História Victoria's Secret, Segunda Geração - Interativa - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa, Victoria's Secret
Exibições 37
Palavras 3.987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


HELLO MEUS AMORES!!
Acharam que eu não iria postar cedo? Oi Oi, olha quem apareceu aqui mais cedo que o esperado e relaxem, anjos, irei responder todos os comentários do capitulo anterior após postar esse e primeiramente obrigado pelos votos da interação anterior, segundamente, me perdoem por qualquer erro e boa leitura, anjos do meu core!!

PS: LEIAM AS NOTAS FINAIS, É IMPORTANTE!

Capítulo 6 - Wicked Games.


Fanfic / Fanfiction Victoria's Secret, Segunda Geração - Interativa - Capítulo 6 - Wicked Games.

| Londres, Inglaterra | 21h31min PM |

Hotel “The Venetian”

 

E a noite cairá em questão de meras horas, os selecionados já estando um pouco cansados devidos á exibição dos blocos que deveriam escolher, a primeira pequena tarefa tornou-se cansativa, pois os blocos exibidos foram mais extensos do que o imaginável, os votos se contaram e ao menos os assistentes já sabiam quais seriam informando de imediato aos herdeiros que por suas vezes já estavam aliviados por ter sido um processo “rápido”, sendo dessa forma, eles foram á sair dos estúdios pelas oito em cheio da noite ainda cercados por alguns tabloides que haviam ficado até esse horário as espreitas para conseguirem alguma informação extra, mas apenas no máximo algumas fotos de tais selecionados seriam divulgadas na manhã seguinte.

Quem dirá que aquele definitivamente nem era o primeiro dia.

 

Muitos já se aprontavam para dormir em seus quartos, se juntando á seus colegas de trabalho — querendo ou não — já que as cinco em ponto da manhã precisavam estar á postos bem organizados para o primeiro teste definitivo, imaginem essa rotina por praticamente dois meses. Algo nem tão sacrificador, convenhamos.

Um de nossos herdeiros já estava aos nervos mentalmente por ter que comparecer ao quarto de sua mera amiga, afinal, seu comportamento mais cedo não fora um dos melhores, devem saber a quem nos dirigimos, certo?

William caminhava em passos cautelosos e longos pelo corredor de um dos últimos andares do enorme hotel repensando mentalmente o que falará mais cedo... Ele não se preocupará apenas com duas selecionadas, certo?

Errado.

O mesmo rapaz suspirou com o turbilhão de pensamentos á tona e logo parou em frente à porta do quarto destinado, olhou a maçaneta trancada e inspirou profundamente antes de dar leves dois toques no mármore da mesma porta á sua frente.

Logo ouvirá o som de tal chave girando e soltou o ar que prendia ao se deparar com a figura feminina á sua frente quando a porta se abrirá.

— Will...? — Dakota divagou um pouco grogue em seu tom devido ao sono conturbado que terá á alguns segundos atrás logo suspirando pesado apertando a cordilha do roupão de cetim branco que usará — O que faz aqui?

— Você me chamou... Não se lembra? — o rapaz retrucou cauteloso vendo a amiga erguer a sobrancelha esquerda.

— Lembro e também... Lembro-me da sua grosseria mais cedo por causa das suas favoritas. — disse sem tom aparentemente ríspido, porém o olhar já entregava a chateação da herdeira.

— Olha, anjo... Não foi intencional, só me estressei.

— Eu estou estressada á todo estante e nem por isso falo merda para as pessoas ao meu redor. — disparou a herdeira vendo o rapaz arregalar minimamente os olhos por seu tom — Entra. — suspirou revirando os olhos dando passagem ao rapaz que mesmo receoso adentrou o cômodo — cinco minutos. — murmurou de imediato fechando a porta virando-se para encarar o mais velho comprimindo os lábios o fitando — Porque elas?

— Dakota... — Will divagou encarando a garota logo suspirando coçando a nuca — Foi algo do momento, elas não são minhas favoritas. Eu falei no estresse do momento, sabe que não lido bem com esse tipo de coisa...

— Diz isso para sua ninfomania... — resmungou a loira o cortando.

— Não começa... — advertiu o herdeiro cerrando os olhos — Ninfomania nem é o termo correto para o meu gênero.

— Tanto faz, tem a mesma droga de significado. — bufou a mesma cruzando os braços abaixo dos seios.

— Olha, estou tentando ter uma conversa civilizada contigo, mas jogar o detalhe do meu “distúrbio” na cara não é nada maduro. — William aumentou o tom com certa impaciência — Que merda! Acha mesmo que isso entra no meio da conversa?

— Eu não acho! Tenho certeza porque primeiro Will: Você é ninfomaníaco. Segundo: Você durante essa seleção toda vai ficar querendo brincar com essas garotas, isso aqui não é um bordel, leve as coisas á sério e seja o maduro nessa situação. — exclamou a herdeira sentindo as temporãs queimarem.

— Deus... — divagou o rapaz fechando os olhos respirando fundo logo os abrindo — Eu não vou brincar com ninguém... Estou sendo o mais profissional possível.

— Estou vendo... — suspirou a loira repensando um pouco — Sabe que falo isso porque tem riscos enormes de você só focar no seu bendito vício e com modelos de lá para cá não ajuda muita coisa. — chiou intrigada — Foi ás suas consultas?

— Você fala como se eu fosse louco. — o moreno revirou levemente os olhos corroendo os mesmos pelo quarto — Não...

— Will! — repreendeu a herdeira arregalando os olhos — Você precisa ir, ajuda á esquecer isso.

— Eu estou totalmente sã, okay? Eu não penso apenas... Naquilo. — bufou o mais velho — Acabou?

— Um número? — questionou a garota vendo o rapaz franzir e rir nasalado respondendo de disparada:

69... — divagou vendo o olhar fuzilante da loira cair sobre si o fazendo prensar os lábios suspirando vencido — Okay, talvez alguns detalhes tem ligação com meu vício mas isso não vem ao caso.

— Sim, vem ao caso. — a loira indagou irritada logo massageando as temporãs suspirando — Me prometa algo...

— Sabe que não quebro promessas e porque essa aflição toda? Ninfomania não é algo tão... Grave. — gesticulou o rapaz rindo nasalado.

— Prometa! — exclamou a loira vendo o amigo tomar a feição ternar, suspirar novamente e assentir — Prometa que não se envolverá com nenhuma selecionada... — logo viu o sorriso ladino surgir nos lábios do amigo a fazendo bufar — e muito menos nenhum selecionado! Prometa-me isso, se quebrar essa promessa, juro que só falarei com você na frente das câmeras.

Dakota...

— Prometa de uma vez! — a loira disse aumentando o tom em divagações já perdendo a mínima paciência que continha.

— Okay, se for por você, anjo... — suspirou o rapaz dando-se novamente por vencido ao ver o sorriso meigo surgir nos lábios da herdeira á sua frente, porém bem antes de se pronunciar juntou o dedo indicador junto ao do meio de sua mão direita atrás das costas logo os cruzando dando continuidade: — Eu prometo.

A herdeira mais velha sorriu satisfeita com o feito e não pensará duas vezes em cair nos braços do amigo o abraçando firmemente, porém tendo breve receio pelo aperto extremo em sua cintura, logo após engolirá em seco ao sentir certo contato do rapaz descer por suas costas a reprimindo... Fazendo-a se afastar de relance mandando o rapaz voltar de uma vez para seu dormitório antes de algo ocorrer naquele cômodo fazendo os eixos saírem do lugar na mera relação dos dois herdeiros.

 

| Londres, Inglaterra | 04h27min AM |

Hotel “The Venetian”

 

A madrugada dos nossos caros selecionados poderia ser totalmente calma e confortante depois de tanto transtorno, mas como os horários não permitiram, eles não acordaram lá de uma forma tão delicada... Se você considera delicadeza acorda-los com batidas bruscas nas portas dos mesmos os chamando aos berros ditando as mesmas normas de horário ás plenas quatro da madrugada, reveremos nossos conceitos, certo?

Theo, porra! — Caleb bufou irritado balançando o ombro do rapaz ainda esparramado pela sua cama resmungando pela movimentação — Precisa levantar ou aquela assistente insuportável virá querer “arrombar” nossa porta de novo, Arthur tem como me ajudar?! Esse infeliz não quer acordar.

— Estou ocupado! — falará o mesmo rapaz um pouco embargado por estar ocupando sua boca escovando os dentes alinhados olhando-se no espelho do pequeno cômodo higiênico — Jogue um balde gelado de água nele, quem saiba ele não se apressa.

— Tenho mais cinco minutos... Tenho direito de dormir mais...

Theo resmungou quase em um sussurro falho se cobrindo por coberto com seus lençóis fazendo o colega cacheado resmungar pelas bolsas roxas debaixo dos olhos esverdeados devido ao sono mal sucedido o fazendo suspirar levantando-se se jogando em sua cama novamente de tão mole pelo sono rondando em seu corpo.

 

Já no outro quarto ao lado, a conturbação não era tão diferente, o sono rodeava nossos selecionados quase por completo:

— Oh inferno! — Niko bufou socando a porta do banheiro do quarto exclamando impaciente ainda trajando a mesma roupa de dormir da noite passada com os ombros caídos devido ao sono e irritação — Rose sua infeliz! Preciso ir ao banheiro, caramba! Está aí desde quatro, virou a cinderela?!

— Minha querida, eu tenho minhas necessidades! — exclamou a garota ajeitando meramente os cílios prolongados olhando-se no espelho de rosto do cômodo pequeno suspirando — Preciso ainda escolher minhas roupas!

— Eu estou apertada! — choramingou a morena batendo inúmeras vezes na porta quase que desesperadamente.

— Se segure! — exclamou a colega impaciente borrando minimamente o recanto dos cílios pela base escura a fazendo resmungar — Ótimo... Irei demorar mais! Está me atrapalhando, vá para outro banheiro, é tão difícil?!

Sinceramente não saberemos por quantos nomes possíveis nossa cara Niko xingou mentalmente a colega mas, o suficiente para faze-la grunhir e sair as pressas do quarto tentando procurar por um toalete vago pelos corredores, se fosse á esperar... Só quem sabe, Rose sairia do banheiro ainda hoje.

 

— Candyzinha... Por favor, só preciso dessa sua escova para arrumar meu cabeço... Vai te matar me emprestar uma? — Eveline insistiu se inclinando da sua cama até a da colega que a olhará bufando revirando os olhos enquanto ajeitava os fios loiros e rebeldes de seu cabelo.

— Não trouxe a sua? — resmungou a loira se dando por vencida jogando a escova azul para a colega que brincou comemorando baixo recebendo um olhar torto — Não exagera.

— Que bicho te mordeu, hein? — bufou a garota dos cabelos coloridos enquanto soltava os mesmos os espalhando em mechas sentando-se na cama.

— O bicho vai se fod... — exclamou irritada logo sendo cortada pela porta do quarto abrindo de brecha revelando uma mera morena.

— Desculpe interromper... — Niko murmurou sorrindo sem graça — E que a praga da minha colega de quarto está fazendo a gata borralheira no nosso banheiro e não sei se sairá ainda hoje de lá... — suspirou olhando de relance o toalete das garotas presentes — Posso?

— À vontade, moça. Quer trocar? — Candy debochou vendo Niko franzir minimamente enquanto adentrava o cômodo, a mesma loira riu nasalada pegando seu felino que andará pela cama o acariciando por cima — A colega de quarto, a minha é pior.

— Não fale como se eu não estivesse aqui! Eu tento ser gentil, mas a miss simpatia é mais doce que limão. — Eveline chiou irritada bufando por um punhado seu de cabelos embaraçado enquanto tentava os pentear.

— Blá, blá, blá. Fale com minha mão, camaleã. — a mesma loira debochou encarando a colega de quarto que revirará os olhos bufando. Candy logo virou para Niko que receasará em ir até o toalete — Se sinta á vontade, apenas não infeste o banheiro. — sorriu cinicamente logo dando atenção novamente á seu felino — Rebeca, onde você está quando preciso de você, latina... — murmurou baixo vendo a selecionada morena dar de ombros e adentrar o banheiro do quarto ás pressas.

 

 

— Meninas, podem me ajudar? — Rebeca proferirá sentada na cama enquanto tentava falhamente fechar os feixes de sua blusa recebendo um olhar confuso de Ariana que apenas dava um toque em suas mechas com a chapinha estando enfiada no banheiro.

— Eu ajudo! — Lucy levantou-se de imediato de sua cama indo por trás da latina ajeitando os feixes da peça da mesma cantarolando baixo — Meu deus... É hoje! — riu meigamente fazendo a colega rir balançando a cabeça.

— Nervosas? — questionou Rebeca logo sentindo algo mexer em seus cabelos soltos — Wow... Hey, espera-

— Calma, irei ajeitar! — justificou a garota atrás da colega enquanto fazia breves tranças no cabelo da latina balançando levemente o quadril — Eu estou, bastante... E você, Ariana?! — falou um bom alto fazendo a colega do banheiro rir nasaladamente.

— Eu estaria mentindo se falasse que não estou. — respondeu enquanto desligava o aparelho que usará o deixando sobre o balcão da estante do toalete — That’s my girl... — cantarolou baixo com o toque do telefone ecoando a fazendo pegar o aparelho de imediato desligando o alarme programado falhamente.

— Por favor, que não sejamos eliminadas de primeira... — a latina cruzou os dedos fazendo as colegas rirem em negação.

— Estou em dúvida em qual equipe ficaremos... — Ariana confessou encostando-se à batente da porta do closet olhando algumas mensagens em seu aparelho.

— Quero ficar na equipe da Dakota. — Lucy cantarolou logo rindo terminando uma das tranças fazendo Rebeca murmurar um breve “por quê?” de relance — Ela parece ser mais amável, tive um breve medo daquele Grace e daquele Will, ele parece ter dar patadas ate com um inofensivo “bom dia” e... Ugo! — exclamou assustando as colegas indo até o canto do quarto pegando o animal que trazerá junto rindo meiga — Nem vi quanto o trouxeram... Onde você se meteu, hein? — murmuro brincando com o mesmo.

— Bem... — Ariana divagou — Eu prefiro ficar na equipe da Grace, sabe... Dakota pode parecer amável, mas isso talvez nos barre na corrida.

As três se entreolharam logo repensando minimamente sobre o detalhe logo as fazerem se apressarem por um toque de um dos assistentes na porta do cômodo.

 

 

— Não está exagerado, já disse Abigail. Você está ficando linda. — Hazel resmungou enquanto ajeitava as leves sombras nas bochechas da colega de quarto que encolherá os ombros rindo baixo pelas cócegas do espumador do pó da maquiagem — Não ria — a mesma “albina” riu nasalado negando com a cabeça — Vou borrar minha arte.

— Deus, não quero parecer um bozó americano. — Abigail disse rindo e negando minimamente com um gesto.

— Não vai, confie na profissional aqui. — gabou-se brincando a garota virando as belas órbitas azuladas se inclinando terminando alguns toques — Pronto! — sorriu satisfeita guardando a paleta de maquiagem da escrivaninha, pegando o pequeno espelho na mesma exibindo para a colega — Aqui, viu? Está divinissima, sou profissional, oras — riu vendo a selecionada á sua frente sorrir fitando-se no reflexo.

— Está ótimo... Nossa — riu consigo mesmo pegando o pequeno espelho — Acho que é o suficiente...

— Há! Ainda não, falta a roupa e também... — pensou — Eu vou tomar uma bela ducha e vejo o que está faltando — falou rapidamente se levantando — Espero que cairemos na mesma equipe, não me dei bem com ninguém entre esse povo, parece que um quer te matar á qualquer momento, repare nos olhares. — falou indo até o toalete ouvindo a colega rir negando.

 

 

— Será que estou esquecendo algo... — Charles murmurou indeciso entre tantas lentes para organizar na maleta.

— Relaxa, cara. A única coisa que você pode esquecer no máximo é a cabeça nesse quarto, arrumou tudo com tanta pressa que acho difícil esquecer algo. — Bernard falou enquanto penteava os cabelos fixos com tal gel para trás.

— Nunca se sabe. — Leonard dará de ombros enquanto ajeitará alguns cabos um tanto... Atrapalhado — Será que será preciso levar essa pancada de equipamentos? — resmungou desenrolando um fio solto.

— Precisamos estar prontos. — Charles suspirou justificando ajeitando as mangas do blazer levemente claro — Nunca se sabe o que eles nos pedirão, não levarei tudo porque só tenho duas maletas e sabe-se lá, o espaço naqueles carros que nos levam.

— Bem, eu estou pronto. — Bernard deu de ombros pondo um sorriso terno nos lábios pegando suas maletas as fechando de imediato.

— Okay, acho que já estou levando o necessário. — Charles repetiu o ato sorrindo um tanto confortante, porém ainda com o certo nervosismo pairando — E você, Leo? — questionou olhando o colega o vendo tentar se desenrolar com alguns cabos.

— Estou quase... Oh, quer saber, estou pronto!

Levantou-se de imediato jogando todos os cabos em sua maleta a fechando levantando-se de relance acabando por bater o joelho, diretamente o osso pontual do joelho contra a quina da cama o fazendo grunhir alto de dor largando a maleta assustando os colegas pelo som de estralo.

— Você está bem? — Charles e Bernard perguntaram juntamente preocupados.

— Estou... Ótimo. — falou entre arfadas agoniadas dando um sorriso sôfrego sendo até a porta mancando minimamente — V-vamos, gente. Estou pronto! — riu sem jeito vendo os colegas se entreolharem e seguirem atrás do mesmo.

 

| Londres, Inglaterra | 05h17min AM |

Estúdios “The Victoria’s Secret”

 

Tudo foi tudo feito tão ás pressas por essa manhã.

Por sorte, o mínimo estresse dos paparazzis á frente dos estúdios não afetaram nossos selecionados, afinal, haviam pouquíssimos, ainda estavam a chegar então fora um bom horário para começar as programações... Por uma parte, digamos que sim. Os herdeiros saíram primeiramente do hotel, obviamente, precisavam-se preparar para os primeiros ensaios e testes com os novatos á tona estando espalhados pelos estúdios tomando um breve café ou apenas dando uma breve volta com um assistente em suas colas, obviamente.

Agora imaginem a reação dos nossos caros selecionados ao serem levados um por um aos seus camarins pessoais, o nome de cada um estava estampado nas estrelas estampadas dos mesmos cômodos. Ao menos um espaço pessoal livre para eles.

 

Grace suspirará totalmente cansada por fitar tantas folhas em seu colo relendo algumas normas e instruções para seguir no primeiro teste, a loira passará metade da madrugada organizando as equipes e principalmente algumas coordenações, apenas esperará uma ajuda dos herdeiros, mas encontrou-se sozinha em seu quarto de hotel focando-se em terminar todos aqueles papéis sem tal ajuda, olhou em volta vendo-se sozinha novamente em seu camarim abaixando levemente os ombros, massageou levemente as temporãs jogando os papeis em sua mesinha de centro. Em alguns segundos conseguiu ouvir dois toques em sua porta e suspirou pesadamente levantando o olhar:

— Entre. — divagou vendo a porta entreabrir e logo uma figura loira colocar a cabeça para dentro do pequeno cômodo — Oh... Zaara, certo? — questionou sorrindo fraco — Algum problema... Querida? — sorriu meiga estranhando-se internamente pelo ato.

— Oh, não, me desculpe se te atrapalhei — a loira sorriu acolhedora — Eu estava procurando os outros herdeiros, mas eles simplesmente... Puff. — gesticulou fazendo a herdeira mais nova rir.

— Aqueles putos somem vez ou outra, acostuma. — deu de ombros vendo a expressão reprimida da selecionada — O que quer?

— Eu estou em dúvidas, apenas — a selecionada sorriu de recanto adentrando o pequeno camarim — E que... O que acontece com as selecionadas que forem eliminadas?

— Elas irão para casa... Levarão uma pequena quantia por contribuírem a seleção, mas de qualquer forma irão para casa, por quê? — franziu encarando a loira alta que logo abaixará o olhar — Tem medo de ser eliminada?

— Insegurança, apenas. — justificou rapidamente.

— Não fique com isso na cabeça, pelo que vejo... Você não será eliminada tão cedo. — a herdeira sorriu sem humor como de costume — Se depender de mim, não. — concluiu.

— Obrigada de qualquer forma... Então, sabe quando os ensaios começarão? — questionou de relance varrendo os olhos pelo camarim.

A herdeira suspirou olhando meramente seu relógio de pulso.

— As sete em pontos, estão apenas ajeitando os cenários dos estúdios, os que serão usados, hoje, é claro... Estão ajeitando a gravação do Dave para o programa e tudo mais, perguntas, cenas, ensaios, sessões...  — deu levemente de ombros.

— Dave? — Zaara questionou em dúvida novamente.

— Dave Skylar, o apresentador da seleção. Voces serão filmados e exibidos á todos que estão acompanhando isso. — respondeu por fim — Não é querendo ser chata, princesa, mas as modelos não podem entrar nos camarins dos herdeiros, sabe? — riu sem jeito — Desculpe, é melhor você se retirar, mas qualquer coisa pode me questionar, estou á ouvidos.

— Oh sim, de qualquer forma... Obrigada por responder, só estou meio perdida, é tudo em uma medida tão grande que eu me perco às vezes — Zaara riu fracamente logo engolindo em seco — Até. — logo se virou até a porta retirando-se às pressas fazendo a herdeira franzir e suspirar baixo sentindo o rubor rosado em suas bochechas clarearem de imediato.

Princesa... De onde você tirou isso, Grace? — repreendeu á si mesma resmungando logo se espreguiçando pegando os papéis novamente se levantando — É melhor eu me apressar... — murmurou logo á seguindo retirando-se de seu espaço pessoal.

 

| Londres, Inglaterra | 06h45min AM |

Estúdios “The Victoria’s Secret”

 

Os selecionados já estavam ás postos, ou quase, podemos dizer. Todos já estavam praticamente na área da imensa passarela trocando ideias ou conversando aleatoriamente para quebrar o tempo que faltará para as sete em ponto. Os herdeiros estavam praticamente juntos no meio da passarela apenas repassando algumas normas e instruções da primeira etapa, estava monótono de tal forma, o silêncio não reinará no momento, mas estava um clima um tanto solto demais no momento:

— Acham que já decidiram as equipes? — Aurora questionará entre Leonard, Theo e Arthur que estavam em uma pequena roda naquele meio.

— Acho que provavelmente, eles falaram que dariam os resultados de manhã cedo. — Theo justificou mordendo um pedaço de seu sanduiche entrercarlando o olhar até Arthur que desviará o olhar de qualquer custo dos herdeiros na passarela, um detalhe que ele notará de tal forma — Uh... Arthur? — chamou o fotógrafo que levará o olhar até o mesmo — Algum problema? — riu.

— Não, nenhum. — murmurou encolhendo os ombros fazendo Aurora erguer as sombracelhas duvidosas.

— Estou nervoso. — Leo retrucou coçando a barba rala — Estou imaginando se eles irão expulsar alguém hoje, deus... Acho que vou ter um treco.

— Hey... — Aurora riu o acalmando — Gente, mal chegamos aqui, os deixem nos avaliar direito, é um nervosismo sem necessidade, respirem fundo e façam seu melhor, hein? — questionou sorrindo de recanto — Sei que nós sairemos bem, mesmo com alguns detalhes...

— Claro. — os três rapazes responderam juntamente se entreolhando duvidosos.

 

 

— Okay, entenderam? — Grace questionou pela terceira vez entre os dois herdeiros que concordaram em um gesto assentindo logo a fazendo sorrir satisfeita — Ótimo, agora podemos-

— Merda... — William murmurou entre dentes olhando para um ponto fixo atrás das herdeiras que franziram minimamente.

— O que houve? — Dakota questionou.

— Bem que falaram que quando não é o diabo que vem, é a secretaria no lugar. — o herdeiro comentou sem humor fazendo as garotas se entreolharem e virarem os olhares para trás entreabrindo juntamente os lábios encarando a figura que andará até eles — Agora sim, isso literalmente virou o inferno...

O baque alto dos saltos ecoando sob a passarela atraiu os olhares de todos ali presentes logo fazendo a atenção cair sobre nossa cara instrutora geral... Scarlett Foxey.

Oh meus caros, não queiram o julgamento de uma mulher como Scar. Sua pose era autoritária, os cabelos extremamente negros batiam abaixo da cintura refinada, os saltos escuros sempre destacavam sua estatura assim como os benditos lábios preenchidos por um vermelho vivo de seu habito batom seguido dos olhos escurecidos e gélidos da mulher que caminhará até os herdeiros com o queixo erguido e reto queimando as órbitas sobre algumas selecionadas com um sorriso cínico nos lábios... Alguns apenas engoliram em seco e as selecionadas que tiveram o olhar da mulher sobre si rapidamente desviaram tentando ignora-la.

Meus queridos. — a mesma proferirá com um tom forte devido á seu timbre quase russo podendo ser notado logo após pondo as mãos sobre o peito sorrindo ladina — É uma honra trabalhar com vocês nesse projeto, estou gratificada em ajuda-los a escolher fio a fio as futuras Angels.

— Dizemos o mesmo, Foxey. Obrigado por comparecer. — Grace respondeu educadamente diferente de Will e Dakota que olhavam a mulher de forma torta.

— William, Dakota... Não sabiam que estavam juntos. — disparou cinicamente a mulher fazendo o herdeiro mais velho sorrir da mesma forma respondendo:

— Não estamos. — respondeu simplesmente vendo que Dakota ignorará a mulher cruzando os braços.

— Oh, não? — fez-se de desentendida — Que bom, não combinam de qualquer forma e convenhamos, nosso herdeiro aqui, não segura o que tem entre as pernas, uh? — brincou de forma fútil fazendo Will revirar os olhos — Seria cada chifre...

— Okay! — Dakota interviu mantendo a paciência por ver o amigo queimando a irritação nas temporãs — Vamos começar?

Scar sorriu de forma aparentemente inofensiva e corroeu os olhos sobre algumas modelos parando o olhar em algumas em destaque para... Cismar. Para ela, as com os rostinhos totalmente feitos e perfeitos eram bons alvos para provoca-las...

Seu olhar correu até Rose e Hazel que estavam lado a lado apenas entretidas mexendo em seus aparelhos, a mulher erguerá a sobrancelha esquerda sorrindo de lado logo caindo o olhar voraz infelizmente até... Theodore, Aurora e especialmente Candy que tinham o certo porte que a mesma procurava para ver até onde os limites dos selecionados seria, o sangue da mesma pulsou em animação, seria uma boa corrida.

— Estou mais do que pronta para começar! — concluiu a mulher fazendo os herdeiros se entreolharem em dúvida pela animação mútua da instrutora.


Notas Finais


Acharam que seria fácil, meu povo? Uh, uh, Scar surgindo para o circo pegar fogo, provavelmente vocês irão pegar um ódio dela MAS espero que não me matem.

Para quem quer saber logo de qual equipe seu personagem pertence, sigam o link do jornal da Fanfiction, lá terá dois tópicos novos, abram por favor os dois cujo sãos "❁ Personagens Extras ❁" e "❁ ℕ𝕆𝕍𝕆𝕊 𝕋𝕆́ℙ𝕀ℂ𝕆𝕊 𝔸𝔻𝕀ℂ𝕀𝕆ℕ𝔸𝔻𝕆𝕊 ❁". Se estiver algum personagem á falta ou de fora me alertem, as vezes sou lerda e me atrapalho.

Jornal >> http://socialspir.it/6858083

Mas olha, quase esqueci das perguntinhas de cada dia: VAMOS LÁ!!

1 — O que acharam do diálogo do William e da Dakota?

2 — O que acharam da nossa cara Grace e Zaara interagindo?

3 — O que acharam da nossa amada Scarlett surgindo na história?

4 — O que acharam das pequenas cenas entre os colegas de quarto? Uma que gostaram em especial?

5 — O que acharam da equipe á qual seu personagem (seus personagens) foi (foram) posto (postos)? Agradou-lhe ou Não?

OBRIGADO POR TODO O CARINHO E sério, obrigado por tudo, me perdoem por qualquer erro e espero vocês nos comentários e até os próximos capítulos <3 Fiquem bem e beijos da tia Harley.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...