História Virgin - Luke Hemmings - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags 5 Seconds Of Summer, 5sos, Cashton, Luke Hemmings, Marshall, Virgin
Exibições 217
Palavras 601
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Leiam as notas finais.

Capítulo 11 - Condition


O percurso até em casa foi o mais entediante possível. Meu irmão teve que ir pra universidade, e não voltaria para a casa tão cedo.

Meu peito está doendo. Seria um sentimento de culpa me consumindo? Estou com raiva.

Acabei comprando aquele vestido.  Afinal, não foi caro. Apesar de que tive boas lembranças deste dia. Meu celular tocou várias vezes durante o passeio no shopping.

— Ah! O dia foi ótimo hoje, obrigado.

A mulher agradeceu e eu apenas concordei com um sorriso amarelo, pegando as minhas sacolas, me retirando de dentro do carro.
Na porta de casa, tirei os meus coturnos e alonguei os braços.

— Estou tão cansada. — resmunguei

— Marshall, não deixe seus sapatos na porta de casa.

Liz falou, passando por mim, logo após isso foi a cozinha abraçar o meu pai. Lucas não disse nada, apenas se sentou no sofá da sala e começou a ver televisão. E, como eu não sou uma fiel seguidora de ordens, dei um sorriso debochado e segui para o meu quarto.

— O que você está fazendo na minha cama, no meu quarto, e na minha casa?

Falei jogando a sacola de papel no chão, e tirando a minha jaqueta colocando em cima da cadeira da escrivaninha. Em seguida, fechei a porta.

— Ora, essa é a forma de tratar um convidado como eu?

— Puff! Cale a boca, Ethan idiota. — Revirei os olhos e cruzei os braços — Meu pai deixou você entrar?

— Cheguei há cerca de 10 minutos, e entrei pela janela.

— O que veio fazer aqui!? — me aproximei dele e o empurrei para a cama, rudemente.

— Calma, eu apenas vim para saber como as coisas estão indo, docinho. Aliás, pode começar a falar. — Deu um sorriso debochado, que simplesmente me tirou do sério.

— Isso não é da sua conta. Quando eu tiver as provas, você vai saber. — Ethan parecia estar sorrindo com os olhos, o cinismo dele era o pior defeito.

— Espero que não fracasse. Estou contando com você! — comentou cantarolando, depois se aproximou de mim. Em seguida, atacou os meus lábios com leveza.

— Me erra, babaca. — joguei ele na cama novamente e me afastei. — Vá embora. Se der as caras aqui novamente, eu vou atrás de você e terá consequências.

— Estou completamente ofendido por fazer pouco da minha campainha, Capitã!

— Apenas vá embora.

O moreno concordou e se levantou da cama. E então, saiu pela janela, escalando a trepadeira. Depois, eu tratei de ir fechar a janela e trancar a mesma.

Deixei um suspiro fluir dos meus lábios. Daqui pra frente vai ser complicado. Por incrível que pareça, é difícil conseguir a confiança daquele loiro. Mas aos pouco, estou conseguindo convencê-lo.

— Estou entrando.

— Entre, ainda não estou nua.

Luke entrou e revirei os olhos, depois deitou na cama. Comecei a arrumar o quarto, a bagunça estava me incomodando.

— Você quer sair comigo amanhã? — Perguntei como quem não quer nada.

— Como você é persistente.

— Dê uma chance para essa bastarda!

— Você é pervertida.

Franzi a sobrancelha e levantei meus ombros após o loiro dizer isso. Eu sou pervertida?

Pervertida.

Que palavra engraçada.

— Eu só quero passar mais tempo com o meu novo irmão, talvez eu não seja egoísta e queira saber mais sobre você.

— Com uma condição.

— Qual?

— Quero convidar a Aleisha.

Estou vendo que esse passeio vai custar a minha paciência. Mas, esse loiro custa a minha reputação, então vou ter que fazer de tudo para não sair prejudicada. 


Notas Finais


Alô, seria esse um milagre?

Eu atualizei, mas é um capítulo pequeno, pois logo irei começar a escrever o capítulo em que o bagulho vai ficar louco. Espero que gostem! Não revisei. (Favoritem e comentem, é importante pra mim).

E peço que pelo amor de Deus, vejam o meu novo projeto! Vai ser bem legal, estou me dedicando. Dedicado as Mike Girls.

Love u All 💘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...