História Vergessene Liebe (Sugamon) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 442
Palavras 2.668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Minha primeira história com meu OTP flop!
"Vergessene Liebe" significa amor perdido e/ou amor esquecido em alemão.
Postado só no spirit.
Espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 1 - Happy To See You Again


Fanfic / Fanfiction Vergessene Liebe (Sugamon) - Capítulo 1 - Happy To See You Again

 “Eu nunca te amei de verdade, Namjoon!”

Yoongi falou para o namorado depois de quase dois anos juntos, fazendo-o derramar lágrimas de decepção ao ouvir aquilo.

Eu só estava me sentindo sozinho. Eu achei fofo que uma pessoa me amar tanto como você. Amar por anos em silêncio e só ter coragem de contar agora. Isso fez me sentir bem. Eu tive meu ego inflado, sabe? Eu gostava da sensação sem ao menos ter sentido sequer algum sentimento verdadeiro por você.

O mais velho continuava a torturar o mais novo. Namjoon só mantinha sua cabeça baixa, enquanto ouvia as palavras do namorado enquanto ele fazia suas malas para sair de casa, pois queria o mais depressa dali depois de ter recebido um papel importante no exército coreano.

Seus amigos eram a parte mais chata desse relacionamento. — ele bufou. — Eu sempre sentia eles me sufocando. Eu odiava sair com eles, pois sempre os achei insuportáveis, principalmente o Hoseok… Eu estava cansado de escrever e falar coisas fofas para você, pois debaixo dessa crosta que parece um homem machão e sem sentimentos, você conseguia ser pior do que uma mulher extremamente romântica! Quando eu te deixava em casa ou ficava off-line dizendo que ia dormir, era uma mentira, na verdade eu ia para a balada beber com meus amigos. Eu beijava e transava com pessoas que eu realmente tinha desejo e sem fingimento. Eu só estava a fim de me divertir com esse amor de cinema. Me desculpa, Namjoon, eu espero que você realmente encontre uma pessoa que realmente ame você, porque meu coração nunca pertencerá a você.

Quatro tinham se passado desde esse último contato que Yoongi teve com seu namorado Namjoon. Durante esses quatro anos, quase todos os dias, ele repassava a memória da última conversa que teve com Namjoon. Vê-lo chorar tão machucado como ele estava, foi demais para o coração dele. Só que ele precisava fazer aquilo mais que tudo.

Namjoon estava disposto a largar tudo que estava construindo para segui-lo pelo país, quem sabe pelo mundo, apenas por ele ter sido promovido de cargo no exército. Nada tirava de Namjoon essa ideia, o que irritava demais o mais velho. Yoongi também estava tentando protegê-lo de uma enrascada que o exército coreano estavam fazendo para revelar para todos quem eram os famosos gays. Ele não poderia destruir a carreira do namorado que estava começando sua carreira de rapper.

Dizer que não amava foi tão pesado. E ainda teve que inventar tudo aquilo. Tudo o que ele disse era o contrário do que ele realmente sentia. Yoongi amava os amigos de Namjoon; Amava escrever coisas fofas para ele; Amava seu jeito romântico; E seu coração realmente pertencia a ele. A pior coisa que poderia ter acontecido, foi ele ter se separado por completo do amor de sua vida e não ter a coragem nem de chegar perto dele para falar toda a verdade.

Namjoon estava muito bem com seu novo namorado, ao menos foi o que Jimin tinha contado para ele na última visita. Estava muito bem em sua carreira. Ele estava feliz e melhor do que nunca. A única coisa que aquecia seu coração era que a felicidade dele estava completa agora e com uma boa pessoa, mesmo ele estando se afundo cada vez mais em uma tristeza e culpa sem fim por causa desse amor perdido. Pelo menos, por Namjoon, nessa altura, já era um amor esquecido e enterrado.

Mas como um profissional, Yoongi foi dado a “missão” de ir atrás de Namjoon. O exército tinha voltado novamente com a história de expôr os idols homossexuais. Por que com tanto idol na Coreia, ele teria logo que ser colocado com o famoso Rap Monster? O famoso amor da minha vida? — Deveria ser um castigo de algo maior que queria que eles se encontrassem novamente.

Yoongi se olhou no espelho mais uma vez, jogando seus cabelos para trás. Ele estava bem-vestido, perfumado, suas roupas estavam sob medida e tudo para seduzir Namjoon, algo que, modéstia a parte, ele era muito bom naquilo. Mesmo que já soubesse que seu ex-namorado era homossexual, ele queria mesmo ir lá para poder, pelo menos, passar dez minutos com ele e poder olhá-lo de perto mais uma vez para matar a saudade de tanto tempo reprimido dentro de si com o arrependimento de suas escolhas.

Yoongi respirou fundo, batendo na porta do atual endereço de Namjoon. Um lugar muito melhor do que eles dividiam no passado. No final, ter desistido dele no naquela época não foi tão ruim já que com ele, Namjoon nunca teria conseguido aquele lugar.

Quando Namjoon abriu a porta, os dois ficaram alguns segundos se encarando um pouco desconfortáveis em estarem um na frente do outro após tanto tempo. Namjoon estava tão diferente. Seus cabelos estavam platinados e seu corpo bem mais musculoso do que antes.

— O que você veio fazer aqui? — Namjoon perguntou.

— Visita oficial. — ele mostrou seu certificado de soldado do exército, empurrando Namjoon para poder entrar na casa dele.

— Imagino qual seja. — Namjoon trancou a porta, reparando o rapaz que estava de costas para ele e admirado com a casa. — Já está correndo essa informação pelos corredores de todas as empresas. O exército não vai mais nos enganar como fizeram no passado.

— Pois eu acho que vocês estão muito ruins de esconder algo, já que vários foram flagrados. — Yoongi riu com o mesmo deboche de sempre.

Namjoon abaixou o rosto, continuando desconfortável.

— Olha que bom, eu peguei você para flagrar. — ele virou para Namjoon que bebia algo. — Pelo menos, por mim, você nunca será revelado.

— Pelo menos isso… Se bem que eu não preciso ser protegido por você, hyung, eu estou namorando. Não tem motivos para eu dar trela para outro cara.

Aquela confirmação de seu namoro foi como facas afiadas contando seu interior. Que vontade Yoongi tinha de gritar, ajoelhando-se aos pés de Namjoon, pedindo perdão por tudo e implorar para que eles voltassem. Yoongi já não estava mais aguentando as borboletas no estômago que lembravam-no a todo momento o quanto amava o mais alto. Aquilo só intensificou mais quando Namjoon colocou seu copo de lado, andando em sua direção com aquela camisa regata branca quase transparente mostrando todo seus músculos. Namjoon encostou seu corpo bem devagar no corpo do menor, agarrando seu cabelo atrás da nuca e se inclinando um pouco. O rapper podia sentir o quanto o soldado tinha ficado mais forte também e bem mais rígido as coisas do que antes.

— Bem se fosse você… Eu pensaria bastante no caso. — ele beijou Yoongi com voracidade.

O mais velho não se intimidou para correspondê-lo. Os lábios que mais sentia saudades, estavam finalmente grudados, conectados aos seus. Os dois sentiam-se sedentos pelo prazer que só o outro podia dá-lo.

— Mesmo você sendo um desgraçado, Yoongi, eu ainda sinto saudades do tempo em que éramos namorados. — Namjoon puxou o cabelo dele para trás, deixando o pescoço branco dele a mostra. — Me dá um bom motivo para não marcá-lo.

— Eu posso entregá-lo sem dor nenhuma. — Yoongi olhou-o, dando uma risada devassa.

— Ah, como sinto saudades de marcar essa pele branquinha. Falta de fodê-lo a noite inteira, ouvindo você gemer meu nome da forma mais sensual possível. — Namjoon sentiu seu membro pulsar só de lembrar como era delicioso aquilo. — Saudades de ver vê-lo chupar meu pau da visão mais privilegiada que eu poderia ter, sabe?

— Você tem essa oportunidade de ver de novo. — ele comentou, passando a mão pelos braços fortes de Namjoon. — Afinal, eu nunca disse para você que eu não gostava de você dentro de mim.

— Por que me provoca, hein?

— Você que está me provocando, só estou sendo recíproco.

Namjoon mordeu seus lábios, jogando Yoongi no sofá. Pegando na cabeça dele, fazendo-o olhar bem para sua virilha.

— Então fecha essa boca e faz algo que preste, pelo menos, uma vez na sua vida.

Yoongi umedeceu seus lábios, abaixando a calça moletom que o rapper usava, junto com sua boxer. O membro de Namjoon pulou para fora, sendo agarrando na mesma hora pelas mãos do ex-namorado. Yoongi ficou sem cerimonia nenhuma, antes de passar a língua na glande, arrancando um gemido rouco de Namjoon.

— Isso… Me chupa do jeito que só você sabe fazer.

A voz grossa de Namjoon soava como música para os ouvidos de Yoongi, que depois de vários anos, voltava a sentir o gosto do homem que amava.

Os movimentos de vai e vem começavam fracos, arrancando gemidos tímidos. O pênis de Yoongi já começava a pulsar entro de sua calça só de ouvir os gemidos de Namjoon. Yoongi dedilhou a cintura do maior, indo até sua bunda e a apertando, antes de descer a calça arranhando suas nádegas com vontade. Namjoon pegou o pescoço de Yoongi, fazendo movimentos de vai e vem rápidos. O som que produzia era bastante excitante para ambos.

Namjoon se sentia como estivesse fervendo e retirou sua blusa em busca de um alívio para seu calor. Ele olhava para baixo, vendo os lábios finos de Yoongi provando seu membro como nos velhos tempos. Ele estava muito melhor nisso do que era no passado. Namjoon poderia gozar só com o boquete que estava recebendo. Seu membro já pulsava, antecipando aquela sensação que ele tanto almejava desde que contemplou o corpo mais robusto de Yoongi por trás.

O gemido grosso que Namjoon deu, veio junto com um jato de esperma que inundou a boca do mais velho, que retirou a boca com lentidão do pênis do maior e engoliu o líquido na sua boca, passando os dedos nos lábios, dando uma risada maliciosa enquanto olhava bem nos olhos de Namjoon. O rapper passou o olhar pelo corpo de Yoongi e parou bem em sua ereção, ele tinha certeza de ainda dava para brincar mais um pouco antes dele sumir de sua vida para sempre.

Namjoon se desfez de sua calça, jogando-a para qualquer canto, inclinando-se para beijar Yoongi. Suas costas foram agarradas pelo soldado, trazendo-o mais para si, colocando os corpos. Ele jogou a cabeça para trás, esperando pelo outro beijar aquela parte que tanto o excitava e foi exatamente o que ele fez. Namjoon ainda conhecia os gostos do ex de corpo, mesmo depois de tanto tempo. Yoongi até se perguntava se em todo aquele tempo, Namjoon pensava nele o tanto que ele pensava.

Pouco a pouco, as roupas do corpo de Yoongi iam sumindo e as mãos grandes de Namjoon iam explorando com afinco. Yoongi ia gemendo baixo, arqueando as costas, pois sua entrada já pulsava em antecipação, pedindo para ser penetrado naquele momento. Namjoon deu uma risada gostosa, levando seus dedos até sua boca e molhando-os de saliva, e levou-os até o meio da bunda de Yoongi, dedilhando sua entrada pulsante. O rapper já conseguia imaginar o quão gostoso deveria estar ali dentro naquela hora, sentindo isso em seu membro que já tinha ficado ereto mais uma vez só pelos gemidos deliciosos que Yoongi dava.

Os dedos do maior entravam e saiam de Yoongi com uma velocidade lenta, enquanto os dois se beijavam para abafar os gemidos. De vez em quando, Yoongi se contraria dos dedos grossos de Namjoon, já não aguento mais aquilo e pedido por mais com seu quadril.

Namjoon foi correndo até seu quarto, pegando um preservativo e um tubo de lubrificante e voltou para a sala, contemplando a visão maravilhosa do menor jogado ali de qualquer jeito e todo aberto e esperando por ele. Namjoon se preparou e foi até o ex, colocando-o de quatro no sofá e olhou bem para sua entrada que se contraia sem parar. Ele realmente deveria estar morrendo de tesão. O maior abriu o tubo de lubrificante, jogando uma quantidade generosa ali, penetrando com um dedo e fazendo movimentos mais rápidos, tentando prepará-lo. Yoongi gemeu baixo, quando sentiu o segundo dedo entrar.

— Eu… Eu quero seu pau, Namjoon. — ele pediu, mordendo os lábios.

Namjoon sorriu, abrindo o pacote da camisinha e se protegendo o mais depressa que conseguia.

O rapper, mordeu os lábios, reprimindo um gemido quando colocou a ponta de seu membro no interior de Yoongi. O mais novo ia fazendo movimentos de vai e vem enquanto tentava penetrar Yoongi. Ele estava tão apertado e isso aumentava seu tesão mais ainda. Era como tivesse esperado todo esse tempo sozinho só para dá-lo essa sensação.

Os dois gemeram juntos quando Namjoon se encontrou por completo dentro de Yoongi. Começando os movimentos lentos. O mais velho já estava mais acostumado e relaxado, apenas esperando pela próxima etapa. Aquela onde ele gemeria até doer suas cordas vocais de tanto tesão que sentiria.

Namjoon penetrava Yoongi com força, atingido bem seu interior quente, arrancando gemidos altos e deliciosos do soldado. Aquela bunda redondinha empinada para ele era uma das coisas que mais o excitavam na vida.

— Mas rápido, Namjoon! — Yoongi pediu, inclinando suas costas.

Os barulhos dos corpos se chocando estava tão alto que os dois tinham quase certeza de que alguém que passasse pelo corredor poderia escutá-los transando. O cabelo de Namjoon já colocava na testa por causa do suor e as costas de Yoongi já estavam brilhosas. O mais velho, arranhava o sofá, enquanto ia pedindo para Namjoon ir cada vez mais rápido e ele era correspondido na mesma hora. Afinal, Namjoon não tinha tanta dominação quando se tratava de Yoongi e o obedecia prontamente.

— Eu vou gozar!

Ao ouvir aquilo, Namjoon saiu de dentro dele, o jogando de pernas abertas no sofá, ajoelhando-se na frente dele.

— Goza na minha boca, então. — Namjoon sussurrou, mordendo seus lábios.

Yoongi sorriu, observando Namjoon colocar seu membro na boca com maestria. Aquele interior quente e úmido. A língua do mais novo passava por todas as veias saltadas. Tinha tanto tempo que Yoongi não sentia um prazer tão intenso daquele jeito, que ele já não se sabia se portar com todas as pulsações que aconteciam em seu corpo. Namjoon se masturbava enquanto chupava Yoongi, pois ele almejava chegar no seu segundo orgasmo na noite junto com o outro, assim como era quando eles namoravam e se amavam.

Yoongi contorceu os dedos dos pés, gozando, dando um gemido mudo e arqueou as costas com violência. Namjoon sorriu, quando sentiu seu gozo escorrer por seus dedos. Ele tinha conseguido o que queria. Namjoon se deitou no chão, suspirando.

Os dois tinham até se esquecido o quão bom era transar um com o outro. Yoongi sorriu, sentindo-se amado novamente, mesmo depois da humilhação que fez Namjoon passar. O mais velho estendeu sua mão até Namjoon, que prontamente pegou, entrelaçando-as, como sempre faziam após o sexo quando ainda namoravam.

Os dois se beijaram pela última vez na noite. Um beijo que quase dizia “Por favor, fique aqui para sempre!”. Namjoon abriu a porta de seu apartamento para Yoongi.

— Quando vier me visitar de novo, venha com seu uniforme. — Namjoon falou em um tom de voz bem sedutor. — Adoraria tirar seu uniforme bem lentamente.

— Acho que não terá mais uma outra vez.

— Eu sei que vai… — Namjoon lambeu os lábios, analisando o corpo de Yoongi novamente. — Aliás, eu não estou namorando. — foi a última coisa que ele falou, antes de trancar a porta de seu apartamento.

Yoongi sorriu, aproximando-se da porta e colando a mão nela.

— Me desculpa pelo passando! — ele disse em esperança que Namjoon ainda estivesse ali o ouvindo. — Eu inventei tudo aquilo para não estragar sua carreira e fazê-lo se afastar de mim para realizar seus sonhos, Nam. Espero que possa me perdoar algum dia, porque eu te amo muito ainda.

Namjoon encostou as costas na porta, dando um sorriso bobo, antes de respondê-lo.

Eu sei. — a voz de Namjoon ecoou de dentro da casa. — Eu amo muito você também.

Yoongi deu um sorriso de ponta a ponta do rosto.

Aliás, eu estou muito feliz em vê-lo novamente.

O soldado mordeu os lábios, se afastando da porta, mas não parou de olhar para ela e jogou um beijo no ar em direção à porta como ela fosse Namjoon.

Ele já estava muito ansioso por seu reencontro com o rapper.


Notas Finais


Muito obrigada para quem leu e favoritou <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...