História Vidas Marcadas - Capítulo 15


Escrita por: ~ e ~DannyCanete

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Personagens Originais, Rin, Sesshoumaru
Tags Brigas, Filhos, Intrigas, Passado, Revelaçoes, Rin, Romance, Sesshoumaru
Visualizações 167
Palavras 1.525
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem desse capitulo o próximo pretendo postar ainda essa noite assim que eu acabar com a revisão do mesmo...

Agora sem mais delongas boa leitura!

Capítulo 15 - Descoberta Inesperada


 Descoberta inesperada

 

No capitulo anterior. . .

Fiquei olhando para frente‚ vendo os pedestres atravessando a rua mais assim que a minha visão parou em uma em especial‚ eu não acreditei no que vê e acabei arregalando um pouco os olhos‚ seguindo com o olhar o caminho que a morena de longos cabelos castanhos ia com duas crianças‚ um menino e uma menina de cabelos prateados e marcas no rosto‚ iguais as minhas. Eles eram idênticos a mim, pois eram os meus filhos com ela a Rin.

Quando Rin desviou o olhar para a menina sorrindo de alguma coisa que a mesma falou‚ o seu sorriso morreu assim que ela me olhou com medo.

A única coisa que a mesma pensou em fazer foi pegar a menina no colo e agarrar a mão do menino andando o mais rápido possível entre as pessoas e sumindo de minhas vistas‚ mais uma coisa me chamou a atenção, pois Jaken meu fiel servo que sumiu no mundo a mando do meu pai estava junto dela.

 

Há senhor Inu no Taisho você tem muito que me explicar”.

 

. . .

 

Ate agora eu não consigo acreditar que eu tenho filhos com a Rin. Estava tão surpreso com a minha descoberta que nem reparei que o sinal já avia aberto.

 

Sarah: Sesshoumaru o sinal já abriu. –Falou depois que um carro buzinou chamando nossa atenção.

 

Não falei nada apenas voltei a dirigir pensando em ir atrais da mãe dos meus filhos o mais rápido possível, para poder descobrir o motivo da mesma, ter escondido os meus filhos de mim.

Em menos de 30 minutos cheguei em casa e assim que a Sarah saiu do meu carro voltei a dar partida no mesmo indo para a casa da Rin o mais rápido possível.

 

Quando eu cheguei em sua casa‚ sai do carro e fui em direção a sua porta apertando a companhia logo em seguida‚ esperei uns minutos e nada‚ apertei de novo e nada parecia que não tinha ninguém em casa.

 

-Você estar procurando a menina Rin? –Disse uma voz feminina atrais de mim.

 

Virei-me dando de cara com uma senhora já de idade com longos cabelos brancos presos em um rabo de cavalo baixo‚ vestida com roupas de  sacerdotisa e que tinha um tapa olho no olho esquerdo.

 

Sesshoumaru: Estou procurando ela mesma‚ a senhora sabe se ela vai demorar a chegar?

- Sinto em lhe informar mais a menina não morar mais aqui.

Sesshoumaru: Como assim ela não mora mais aqui? Essa e a casa dela‚ não é? Para aonde ela foi‚ a senhora sabe?

 

Como assim a Rin não morava mais naquela casa‚ isso deve ser uma mentira, pois eu tenho certeza que a mesma não iria vender a casa que sua falecida mãe lhe deixou de herança. Pensei antes de voltar a encarar a mulher a minha frente que me olhava com curiosidade.

 

- Desculpe-me perguntar mais o que o senhor deseja com ela?

Sesshoumaru: Isso não lhe diz respeito apenas me responda se essa casa ainda e dela e desde quando a mesma não morra mais aqui? –Disse vendo à senhora fechar a cara para mim.

- Eu só irei lhe responder quando o senhor falar quem é, e o que quer com a menina?

Sesshoumaru: Já que a senhora não quer me responder vou procurar respostas em outro lugar. –Disse me virando de costas e indo em direção ao meu carro.

- Faz quase quatro anos que ela não morra aqui.

 

Após ouvir isso parei de anda e me virei para a senhora que agora tinha uma expressão mais suave no rosto. Fiquei encarando ela ate a mesma suspirar e voltar a falar

 

- Senhor eu não te conheço mais parece que o motivo para você procurar a menina deve se muito serio, por isso vou falar o que eu sei soube a mesma. E também desculpe-me em não me apresentar me chamo Kaede.

Sesshoumaru: Hum!

Kaede: Quando a menina foi embora à mesma me pediu para cuidar de sua casa e como eu não morro muito longe daqui aceitei‚ venho aqui de vez em quando para dar uma geral na casa e como recompensa Rin deposita uma continha mensal para mim no banco. –Disse passando a mão pelos longos cabelos. Ela estava muito triste quando veio me procurar para pedir isso. Quando eu perguntei o motivo de sua partida à mesma me disse que sua casa já não era um lugar seguro e que iria para casa de um amigo, pois esse amigo lhe garantiu proteção. Eu não entendi muito bem o que ela quis dizer com isso mais parece que ela estava com medo que alguém a achasse e a fizesse mal.

 

Voltei a andar em direção ao meu carro sem agradecer a senhora pela sua informação.

Passei a dirigir de volta para minha casa com os pensamentos longes‚ Rin estava com medo de mim por isso saiu de sua casa e foi para casa desse amigo que eu nem sei quem é.

Mais eu não entendo o motivo desse medo eu nunca iria fazer mal para ela e nem aos nossos filhos.

 

Sesshoumaru off

Rin on

 

Droga‚ droga‚ droga de tantas faixas de pedestres eu tinha que atravessar logo naquela. Agora ele sabe dos meus filhos e vai querer tirar eles de mim‚ comecei a chorar com esses pensamentos dentro do carro em que o senhor Jaken dirigia indo de volta para casa.

O dia de hoje tinha tudo para ser um dia feliz com os meus amores mais terminou com o Sesshoumaru descobrindo sobre eles.

Mais ele estar muito enganado em pensar que eu irei entregar os meus filhos de bandeja para ele sem lutar. Limpei minhas lagrimas e peguei o meu celular discado um numero muito conhecido para mim.

O numero da pessoa que me apoiou‚ me deu amor‚ carinho‚ cuidou de mim e me deu proteção nesses últimos anos. A pessoa que eu tenho um grande amor e admiração meu pai.

 

“Sim pai o senhor Hideki Yamamoto e o meu pai de verdade‚ de sangue mesmo ele ainda não tendo me falado sobre isso”.

 

Rin off

Sesshoumaru on

 

Quando eu cheguei em casa estacionei o carro da garagem e sai do mesmo indo em direção ao meu escritório, pois queria ligar para o meu pai‚ para saber o endereço da Rin.

Eu tenho certeza que o senhor Inu no Taisho sabe aonde Rin estar morando por causa do Jaken que estar com ela‚ por isso que o mesmo tinha sumido no mundo a mando do meu pai.

 

Liguei um monte de vezes para o meu pai e na terceira ligação ele atendeu.

 

Inu no Taisho: O que você quer Sesshoumaru eu estou ocupado em uma reunião que era para você estar gerenciando. –Disse com raiva.

Sesshoumaru: Eu quero saber o motivo de você e todos terem escondido que eu tenho filhos com a Rin.

Inu no Taisho: Estar louco Sesshoumaru quem te falou isso?

Sesshoumaru: Ninguém me falou nada, pois eu vê com os meus próprios olhos a Rin com duas crianças iguais a mim atravessando a rua.

Inu no Taisho: E o que eu tenha haver com isso‚ ela que era a sua namorada e não a minha.

Sesshoumaru: Você tem muito haver com isso sim, pois o Jaken meu fiel servo estava com ela e pelo o que eu me lembre‚ o senhor deu uma missão a ele um dia depois do meu casamento e com isso ele sumiu no mundo. –Suspirei passando minha mão direita‚ nos meus longos cabelos prateados. Agora me fale a onde Rin estar morando? Quem e esse amigo que estar cuidando dela? Por que ela estar com medo de mim? –Comecei a disparar um monte de perguntas em cima dele.

Inu no Taisho: Calma Sesshoumaru. -Suspirou. Vá ate a minha casa de noite e eu irei falar tudo o que aconteceu com a Rin e os meus netos nesses últimos anos.

Sesshoumaru: Estarei às 19h lá não demore, pois quero falar com a Rin ainda hoje. –Disse encerrando a ligação sem da chance do mesmo me responder.

 

Deixei o telefone em cima da mesa de carvalho negro indo em direção ao pequeno armário que continha a minha reserva pessoal de whisky e peguei uma garrafa de lá e comecei a beber.

Como eu era um youkai não iria ficar bêbado com uma garrafa e sim precisaria de umas 100 dessa para isso ou muito mais eu acho.

Quando estava no meio da garrafa de liquido âmbar eu parei de beber, pois eu me lembrei de algo que eu não conseguir me desfazer ao longo dos anos por isso fui em direção ao meu cofre e destravei o mesmo pegando de lá a pequena caixinha de veludo que continha o pequeno anel de noivado que eu ia dar para ela naquele maldito dia em que tudo começou a desandar na minha vida.

 

“Há Rin por que você não me disse que esperava um filho meu. Essa revelação iria mudar tudo e quem seria a senhora Taisho agora seria você e não a Sarah”. –Pensei admirando o pequeno anel de brilhantes.

 

Sesshoumaru off


Notas Finais


espero comentários bjus e ate a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...