História Violetta - Não tão Violetta. - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Violetta
Personagens Alex, Angeles "Angie" Saramego, Broduey, Camila "Cami" Torres, Diego, Federico, Francesca Cauviglia, Germán Castillo, Gery, Gregório, Jade LaFontaine, Lara, León Vargas, Ludmila Ferro, Matias LaFontaine, Maxi Pontes, Nathália "Naty" Vidal, Pablo Galindo, Priscilla Ferro, Violetta Castillo
Tags Fedemila, Federico, Jorge Blanco, Jortini, Leon, Leonetta, Ludmila, Martina Stoessel, Violetta
Exibições 137
Palavras 1.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie maravis
Desculpem a demora, estava com um bloquei enorme
Na minha opinião esse capitulo não ficou muito legal :(
Boa leitura!

Capítulo 14 - Você brilhou!


Fanfic / Fanfiction Violetta - Não tão Violetta. - Capítulo 14 - Você brilhou!

Violetta on

Suspirei aliviada quando consegui enrolar papai e ele saiu do quarto, puxei a cortina revelando Leon atrás dela.Ele me puxou contra ele e me beijou. Quer dizer ele realmente me beijou, seu beijo me fazia ir às nuvens.

Mas lembrei que estava brava com ele e o empurrei.

-Droga Leon! Eu não sou tão fácil assim - gritei.

- Eu nunca disse que era - fez carinho em meu rosto.

- Sinceramente eu não te entendo - Abaixei a cabeça .

- Eu não te entendo - se afastou

- Talvez não devêssemos ficar juntos.

- Me escuta - Leon respirou fundo - Eu quero ficar com você Vilu!- Se aproximou.

- Comigo e com mais quantas? - Olhei com desdém.

- O que você está insinuando?

- Que eu descobri um pouco mais do que você me contou sobre sua vida Vargas e se você não é de ficar com uma pessoa só.

- Mais eu quero só você Vilu - Sorriu de canto.

- Desculpa, Leon, não é isso que eu quero. - me afastei.

- Violetta - Era papai, Droga!

- Já vou -

Fiz gesto para Leon ir embora e ele negou, bufei e sai do quarto.

Leon on

Estava olhando o quarto de Violetta quando meus olhos passaram por seu diário, não me contive e o peguei para ler, comecei a folhear as páginas rapidamente…

-O que você está fazendo? - gritou.

- Caiu no chão e eu abaixei para pega lo - sorri fraco.

- Vá a merda Vargas, não tente me enganar.

-  A única mentirosa é voce! - Me aproximei, a jogando contra a parede.

- O… o que você quer dizer com isso? - Vilu Gaguejou

- Eu li a porcaria do seu diário - Sussurou.

- Dane - se - falou rude.- Eu te odeio.

- Não foi isso que você disse em seu diário. - sorri de canto.

- Eu achei que você fosse diferente.

- Para, chega de mentir! Você gosta de mim porra!

- Isso não muda Vargas, você nem ao menos sabe o que é isso - me desafiou.

- Cala a boca Violetta.

Respirei fundo, regulando minha raiva.

-Você gosta de alguém, além de si mesmo Vargas?

Fiquei quieto, minhas mãos desceram para sua cintura, e eu a segurei firme

-Viu você só sabe iludir as meninas, não sabe o que é gostar de alguém - Violetta gritou.

- Droga Violetta, sera que você não percebe, que eu gosto de você porra!

Vilu abriu um sorriso e olhou em meus olhos.

- Gosta?

- Sim, você acha mesmo que eu faria uma serenata, para uma garota qu eu so quero levar para cama? - A olhei sorrindo.

- Você é inacreditável, Vargas.

- Eu sei.

Vilu passou a mão em minha bochecha e me beijou, droga! Era a primeira vez que eu estava no quarto de uma garota sem fazer nada mais que beijos. Violetta estava realmente me mudando.

Estúdio 10h00 AM

Estava impaciente esperando Violetta, depois da minha visitinha ao seu quarto, estávamos começando ater alguma coisa, nada serio, apenas gostávamos um do outro e queríamos ficar juntos.

Violetta chegou ao estúdio, acompanhada de Diego. Franzi o cenho, vendo aqueles dois juntos.

- Oie princesa – Puxei Violetta e lhe dei um selinho.

- Agora estão juntos? – Diego per4guntou com desdém,

- Sim – sorrimos.

- Não por muito tempo – Diego sussurrou.

- Por que não fala em voz alta? – Já estava perdendo a paciência.

- Va a merda! – Diego gritou e nos deixou a sós.

- Pronta para cantar meu docinho – Toquei a ponta do nariz de Violetta.

- Nem um pouco – Ela sorriu fraco.

- Estou louco para ouvir sua voz, deve ser linda assim como você. – sorri.

Violetta sorriu de uma forma radiante e me puxou contra seu corpo me beijando.

- Droga! – falei ofegante após o beijo.

- o que foi? – Vilu me olhou preocupada.

- Você – sorri a puxando para mim.

- Não estou entendendo... – Vilu me encarou.

- Estou viciado em seu beijo, estou viciafdo em você – sorri e a beijei novamente.

Escutamos alguns aplausos, nos separamos e procuramos da onde vinham.

- Linda cena – Sorriu com sarcasmo.

- Obrigada, Ludmila – sorri debochado.

- Não acredito, Lion, que esta com essa florzinha estragada – Ludmila bateu o pé como uma criança que faz birra.

- Olha como você fala da Vilu, a única coisa estragada é você – sorri de canto.

- Você vão me pagar! – Ludmila gritou, esbarrando no ombro de Violetta.

- As vezes ela me da medo – Violetta sussurrou.

- Esquece ela, princesa – sorri.

Violetta sorriu e me puxou para sala de canto.

- Bom Vilu, eu vou tocar a musica que você me deu e você começa a cantar, ok? – sorri indo até o teclado.

- Ok – Ela sorriu se posicionando atrás do microfone.

A musica começou a ecoar pela sala, Vilu fechou os olhos e começou a cantar.

Fiquei hipnotizado, sua voz, sua musica, eu tinha certeza que ela havia nascido para isso, era a primeira vez que ela cantava e eu nunca tinha ouvido um voz tão linda quanto aquela, essa garota estava virando meu mundo de ponta cabeça e eu estava ficando louco.

- O que você achou? – Ele perguntou receosa, me tirando do transe.

- Estava perfeita – sorri me aproximando.

- Tem certeza? – Ela perguntou com desdém.

- Sim, você não viu como estava radiante – sorri.

- Estava? – Ela sorriu.

- Sim, podia ver raios iluminando toda essa sala – a puxei para mim.

- Esta exagerando, Vargas! – Ela deu um soquinho em meu rosto.

- Alem do mais, ouvindo sua voz assim, me fez imaginar como seria ela, quando você gemesse o meu nome - Sorri malicioso.

- Leon! - Vilu me repprendeu corando.

- Você brilhou Vilu, você brilhou enquanto cantava. - acariciei sua bochecha

- Brilhei por que estava com você – Ela sorriu.

- Agora por favor, já estou com saudades, então me beija! – sorri e Vilu grudou seus lábios aos meus.

- Garota, você faz qualquer cara perder a linha com esse beijo – sorri ofegante, passando o indicador sobre seus lábios que estavam vermelhos.

Vilu sorriu maliciosamente e me puxou para outro beijo, estávamos nos descontrolando, meu corpo começou a ferver, eu a encostei na parede e o beijo  passou de calmo a quente, minhas mãos entraram por baixo da camiseta de Vilu e as dela arranhavam minha nuca.

Ouvimos o barulho da porta, merda!


Notas Finais


Espero que gostem!
Desculpem os erros!
Comentem! Elogios, criticas.
Estou fazendo um novo trailer, melhorando o antigo.
Beijos doces


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...