História Vegeta e Bulma : O Improvável Amor. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bulma, Chichi, Gohan, Goku, Kuririn, Mestre Kame, Vegeta, Yamcha
Tags Amor, Bulma, Dragon Ball, Romance, Vegeta
Exibições 122
Palavras 992
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Genteeee ...

La vem mais.

e por favor , nao deixem de comentar , eu fico muito contente!!

De todo o coraçao , grandes beijooos !!

Capítulo 8 - Marcas.


Novamente , Vegeta passou a me ignorar. Era sua forma de me dizer que eu o havia irritado em limites inaceitaveis , e o principe simplesmente fingiu que eu nao existia por quase uma semana .

E assim , a cada dia que se passava eu me sentia mais sozinha ainda .

Certa noite , resolvi largar os trabalhos na corporaçao e sair pra esquecer os problemas e a solidao.

Meus pais ja tinham ido visitar o amigo a alguns dias , e ficariam por la por mais uma semana.

A casa estava estranhamente silenciosa e fria , e isso so me deixava mais depressiva.

Subi para meu quarto e escolhi o vestido mais bonito que eu tinha. Assim que terminei de tomar banho e ia começar a me vestir , o alienigena louco que morava na minha casa abriu a porta com um chute e entrou no meu quarto sem pedir licença.

Estranhamente , dessa vez nao me assustei com suas apariçoes repentinas. Apenas o olhei com curiosidade , enquanto apertava mais forte o laço do meu ropão.

- Os robôs pararam de funcionar , eles sao fracos demais ! - gritou ele , pouco se importando que estava dentro do MEU quarto , e eu estava apenas com um roupao me cubrindo .

Sinceramente , aquele sayajin era um ogro !

- Vegeta , voce passou quase uma semana inteira me ignorando e agora vem falar comigo na maior cara de pau? - perguntei cruzando os braços

- Eu nao estou aqui pra conversinhas nao, mulher ! - gritou ele - anda , desce e conserta aquelas latas!

-  Eu nao sei se voce reparou - falei ainda muito calma - mas eu estou a ponto de me vestir pra sair. Sera que voce me daria licença ?

A cara que Vegeta me olhou me fez querer correr dali o mais rapido possivel , mas me mantive firme .

- Voce vai consertar aquilo la primeiro , terraquia ! - grunhiu ele - deixe suas safadezas pra depois !

Ri ironica.

- Nao , senhor principe , as minhas "safadezas" nao podem esperar.

Bom , eu deveria ter corrido antes mesmo.

Transtornado e furioso, Vegeta pegou o meu braço e praticamente me arrastou porta afora .

- Para , ta me machucando ! - gritei enquanto o estapiava com a mao livre.

- Fique feliz por isso - rugiu ele apertando mais ainda meu braço - melhor um machucado do que a morte !

Ele desceu as escadas me arrastando , e por mais que eu reclamasse e gritasse , ele se mantinha firme e me levava junto com facilidade .

Mas é claro. Monstros que podiam levantar carros , nao iam arrastar uma mulher leve e fragil como eu ?

- Para Vegeta , ta doendo ! - falei chorosa , quando ele me apertou ainda mais assim que minha unha acertou seu rosto - ta machucando , voce vai quebrar meu braço!

E por incrivel que pareça , ele afrouxou o aperto , como fez alguns dias atras com o meu pescoço. Eu nao tive tempo de ficar agradecida , porque assim que chegamos na porta da camâra de gravidade ele me atirou dentro da sala sem nenhum cuidado , e por pouco nao cai de cara naquele chao frio.

Olhei pro meu braço , analisando o estrago que aquele idiota fez . Estava vermelho , e seus dedos ainda desenhados na minha pele branca. Podia ser pior  . Ele podia ter arrancado seu braço fora.

Se tinha uma coisa que eu odiava era manchas na pele , e meus olhos lacrimejaram de ódio daquele maldito homem .

Magoada , olhei para Vegeta que estava parado em minha frente , como se esperasse que eu o xingasse de todos os nomes possiveis .

Era oque eu iria fazer mesmo , mas desisti assim que me dei conta de uma coisa que sempre esteve na minha cara , e eu nao quis enxergar.

Vegeta era o monstro que ia matar meus amigos .

O monstro que ia acabar com a Terra.

Que ia acabar comigo.

E mesmo assim , meu coraçao pulava como um adolescente quando via aquele sayajin sem blusa , os olhos cruéis profundos e misteriosos o corpo de dar inveja a qualquer homem no mundo.

Me senti a mais idiota das mulheres , uma traidora , logo eu que lutei tanto pelo que era certo e bom.

Eu estava ficando louca. Sera que a maluquice daquele sayajin era contagiosa ?

Em silencio , deixei as lagrimas que ja ameaçavam cair borrar o meu rosto que com tanto cuidado maqueei. Virei de costas pra Vegeta e peguei as ferramentas necessarias para consertar os robôs jogados no chao .

Era uma pena eles nao terem arrebentado a cara daquele idiota .

Vegeta apenas ficou ali , parado olhando oque eu fazia.  Sem lhe desferir uma palavra , nao demorei a terminar , e me levantei para sair o mais rapido possivel daquela sala.

- Porque voce esta chorando?- perguntou ele derrepente , me fazendo petrificar no mesmo lugar.

A porta esta a apenas alguns passos , pensei. Saia logo dai , ignore o. Mas quem disse que o coraçao ouve a razao ?

- Porque voce é um idiota , Vegeta - falei soletrando cada palavra - porque nao percebe que eu gosto de voce , e tudo que voce faz é me maltratar. Nao precisa agir dessa forma o tempo todo , é so me pedir e eu venho , porque nao sei se voce reparou , mas eu faria tudo por voce !

E antes que eu ouvisse mais uma gracinha daquele imbecil, corri ate a porta e a abri , saindo de la sem olhar para tras.

Eu nao ia mais chorar por um sayajin maluco e insensivel.

Eu ia colocar meu vestido e sair , mesmo que ja fosse altas horas da madrugada !


Notas Finais


Até logo !!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...