História Venha e me faça?! - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Jade, Kentin, Leigh, Li, Lysandre, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Rosalya, Thomas, Viktor Chavalier
Tags Lysandre
Exibições 18
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yo, gente linda, tudo bem?
Mais tarde coloco o título do capítulo em inglês, e mais tarde posto mais um capítulo pra vocês por que sinceramente estou com preguiça de escrever mais agora *-*
Desculpe qualquer erro.

Capítulo 4 - Um dia diferente?


Fanfic / Fanfiction Venha e me faça?! - Capítulo 4 - Um dia diferente?

Acordei com alguns raios de sol no meu rosto, ótimo havia esquecido a cortina aberta,  logo em seguida o despertador começou a tocar o que me fez dar um pulo e cair no chão, sério é um ótimo jeito de começar o dia, incrível. As 06:00 da manhã caída no chão com a claridade do sol adentrando o seu quarto é perfeito. Bufei, me a levantei e sentei na cama, olhei para o meu diário e sinceramente não sei se quero levar a vida assim, acordar, pegar o diário escrever nele sobre o quanto minha vida é uma merda, me lamentar depois disso, não seguir em frente, apenas viver sem nem ao menos tentar ser forte. Pelo menos hoje eu não quero isso para mim, quero tentar ser forte,  não quero que minha vida funcione como um relógio quem sabe amanhã ela volte a ser assim mas hoje eu quero tentar ser forte e seguir em frente. Por mais que seja quase impossível, espero que meu dia seja de acordo com o que acordei disposta a fazer. Simplesmente ignorei o diário, fui para o banheiro, fiz o que tinha que fazer, tomei um banho quente e sorri ao sentir a água quente de encontro com minha pele delicada, o dia estava frio e chuvoso. Vesti uma parte do meu Uniforme, pois odiava usar uniforme, só coloquei para específicar que eu era daquela merda de colégio de riquinhos esnobes, apesar de que eu sou mais ricas que elas agora mas foda - se, fiz um maquiagem leve, apesar de que eu estava louca para ser eu mesma eu não podia, tinha medo de ser quem eu era mas um dia eu chego la, desci as escadas lentamente. - Boom Dia, Eliza! - Bom dia meu anjo! - ela diz se virando pra mim. - Não acredito. - ela diz surpresa o que me deixa um pouco confusa. -  O que? O que eu fiz? O que tem de errado?  - perguntei tudo de uma vez sem ao menos respirar. - Você está sorrindo meu anjo. - Ela diz abrindo um sorriso lindo e contagiante o que me faz sorrir novamente para ela. - Há nem havia percebido. - digo sem jeito. - acho que é por que hoje quero um dia diferente. - Nós conversamos um pouco, eu peguei uma blusa de frio e amarrei na minha cintura, para não esquecer, tomei café e Jenna me levou para para o colégio, entrei rápido por causa da chuva, fui para a sala de aula, não havia ninguém, suspirei aliviada e ne sentei na última fileira, no penúltimo lugar ao lado da janela, coloquei meus fones e fiquei ouvido Lithium uma das minhas musicas preferida do nirvana. 

Pov Eve.

 - Há, cadê meu bloco de notas? Ever você o viu? Eu não acredito. - lys diz resmungando e bagunçando os cabelos com as mãos como se estivesse perdido. - Não sei, não vi. O que você não acredita mocinho? - pergunto arrumando rapidamente os cadernos na bolsa. - Não vou poder ir na escola hoje. - ele diz enquanto procurava o maldito bloco que ele sempre perde. - Sério? Você está chateado por causa disso? Desde quando gosta de estudar? - Não é por isso, minha mãe vai fazer doação, hoje no asilo e irá cuidar de alguns senhores e bom ela quer que eu vá para eles me conhecerem sério? Pra que eles me conhecer? - ele diz ainda revirando tudo pela frente. - Você sabe como a senhorita Anny é, ela está me obrigando a ir com ela, e por mais desculpas que eu ache ela se nega a aceitar. - ele diz choramingando o que me faz rir. -Lembro quando ela me obrigou a ir, eles são muitos animados, me dá pena, de muitos por lá. - Deve ser triste morar num asilo. - lys diz sorrindo. Mas eu queria conhecer outras pessoas. - ele diz com um sorriso um tanto malicioso. -  As vezes você parece até fingir ser educado e um vitoriano moderno chato,  pois sinceramente,  você as vezes é bom pior que o castiel, então deixa de ser tarado e me leva pra escola pois é meu primeiro dia lá e não quero me atrasar mais do que já estou. - Aonde está a chave da moto? - Na sua mão Lysandre. - digo rindo, o que faz ele rir, fomos até a escola conversando enquanto ele dirigia assim que chegamos as pessoas que estavam na porta da escola ficaram nos observando o que me fez revirar os olhos a leve chuva já voltava a cair o que me fez tirar o capacete e entregar para o meu irmão, disse para ele me buscar na saída e ele apenas concordou, sai correndo para dentro da escola, senti vários olhares em cima de mim, odiava ser o centro das atenções mas sinceramente ser a novata que chegou com um cara em uma ninja não ajuda muito não é mesmo?  


Notas Finais


Beijos gente, até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...