História Venha dançar comigo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jay Park
Personagens Jay Park, Personagens Originais
Tags Dança, Jay Park, K-pop, Romance
Exibições 50
Palavras 1.220
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hellooooow
Td benm, espero que gostem do capitulo
Boa leitura *-*
Desculpa os erros
Comentem oque acharam

Capítulo 2 - Capitulo dois


A aula de dança já tinha acabado,  e eu me encontrava no dormitório esperando Nayome sair do banheiro para ir tomar um banho.
      - então eu e as meninas vai sair para comer alguma coisa você quer vim - falou Nayome assim que saiu do banheiro
      - não obrigada,  irei ficar - falei escolhendo alguma roupa confortável.
      - atá e oque vai fica fazendo aqui,  você sabe precisa comer, esta ficando cada dia mas magra. - falou ela se sentando na cama - me empresta seu secador o meu ta no dormitório da Lisa
      - eu estou bem serio, não preciso comer - falei entregando o secador.
       Peguei minha roupa, que era um short branco cós alto com uma regata azul marinho , tomei um banho rápido e logo sai do banheiro,  Nayome ainda estava ali no celular conversando com alguma das garotas
      - oque você vai fica fazendo aqui? por favor,  vamos?  - implorou ela me olhando assim que sai do banheiro
      - vou assisti um filme,  ler um livro,  pode ir de boa,  eu vou ficar bem - falei me sentando na cama.
      Nayome saiu do quarto,  fiquei sozinha , eu até que gostava de ficar assim,  peguei meu celular e o fone de ouvido,  amava musica ela tinha o poder de me anima mesmo nao querendo. Apos alguns minutos também sai do quarto,  olhei para o relógio do corredor que marcavam 17:30, fui ate o último andar,  antigamente lá era o biblioteca,  entao ainda tinha alguns livros velhos e umas cadeiras com que podia me sentar e ficar sucegada pois pela poera ninguém ia lá a seculos
       Entrei na sala abafada,  ela era realmente grande com lustres velhos e cheio de poera,  nem clareavam direito, me sentei em uma cadeira perto da janela dava para ver um por de sol lindo ali,  peguei um livro empurrado de cima da mesinha que se encontrava ao lado da cadeira.
      - pensei que ninguém mas conhecia esse lugar - ouvi uma voz grossa,  que eu conhecia muito bem, era Jay,  ele estava escondido atrás de uma das estandes 
     - eu venho aqui quando não tenho nada para fazer e você?  - perguntei me ajeitando na cadeira velha
     - quando estou triste - falou ele, pegando uma cadeira e colando na minha frente,  se sentou e ficou encarando la fora - o por do sol daqui é lindo , não e mesmo?
      - sim - apesar da poera que se encontrava na janela,  que em pedia de ver um pouco,  mas ainda assim era muito bonitos a visão  dali - mas oque aconteceu?  Por que esta triste?  Se quiser fala claro
      - sei lá,  eu tenho tudo que eu quero,  mas me si to ta vazio,  tão sozinho - falou ele ainda encarando o sol la fora, o olhar dele rinha mudado,  a excreção era de triste,  ele voltou seu olhar para mim - você não se senti assim? Pois seus pais,  sua família, amigos estão la do outro lado do mundo
      - não - falei, e a baixei minha cabeça encarando o livro que estava na minha perna,  um sorriso triste surgiu no meu rosto por lembra de todos que deixei no Brasil. - eu sempre quis vim pra Coreia, i é essa paixão por essa cultura,  por a música , dança , que eu continuo aqui, a solidão as vezes faz bem,  eu me acostumei com ela
      - entendo - falou ele,  voltei a encara-lo com um sorriso no rosto - eu admiro você,  mesmo ficando longe de tudo continua sorrindo,  e o seu sorriso é lindo - o celular dele tocou,  na tela apareceu a foto da sua namorada - desculpa eu tenho que ir,  foi bom conversa com você,  ate mais - falou ele se levantando e indo em direção a porta - à e pode deixa, nao irei falar pra ninguém que está aqui, é nosso segredo esse lugar
       Um sorriso maior surgiu em meu rosto,  mas logo desapareceu quando o mesmo saiu da sala.
      Voltei meu olhar para o livro,  suspirei triste,  um silencio assustador se encontrava naquela sala, que agora estava so eu,  me levantei e começei a caminha entre as estandes de livros,  a procura de algo legal para ler, mas eu nao queria ler.
      Perdi a noção de tempo ali naquela sala,  andando por aqueles corredores,  pensando na conversa que tive com Jay Park.  Agora precisava ir até o meu quarto, não estava me sentindo muito forte por que nao tinha jantado,  estava tremendo.
      Sai da sala, peguei o elevador por solte nao tinha ninguém ali, pois já tava na hora de recolhe,  provavelmente todos já estava em seus quartos,  como meu quarto era no quinto andar,  me sentei um pouco no chão pra ver se melhorava um pouco, mas nao demorou muito eu já tive que me levanda,  sai do elevador tropeçando nos meus próprios pés quem visse pensariam que estava bêbada,  me encostei na parede, para ter um apoio e não caísse no chão,  meu quarto nao era tão longe,  mas tava parecendo uma eternidade para chegar, a cada passo que eu dava minha vista ficava mais desfocada,  minha perna bambeava cada vez mais.
      Trombei com um corpo,  suas mãos foram parar em minha cintura me segurando para nao cair.
      - Sofia,  oque aconteceu,  você esta pálida?  - era Jay Park, com aquela voz que com certeza me acalmou naquele momento - esta quase desmaiando,  vou de leva para enfermaria - falou ele me pegando no colo
      - não , por favor me leva pro quarto - falei colocando meu rosto na curvatura do seu pescoço,  seu perfume invadiu minha narina sem permissão, aquele cheiro era tão bom que poderia ficar a eternidade ali  com ele que não iria se importa
      - você tem certeza - falou ele e a única coisa que eu consegui fazer foi um murmuro "umhum"
       O mesmo mudou de direção , nao sabia como ele conhecia meu quarto , mas ele conseguiu encontra facilmente.  Bateu na porta umas duas vezes até Nayome abri a porta com um expressão assustada
       - Jay Park,  Sofi oque aconteceu - falou ela tanto espaço para que ele entrasse comigo
       - eu encontrei ela quase desmaiando no corredor - falou ele e colocando na cama - eu quis leva-la para a enfermaria mas a nao deixou
       - eu estou bem, deve ser a pressão que subiu - mendi me acomodando na cama
       - acho melhor você ir Jay,  antes que algum supervisor venha aqui,  e ninguém aqui quer que você leve uma advertência.
       - OK,  você vai ficar bem - falou ele me encarando,  só afirmei com a cabeça - tá bom - ele saiu do quarto.
       - eu já disse que você tem que se trata,  e para com essa poha de anoréxica,  hoje foi o Jay Park , e amanhã vai desmaia na frente da faculdade toda?  - falou ela se sentando na minha cama e me encarando com uma cara nada boa
       Alguem bateu na porta fazendo com que eu nao respondesse.  Ela foi atende a porta e era o supervisor
       - esta tudo certo aqui?  - perguntou ele olhando para dentro do quarto
        - sim - respondeu Nayome.  Logo ele saiu e ela fechou a porta - bora dormi , porque amanha tem que acorda cedo


Notas Finais


Nao se esqueçam de comenta pfr bjs ate o próximo capitulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...