História Veela - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Camila Cabello, Colegial, Justin Bieber, Mitologia, Veela
Visualizações 1.716
Palavras 2.057
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Enfim te encontei.


 8 horas e 40 minutos, domingo.

         (casa do Bieber)

 

         O jovem Bieber estava totalmente perturbado com essa historia de veela que chegou a pegar o um livro na biblioteca que falava sobre o assunto. E temos que admitir que ele estava cada vez mais assustado.

         ― porra! ― exclamou olhando para o livro. ― eu vou ter que servir de capacho pra uma garota? ― encarou o livro.

         A parte que ele leu dizia que as veelas fazem de tudo para ver sua parceira feliz. Não gosta de vê-la chorando ou sofrendo.

         Ele voltou a ler quando dava um gole em seu suco.

         ― porra, eu estou fudido mesmo. ― falou lendo outra parte do livro.

         A mesma dizia que a beleza adquirida não funciona com o parceiro. Isso complicava ainda mais as coisas.

         ― ah, não. Esta de brincadeira. ― falou mais uma vez. ― eu posso virar o capiroto? ― falou assustado.

         As veelas quando irritadas ou coisa assim ela se transforma em um pássaro meio humano. Com isso adquiria assas, bicos afiados, e garras. O garoto estava ainda mais assustado.

         ― eu o que? ― aproximou mais do livro para ver se era mesmo isso que estava lendo. ― tem que marcar a pessoa agora?

         Quando a veela acha seu parceiro é importante que faça a marcação e consumação, para que seu parceiro crie uma ligação forte entre os dois e ambos tenham uma vida duradoura e se tornem a imagem e semelhança um do outro.

         ― hm, dessa parte eu goste. ― riu de lado lendo o final do paragrafo.

         A consumação era feita através do acasalamento, mas falando na linguagem atual, sexo. E para uma veela amante isso era mais do que essencial.

         ― mas onde ela esta? ― falou jogando o livro para o lado e encarando o nada. ― será que é a garota do sonho? ― falou pensativo.

        

                   11 horas e 5 minutos, segunda-feira.

                   ( Biblioteca de Tiger school)

                  

                   ― olha isso. ― Justin jogou o livro em cima da mesa onde seus amigos estavam sentados.

         ― está interessado na sua historia agora? ― Chris debochou.

         ― aqui está dizendo que eu tenho que marcar a garota. ― apontou para a parte que estava escrita.

         ― é realmente. ― Chaz falou lendo. ―mas vamos ao que interessa, você já começou a procura-la?

         ― eu tenho sonhado com uma garota. ― sentou em uma das cadeiras vagas. ―e eu acho que é ela. Eu sinto o cheiro dela em toda a parte.

         ― essa é a garota que você havia falado? ―Chaz perguntou.

         ― sim. ― confirmou. ― e algo me diz que ela estuda aqui, por que no dia do jogo eu senti o cheiro dela. ― falou.

         ― então foi por isso que você fez aquilo? ― Ryan questionou. Ele assentiu.

         ― será que é a Kimberly?― Chris pergunta.

         ― eu acho que não. ― Justin negou. ― a garota tem cabelos castanhos. Eu vi no sonho.

         ― uma coisa que me intriga. ― Ryan falou. ― da onde você herdou esse negocio de Veela? Eu li na internet e vi que passa de mãe para filho ou coisas do tipo.

         ― será que a Kath é uma veela? ― Chris falou. ― ela é gostosa. ― sorriu de lado.

         ― para com isso. ― Justin deu um tapa na cabeça do garoto.

         ― não dá para ser a Kath. Veelas tem cabelos loiros claros e olhos azuis. ―Chaz falou. ― e ela tem cabelos vermelhos e olhos escuros.

         ― então da onde veio? ― Ryan questionou olhando para Justin.

         Justin se manteve calado olhando para os amigos. Poucos sabiam, mas ele não era filho biológico de Katherine e James. Ele fora adotado quando ainda bebê. Os pais adotivos do garoto o tratava muito bem, mas não tocavam no assunto dos pais biológicos. E Justin não se interessava em saber quem eram os mesmos.

         ― eu não sei. ― Justin respondeu e se levantou. ― eu vou embora, estou atrasado para a aula de literatura. ― pegou sua mochila e começou a quadrar o livro.

         Mas algo fez com que ele parasse, era o cheiro de flores do campo novamente, ela estava perto.

         ― ela está aqui. ― Justin falou farejando o ar.

         ― ela quem? ― Chaz perguntou olhando para os lados.

         ― a garota do sonho. ― falou e jogou a mochila em cima da mesa.

         Justin saiu por entre as prateleiras da biblioteca a procura da dona do cheiro, mas quanto mais corria, mais distante o cheiro ficava. Até que desapareceu por completo.

         Ele se encostou em uma das prateleiras de livros e bufou frustrado. Mais uma vez ele havia perdido sua garota de vista, e isso estava frustrando-o cada vez mais.

         Foi voltando para onde estavam seus amigos, o garoto andava com os ombros encolhidos e cabeça baixa.

         ― eai, achou? ― Chris perguntou.

         ― não. ― Justin falou frustrado e sentando em sua cadeira.

         ― não fica assim, mano. ― Ryan deu um tapa fraco nas costas do amigo. ― você vai encontra-la.

         ― É mano. ― Chaz concordou. ― aliais, eu estou com alguns livros sobre esse assunto na minha casa, se quiser passar lá depois da escola, está tudo ok.

         O garoto somente assentiu e abaixou a cabeça.

                  13 horas e 45 minutos

                   (estacionamento de Tiger High)

        

― então, já decidiu? ― Chaz perguntou para Ashley enquanto os dois andavam pelo estacionamento.

― sim, já fiz alguns cálculos com o projeto que você me deu. ― falou ajeitando os óculos. ― acho que dará para fazer bastante coisa hoje.

― excelente. ― Chaz sorriu. ― vamos, meu carro está logo ali. ― segurou a mão da garota e começou a puxa-la até seu carro.

Ashley olhou suas mãos nas do Chaz e em seguida olhou para os lados. Será que alguém está vendo? ―pensou.

― não, não. ― falou quando estavam perto do carro do garoto. ― eu vou no ônibus da escola.

― de jeito nenhum. ― o garoto recusou. ― esse ônibus não passa no meu bairro, vai por mim. E você teria que andar muito e com toda a certeza iria se perder. ― cruzou os braços. ― então você vai comigo.

A garota assentiu e entrou.

― eu te levo em casa depois. ― falou colocando o cinto de segurança.

― ok. ― confirmou. ― eu só tenho que avisar meus pais que não volto para casa agora.

Ele assentiu. Ashley abriu sua mochila e procurou pelo seu celular, mas quando foi para desbloquear a teça viu que o mesmo estava descarregado.

― droga. ― resmungou.

― o que foi? ― Chaz tirou os olhos rapidamente da estrada e olhou a garota.

― sem bateria. ― mostrou o celular.

― liga do meu. ― falou tirando seu Iphone do bolso da calça. ― pode desbloquear direto, está sem senha.

Assentiu e pegou o mesmo. desbloqueou e não conseguiu deixar de notar o papel de parede do garoto. Era uma foto na praia, ele estava sem camisa, só de bermuda, e abraçado com uma mulher, a mesma estava só de biquíni e era muito atraente.

― sua namorada? ― perguntou.

― hã? ― perguntou confuso. Ashley mostrou a foto. Ele riu e balançou a cabeça. ― não, essa é minha mãe. Tiramos essa foto nas férias de verão do ano passado.

― atá. ― falou baixo. ― ele é muito bonita. ― elogiou.

― obrigado. ― falou olhando para a estrada.

Ashley discou o numero da sua casa e esperou alguém atender.

―Alô, mãe?

― sim, filha.

― eu estou ligando para avisar que eu não volto para casa agora.

― e por que não?

Olhou para Chaz de relance.

― tenho que fazer um trabalho de robótica.

― ok! É na casa do Malk?

― sim, é na casa do Malk.

― manda um abraço para ele então, ok?

― ok, beijos.

Desligou o celular e entregou para Chaz.

― obrigada. ― agradeceu.

― por que mentiu? ― sorriu de lado.

― para tranquiliza-la. ― torceu os lábios.

― ok! ― deu de ombro e parou em frente ao portão de sua casa. apertou um botão dentro do carro e o mesmo se abriu. Não demorou e entrou.

Ashley ficou maravilhada com a beleza da casa. A mesma era bem grande, tinha uma linda área verde pelo lado de fora e madeira.

― chegamos. ― parou o carro em frente da casa. ambos saíram no mesmo.

Eles caminharam juntos até a porta da mesma e logo em seguida Chaz abriu-a.

― lar doce lar. ― Chaz falou ao entrar. ― vem, meu refugio é por aqui. ― falou.

Eles foram caminhado pela casa até chegar a uma escada, debaixo dela havia uma pequena porta branca, Chaz abriu-a revelando uma escada escura. Ele acendeu a luz.

― primeiro as damas. ― apontou para escada.

Ashley começou a descer e Chaz logo atrás. Ela estava com muito medo e seus passos eram cuidadosos. Quando terminaram de descer as escadas Chaz passou em sua frente e ligou um interruptor que fez todo o ambiente se clarear.

O lugar era incrível. O porão era repleto de maquinas, peças, balcão para montagem. Enfim, era uma perfeita oficina.

― bem-vinda ao meu refugio. ― Chaz falou olhando para a garota enquanto andava de costas. ― vem. ― fez sinal para que ela se aproximasse. ― pode por suas coisas aí. ―apontou para um sofá e jogou sua mochila no mesmo.

Ashley colocou sua mochila do tal sofá e caminhou até o garoto lentamente.

― se quiser tirar o casaco pode ficar a vontade. ― falou enquanto tirava o seu. ― mesmo com o ar condicionado aqui é um pouco quente. ― jogou a mesma no sofá.

A garota assentiu e tirou seu casaco rosa. Colocou juto com suas coisas.

― vem. ― chamou.

Ela caminhou até o garoto. Ele sentou em um banco alto e a puxou para perto dele de modo que ela ficasse entre suas pernas. Um arrepio subiu pela pele da garota e ela pensou que ele tentaria algo com ela.

― segurança tem que vir em primeiro lugar. ― falou tirando o óculos da garota e colocando um especifico para trabalhar com aquele tipo de coisa.

― tem grau? ― perguntou.

― sim. ― confirmou. ― comprei para você, já que você usa óculos. ― deu de ombros.

Agora a garota estava confusa, por que motivos ele compraria um óculos especialmente para ela?

― mãos a obra? ― o garoto falou tinrando-a de seus pensamentos.

14 horas e 30 minutos

   ( casa do Chaz)

Ryan e Justin tinham acabado de entrar na propriedade dos Somers, ambos vieram com o intuito de pegar os tais livros que Chaz havia falado.

― eu estou ficando totalmente perturbado com essa historia. ― Justin reclamou com o amigo. ― eu vejo era em toda parte, sinto o cheiro dela em praticamente todo  lugar. ― esfregou o rosto com força.  ― eu vou ficar louco desse jeito.

― Mano, talvez isso seja sinal de que ela está muito perto. ― Ryan falou enquanto entravam na casa.

― tomara que seja. ―bufou. ― eu não estou conseguindo nem transar com outras garotas por causa disso. Essa droga de Veela não deixa. ― falou irritado.

― você está fodido, irmão. ― Ryan riu.

Justin parou no meio da sala  como se estivesse hipnotizado. Farejou o ar novamente, era o cheiro dela, ela estava dentro dessa casa.

― ela está aqui. ― falou em um tom de voz grossa.

― estou começando a pensar que essa garota é o Chaz...

Justin não terminou de ouvi o que o amigo estava dizendo e logo começou a correr na direção do cheiro.

― ei, me espera. ― Ryan falou e começou a correr atrás do garoto.

Justin abiu a porta que havia debaixo da escada rapidamente e desceu as escadas rapidamente. Seu amigo tentava acompanhar o amigo, mas estava sendo difícil. Ryan só conseguiu alcançar Justin quando viu o mesmo parado na escada encarando a oficina, para ser mais especifico duas pessoas, Chaz e Ashley.

― o que aconteceu? ― Ryan perguntou ofegante.

― o cheiro vem dela. ― falou de olhos fechados.

― tem certeza? ― assentiu. ― isso é bom, não é? ― encarou Ashley com Chaz.


Notas Finais


ele a encontrou... agora se prepare para a treta kkkk

comentem o que acharam

daqui a pouco tem cap novo
bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...