História Vida sem os pais - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Ted Lupin
Tags Harry Potter
Exibições 15
Palavras 1.731
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pessoal essa é uma história que será curta (poucos capítulos) e sempre tive vontade de fazer algo sobre isso, já que não deve ser nada fácil isso... Espero que gostem.

Capítulo 1 - Vira Tempo


Era dia dois de setembro de 2017, e um jovem homem que no momento estava com seus cabelos avermelhados entrava em uma sala e dizia para a turma:

-Alunos do quarto ano de Hogwarts, meu nome é Edward Lupin, e serei o professor de transfiguração nesse ano, e se puder por mais anos também.

-Hey Ted, muda esse cabelo. Falou um garoto sentado na última carteira, ele tinha os cabelos com cores castanhas, rebeldes, com os olhos também castanhos, ele que se sentava ao lado de um ruivo que era um pouco mais alto com algumas sardas no rosto.

-James, me chame de professor, por favor. Cobrou Edward dentro da sala.

-O magnífico senhor professor Edward Lupin, deseje que nós te chamemos como? Perguntou o ruivo que estava ao lado do tal James fazendo uma reverencia para o professor levando a sala toda aos risos.

-Menos Fred, pelo jeito não vão parar com isso. Então vocês podem me chamar de Ted mesmo que eu não ligo. Disse o professor a todos na sala.

O professor continuou dando sua primeira aula da vida para os quartanistas grifinórios, e ao final da aula disse:

-James e Fred, eu preciso falar com vocês.

Os restos dos grifinórios saíram da sala, enquanto a dupla foi até a mesa do novo professor.

-Diga Ted. Falou James.

-É o seguinte, eu preciso de um favor de vocês. Falou Ted.

-O que seria professor? Perguntou Fred.

-Eu preciso que vocês tirem Minerva da sala dela pelo máximo de tempo necessário. Respondeu Ted.

-Quando era aluno, não era tão maroto assim, virou professor e quer zuar logo a diretora? Perguntou James.

-Não me encham, só façam o que eu pedi, por favor. Pediu Ted.

-Nós precisamos de algo para isso. Falou Fred com sua mão direita estendida aberta.

-Mais vinte pontos para a Grifinória para cada um de vocês. Disse Ted.

-Vamos tirar ela então por vinte minutos assim que a sineta do intervalo bater. Falou James e então ele e Fred saíram da sala assim que o professor agradeceu.

A aula seguinte teve normal, Edward deu a aula para os primeiranistas lufanos e corvinos e de lá seguiu para o salão comunal a espera que seus “primos” fizessem o que ele pediu.

Cinco minutos antes de a sineta tocar, Ted saiu do salão principal e seguiu para a direção da sala da diretora, disse a senha e subiu a escadaria.

Ele então entrou na sala da diretora e foi até a gaveta que havia na mesa da diretora... Isso porque no dia que foi contratado Edward viu na mesa dela um objeto mágico dentro da gaveta que estava parecendo intacto, e ele conhecia por histórias era um vira tempo, mas esse não era igual às fotos que tinham nos livros de quando ele estudou.

Edward tentou o feitiço: Alohomora, para abrir a gaveta e não conseguiu, depois disso para abrir a gaveta explodiu-a com o feitiço: Bombarda Máxima, dessa vez deu certo e então ele pegou o objeto colocou dentro de suas vestes e usou o feitiço: Reparo, para que Minerva não visse o que tinha acontecido.

O professor voltou até o salão principal e lá viu uma roda gigante de alunos onde no centro estavam James e Fred duelando contra dois sonserinos e com vários professores tentando apartar a briga.

Edward então se virou foi para o armário de vassouras mais próximo e viu como era diferente esse vira tempo, nele você colocava o dia, o mês e o ano em que queria voltar. Ele então colocou o dia 26 de julho de 1997, e manteve seu pensamento para voltar na casa de Alastor Moody o antigo auror.

 

Quebra de tempo...

 

Era manhã do dia 26 de julho de 1997, em uma casa pequena na capital britânica, um homem com aparência antiga estava sentado em uma cadeira, arrumando sua perna de madeira, quando um jovem aparece do nada.

Antes de qualquer fala do jovem, o velho já sem mesmo sua varinha usou o feitiço sem dizer uma palavra, petrificou o garoto. E o jogou amarrado para outra cadeira.

Novamente o dono da casa fez um feitiço sem varinha e sem dizer nada liberando que o jovem falasse mesmo que continuasse amarrado:

-Como aparatou na minha casa, que está cheia de feitiços anti-aparatações além também do feitiço Fidelis?

-Não aparatei, voltei no tempo. Mais precisamente do ano de 2017. Respondeu o jovem.

-Quem é você? Perguntou o velho.

-Sr. Moody, eu sou Edward Lupin, professor de Transfiguração na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Respondeu o garoto.

-Qual sua ligação com Remo Lupin? Perguntou o tal Moody.

-Sou o filho em que Ninfadora Tonks carrega em sua barriga durante esses dias atuais. Respondeu Lupin.

-Antes que eu te solte preciso conferir isso- Falou o velho indo até uma gaveta da sua casa, quando ele abriu-a pegou um frasco e disse- Verisateum! Qualquer um diria seu maior segredo com isso!

Moody levou o frasco até o garoto, forçou ele abrir a boca e jogou o líquido dentro, e começou a perguntar as mesmas coisas e receber as mesmas respostas.

-O que veio fazer aqui? Perguntou Moody.

-Eu vim salvar algumas pessoas da guerra. Respondeu Edward.

-Eu e mais quem? Perguntou Alastor.

-Não posso dizer senhor, apenas irei ajuda-los, a diminuir o número de mortos- Respondeu Edward- E como sabe que morrerá?

-Simplesmente o jeito que você fala garoto, fui auror por muitos e muitos anos, sei como ver alguém que esconde algo- Disse Moody- E como pretende nos ajudar?

-Não faça amanhã o transporte do meu padrinho Harry Potter! Você morrerá nessa batalha quando o Harry que estiver com você, ele fugirá. Respondeu Ted.

-Apenas três pessoas sabem quem será o Harry comigo, e quem será? Perguntou Moody.

-O ladrão, Mundungo Fletcher. Respondeu Ted.

-Você está livre. Disse Alastor afrouxando as correntes e liberando o garoto.

-Sr. Moody, você não poderá contar a ninguém da minha existência sendo filho de Remo e Ninfadora. Disse Ted.

-Eu sei por isso irei te declarar como meu filho, que finalizou os estudos ano passado em Ilvermorny. Disse Moody.

-E como faremos a transferência de Harry? Perguntou Ted.

-Mudança de planos, nós iremos hoje à tarde, deve mesmo assim haver uma pequena quantidade de comensais. Respondeu Moody se levantando e mandando cartas por lareiras.

Passados vinte minutos, Arthur Weasley, Gui Weasley, Kingsley Schaklebolt, Hagrid, Tonks e Lupin aparecem na casa por pó de flu (isso porque Moody conseguiu usar a lareira clandestinamente por ter um amigo no Ministério) e lá o antigo auror apresenta o garoto como Edward Moody, seu filho, recém-formado na escola americana, Ilvermorny.

Estranhamente Edward acaba dando um abraço mais forte que o normal em Ninfadora e Remo, algo que ninguém percebeu.

-Qual a mudança Alastor? Perguntou Kingsley.

-Nós iremos hoje, fazer a transferência do Potter. Respondeu Moody secamente.

-Por quê? Perguntou Gui.

-Surpreender. Disse Moody.

Todos então concordaram.

-Arthur traga seus filhos, a Granger e Delacour, pediu Moody e o Sr. Weasley voltou por pó de flu em direção a Toca.

Durante a espera de Arthur, Moody conversou com Héstia Jones e Dédalo Diggle para que saíssem com Petúnia e Walter Dursleys da casa logo.

Passados uns minutos, Arthur volta na casa de Moody, na companhia de Rony, Jorge, Fred, Hermione e Fleur. E lá então Alastor diz que Edward irá com ele.

Os treze então partem com seus veículos juntos voando até chegar à casa dos tios de Harry. E conseguem chegarem lá juntos.

Chegando á casa dos tios de Harry, Alastor conta o plano para Harry, e Edward chama o seu “pai” em um canto:

-Alastor, eu precisarei ficar depois com o Harry, lá na casa de Andrômeda e Ted Tonks.

-Pode deixar Edward, eu mandarei um patrono avisando Andrômeda que você irá depois que chegar à casa protegida que eu irei por chave de portal até os Tonks. E ficará de apoio com eles, depois você se vira já que não quer explicar o motivo de ir para lá. Falou Moody.

-Obrigado Alastor. Agradeceu Edward.

Os sete Potters acompanhados dos sete protetores saíram da casa, e lá se dividiram entre as casa que iriam ao caminho encontraram uns três comensais que acabaram todos caindo das suas vassouras.

Alastor e Edward chegaram à casa de Elifas Doge e de lá, Moody foi de chave de portal para a Toca, enquanto Edward seguiu até os Tonks.

Edward então por meio da chave de portal caiu dentro da casa de Andrômeda e Ted Tonks e então o bruxo mais velho apontou a varinha para ele:

-Quem é você?

-Sou Edward Moody, filho do Alastor. Ele me mandou para cá, como Harry Potter veio junto de Hagrid para aqui, e já se foram pela chave de portal, ficarei para ajuda-los na proteção principalmente a sua segurança Senhor Tonks. Disse o garoto com uma varinha apontada para sua nuca, a de Andrômeda, e uma no pescoço, a de Ted.

-Porque a minha em específico? Perguntou Ted liberando o garoto.

-Você é nascido trouxa, e eu sou mestiço então meu pai disse que imagina quando Voldemort mandar pessoas do Ministério conferir os nascidos trouxas e mestiços eles devem fugir e se unir. Respondeu Edward.

-Aí então você deve seguir comigo? Perguntou Ted Tonks.

-Sim, a filha de vocês disse que virá sempre para ficar com Andrômeda, já que a sua fuga, não deve demorar. Respondeu Edward.

O que o garoto disse não demorou muito para acontecer, e duas semanas depois disso o velho Ted Tonks e o seu futuro neto, Edward, seguiram em fuga deixando Andrômeda na companhia de sua filha, Ninfadora.

Edward e Ted ficaram umas seis a oito semanas perambulando florestas por florestas, para não serem pegos por algum sequestradores, durante essas fugas encontraram o jovem Dino Thomas (Ted Lupin conhecia de histórias contadas pelo seu padrinho), um funcionário do Ministério da Magia, no Departamento de Ligação com os Duendes, Dirk Creswell, além do elfo do Gringotes, Grampo (Edward também conhecia por histórias do seu padrinho) e também outro elfo do banco bruxo, Gornope.

E os seis ficaram por um bom tempo mudando de locais, já que a cada três dias aparatavam para uma paisagem diferente, Edward e Ted não tinham informações muito boas sobre o que acontecia, já que nem sempre conseguiam conectar no Observatório Potter (rádio comandada por Fred, Jorge e Lino acompanhados de Remo e Kingsley).


Notas Finais


Então pessoal, o que vocês acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...