História Vida obscura de Sakura Haruno (EM REWORK ) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Kizashi Haruno, Mebuki Haruno, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Exibições 33
Palavras 2.423
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Se deleitem com mais um Cap dessa Fic ^^

Capítulo 3 - Meu chato, amigo Muko


Fanfic / Fanfiction Vida obscura de Sakura Haruno (EM REWORK ) - Capítulo 3 - Meu chato, amigo Muko

Meu alarme toca. Estou morta. Dormi muito tarde, Muko me esgotou total. Ele vem com aquele papinho de “Amanhã você já vai voltar para sua rotina, então bora jogar até tarde.” Idiota. Ele vai me pagar. Mais... Se não fosse por ele nem sei como estaria hoje em dia. Talvez estivesse morta. Ele foi o que me jogo uma boia quando estava me afogando. Exagero? Não. Aquele filho da mãe me, pois no alto quando eu estava lá em baixo... No chão. Tudo começou com um Simples “Tu joga bem para uma garota.”. Até hoje agradeço por aquela partida.

Há um ano atrás... 

           

            Acabo de chegar do hospital. Só agora pude ir lá depois daquilo... Eu fui direto para a delegacia para dar a denuncia e ser interrogada e examinada.  Meu pai  esta cansado e distante .. Minha mãe não para de me olhar, como se eu fosse entrar em desespero a qual quer momento. Mais isso não iria acontecer.

Eu nunca vou me esquecer do rosto de nenhum deles de satisfação a me ver jogada ao chão sem reagir. Sem força.. Monstro é pouco ou falar do ato que eles cometeram. 

Pra ser sincera, o engraçado é que, eu não quero esquecer.  E nem vou.

Quem sabe um dia esbarro com eles outra vez na rua.

            Agora um sorriso se forma em meu rosto. Minha mãe me olha com um olhar de interrogação.

Não falo nada ao chegar em casa. Vou direto para meu quarto. Entro nele e paro um instante para admirar ele... Nem sei por que mais, sinto um vazio ao olhar para cada móvel e cada coisa que á nele... Acho que a garota que dormia ali morreu

            Vou tirando cada peça do meu corpo devagar, e olho para cada mancha que a nelas. É meu sangue. Meu sangue manchado.. Como se não fosse nada de mais.

            Vou caminhando devagar. Caminhando de mansinho, devagar para o banheiro, como se eu fosse quebrar em mil pedacinhos e ninguém no mundo conseguisse me junta outra vez.

            Eu realmente estou quebrada...

Ligo a torneira da banheira e me coloco para dentro dela, devagar mais uma vez. Mergulho por inteira. Sinto a agua morna banhar todo meu corpo e me sinto leve..

            Leve de mais...

Ouso minha mãe perguntar se eu estou bem. Só respondo um baixo e desanimado “Sim.”.

Quero fugir desse pesadelo...

            {Dia seguinte}

           

Acordo pela luz do sol banhando meu rosto. Não queria acordar mesmo. Sento na beirada da cama e olho para o chão e vejo as provas de que, aquilo tudo não passou de um pesadelo. Eu deveria estar chorando horrores.. Mais não estou. Sinto que, não posso chorar. Não posso esboçar nenhum sentimento de medo. Sinto que não posso, mas nada.

Eu estava engolindo tudo sem mastigar..

Levanto e sinto a dor entre minhas pernas. Paro um segundo recuperando da dor. Sigo para o banheiro e paro assim que me olho no espelho enorme na parede de meu quarto e vejo uma sakura diferente. Uma sakura da qual, não tem mais a pureza e agora esta cheia de machucados e manchas roxas pelo o corpo e vejo agora que estou com um machucado em meus pulsos. Foi da vez que eles seguravam caso eu conseguisse reagir. Olho mais para cima e encontro meus olhos.. Encaro-me e não gosto mesmo do que vejo. Olhos vazios, antes cheios de sonhos e agora?.. Não há mais sonhos?.. Não sei mais

           

{Um mês depois}

           

Eu estou horrível. Não consegui seguir para frente. Parei no tempo, mais exatamente naquele dia. Fazia coisas horríveis comigo mesma. Como se daquela forma, eu estivesse me castigando e me sentindo melhor por uma coisa que não foi culpa minha. Minha tia Tsunade brigava comigo por eu não querer ir às consultas e nem estar me lixando para nada e me entregando para um caminho sem volta.

 Eu simplesmente, durante um mês taquei o Foda-se e não me colocava em primeiro lugar em nada. Eu ficava trancada no quarto olhando pro teto e dormia o dia todo. Não queria comer ate chegava a desmaiar e consequentemente fui para no hospital varias vezes e sempre acompanhada por olhares de pena e de falsa empatia. Em uma noite dessas paguei meu pai discutindo com minha mãe, sobre como tudo isso estava fora de controle.

─ A sakura esta mal querido.. Muito mal.

─ Eu sei... E o pior disso tudo.. É eu ser um pai frouxo, minha filha precisa de min e oque eu faço?.. Fecho os olhos e espero tudo isso passar?... Não. Não quero e não vou.

─ Mais oque podemos fazer.. Sakura já esta escolhendo o próprio fim.. Eu peço todas as noites para que ela não vá embora dessa forma.. Mas oque é mais difícil desse nó inteiro, é ver isso acontecendo e só apenas observar.

─ Amor, eu já não tenho forças para aguentar tudo isso.. Quero minha filha Sorrindo mais uma vez... Mais aqueles malditos tiraram isso dela.. Esse direito.. Eu não vou poder dormir, mas a noite até devolver esse sorriso á ela novamente. Vou lutar até ate encontrar aqueles filhos da puta.

           

Eu senti uma lagrima descendo de meus olhos, aquela lagrima solitária mais cheia de sentimentos misturados. Não podia sofrer e passar esse sofrimento todo para eles.. Não podia.

E assim, fui para meu quarto e tentaria por eles.

           

{Uma semana depois}

           

            Hoje eu fui com minha mãe no consultório da Tsunede. Eu disse que iria tentar e foi oque eu fiz, Parei com tudo aquilo.. Já tinha chegado a um ponto de me mutilar muito e chegar a desmaiar de tão profundo que eram os cortes.. Estava muito magra. Então, decidi voltar para minha amada psicóloga. Eu tinha contado que eu fiz tudo aquilo e oque ouvi de meus pais. Que eles estavam sofrendo junto à min. Ela me ouviu e me disse vários conselhos que, todos os psicólogos dizem.

─ Sakura, sakura. Sei que tudo que lhe digo, entra em um ouvidinho e sai pelo o outro. Ousa-me agora. Você quer mesmo pular esse obstáculo? − Me olhou com uma sobrancelha arqueada.

─ Já disse que sim..

─ Então me pare de me olhar com essa cara acabada e sem emoção e me diga, Oque você gostava de fazer antes?

─ Como oque? − Agora sou eu a arquear a sobrancelha.

─ Alguma coisa que ocupasse seu tempo livre e de que você gostasse de fazer.

 

            Lembranças vinheram que nem uma onda forte em minha cabeça. Logo lembrei que eu ficava muito no computador, já que não tinha amigos para sair.. Eu jogava até joguinhos do computador mesmo de tão tedio que era. Mais eu lembrei que, tinha ouvido a um tempo de um jogo que muita gente jogava. Alguns meninos e até meninas jogavam e discutiam muito por o mesmo. Eu iria jogar.. Bem naquele dia... Tsunade me olhou com cara de estranhamento e eu percebi que estava com um semblante de incomodo.  Logo eu disse.

 

─ E-u..Eu iria naquela tarde jogar um jogo no computador que todos falavam muito.. − Vi seu rosto ficar leve e me deu sinal para continuar.

─ Não seria melhor você jogar logo esse jogo? − Seu olhar agora era de como se ela estivesse achado a chave do céu.

─ Quem sabe. − Olhei para o lado disfarçando meu corar.

─ Bom, agora é só da Start sakura. Siga esse caminho. E lute por ele. − Ela agora sorria abertamente.

            E foi oque eu fiz. Assim que sai da sala encontrei minha mãe e lhe dei um abraço. Ela ficou tão surpresa que nem entendeu direito e logo enlaçou seus braços em min e disse “Te amo Filha”. Saímos logo depois e já lhe falei oque à dona Tsu tinha me aconselhado. Então fomos direto para montar um computador novinho, de preferência para jogos. Eu não conseguia acreditar na alegria que veio morar mais uma vez em meu peito.. Ela tinha voado para longe e levou junto meus sorrisos e minha força.. Eu sorria feito boba.

Chegando em casa toda eufórica por causa do computador e vejo os caras montando ele em minha antiga mesinha perto da janela, que agora pode ser o jardim que vou semear alegrias quem sabe, até amizades. Posso estar me precipitando e me jogando no meio do escuro, mais não terei tanto medo assim. Logo que todos saem, eu vou logo ligar ele. Meu deus! Como eu fiquei tão boba assim?. Vou logo atrás do tal jogo e deixo instalando. Vou para o banheiro tomar um bom e relaxante banho.

            Eu fiz meu cadastro no jogo e vamos lá..

           

{Meia Noite nesse mesmo dia..}

           

Eu já nem sabia quanto tempo eu estava na frente daquela tela, jogando e a cada partida eu aprendia coisas novas e que era difícil aquele jogo.. Mais, eu senti que estava enchendo o vazio que me acompanhava há dias.

Encontrei outra partida. Aceito. Logo peço minha ‘Lane. E um carinha diz no chat

[Chat]

~Saky: Suporte.

~Muuko: Adc

~Muuko: Hey saky joga pra valer viu?

~Saky: Ta -,-

           

E assim inicia a partida. Eu tinha até ficado meio balançada por alguém falar comigo, já que, em nenhuma falaram só me chingaram mesmo. Ou até elogiaram raramente. Começa o jogo. Ele logo me da dicas do que fazer e na hora de agir. E acaba a partida. E logo aparece uma mensagem.

[Chat Muuko]

Muuko: Oie _ Fiquei meio surpresa mais já logo respondi.

Saky: Oi.

Muuko: Sabe, quer jogar mais? Percebi que você joga bem para uma garota. Ainda mais que começou a jogar agora _Elogio? Serio? Porque ele está interessado em fazer amizade comigo? Nem dei brecha pra isso.

Saky: Tudo bem. Não tenho mais nada pra fazer. E Obrigado tbm pelo o elogio.

Muuko: Hum.. ok VAMOS LÁ ENTÃO!! Kkk

E assim se passou aquela noite. Jogando com ele e a cada vez ele me perguntava algo e eu a ele. Disse meu nome e ele disse o dele.. Muko.. Muko..

            Nós marcávamos de jogar todo dia e tinha até hora marcada. Essas horas jogando com ele era muito real. Mesmo sendo uma amizade virtual. Passou muitos dias, muitas partidas e resolvemos nos falar por Skype. Eu fiquei nervosa. Muito mesmo. Então chegou o dia de nos falarmos por Skype. Eu também tive que fazer uma conta como no jogo. Então lá estava a solicitação de contato.  Foi primeira vez que vi uma foto dele. Ele era.. Bonito? Sim. Era um garoto de cabelo meio castanho e tinha franja. Ele era pálido. Até pensei que ele fosse que nem eu. Pálido por não sair de casa. Ri com isso. Cruzei as pernas em cima da cadeira. E Logo ele liga. Peguei meu fone. E logo atendi.

─ Oi − Senti que ele também estava nervoso com aquilo tudo.

─ Oi.

─ Eita que já vi que somos envergonhados. − Ele ri baixo.

─ Pois é..

─ Então Sakura.. Jogamos.. nos falamos o básico quando nos conhecemos.. Agora quero que deixem essa vergonha de lado e de agora comecemos uma amizade real.. Quero ser seu amigo. − Eu fiquei paralisada. Nunca um G-a-r-o-t-o quis ter uma amizade comigo e ainda mais real.

─ Sim Muko..Podemos começar aqui uma amizade sim. E quer saber de uma coisa?

─Sim, claro, Fala.

─ Eu nunca tive um amigo real. Não como você diz.. − Resolvo que vou me jogar nessa, Amizade e ver do que ela é capaz..

─ Bom, vejo que você resolveu ser minha amiga mesmo − Ele ri pelo nariz − Eu também nunca tive uma amizade com uma G-a-r-o-t-a e que fosse real como eu quero que essa seja.. Olha não pensa que estou tentado te cantar ou coisa do gênero não! E Também não acha que você não seja linda por eu não esta fazendo isso.. Eu só estava procurando uma amizade.. Real como a tua..

Paraliso. Ele disse que sou linda?.. Calma sakura... Calma.

─ Oh... Nem pensei nisso.. E você tirou as palavras de meu pensamento quando disse, “Nunca tive uma amizade com uma G-A-R-O-T-A”­ − sorrio abertamente − Vamos nos conhecer não é?  O Tempo que vai dizer se, seremos amigos de verdade − Ri baixo.

─ Claro S-a-k-u-r-a do cabelo Rosa − Ele ri meio envergonhado.

─ Ah, Você viu né?! Haaha.. Eu o pintei. Gosto dele rosa. Nunca gostei deles loiros.. E também acho mais minha cara.− Simplesmente me enchi de vida naquele instante.

─ É, combina com seus olhos verdes.. Sua foto me deixa intrigado por te conhecer pessoalmente haha.. Um dia quem sabe não é? − Corei.

─ Sim.. Oque você achou da partida...

           

E continuamos conversando muito.. Nos falamos de muitas banalidades e muita coisa sobre o jogo. Jogamos até ficarmos cansados.

 

            Hoje em dia, Muko e eu somos muito amigos. Daquele tipo de amizade de se chingar e o outro revidar na mesma moeda. De sorrir por besteiras.. Falamos de sonhos.. Até que.. chegou dia de eu contar sobre o lado Obscuro da minha vida.

 

            Estávamos falando de como a vida era loca. Dai me veio a coagem de lhe contar sobre um lado meu que nunca falaria para ninguém.. Ninguém além dele.

 

─ Muko... Você já passou por uma barra muito pesada? − Falo meio desconfortável mais já me acalmo por ser á ele a quem vou desabafar.

─ Já.. − Ele responde meio que, estivesse lembrando-se de algo..

─ Eu queria te contar um segredo meu.. Que eu tenho que compartilhar ele com você.. Tenho que te dizer isso.

─ Não me diz que você quer virar marginal e se jogar no mundo das drogas! Hahaha − Ele mais uma vez amenizando o clima.. Ele sabia que oque eu tinha que contar era sério e doloroso.

─ Meu deus Muko! Para idiota!! É uma coisa delicada. − Voltamos a ficarmos sérios.

─ Ta, fala oque você passou.

            Contei-lhe tudo. Absolutamente tudo. Ele ouvindo tudo em silencio. Acabo minha narração e espero ele digerir.

─... Sakura, Tu já era uma garota foda quando te conheci.. Agora.. Por você jogar tudo na mesa e se abrir comigo.. Só me faz acreditar mais em nossa amizade. Bom, eu estou agora querendo matar esses Filhos da Puta mal comida.. Mais você só fez meu coração se grudar mais ainda em ti. Te Admiro muito..

            Eu só conseguia chorar como nunca. Ele lá do outro lado do Computador me falando palavras doces e engraçadas. Ele sabia oque me falar.

 

 Mais do que nunca quis viver. Viver para Amar quem me Ama.


Notas Finais


Bom galera, eu resolvi que chega de esperar pra soltar essa Fic. Estou já com vários capítulos escritos mas que ainda falta eu dar uma checada e ver se ele esta Ok. Eu não gosto mesmo que a Fanfic fique sem seus capítulos aqui postados... Maaaas, já estou encaminhando para que os mesmo sejam devidamente postados kkk Ahaaa Mais uma coisa, O Muko eu tentei achar uma imagem que retrata-se bem ele.. Mais essa imagem que ta no começo da Fic, me lembra dele. Só que ele usa mais o cabelo preso neer kkk Mas ok kkk Só quero que vocês tenham noção de como vai ser cada personagem ^^ FALEI DE MAIS KKKKK Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...