História Vidas Ligadas - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjo, Híbrido, Ligados, Marca, Reencarnação, Romance, Separação
Exibições 17
Palavras 1.008
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi gente desculpa a demora...
Obrigada aos favoritos e aos comentários do capitulo anterior estou muito feliz com os comentários de todos e os favoritos mesmo... Muito obrigada...

Boa Leitura a todos...

Capítulo 17 - O fim da batalha


Angellis

 

Eu já não era mais a mesma, me sentia desconectada naquela batalha, vi meu irmão dar um fim em Ezequiel e vir me ajudar, mais acabou ainda mais machucado, sua respiração sumia aos poucos e podia imaginar o desespero de Julia.

 

Olhei para Matthew e ele enfrentava diversos demônios e ao sabia se estava orgulhosa ou amedrontada, afinal podia o perder a qualquer momento, Satan avia me machucado feio, com sua mão segurou em meu pescoço e perfurou meu peito com a mão, ele me mataria.

 

 

Esse seria o meu fim, jamais poderei viver ao lado de Matthew nessa vida eu queria acima de tudo saber qual avia sido o meu pecado para não ser feliz.

 

Memorias do que vivi e cada vez que Matthew morreu em minha frente se passaram como um flash, não estava na hora de morrer a vida de quem amo estava em perigo e isso me fez reagir, consegui me libertar e cai no chão, estava fraca e não daria conta de muita coisa.

 

- você é patética, já não é mais a protetora de antes capaz de tudo. - disse Satan rindo, Matthew apareceu em minha frente e olhou para Satan, em sua mão estava uma espada que nem sei de onde ele avia tirado. - olha só o filho do príncipe demônio com um anjo, será divertido. - disse Satan.

 

- vá se arrepender de ter machucado a minha mulher. - disse Matthew.

 

Não conseguia me mover apenas via os dois chocando espada e distribuindo golpes, meu medo crescia e algo me dizia que aquilo não acabaria bem, que iria sofrer com o final daquela batalha, somente um venceria e o outro poderia morrer.

 

Enquanto eles lutavam reuni o pouco de forças que me restava assim como Ângelo que se arrastou ate mim e juntos usamos o que nos restava para mandar Satan de volta para o inferno e nunca mais poder sair dali, nos sabíamos que aquilo iria acabar com nossas vidas, depois de sermos mandados para a terra nosso único futuro seria morrer de alguma forma podíamos ter imortalidade mais se usássemos força de mais morreríamos.

 

Foquemos nossa visão em Satan e Matthew o tempo todo enquanto nos concentrávamos para concluir o fim de tudo, Satan atacou Matthew e vi o sangue escorrer aquilo me fez tremer, Matthew caiu no chão e eu me desesperei.

 

- NÃOOOOO... - gritei usando todas as minhas forças e atingindo Satan, este que reclamou de dor.

 

- eu vou voltar, me aguardem. - disse sendo engolido pelo portão das trevas eu me separei de Ângelo que já estava nos últimos suspiros e me arrastei ate Matthew que respirava ofegante, vi em sua barriga um ferimento grave, assim como vários cortes profundos que o faziam perder sangue, não me aguentava e chorei feito bebe.

 

- meu amor eu não consegui lhe proteger. - disse chorando, sabia que meu fim estava próximo e seria ao lado de quem eu mais amei em toda a minha vida.

 

Matthew

 

Seria esse o fim, dizem que tudo na vida tem um final seja ele feliz ou não, Angellis chorava em meu peito e eu tentava falar algo mais estava difícil meu corpo todo doía e sabia que Angellis não sobreviveria, ela já avia esgotado tudo que possuía.

 

Talvez nos não aviamos sido destinados a ficar juntos, sempre ocorria alguma coisa e eu sempre morria por ser fraco, mas eu queria ter outra chance com ela.

 

Eu queria poder viver ao lado de Angellis para sempre e termos a nossa família, agora eu perderia tudo outra vez perderia a mulher que amo e o nosso bebe que a muito já queria ter, por que o destino teve que ser tão cruel com a gente.

 

Será que em todas as minha vidas passadas eu cometi algum erro fatal para ser punido dessa forma, se for me apaixonar por Angellis todas elas eu não me arrependo, podia agora finalmente ver flashes de minhas vidas passadas.

 

Cada momento bom, cada carícia, cada vez que dormimos juntos, os planos de nos casarmos, as tentativas de sermos pais, as minhas mortes uma pior do que a outra, acho que somente essa será a morte menos dolorosa ou talvez eu apenas esteja preocupado de que este seja o fim.

 

- eu não queria que você morresse, eu fiz tudo errado me perdoa, jamais deveria ter te envolvido nisso. - chorava Angellis não sei como mais sentia que o irmão dela já avia partido dessa vida e sabia a tristeza que ela sentia.

 

- Angellis. - a chamei com dificuldade. - não se culpe, eu o fiz por que te amo e não quero viver sem você. - disse devagar, já estava saindo sangue pela minha boca e as coisas pareciam se afastar aos poucos, escurecendo.

 

- meu amor um dia teremos a oportunidade de vivermos juntos, ate lá morreremos juntos e viveremos seja lá onde seres como nos vão. - disse segurando minha mão e se deitando a meu lado.

 

- sim, estaremos sempre juntos, estamos ligados para a eternidade. - respondi fechando meus olhos, o coração de Angellis foi parando aos poucos assim como sua respiração, ela havia se ido e eu me juntaria logo a ela.

 

Talvez o nosso amor seja considerado um pecado mais eu nunca me arrependerei das minhas escolhas sei que um dia teremos a nossa chance mesmo que seja em um lugar em que não nos lembramos de nada, apenas uma sensação de que pertencemos um ao outro.

 

Esse é o meu único desejo ter a chance de viver ao lado de quem tanto amo sem nenhum impedimento, sem perigo apenas como um casal normal que se ama, espero poder cumprir com isso algum dia.

 

Fechei meus olhos devagar e tudo foi ficando silencioso para mim, já não ouvia o vento, os pássaros, os carros nada tudo foi silencio.

 

- eu te amo Angellis e nossas vidas estão ligadas pela eternidade. - disse antes de dar meu ultimo suspiro e me entregar a morte fria e silenciosa.

 

Fim


Notas Finais


Bom gente espero que tenham gostado...
Não deixem de comentar...
O próximo será o último dessa historia mais se quiserem continuar lendo outra historia minha é só dar uma passadinha no meu perfil, lá tem mais historias completas e uma nova que ficaria muito feliz em ter vocês lá...

Beijos e até o ultimo capitulo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...