História Verdade ou consequência - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, D.O
Tags Chansoo, Chansoo Reina, Chanyeol, Kyungsoo
Visualizações 63
Palavras 1.236
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ultimo capítulo ~~

Boa leitura ~~

Capítulo 2 - Desafio


 – Meninos.. vamos?  

 

Antes que Kyungsoo pudesse pensar  foi levantado por Xiumim.

  – Já sabemos o que você vai falar, então vamos logo ao que interessa. Nem pense em tentar correr nós temos um Kris  e não tenho medo de usar. - Luhan disse tentando parecer intimidador, o que não funcionou nem um pouco.

– Mais... - Tentou protestar

– Mais nada soozinho só vai, ninguém mandou escolher desafio - Baek estava ao lado de Kai todos menos Chanyeol formaram uma rodinha ao redor do pequeno.

------

 


  – Nós  vamos esperar vocês aqui fora, estaremos contando se saírem antes do tempo vão ter que ficar o dobro, escutou senhor Kyungsoo? -

Chen apontou pro amigo de se debatia enquanto era empurrado para dentro da pequena "salinha". 

 – Mais ai seria 80 minutos ! 

 – Idaí querido, quem se importa  - Tao disse ajudando o Sehun a o empurrar .

-----

 

 – Acha que pegamos pesado? - Baekyun perguntou preocupado 

 – Não, foi necessário e o Chanyeol pediu nossa ajuda para ficar sozinho com o Soo -Jongin disse acompanhando os outros que sentaram no chão se encostando na parede.

 – Sim mais não acha que ficar 40 minutos dentro de um armário não é demais, é muito tempo! - Baek continua, se preocupava muito com o melhor amigo.

  – Sei lá, nunca fiquei com alguém antes ... - disse Chen pensativo e assim ficaram o grupo sentados em silêncio olhando a porta como se fosse a coisa mais interessante do mundo. 

 – Não se esqueçam estaremos aqui fora marcando o tempo, e quero ouvir as vozes de vocês. - Suho fechando a porta.

------

 

 – Oi...  - Chanyeol disse a primeira palavra desde que entraram e isso já faz  uns 10  minutos.

 – Oi..
 

–  Soo... você está bonito hoje -  sentiu o seu coração acelerar 
 

– O-obrigado...

 -------

Enquanto isso no lado de fora os meninos não se mexeram nenhum músculo desdo começo. 

 – Hey crianças, o que estão fazendo ai? - Seokjin era primo de Kyungsoo e professor das crianças. Já havia passado pelo corredor varias vezes estranhando o comportamento dos mesmos. 

–Nada! - Responderam  todos ao mesmo tempo, nem se deram o trabalho de olhar para o rapaz.

" – O-obrigado..."

 – Espera essa é a voz do Kyungsoo? - Apontou para a porta, ouviu a voz do primo bem baixa mais dava para entender o que falavam.

 – Xiumim explica para ele  -Disse Chen e  ninguém se impôs todos confiavam no professor para tudo, o do cabelos rosados a pesar de ser muito mais velho tinha a mesma idade mental que as crianças.

 – Oque? Ata então...
 

Depois de explicar a história do  "plano infalível" o Jin se sentou ao lado de Tao se juntando aos meninos. Todos estavam observando a porta de boca aberta e não piscavam em nenhum momento. 

---

 

 –  Já faz quanto tempo? - Kyungsoo perguntou estavam sentados um ao lado do outro comendo os doces da sua mãe, o filho sempre a fragava  se enchendo de doces escondida quando dizia que estava de dieta.  

 – Não sei,  parece que estamos aqui a muito tempo então eu diria que não se passou nem a metade do tempo...

 – Sério? - Soo soltou um longo e alto suspiro.  

 – Nossa eu só tão chato assim? - O maior colocou a mão no peito fingindo indignação.

 – Não..  Não é isso é que por minha culpa que você está aqui, e não aproveitando a festa com os meninos. - Prendia sua atenção á uma jujuba que tinha um formato de gatinho,    em vez de olhar para o moreno sentado ao seu lado, estava com vergonha.

 – Pro seu governo prefiro ficar aqui com você do que lá fora com eles.  - Disse baixinho, não tinha a necessidade de falar alto, a distância entre os dois meninos era pouca.

– Por que?

 – Porque meu querido , nossa relação está evoluindo muito!

 – Você disse  nossa relação está evoluindo?

 – Sim! Você não deve ter percebido, mas você não gagueja já faz um tempo.

 – Verdade nem percebi.

 – Mais eu sim - Disse tentando disfarçar o sorriso. 

-----

~ATCHIM~ 

 – Saúde Baekhyun! - Criaram o abito de falar ao mesmo tempo. 

 – Obrigada!

 

– Nada...

---

– Quer? - Park ofereceu um pedaço de seu chocolate  que foi aceito.  – Kyungsoo você gosta de mim ? - Se sentou na frente o outro para olhar melhor.

 – Oque? Por que pergunta isso do nada? - Kyungsoo não deu muita importância, mastigava os doces em silêncio.

 – Porque.. Eu gosto de você, e não é o tipo de gostar como amigo.  - Intercalava o olhar entre suas mãos e o menino em sua frente, não o olhando por um longo tempo.

 Ele não era ficar envergonhado ou tímido. Kyungsoo o fazia ter esse efeito.

O baixinho pareceu pensar um pouco, pelo seu olhar parecer distante,  mexeu a cabecinha para cima e para baixo. 

Do Kyungsoo era tão adorável quando ficava com vergonha..

Chanyeol soltou um suspiro e dando seu famoso sorriso, se posicionou mais para frente ganhando a atenção do outro para si.

 – Possobeijarvocê? - Disse rápido prendendo a respiração e soltando o ar depois, sentia os olhos do moreno. 

 – E que, eu nunca fiz isso antes...

-----

O barulho do cronometro anuncia que o tempo tinha acabado, tirando os meninos do transe.

 –  E agora? - Perguntou Jin

 –  Acho... que temos que tirar eles de... lá? - Kris estava inserto 

 – Espera vamos ouvir  - SuHo se levando e encostou sua orelha na porta, os outros o  imitaram, mais tudo que escutaram foi um grande e lindo nada!

 – Será que  Kyungsoo apagou o menino? - Tao disse para Baek 

 – Ele nunca faria uma coisa dessas, Kyungsoo é um anjinho - SeokJin defendeu o primo

  – Isso foi ironia né?

  – Chen para de empurrar - Kai estava praticamente esmagado 

 – AI! Meu pé - Lay reclamou sentindo seus dedos latejando 

  – O que esta fazendo? - escutaram uma voz feminina. Olharam para trás vendo seus pais e alguns convidados os observando.

 – Estamos tentando escutar a conversa o Chanyeol e do Kyungsoo.

 – LAY!

Sem entender absolutamente nada, os outros fizeram o mesmo tentando ouvir seja lá o que as crianças estava escutando. Pressionado ainda mais a porta que não aguentou e acabou sedendo levando tando as crianças tando os adultos para o chão, ninguém tinha reação com a imagem que estavam vendo. Não soltaram um píu. 
 

Os amigos dos dois jovens estavam pouco se importando da dor por  estarem  embaixo de uma pilha de gente, e que provavelmente um deles estava seriamente machucado. Eles olhavam entre si e depois para o casalzinho com um sorriso cúmplice. 

---

  Do e Park se desconectaram de todo ao seu redor, Chanyeol havia roubado um selinho do baixinho, deixando seus lábios colados até então. 

  Tudo se resumia a um encostar apenas não passava de um inocente toque. 
 

 Mesmo com os olhinhos fechados perceberam uma claridade que os fez se afastarem assustados olhando para a direção de onde a iluminação vinha. Dando de cara com o que perceberam ser seus pais e os parentes de Kyungsoo amontoados no chão onde deveria ser a velha porta.

  Longos minutos se olhando se passaram, Chanyeol e Kyungsoo tentavam entender oque estava acontecido - ainda estavam virados um para o outro. -

  E o resto do pessoal não os parava de os olhar com um sorriso idiota. 

– Esse é o meu garoto! -Foi a primeira vez que o silêncio foi quebrado desde então, reconheceram que era a voz do pai de Chanyeol e Kyungsoo, que estavam animados pulando pelo corredor . –  Foi para isso que te criei! 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


~Desculpa por te ficado sem graça ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...