História Violetta 4:A história continua - Capítulo 62


Escrita por: ~

Postado
Categorias Violetta
Tags Amizade, Romance
Visualizações 223
Palavras 1.140
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 62 - Capítulo51-Primeira vez Aguslina/Será a separação Diecesca?


Fanfic / Fanfiction Violetta 4:A história continua - Capítulo 62 - Capítulo51-Primeira vez Aguslina/Será a separação Diecesca?

Pov Agustín on:

Depois de jantar com Diego e Francesca,Carol e eu voltamos para casa e dormimos. Sim,moramos na mesma casa,mais não dormimos no mesmo quarto. Sei que já namoramos à 5 anos,mais ainda não tivemos nossa primeira vez e estou pensando que vai ser hoje. Nesse momento já são 15:30hrs,  estamos indo para festa que tem karaokê e vou cantar uma música que compuz. Assim que chegamos:

-Amor,tenho uma surpresa pra você. Digo

-Como assim? Carol pergunta confusa

-Só veja. Digo dando um selinho 

Vou até um palco e pego um microfone:

-Quero dedicar essa música para a mulher que mais amo nessa vida. Digo olhando para ela -Carolina Kopelioff,fiz pensando em você 

Dou um sorriso para ela,que retribui.

El mundo cambió
Y fue en un suspiro
Ya nada es igual
Ni cuando respiro

Te veo pasar
Me olvido de todo
Seras tu el amor
O será otro modo

Vejo ela vindo até mim,pega um microfone,sobe no palco,pego sua mão e para minha surpresa,começa a cantar comigo:

Ya eres parte de mí
Yo te necesito
Acércate a mi, por favor

Un instante, cambio mi vida
Te esperaba y no lo sabia
Y ahora veo otra realidad
Mitad y mitad
Todo es nuevo

Deixo ela cantar essa parte:

El mundo cambio
Sin que digas nada
Te escuche reír
Lo vi en tu mirada

Te siento llegar

Y mis pensamientos
Vuelan hasta ti
Viajan en el viento

Voltamos a cantar juntos. Sempre de mãos dadas e um olhando no olho do outro:

Estamos tan cerca
Y todo dá vueltas
Acércate a mi porfavor
Un instante, cambio mi vida
Te esperaba y no lo sabia
Y ahora veo otra realidad
Mitad y mitad
Todo es nuevo

Un instante, cambio mi vida
Te esperaba y no lo sabia
Y ahora veo otra realidad
Mitad y mitad
Todo es nuevo

No final,me aproximo dela,boto minha mão em sua cintura e a beijo. Nos separamos com sorrisos e ouvimos as palmas:

-Obrigado. Falamos os dois de uma vez

Logo descemos do palco e fomos para fora de mãos dadas:

-Pra quê isso,amor? Carol pergunta deitando a cabeça no meu ombro 

-Queria que a nossa primeira vez fosse inesquecível

Paramos de andar e ficamos um de frente para o outro:

-Carol,quero que a minha primeira vez seja com você. Digo fazendo carrinho em seus cabelos -Quero ser o primeiro e único para você e quero que você seja minha primeira e última mulher 

Percebo que ela fica surpresa.

-Quer ir lá para casa e te prometo fazer tua primeira vez inesquecível? 

Pov Agustín off.

Pov Carolina on:

O Agustín me pega de surpresa,fico sem palavras. Sinto que já estou pronta para me entregar para ele,então respondo:

-Sim,quero ter minha primeira vez com você. Digo sorrindo 

Vejo ele sorrir também e me beija. Logo fomos para casa. Assim que fechamos a porta,ele me prensa contra a parede:

-Te amo. Ele fala me beijando 

O beijo no começo começa calmo,mais de uma forma muito rápida,se torna selvagem. Entrelaço minhas pernas em sua cintura. Ele tira minha blusa e fica admirando meus seios cobertos pelo sutiã,fico envergonhada e coro:

-Não precisa ficar corada. Agus fala abrindo o fercho do sutiã e o jogando em qualquer lugar da sala -Você é maravilhosa. Ele fala

Agus começa a lamber um seio e outro ele acaricia com uma mão. Desço,tiro sua blusa e fico admirada seu tanquinho (E que tanquinho). Percebo que seu amiguinho está bem animado,mais estamos numa sala:

-Amor,acho melhor irmos para o quarto. Digo vendo o mesmo tirar meu short 

Ele me pega no colo e me leva para o quarto. Assim que chegamos no quarto,ele me joga na cama e começa a me beijar. Sinto que já estou molhada e ele percebe. Agus se levata,tira a calça e a cueca também,me assusto com o tamanho e totalmente ereto,Agus vai até uma gaveta,pega a camisinha,bota e volta. Me beija sem tirar a mão do meu seio,enquanto a outra mão tira minha calcinha totalmente molhada. Ele para  de me beijar,abre minhas pernas,tira alguns fios suados do meu rosto e pergunta:

-Se doer me avisa,tudo bem? Ele pergunta beijando minha testa suada 

Faço sim com a cabeça,seguro o lençol da cama e fecho os olhos. Assim que ele enfia,sinto uma dor tremenda,cerro os olhos e escuto o Agus perguntar preocupado:

-Quer que eu pare? Ele pergunta ainda dentro de mim

-Continua. Digo com os olhos fechados 

-Abre os olhos e olha para mim. Ele fala

Faço o que  ele pede,olho somente para seus olhos castanho escuro. Ele começa de vagar,para me acostumar. Depois um pouco mais rápido,ainda bem que a dor passou. Meu orgasmo sai,seguido do dele,que cai cansado em cima de mim. Nossas respirações estão descontroladas. Assim que ele recupera um pouco o fôlego,vai até o banheiro,tira a camisinha,joga no lixo e volta. Deito ao meu lado,boto minha cabeça em seu peito e ele puxa o lençol e pergunta:

-Te machuquei? Ele pergunta beijando minha cabeça 

-Não,minha vida. Digo suspirando 

-Boa tarde,meu amor. Ele fala me dando um selinho

-Boa tarde,meu amor. Digo fechando os olhos 

E assim dormimos:Felizes e realizados.

Pov Carolina off

Horas depois,mais precisamente 20:00hrs

Pov Francesca on:

Estou em casa com Luna,sem Diego. Já era para ele ter chegado,essa demora está me preocupando. Estou na cozinha cortando alguns pedaços de melancias para Luna,que está na sala de estar brincando e assistindo  no cercadinho. Boto no pratinho da moranguinho da Luna,vou para a sala de estar,escuto a campainhia e boto o pratinho na mesa de centro e vou para a porta. Em baixo da porta vejo um envelope:

-O que é isso? Pergunto confusa

Quando abro,vejo um bilhete:

"Francesca,você pensa que seu marido é um santo. Enquanto você estar em casa cuidando de Luna,ele estar se divertindo"

Remexo mais e pego duas fotos. Quando olho as fotos,meu mundo cai,meu coração fica despedaçado,abre um buraco no meu coração e em minha barriga,com toda certeza um tiro doeria muito menos. 

-Diego? Pergunto com os olhos chorando 

Era Diego beijando outra mulher. Peraí,estou reconhecendo aquela mulher:

-Érica? Pergunto sentando no chão 

Como ele pôde? Nem ao menos pensou na nossa filha? Falando em Luna,ela sai do cercadinho,engatinha até mim e solta gritinhos. Sorrio e pego ela no colo:

-Você não gosta de ver a mamãe triste ,não é Luna? Pergunto 

Ela sim faz com a cabeça. Sorrio e dou um beijo em sua cabeça. Ela é tudo que tenho do Diego. Não sei se vou conseguir perdoar ele. Luna bate as mãozinhas em meu rosto:

-Que foi,Luna? Pergunto secando as lágrimas 

Ela aponta para as fotos e depois me olha com uma carinha triste:

-É meu amor,papai beijou outra 

Depois que consigo me recuperar,pelo menos um pouco,sento no sofá e dou de comer para Luna. Quando dá 22:00hrs,dou de mamar para Luna,ligo para a Carolina pedindo para Luna dormir lá hoje. Alguns minutos depois ela chega,leva Luna e vai embora. Vou  para a sala de estar,preciso olhar nos olhos de Diego. Nesse momento,meu olhar vai para uma foto que estar ao lado do sofá,onde estar Violetta,Camila e eu. Toco a foto:

-Como sinto de vocês,meninas. Digo sentido uma lágrima

Minutos depois,Diego chega bêbado. Levanto do sofá e pego as fotos:

-Francesca? Ele pergunta estranhando -O que você estar fazendo acordada essa hora?

-O QUE É ISSO,DIEGO? Pergunto gritando mostrando as fotos 

 


Notas Finais


O que o Diego vai responder?

Será que ele foi capaz de trair a Francesca?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...