História Vidas Entrelaçadas - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 39
Palavras 1.074
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oiiiiieeee genteeee!!!!!! Estou de volta.
Desculpem pelo tempo q demorei para postar o terceiro capítulo, mas aconteceram algumas coisas q me impediram de postar. Espero q entendam...
Eu mandei uma mensagem para avisar q fiz algumas mudanças nos últimos dois capítulos, espero q entendam e se ñ gostarem de alguma coisa podem falar.
Só mudei alguns detalhes bem simples, só as características físicas do Blake (Cabelos brancos e olhos negros) e do Adrian (Cabelos loiros e olhos dourados)... Basicamente foi só isso.
Bem... Espero q gostem do capítulo.
Desculpem mais uma vez.
:-)

Capítulo 3 - Pelo bem de todos... Pela nossa família


Fanfic / Fanfiction Vidas Entrelaçadas - Capítulo 3 - Pelo bem de todos... Pela nossa família

                  - Adrian -

 
Fecho rapidamente a porta de casa e suspiro pesadamente, estou suado por causa da corrida e tenho certeza que não vai demorar muito para o Blake chegar. Vou em direção à cozinha pegando um copo de água e bebendo como se a minha vida dependesse disso.

Estou prestes a subir as escadas quando escuto um barulho atrás de mim, viro a cabeça e encontro minha mãe me encarando em silêncio. A culpa por ter gritado com ela mais cedo me consome e vou lentamente em sua direção.

- Desculpe mamãe, não deveria ter gritado com a senhora – Seguro a sua mão gentilmente e abaixo a cabeça nervoso.

Escuto o seu suspiro e logo sinto a sua mão afagando o meu cabelo.

- Está tudo bem, sei que fica nervoso quando tocamos no assunto do casamento, mas preciso que entenda... – Sua voz é calma e fecho os meus olhos com força – Por favor, dê uma chance para esse garoto, tente fazer dar certo... Pelo bem de todos... Pela nossa família.

Com essa simples palavra ela me desarma, amo minha família com todas as forças e prometi a mim mesmo que iria proteger quem amo. Abraço a minha mãe com força e falo.

- Okay... – Minha voz sai abafada e escuto a sua risadinha.

- Então está tudo certo – Ela se afasta e me encara estreitado os olhos – Você não vai almoçar todo suado, vá tomar banho e deixe a sua roupa do lado de fora, vou pegar para lavar. Por que você estava correndo no primeiro dia de aula? Não acha que está um pouco grandinho para chegar assim em casa?

Solto uma gargalhada ao notar um leve tom de repreensão na sua voz.

- Tudo bem... – Falo virando de costas e subindo as escadas rapidamente.

Entro no quarto e jogo a minha mochila na cama, tiro a minha camisa e calça, ficando apenas de cueca vou em direção ao banheiro. Logo a água está descendo pelo meu corpo. Fecho meus olhos relaxando meus músculos e começo a pensar no que minha mãe falou, lembro-me da sua expressão magoada quando falei que não tinha pedido para nascer. Fui um completo idiota, mais preciso deixar isso de lado, estou disposto a tentar para proteger a minha família.

Escuto a porta do meu quarto abrindo e se fechando logo em seguida, minha mãe não aguenta mesmo um pingo de sujeira nas roupas. Abro um meio sorriso e me enxaguo, enrolo a toalha na minha cintura e saio do banheiro enxugando o meu cabelo. Mas no momento que piso no meu quarto noto que as minhas roupas ainda estão no chão e tem uma pessoa de costas para mim. Paro de andar abruptamente e acabo batendo na estante, a pessoa se vira rapidamente e olho pasmo para o Blake parado na minha frente. Ele por outro lado está encarando o meu abdômen fixamente, sinto o meu rosto esquentar e dou um passo para trás quando ele começa a se aproximar, sinto a parede nas minhas costas e no momento que tento desviar ele coloca o braço na parede me deixando encurralado.

- É bem difícil não tocar você quando está apenas de toalha na minha frente – Sua voz sai rouca e eu solto uma respiração trêmula – Sabe... Gosto do modo como reage quando chego perto de você.

Ele aproxima os lábios do meu ouvido e sussurra.

- Você é meu...

Meu corpo estremece quando ele morde de leve a minha orelha e xingo mentalmente por não me controlar. Fecho meus olhos com força tento afastá-lo.

- Eu não sou de ninguém – Minha voz sai com dificuldade e acho que ele percebe, pois se afasta rapidamente e me encara curioso. Abaixo a cabeça nervoso diante o seu olhar e falo – Eu preciso me trocar...

Vejo o modo como fica em silêncio e vai lentamente em direção à porta sem falar nada. Encaro a sua silhueta sair do meu campo de visão e suspiro sentando lentamente na cama quando fico sozinho no quarto. O acabou de acontecer? Meu corpo está em chamas com um simples toque e isso me deixou assustado, nunca senti nada parecido antes.

O Blake acabou de chegar e mal encostou em mim e já tive uma reação dessas. Não sei se vou conseguir aceitar essa união, ele é um idiota e essa sua atitude me deixa irritado. Olho para baixo e percebo horrorizado o meu estado, aquele canalha.

                   - Blake -

 Porra! Por que não pude me controlar? Ver o Adrian apenas de toalha e saber que ele não estava usando nada além disso me deixou louco. Não posso agir dessa maneira com uma pessoa que acabei de conhecer, preciso evitar ficar sozinho com ele caso contrário vou perder o controle.

Desço as escadas lentamente e procuro a Eloisa, a encontro na cozinha e falo sem emoção.

- Eu já encontrei o quarto, mas acho que não vai dar certo ficarmos no mesmo.

A mãe do Adrian me encara e abre um sorriso curioso.

- Por que não? Nós não temos outro quarto... – Ela para no meio da frase pensativa e logo continua – Mas se quiser pode dormir na sala.

- Não saí do meu apartamento para vir dormir em sala de ninguém – Meu tom de voz sai rude e me repreendo por ser tão mal educado, se meu pai visse o meu comportamento tenho certeza que sofreria as consequências pelo meu comportamento – Desculpe, isso foi rude da minha parte.

- Não se preocupe, sei que sua vida está turbulenta no momento – Seu tom é gentil e eu fecho os lembrar de coisas que prefiro deixar no passado.

- Preciso esfriar a cabeça – Falo e saio apressado da casa não dando chance dela responder.

Sinto o ar bater no meu rosto e por mais que tente expulsar os pensamentos que tomaram conta da minha mente ao escutar as palavras que saíram da boca da mãe do Adrian não consigo me acalmar ao lembrar do que outra pessoa sempre me dizia, meus pés começam a se mover involuntariamente e começo a correr cada vez mais rápido, mas parece que o passado sempre volta.

“Lembre-se Blake, pode estar passando por problemas, mas saiba que tudo vai melhorar”.

Era isso que ela dizia, mas parece que nada melhora e estou cansado de ter esperanças por algo que nunca pode acontecer.

 

 


Notas Finais


E aí?! O q vcs acharam da novas imagem da fic? Ñ gostei da antiga e resolvi mudar.
Tbm mudei a imagem dos capítulos, ñ é tão importante, mas acho q dá um charme na fic.
Se tiverem alguma reclamação podem me dizer q vou ficar feliz em saber o que estão achando da história.
Espero que tenham gostado.
Bjssss e até o próximo capítulo!!!!
😘😘😘
(Desculpem qualquer erro)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...