História Verrer - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Lu Han
Tags Luhan!centric
Visualizações 12
Palavras 353
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - 00:00


"São 00:00, faça um desejo"

Essas palavras acabam de surgir em minha mente sem que eu sequer me recorde de onde tirei isso


Mas eu faço o pedido logo em seguida, mesmo assim


Há uma semana eu estava arrumando meu armário e encontrei aquele meu pequeno esconderijo, o lugarzinho secreto que eu escondia aqueles pedaços pequenos e fininho que refletiam os objetos ao seu redor

Alguns deles ainda tinham pequenas manchinhas vermelhas, talvez um lembrete para que eu não esquecesse como poderiam ser traiçoeiras e cruéis

E naquele dia eu as olhei com raiva e repulsa.

Não queria aquilo perto de mim, de jeito nenhum

Eu estava bem. Não precisava disso

Por que eu fazia aquilo, afinal de contas?

Não tinha qualquer vergonha de ser pego ou de ter que esconder a obra de arte que o vidro fez na pele imaculada minutos depois?


Ninguém entendia aquela arte que eu mesma fazia em minha pele. Olhavam torto ou nem mesmo encaravam uma segunda vez. Fingiam que não tinha nada ali


Mas tinha

E, bem, ainda tem.


Só que eu joguei todos os meus pequenos vidrinhos, meus doces e reconfortantes filhos e amigos, por mais que os amigos de carne e ossos nunca sequer pensaram que eu fizesse algo assim, no fundo do lixo. 


"Você só pensa em você mesmo, LuHan"


"Não tem como alguém, uma pessoa de verdade, se importar desse jeito louco que você diz querer"



Eu nunca falei para eles o que tinha embaixo dos panos e nunca consegui. Eu tinha tanto medo de receber - além do revirar de olhos ou discursos frios e qualquer outra coisa que não fosse um simples "O que houve?" - o aterrorizante olhar de pena 


E agora são 00:00 noite e eu desejo, de todo o coração, que eu não tivesse feito isso

Eu não estava tão bem assim como eu achava.


É muito facil pensar que está tudo bem mais facil ainda perceber quevocê continua no mesmo buraco


Mas dessa vez eu não tenho como marcar na pele o que o bolor em minha garganta não quer dizer.

Eu não choro pelos olhos, mas sim pelas linhas finas e profundas das pernas

E nessa noite eu não pude chorar


Notas Finais


que deus não me deixe voltar a postar essas coisas de madrugada, aleatória
amém


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...