo devido as mudanças,  e uma blusa branca de alça que deixava parte de sua barriga negativa a mostra. Justin abriu a boca ao olhar novamente para seu rosto.

         ―O que foi? ― perguntou inocentemente. ―Estou feia? ― olhou para si mesma.

         ―Estou vendo que vou ter problemas. ― Justin resmungou. ―Por que você tem que ser tão gostosa? ― perguntou sem entender.

         ―Eu não sou gostosa. ― ela jogou as mãos para o ar. ― Eu sou magrela e esquisita. ― deu de ombro.

         ―Não, você não é magrela e esquisita. Você é boazuda. ― levantou da cama. ―Estou vendo que vou ter que dar muito na cara dos marmanjos que olharem para você nessa festa. ― ele a analisou mais uma vez.

         ―Não quero saber de brigas, Bieber. ― falou seria. ― Não vai estragar a festa dos outros por causa desses seus ciúmes. ― fechou a cara.

         ―Tá bom. ― Jogou as mãos para o alto. ― vou tentar.

         ―Acho bom. ― deu um selinho no garoto. ― Você tem óculos de sol para me emprestar?

         ―Tenho. ― sorriu. ― estão na segunda gaveta do closet.

         ―Obrigada. ― sorriu.

         A garota correu até o closet e dirigiu-se até a gaveta enticada por ele, abriu e deu de cara com vários óculos, um mais bonitos que o outro.

         ―Wow! ― exclamou admirada.

         Em uma olhada rápida ela escolheu um óculos de lente redonda e espelhada, e o colocou.  Analisou sua imagem no espelho e gostou do que viu. Deu uma ultima ajeitada em sua roupa e voltou para o quarto, onde encontrou Justin ajeitando  seu boné de aba reta com a sigla “LA” .

         ―Vamos? ― perguntou.

         ―É claro gatinha. ― sorriu de lado e passou o braço pela cintura dela .

                   ***

                  17 horas e 20 minutos

                            ( Casa do Toddy)

         Justin estacionou a Ranger Rover em frente a propriedade dos pais de Toddy, onde estava ocorrendo a festa. Do portão já era possível ouvir o som da musica alta. Os dois atravessaram o portão, que havia dois seguranças, e caminharam até a área onde havia um aglomerado de pessoas e musica alta. A piscina.

         Justin e Ashley estavam de mãos dadas e ambos procuravam pelas mesmas pessoas, Chris, Chaz e Ryan. Não precisou de muito esforço para encontra-los, afinal o numero de garotas que os rodeavam não tinha como confundir. Eles aproximaram-se deles.

         ―Pensei que não viriam mais. ― Chris falou eufórico enquanto beberricava uma bebida de um copo vermelho de plástico.

         ―Já está bêbado, mano. ― Justin debochou.

         ―Bêbado?  Eu? ―jogou as mãos para o alto e se fez de desentendido.

         Eles riram.

         ―Justin, eu vou trocar de roupa. ― Ashley falou baixinho. ― onde tem um banheiro?

         ―Tem um dentro da casa a segunda porta do lado esquerdo. ― Ryan falou.

         ―Ok. ― sorriu sem mostrar os dentes. ― Eu vou lá. ― deu um selinho rápido e afastou-se deles.

         Justin  hesitou em acompanha-la , mas foi impedido quando uma mão tocou seu ombro.

         ―Relaxa, mano. ―Chaz falou. ― ela só vai ao banheiro trocar de roupa. ― riu fraco. ― não tem nada de mais. Relaxa e bebe um pouco. ― lhe ofereceu um copo igual de Chris.

         ―Ok! ― aceitou o copo e respirou cansado.

                            ***

         A música ensurdecedora fazia quase que vibrar as paredes da casa, nesse momento tocava um dos eletrônicos da Tomorrowland. Ashley desbravava aquele mar de pessoas eufóricas, por conta das bebidas alcoólicas e drogas, que dançavam freneticamente. Subiu a escadaria chegando ao segundo andar rapidamente. O mesmo dava em um corredor cheio de porta.

         ―Segunda porta a esquerda. Segunda porta a esquerda. ― repetia para si mesmo enquanto caminhava até a porta desejada.

         Quando chegou de frente a ela girou a maçaneta e estava trancada. Deu dois toques esperando alguém responder, mas isso não foi preciso, pois a porta se abriu e de lá saiu Kimberly ajeitando seus longos cabelos loiros. Elas se encararam com cara de poucos amigos.

         ―Vejo que a rata veio conviver com pessoas normais. ― Kimberly falou em tom venenoso. ― Cuidado para quando entrar no banheiro não ser puxada para o esgoto. Sabe né, a origem fala mais forte. ― deu um sorrisinho cínico .

         Ashley não revidou e entrou no banheiro fechando a porta com força. Kimberly deu um sorrisinho vitorioso, pois havia conseguido irritar a garota. Dando mais uma ajeitada nos cabelos ela caminhou até a quinta porta do lado direito, na qual ficava o quarto de Toddy, e abriu sem cerimonias dando de cara com uma cena nada favorável.

         Uma garota ruiva estava ajoelhada fazendo oral em Toddy, enquanto o garoto gemia e  empurrava a cabeça da garota para frente, de modo a obter mais prazer. Kimberly limpou a garganta para que eles percebessem sua presença. Quando os dois ouviram a primeira a se assustar foi a garota, que se afastou rapidamente de Toddy e  começou a ajeitar os cabelos.

         ―Preciso falar com você. ― Kimberly falou encarando Toddy fixamente, enquanto o garoto arrumava o short.

         ―Eu vou indo. ― a garota, que à segundos atrás dava prazer a Toddy, falou e retirou-se do quarto rapidamente.

         ― O que você quer? ― Toddy falou de uma forma meio estressada.

         ―É hora de colocar meu plano em ação. ― encarou o garoto. ― Justin e a rata da biblioteca já chegaram.

         ―Você pretende fazer isso mesmo com a garota? ―ele passou as mãos pelos cabelos.

         ―Claro que sim. ― respondeu como se fosse obvio. ― Eu vou reconquistar o Justin de qualquer jeito. ― falou decidida. ― Agora eu quero saber se você tem o negocio?

         ―É claro que eu tenho. ― riu de lado. ―Mas como você pretende dar isso a ela? Johnny é inocente, mas não é boba. Ela n~]ao vai aceitar extasse assim de boa.

         ―Nenhum idiota faria isso, seu tolo. ― bufou impaciente. ― é por isso que você vai dar um jeito de colocar isso na bebida dela. ― deu um sorriso malicioso.

         ―Ela vai ficar muito louca. ― Toddy riu. ― mas o que eu ganho com isso? ― a encarou.

         ―Eu vou arrastar o Justin  para cama  nem que for bêbado, e é de extrema importância que você apareça com a ratinha na hora, assim ela desistira dele. Conheço esse tipo de gente, é orgulhosa demais e não vai aceitar a traição assim tão fácil. Lembra do baile? ― perguntou e riu.

         ―Como não lembrar? ― riu de volta. ― Mas você ainda não respondeu o que eu ganho com isso. ― a encarou.

         ―A ratinha vai ficar muito abalada com a cena que vai presenciar. ― Kimberly falou em um tom inocente. ― e você vai se fazer de bom moço. ― começou a se aproximar do garoto. ― vai consola-la e quem sabe consegue tirar o cabaço dela. ― deu dois tapinhas de leve na face dele.

         ― E o que te faz pensar que o Justin já não fez isso? ― arqueou as sobrancelhas.

         Ela riu debochada.

         ―Tenho minhas fontes, querido. ― sorriu de lado. ― pelo que eu sei a ratinha está fazendo cu doce e está deixando o velho Bieber na mão. ― mordeu o lábio inferior. ― e é aí que eu entro. ― o encarou nos olhos. ― Justin na seca a meses e não vai resistir a uma boa foda sem compromisso.

         ―Duvido. ― Toddy riu pelo nariz. ―ele está muito apaixonado por ela e não vai trai-la tão fácil assim. Ainda mais com você. ― apontou para a garota.

         ―É isso que veremos, meu caro. ― riu de lado. ― Só faz sua parte, que eu faço a minha. ― deu uma picadela. 


Notas Finais


eu juro que ia colocar as tretas tudo nesse cap, mas ficou grande demais.
Para os que estão esperado pela consumação , ela esta vindo. Está proxima. enquanto isso curtam as tretas que viram #comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...