História Vírgula - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shinsekai Yori
Tags Broken Apple, Daeho, Satoshun, Shinsekai Yori
Exibições 17
Palavras 366
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico), Slash
Avisos: Homossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa fanfic originalmente era uma coletânea de drabbles do OT3 Satoru x Saki x Shun, porém devido às regras do site eu terei de desmembrar a fanfic. XD No nyah fanfiction, ela foi postada sobre o nome de Broken Apple, que seria o título da coletânea, mas aqui cada capítulo será postado individualmente, sem previsão de próximas postagens (mas vou tentar não demorar tanto rs).

Terminei de assistir a Shinsekai recentemente e ~tive~ de ingressar oficialmente no fandom com uma fanfic desses dois. <3

Bom, espero que gostem dessa primeira drabble. :)

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Vírgula - Capítulo 1 - Capítulo Único

Shun não poderia deixar de se sentir diferente enquanto os lábios de Satoru estavam sobre os seus.

Fazia pouco tempo que havia concordado em namorar o amigo de infância, após muita insistência por parte desse. Decerto nutria sentimentos por Saki, no entanto havia algo em relação a Satoru que o fazia querer estar perto dele. Era algo mais intenso do que sentia pela Watanabe.

Aquele relacionamento, entretanto, deixava Shun desconcertado em seus mínimos detalhes. O jeito de Satoru segurar suas mãos e o calor que emanava ao fazer isso, a maneira a qual Satoru corava quando o elogiava, o fervor dos beijos que compartilhavam... Tudo isso despertava arrepios por seu corpo e o deixava sem palavras. Shun gostava de estar com ele.

E talvez isso fosse o que mais doía. Pois ele gostava tanto de Asahina Satoru que se perguntava se seria capaz de deixá-lo.

Por isso, Shun constantemente se flagrava pensando. Pensar era o que mais vinha fazendo desde que atingira a puberdade. Fora inundado de sensações estranhas e tinha plena consciência do que estava prestes a acontecer consigo, porém inutilmente tentava escapar de seu destino. Insistia em adiar o inevitável.

Sentia-se seu próprio corpo — seu Cantus — voltar-se contra si aos poucos. No entanto, ninguém poderia saber disso.

Saki, Maria, Mamoru... Iria protegê-los.

E faria o mesmo com Satoru quando se livrasse de seu egoísmo.

— O que aconteceu, Shun? — Satoru afastou-se, interrompendo o longo beijo que depositava na curvatura do pescoço do namorado. — Você está distraído.

— Não é nada — respondeu, pigarreando em seguida. — Estava apenas pensando.

— Você pensa demais — Satoru murmurou, emaranhando seus dedos nos cabelos escuros de Shun. De olhos semiabertos, levou seus lábios até o queixo do outro.

Shun deixou escapar um suspiro, involuntariamente puxando Asahina para o mais perto possível.

Era verdade que ele pensava demais — principalmente nas últimas semanas. Mas era a vida das pessoas que amava que estava em jogo, quis dizer.

Ao invés disso, permaneceu calado, deleitando-se com os beijos apressados e os toques cálidos. E desejou, no íntimo, poder eternizar aquele momento. Queria a serenidade do embraço de Satoru, queria transformar aquele zelo no seu para sempre.

Shun não sabia dizer quando deixara de ser o garoto racional.


Notas Finais


"Não, espere!
Não espere!
Esqueci da vírgula e ele se foi." (Letícia Figueiredo)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...