História Vendida - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Tags Miraculous
Visualizações 401
Palavras 1.304
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Capítulo 3


Mari on:

Quando acordei estava.........NUA, me lembrei oque aconteceu na noite anterior. Na hora que comecei a sentir prazer, e a gostar pedia para ele ir mais rápido....... Mas, agora....... Me cinto suja, vulgar, eu deveria ter resistido, deveria ter lutado para que não acontecesse o que aconteceu. Estou me sentido mal, não era isso que eu queria para minha primeira vez...... É as palavras dele ficam martelando na minha cabeça...... minhas palavras. "Eu te amo" como ele pode me amar? Nós conhecemos ontem e se ele me 'amasse' não teria feito isso. "Mais rápido Adrien" eu pedia para ele "Mais..... rápido....ah.....ah....mais..... fundo.......Adrien" "Está gostando princess?"  seus beijos.... O QUE? Foco Marinette ele te estuprou. Não posso pensar nos seu beijo, nos seus lábios macios com gosto de menta. Seus olhos... e que olhos. Não, não pode ser eu estou? Não eu não posso estar posso? Eu não posso estar apaixonada pelo Adrien, ou posso?  

Meus pensamentos foram interrompidos quando alguém abre a porta era ele........ Adrien.

Minha respiração começou a acelerar a medida que ele se aproximava de mim com aquele olhar profundo dele. E eu comecei a piscar mais quando ele chegou a centímetros de mim. Quando se aproximou o máximo possível, ele estava com uma badeja cheia de comida. Ele coloca a mesma na mesa do quarto.

 

- Você está bem princesa? Você está tremendo.... - Comentou ele.

- Eu quero ir embora. - Afirmei

- Você não vai. - falou ele. - Você e minha. Só minha. - falou ele me abraçando e roçando seus lábios em meu pescoço.

- Você...... - Você já teve de mim o que queria. - Me olhou serio.

- Você e MINHA propriedade. Minha e só EU posso tocó-la, beija-la.

- E isso que eu sou para você? Uma propriedade, um objeto, um brinquedinho que você usa e depois de um tempo joga fora.

- Você não é um objeto para mim. Agora come que você vai servi as mesas no cabaré.

- .... N-no cabaré?

- E agora come logo vadia. - Não sou um objeto mais sou uma vadia.

 

~~~Quebra de tempo~~~

 

Tomei banho e me vesti e esperei até Adrien chegar, para me levar ao cabaré, não queria ir, mais não tinha escolha, sou a propriedade do Adrien. Por mais que me doa admitir sou dele, sou um 'objeto'. Fui interrompida de meus devaneios quando Adrien chegou.

 

- Você sabe dançar? - Assinto. - Ótimo. Você vai dançar essa noite vai fazer um strip. Toma essa máscara Ladybug.

- Ladybug? Strip?

- Você não quer que alguém saiba que você e uma striper, né? A máscara e o codinome são para ninguém a reconhecer.

 

1 mês depois.......

 

Depois de um mês como striper, o cabaré lota todas as noites essa noite ele não abrirá pois o amigo do Adrien vai voltar de lua de mel com a esposa. Adrien vem me deixando no quarto trancada faz duas semanas. O único que me entedia era o Nathan, estava conversando com ele.

 

- Terra chamando Marinette.... Marinette você está ai?

- Ah...... Estou sim, só estava tentando entender por que...... - Fui interrompida quando Adrien entra no quarto.

- O que faz aqui Nathanaël? Deixe me a sós com Marinette. - Nathan sai e Adrien tranca a porta. - O que estava falando com esse tomate?

- Não e da sua conta!

- O que está acontecendo com você Marinette, você não era assim, você está se comportando como.....- Ele fala alterando o tom de voz. O interrompo 

- Como uma vadia? Você deveria estar feliz estou me comportando como sempre você quis. "Você vai ser a vadia mais cobiçada de toda a Paris" essas foram exatamente as palavras que você usou. E agora eu sou, e devo tudo graças a você. - Ele segura meus pulsos com força.

- Marinette, eu quero você, a mesma garota doce de antes.

- Que lindo. Vai chorar?

- Não!

- Vai me bater? - falei com um sorriso sínico.

- Se eu quisesse te bater, já teria batido! - Afirmou apertando mais os meus pulsos.

- Me solta! - Falei quase chorando.

- E claro! - Ele fala e me tranca no quarto.

 

Me sentei na cama e tender o que estava acontecendo comigo.

 

Flashback:

 

- Você será a vadia mais cobiçada de toda Pari. - Afirmou Adrien

- Você quer mesmo que eu seja a vadia mais cobiçada de Paris? - Ele assente. - Então assim sera.

 

Eu dançava, e tirava minha roupa até ficar só com roupas intimas, nunca passei disso mais um dia um dos clientes me chamou para o quarto. "Vamos lá Ladybug eu te pagarei muito bem" "Está bem Felix". Felix sempre me dera muitas gorjetas mesmo eu só ficando de roupas intimas. Foi só uma vez que deitei com ele. Na manhã seguinte Adrien me olhou triste, decepcionado. Ele me puxou até 'nosso' quarto e começou a gritar.

 

- PORQUE FEZ ISSO, MARINETTE? - Ri cinicamente.

- Não era isso que você queria? - continuei a rir, ele me olhou com decepção. - NÃO ERA ISSO QUE VOCÊ QUEIA, ADRIEN. VOCÊ QUERIA QUE EU FOSSE A VADIA MAIS COBIÇADA DE PARIS. É AGORA EU SOU, A VADIA/PROSTITUTA LADYBUG. - sinto meu rosto arde , ele me deu um tapa.

- Mari.....Marinette me perdoe eu não queria te bater. Eu só.... quero minha princesa de volta.

- 'Sua princesa' não existe mais Adrien. Você deveria estar feliz com isso. Não sou mais aquela pobre e fragil garota que você ganhou de presente. Não sou mais aquela estupida.

- Você não era estupida Marinette, foi por aquela doce garota por quem me apaixonei não por você.

- Você se apaixonou por uma fraca.... uma imbecil, que levava desaforos.... agora ela não existe mais.... agora quem existe sou eu..... a fria, e sem sentimentos Ladybug.

 

Flashback off:

 

Desde aquele dia fico trancada ele se apaixonou por mim. Digo pelo antigo eu. Eu queria ter dito a ele que o amo também mais o orgulho estava falando mais alto. Eu não estou feliz com essa "nova" Marinette. Eu quero voltar a ser a "antiga" Marinette. A quela por quem Adrien se apaixonou. 

Já estava amanhecendo estava andando pelo quarto e escutei a voz de Adrien.

 

- Ela esta bem? - perguntou Adrien a Nino.

- Ela parece bem. Ela comeu e ouvi o chuveiro ligado......- Fala Nino. - Adrien ela parece triste.

- Ah, é? - Ele suspira. - Eu fui um idiota ontem a noite. - "concordo" pensei. - Eu só queria a minha princesa de volta.

- Eu também queria minha velha amiga de volta. 

- Alya, preciso de um favor. Veja se os pulsos dela estão roxos. Nunca vou me perdoar se estiverem roxos.

 

Meus pulsos estão roxos, mas não queria que ele se sentisse culpado. Então passei maquiagem para esconder. 

Estava deitada pensando em meu comportamento de ultimamente quando ouvi a porta se abrindo. Fechei os olhos e fingi estar dormindo. Ouvi a porta se fechando, e alguém se aproximando.

 

- Eu vou acabar te perdendo........ - Adrien fala, pelo tom de sua voz ele estava chorando. - Você e tão linda, eu te amo. E por minha culpa você está assim. Por minha culpa você se sente uma qualquer. Seus pulsos ficaram roxos..... Me perdoe minha princesa.

- Só se você me perdoar.... pela maneira que venho agindo. Adrien....... Adrien eu te amo..... eu...... - fui interrompida por um beijo. Ah, como senti falta de seus lábios com sabor menta, de seus toques. Senti falta de você dentro de mim. Você só esteve dentro de mim uma vez e por eu ter me sentido muito mal por isso.... Você prometeu: "My princess, eu prometo que não irei te tocar, te beijar e te-la para mim até você pedir."


Notas Finais


Então foi isso espero que tenham gostado.
Bjs da Lu.........


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...