História Vegeta e Bulma : O Improvável Amor. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bulma, Chichi, Gohan, Goku, Kuririn, Mestre Kame, Vegeta, Yamcha
Tags Amor, Bulma, Dragon Ball, Romance, Vegeta
Exibições 108
Palavras 1.121
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olaa pessoal !

Antes de tudo gostaria de agradecer pelos comentarios megas gentis de apoio.

fiquei muito contente mesmo !

Agora outro recado : infelizmente voltei a usar o 3g porque estou mudando de casa e to sem wifi. Entao posso vir a demorar a postar os capitulos , ou ate mesmo a responder os comentarios e mensagens.

Mas por favooor nao parem de comentar !

Quando tenho tempo , forço a internet , e consigo responder todos !

E outra : Tive alguns problemas de saude. entao por favor me perdoem se nao estou me saindo muito bem. Nao gosto de demorar a publicar pois sei como é esperar ansiosamente por um novo capitulo. Ate porque eu leio muitas fics daqui.

Sem mais delongas , vamos ao capitulo de hoje. Bjooos !

Capítulo 12 - Brigas



Quando acordei naquela manha gélida, demorou até que eu caisse na real e entendesse que tudo que houve na noite anterior nao fora apenas sonhos intensos e selvagens.

Em meio ao sono , acabei pensando que tudo nao havia passado de imaginaçao da minha cabeça , ja que o protagonista de cenas tao quentes nao estava deitado ao meu lado.

Onde ele estaria ?

Bufei , cansada.

- Ele é mesmo um cretino - resmunguei - Nem pra me levantar ou sei la , me esperar acordar...

Levantei me sentindo estranhamente cansada. parecia que eu havia lutado a noite inteira com alguem muito mais forte que eu, embora com outras palavras fora isso mesmo que acontecera.

Sentindo minhas costas protestarem , voei para o banheiro , louca pra tomar um banho.

O meu reflexo nao podia estar pior. as olheiras imensas , o rosto corado com as lembranças da noite anterior , e o corpo totalmente dolorido.

Nao que eu tivesse porque reclamar. eram dores que valheram muito a pena.

Nao demorei a sair do banho e me vestir. estava ávida para ver meu principe , embora um pouco furiosa tambem.

Odiava acordar sozinha depois de uma noite acompanhada. aquele sayajin maluco nao tinha um pingo de decencia !

Depois de escovar meus cabelos , sai pelo corredor com um belo palpite de onde o sayajin devia estar.

Nao demorou muito até que eu chegasse as portas da cozinha , e la estava ele, comendo como se nunca tivesse visto comida em sua frente.

Me aproximei  com a cara fechada e me sentei na cadeira em frente a sua.

- Bom dia - rosnei friamente

- Que cara é essa ? - falou ele com a boca cheia - Ta derrotada.

- Obrigada pelo elogio - resmunguei - Muito gentil. Quando eu quiser alguem pra me dar um apoio moral ja sei pra onde correr.

- Disponha - zombou ele.

Fechei a cara mais ainda , resolvendo ignora lo.

Vegeta me observou calado por alguns segundos.

- Oque foi , mulher ? - perguntou intrigado

- Nada - respondi seca

- Para de cena e fale logo ! - exigiu ele

- Porra Vegeta - explodi - Custava voce me chamar , ou pelo menos me esperar ?

Ele me olhou confuso .

- Esperar pra que ?

Me preparei para um discurso, mas desisti quando me lembrei quem Vegeta era.

- Ah.. quer saber ? - falei levantando da mesa - To sem fome! bom dia pra voce !

- Essas humanas sao tudo malucas ou so voce é assim ? - cuspiu ele

- Todos os sayajins sao ogros ignorantes ou so voce é assim? - esbravejei

- Voce nao reclamou da minha ignorancia ontem - falou ele sorrindo maliciosamente.

Corei , mas nao me dei por vencida.

- Como eu te disse , estou de saida - resmunguei - Fica ai com toda sua ... ignorancia.

Antes que eu pudesse virar as costas pro sayajin , ele me puxou com força , me fazendo sentar em seu colo me envolvendo em seus braços.

- Tem certeza que esta de saida ? - sussurrou ele

- Sim estou Vegeta . Nao adianta me bajular nao...

- Tem ninguem aqui te bajulando ! - reclamou - Ja acorda procurando confusao mulher, oque foi que eu fiz ?

- Deixe me ver  - zombei - Nasceu. ah , veio pra Terra... oque mais ?

Vegeta grunhiu tirando as maos de minha cintura e virando a cara.

- Depois eu que sou o ignorante - rosnou.

- Vege... ah me desculpa Vegeta - falei chateada - Nao queria te magoar ...

O principe rosnou.

- Guerreiros nao se magoam , nao fale bobagens !

- Voce poderia ser um pouco mais gentil agora ne ...

- Porque ? - murmurrou ele - Oque tem agora ?

- Como assim "oque tem agora" - bufei - Se estamos juntos...

- Juntos ? - rugiu ele - Ta falando do que ?

Revirei os olhos , entendendo seu descaso pelo assunto. Alias , eu duvidava muito que Vegeta tivera uma relaçao um dia para entender certas regras.

- Deixa pra la , nao precisamos entrar nesse assunto agora - cedi - Mas oque falei ja esta valendo !  Mais gentileza comigo.

- Voce so abre a boca pra falar ladainhas inuteis - rosnou ele - Tem louça na pia nao mulher?

- Deixa de ser machista , Vegeta - gritei - pode me soltando ! Que tipo de principe trata uma mulher assim?

- Mulherzinha chata , para de se ofender com tudo ! - esbravejou o sayajin fechando ainda mais a cara - Por isso que voces sao fra...

- Esse discurso de novo ? - gritei - Somos fracos , nao precisa ficar jogando na cara todo maldito momento !

- Pelo menos você assume, insolente.

- Pois é . Mas oque dizer de um bando de fortoes retardados ? - debochei - Vivem treinando pra ficarem fortes , mas so conseguem ficar mais chatos e inuteis.

Na mesma hora Vegeta se levantou , me empurrando pra longe.

- Nao va pensando que eu nao te mato , garota - ameaçou furioso - Cuide da sua lingua !

- Ah , que foi , se ofende por tudo tambem ! - reclamei

-Tenho mais oque fazer do que ficar de conversinhas com uma garotinha mimada - rosnou Vegeta , e o olhei magoada - Nao me procure por hoje. minha paciencia se esgotou pro seu lado.

Dei de ombros , fingindo nao me abalar.

- Nao preciso procurar voce - respondi - Voce que vai vir atras de mim.

Vegeta riu da sua maneira fria e cruel.

- Entao espere, insolente - rosnou me dando as costas - E vai morrer esperando.

Por mais que eu duvidasse da veracidade de suas palavras , me segurei para nao ir atras do sayajin quando ele saiu apressado da cozinha.

Nao era a minha intençao provoca lo , nem ao menos ofende lo. so havia falado para me defender.

Eu via o seu esforço para se superar. e admirava muito aquela capacidade inacreditavel que ele tinha.

força de vontade era algo que nao lhe faltava, era fato.

Bufei, me xingando mentalmente.

Agora Vegeta faria de tudo para ficar longe de mim , e pelo meu orgulho eu faria o mesmo.

quem iria ceder ?

Por mais que meu coraçao ja fraquejasse so de pensar nele , decidi a manter minha dignidade.

Ele me procuraria.

Eu sabia que por maior que fosse seu orgulho, seu desejo por mim falaria mais alto. e eu faria de tudo para que ele cedesse.

E ele cederia. Eu tenho certeza.


Notas Finais


Desculpem qualquer coisa...

Bjoos e aguardo a opniao de voces nos comentarios! Quem vai ceder ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...