História Venha Comigo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, Ian Somerhalder, Pretty Little Liars, Shawn Mendes
Personagens Aria Montgomery, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Ian Somerhalder, Lauren Jauregui, Mike Montgomery, Normani Hamilton, Shawn Mendes
Tags Camila Cabello, Camren, Drama, Lauren Jauregui, Romance, Yuri
Visualizações 81
Palavras 3.086
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Orange, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - O que está acontecendo com você Lauren?


“A pior coisa no destino é quando ele acontece. Nunca estamos preparados para ele ou o que está por vir, às vezes, é complicado, outras vezes, vem da melhor maneira possível, a questão é que o destino é uma puta obra da nossa vida fodida que faz algo chocante cair sobre nós, independentemente do que ou quem seja, um ótimo exemplo de destino é como conhecer uma pessoa que você já sentia que conhecia, talvez em outra  vida, talvez seja simplesmente um sentimento que você sentiu assim que a viu, amor à primeira vista talvez também seja uma ótima forma de descrever o destino, quer dizer, se você não tivesse encontrado aquela pessoa, naquele justo lugar trivial em que você sempre costumava passar..."

Apagar.

“A vida é complicada, quando você pensa que as coisas ao seu redor estão ótimas, você só perceber que estava tudo errado quando a vê, você sente que não estava completa, mas agora, de alguma forma, está ..."

Apagar.

Lauren colocou a mão sobre a testa e começou a fazer movimentos circulares sobre ela, já fazia algum tempo que ela não escrevia nada, a exatamente três dias, desde que viu Camila pela primeira vez, por alguma razão, ela não conseguia se concentrar em mais nada, seu chefe teve que colocar uma substituta para ela enquanto uma nova coluna ainda não saia.

___O que está acontecendo com você Lauren? Já fazem três dias que você não me entrega nada, eu sinto muito dizer isso, mas mesmo que você seja uma das minhas melhores colunistas, eu não vejo outra opção a não ser substitui-la – seu chefe falou parecendo tão confuso quanto Lauren quando ela o avisou que não havia escrito nada para sua coluna.

O que estaria acontecendo com ela? ela sempre foi tão dedicada e as palavras sempre eram pensadas perfeitamente em sua cabeça e depois simplesmente digitadas, então porque agora era diferente? E mesmo que ela conseguisse escrever alguma coisa, tudo saia errado, tudo saia clichê demais, Lauren odiava isso, ela sabia que em algum lugar pessoas estariam precisando de sua coluna, ela sabia que já ajudou várias pessoas apenas escrevendo simples palavras no computador, ela ainda podia se lembrar quando disse a mãe que desejava virar escritora, ela ainda podia se lembrar dos rascunhos na aula de literatura e de sua primeira coluna no jornal da escola, Lauren era incrível. Mas agora tudo estava saindo errado, e ela não fazia a menor ideia do por quê.

Ela se levantou e andou em direção a pequena sala onde os funcionários tomavam café, ela abriu a porta e a fechou logo em seguida, Vero estava sentada na mesa, tomando um copo de leite e lendo e relendo sua própria coluna várias vezes.

___Inacreditável! – Vero falou olhando para Lauren – Como você pode não conseguir escrever algo e eu posso escrever essa maravilha? 

___Não sei, quem sabe, só talvez, porque eu te ajudei – Lauren suspirou enquanto colocava o café em sua xícara, ela pegou uma bolacha e se sentou do lado de Vero.

___O que está acontecendo com você Lauren? – Vero perguntou olhando-a –Você sempre foi tão ótima, até mesmo me ajudou a entrar nessa porcaria, então, o que foi?

___Eu não sei, acho que estou com bloqueio criativo – Lauren falou bebendo um pouco de café e olhando o reflexo de seus olhos verdes no café.

___E porque você estaria com isso? 

Lauren abriu a boca mas não consegui pensar em nada para dizer a Vero, porque ela estaria com bloqueio criativo? E se é realmente isso, porque justo agora? O que estava realmente acontecendo para ela nem ao menos poder escrever sua preciosa coluna.

___Eu podia te ajudar... – Vero começou a falar.

___Sério? – Lauren deu uma leve risada – E como você faria isso?

Vero sorriu e colocou o copo e o jornal em cima da mesa, ela pegou o pulso de Lauren e o esticou para cima fazendo sua xícara de café cair no chão e se quebrar em pedaços, Lauren olhou para Vero assustada, Vero se aproximou dela ainda com um sorriso no rosto e fitou os olhos de Lauren, como se estivesse procurando algo que nem mesmo Lauren poderia entender e apenas Vero poderia ver.

___Vero, o que você pretende fazer? – Lauren sorriu e arqueou a sobrancelha enquanto encarava a amiga também.

___Você é uma pessoa forte Lauren, mas está sempre guardando as coisas que você acha estranho dentro de si, por exemplo o seu medo por achar outras mulheres bonitas – Vero falou pegando no queixo de Lauren e erguendo seu rosto – Ou o seu medo de encarar novos sentimentos.

___Não seja boba, porque você acha essas coisas? – Lauren falou ainda olhando para a amiga, ela nunca admitiria tal coisa, seu ego era grande demais para fazer isso.

___Porque eu te conheço Lauren, eu sei que você tem medo – Vero sorriu com o canto dos lábios e soltou o pulso de Lauren mas ainda continuou segurando o seu queixo.

___Eu pensei que você fosse me ajudar com o meu problema de bloqueio criativo – Lauren também sorriu com o canto dos lábios e afastou a mão de Vero do seu queixo.

Vero estava prestes a falar quando alguém abriu a porta, as duas olharam ao mesmo tempo, Sofia estava segurando o telefone contra o peito, ela deu uma leve risada quando viu as duas amigas tão próximas quanto já as tinha visto antes.

___Não é o que você está pensando – Lauren falou primeiro.

___Sério Lolo? E o que eu estou pensando? – Sofia deu outra risada novamente, Lauren odiava que Sofia a chamasse de Lolo tanto quanto seu filho odiava que afagassem sua cabeça, ela sabia que isso a deixaria envergonhada e complicaria ainda mais sua resposta. 

___Enfim, o seu filho acabou de ligar, ele pediu uma carona para casa.

___Uma carona? Porque? – Lauren perguntou se levantando e cruzando os braços.

___Parece que Camila está junto com ele e as piruas deles são diferentes então... você sabe.

___Eles podiam voltar a pé, não acha? – Vero falou sorrindo, Lauren olhou para ela e revirou os olhos.

___Obrigado Sofia – Lauren assentiu e saiu da sala – Avisem o chefe por mim.

___Okay.

___Tudo bem Lolo.

Sofia e Vero começaram a rir, as duas eram as melhores amigas de Lauren e a entendia melhor do que ninguém, mesmo que o apelido carinhoso a irritasse Lauren sabia que elas só faziam isso para irrita-la e conseguirem algumas respostas, mas mesmo elas querendo isso, nem Lauren sabia o que responder.

***

Lauren ligou o carro e começou a dirigir em direção a escola do filho, ela começou a pensar que até que Vero estava certa, se os dois queriam voltar para casa e não podiam porque eram de piruas diferentes, então porque eles não foram a pé? Isso seria o mais lógico a se fazer, talvez Mike só esteja querendo impressionar Camila outra vez, mas... a mãe ficar por perto enquanto o filho está com a namorada é uma coisa estranha para ambas as partes, então... porquê? 

___Idiota – Lauren murmurou ao se lembrar de Vero.

Além de estragar o seu café ela ainda fazia aquele tipo de coisa, pegando-a pelo queixo e segurando seu pulso, Lauren pediu a sua ajuda, e elas eram amigas, mas Vero não deveria fazer esse tipo de coisa, principalmente quando fala dos pontos fracos de Lauren que nem mesmo o próprio marido sabia, mas ainda assim, Vero era uma idiota por fazer isso. Lauren vai parando aos poucos o carro em frente à escola de Mike e olhou para o relógio, ainda faltava cinco minutos para que todos saíssem, ela apertou o volante com uma certa força quando pensou em ver Camila novamente, faziam apenas três dias desde que elas se conheceram no mercado, Lauren ainda ria de vez em quando enquanto pensava no que Camila havia dito que o encontro entre elas poderia ter sido o destino, pensando bem, Lauren havia começado a ter seu “bloqueio criativo” logo depois de desejar falar um pouco mais com Camila, mas... porquê? Aquilo definitivamente não era nenhum pouco normal, talvez por que a partir de agora elas seriam nora e sogra e talvez, só talvez, Lauren só quisesse ficar mais perto dela apenas para torná-la mais parte da família.

Quando ela escutou o sinal da hora da saída balançou um pouco a cabeça e olhou através da janela, ela realmente deveria parar de pensar essas coisas sobre Camila, não era normal, Camila é a namorada do seu próprio filho, Camila é uma mulher, Camila é menor de idade... E de repente ela viu uma cena que a chocou bastante, o seu filho estava saindo da escola cabisbaixo enquanto outros garotos o empurravam de um lado para o outro, Lauren tirou cinto de segurança e abriu a porta do carro, mas antes que ela fosse em direção a eles, Camila correu em direção aqueles garotos e simplesmente começou a falar com eles, ela deu uma leve risada e os outros garotos também, de repente todos eles foram se afastando e simplesmente pediram desculpas a Mike, ele apenas assentiu e sorriu para Camila assim que ela colocou sua mão sobre o ombro de Mike, Lauren engoliu aquilo a seco e meio que apertou o braço quando ela viu essa cena, era ela que era a mãe de Mike, ela deveria protegê-lo, mas talvez ela só não queria que Camila o tivesse daquele jeito. Mike e Camila começaram a se aproximar de Lauren assim que a viram, quando viu Lauren, Camila meio que bagunçou seu cabelo e suspirou, Lauren achou aquilo estranho, desde que a chamara de cupcake ela pensara que Camila havia detestado isso, mas parece que não.

___Oi Sra. Jauregui – Camila acenou segurando a barra da blusa vermelha que usava hoje, como alguém poderia ser tão inocente a esse ponto?

___Oi Camila, oi filho – Lauren olhou para o filho que apenas deu um meio sorriso e entrou no carro, Lauren suspirou e voltou a olhar para Camila – Porque ele está assim? – Lauren fingiu não saber, mesmo com o que estava sentido ultimamente, Mike ainda era o seu filho e ela sempre cuidaria dele.

___Alguns garotos estavam implicando com ele e perguntando se ele tinha feito um sexo bom para poder namorar comigo – Camila sorriu com o canto dos lábios e observou a reação de Lauren.

___E-eles são uns idiotas – Lauren gaguejou e sentiu vontade de vomitar só de pensar em seu filho transando com Camila, ou pior, Camila ter aceitado – E foi bom? 

___O que? – Camila a olhou confusa.

___Nada... como você os convenceu a parar? – Lauren perguntou.

___Humm – Camila cruzou os braços e fingiu pensar um pouco – Eu disse a eles que o do Mike é bom o suficiente para todas as namoradas deles e para eles também.

Lauren sentiu um nó em sua garganta quando a ouviu dizendo isso, como Camila sabia daquilo? Ela provavelmente estaria apenas defendendo Mike, mas porque usar justamente essa comparação? Aquelas perguntas deixavam Lauren irritada por estar irritada justamente por causa dessas perguntas, mas afinal o que havia de errado com ela?

___Bom, obrigada Camila, você é uma ótima... pessoa – Lauren sorriu e abriu a porta da frente, se ela tivesse esperado só mais alguns segundos poderia ter visto o sorriso que Camila havia dado.

Lauren ligou o carro assim que Camila entrou e fechou a porta do carro, se Lauren não tivesse visto aquilo que fizeram com seu filho, ela com certeza estaria fazendo várias perguntas de como foi o dia dele ou coisas assim, mas ela sabia que Mike precisava de um espaço, mas qualquer mãe realmente responsável estaria fazendo completamente diferente, isso tornava Lauren uma mãe ruim? Ela teve Aria bem cedo e Mike praticamente logo em seguida, ela tinha quinze anos quando engravidou de Ian, era sua primeira festa sozinha, ela havia bebido demais e Ian a havia acompanhado, isso resultou em seus filhos, eles assumiram a responsabilidades e agora eram uma família feliz, ela sabia exatamente como Mike se sentia por experiência própria, mas ela também sabia que em um certo ponto, Mike precisaria do apoio de alguém, graças a Camila ele parecia muito mais feliz do que antes, ela estava ajudando-o, por isso Lauren teria parar de se preocupar com esses pensamentos bobos que estava tendo ultimamente.

___Mãe, será que você podia deixar Camila em casa por favor? – Mike falou assim que Lauren parou em frente à sua casa.

Lauren olhou Camila rapidamente pelo retrovisor depois voltou a olhar para Mike, ela forçou um sorriso.

___Você vai ficar em casa? Não quer acompanha-la até em casa? – Lauren perguntou parecendo meio confusa.

___Eu estou me sentindo meio mal, eu só quero descansar um pouco, foi mal – ele falou com a voz meio baixa, ele passou a mão ao redor da cintura de Camila e a juntou para perto de seu corpo, ele começou a beijar o pescoço de Camila e ela deu uma leve risada colocando a mão sobre seu peito, Lauren voltou a apertar o volante só que com um pouco mais de força, ela tossiu algumas vezes e quando os dois se separaram ela sorriu.

___Pode deixar filho – Lauren assentiu destravando a porta do passageiro, Mike deu um último beijo na boca de Camila e saiu antes de se despedir de sua mãe.

___Onde fica a sua casa? – Lauren perguntou voltando a ligar o carro.

___Eu te explico o caminho – Camila falou se apoiando no banco, sem querer ela encostou no ombro de Lauren.

___Desculpa – ela falou tirando a mão devagar e olhando para baixo.

___Ah... vamos lá – Lauren falou acelerando o carro.

O percurso até a casa de Camila demorou um pouco, Lauren pensou que talvez Camila quisesse interagir um pouco mais com ela, já que agora eram praticamente da mesma família, mas não, era como se Mike ainda estivesse ali e seria muito perigoso falar, mas porque poderia ser perigoso? Elas só estavam conversando, era uma conversa inocente entre pessoas que estavam prestes a se tornar uma família, mas porque isso soava tão estranho? Lauren gostaria de saber.

Ela a olhou pelo retrovisor e a viu colocar os fones de ouvido, seu cabelo caiu sobre o rosto, Lauren suspirou quando viu essa cena, de repente Lauren reconheceu a música que Camila estava ouvindo alto demais.

___E...essa música – Lauren começou e apertou o volante quando Camila a olhou – Essa música é do Brigth Eyes, né? – Lauren perguntou e um pequeno sorriso brotou nos lábios rosados de Camila.

___É, eu... estou surpresa que você conheça eles, ninguém, nenhum dos meus amigos ou nem mesmo Mike ouviu falar sobre essa banda, Mike diz que não entende a letra – Camila olhou para o celular e enrolou o dedo no fio do fone – Mas eu entendo.

Lauren deu uma leve risada e Camila a olhou surpresa, ela não havia percebido antes mas vendo melhor agora, os olhos verdes de Lauren eram realmente bonitos, Lauren ria como uma criancinha, Camila achou estranho que ela a achasse engraçada, porque Mike nunca achou, e de repente foi como se toda aquela timidez de antes tivesse desaparecido, elas contaram várias histórias e riam bastante, Lauren não sabia mas Camila se sentia um pouco tímida, para dizer a verdade, nem mesmo Camila sabia o porquê disso.

Assim que chegaram à casa de Camila, Lauren desligou o carro e saiu, Camila saiu logo em seguida e segurou com um pouco de força demais a alça da mochila, elas andaram em silencio até a porta da casa da Camila, pareciam um casal envergonhado voltando para casa depois do primeiro encontro se perguntando se era agora a hora do primeiro beijo ou não.

___Obrigada por me trazer até em casa Sra. Jauregui – Camila subiu um degrau da pequena escada que fica em frente a sua casa.

___Imagine, bom, você sabe que pode me chamar de Lauren... se quiser – Lauren sorriu e olhou para os olhos castanhos de Camila.

___Claro, eu havia esquecido, bom, então, obrigada Lauren – Camila também sorriu.

Desde o dia que a conheceu, Lauren se perguntava porque ainda estava parada olhando para ela, e o mais estranho é que Camila também, aquilo podia ser estranho para as outras pessoas, considerando a diferença de idade que as duas tinham e por ambas serem mulheres, mas por alguma razão, nem Lauren nem Camila achavam estranho.

___Você me assusta um pouco quando faz isso – Camila murmurou olhando para baixo, droga!

___Desculpe, eu não tive a intenção... Não sei porque faço isso, desculpa, não vai mais acontecer, tchau Camila.

Lauren se virou e andou rapidamente em direção ao seu carro Camila abriu a boca mas já era tarde demais, ela não queria que Lauren fosse embora, Camila não queria dizer que Lauren a assustava por ficar olhando-a, Camila queria dizer que isso a assustava porque ela também queria ficar olhando para Lauren quando ela olhava, mas porque ela diria algo desse tipo? E ainda por cima para a mãe do próprio namorado? Na verdade, Camila  sempre evitava perguntas que a confundiam, por isso ela não iria se preocupar com isso, talvez ela só achasse Lauren muito bonita e quisesse ficar olhando para ela, é, talvez fosse apenas isso.

***

Lauren dirigiu o carro em direção a sua casa, assim que chegou, ela abriu a porta de casa e foi direto para o seu quarto, Ian já estava deitado na cama, com seu típico óculos de leitura e seu livro favorito, Harry Potter, Ian era remente uma criança aos olhos de Lauren, parecia que a época de faculdade ainda não havia passado para Ian, ele é lindo, bem humorado e engraçado, Lauren adorava isso nele, quando a viu sorriu.

___Oi  amor – Ian sorriu fechando o livro e tirando os óculos – Como foi no trabalho? 

Lauren sorriu e balançou a cabeça, ela jogou a bolsa na poltrona junto com o casaco, Ian se surpreendeu assim que ela começou a tirar a camiseta e a desabotoar a calça jeans, ele se ajeitou na cama e se sentou direito enquanto Lauren se sentava sobre ele, ele rodeou sua cintura com seus braços fortes e a colocou mais próximo de seu corpo começando a beijá-la, Lauren não queria conversar e nem pensar em mais nada, ela não queria pensar no bloqueio criativo que estava tendo, ela não queria pensar nem em Sofia e nem em Vero, e nem sobre seus conselhos malucos, ela não queria pensar que alguma hora iria ter que ajudar Mike com os problemas de escola, ela não queria pensar em que alguma hora voltaria a ver Camila novamente... Mas na realidade, ela só não queria pensar em Camila.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...