História ☆Virtual Friend - Second Season♡ - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Justin Bieber, Madison Beer
Personagens Ariana Grande, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Madison Beer, Personagens Originais
Tags Amor, Ariana Grande, Jariana, Justin Bieber, Madison Beer
Exibições 212
Palavras 1.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie amores ❤❤
Boa Leitura 💫

Capítulo 39 - Arrombada.


Fanfic / Fanfiction ☆Virtual Friend - Second Season♡ - Capítulo 39 - Arrombada.

      Pov Ariana 



Lenvantei sentindo um cansaço imenso.

Justin tinha razão, a noite foi longa. Tão longa que eu acordei quase meio dia.

Sem contar que eu estava andando mais pra lá do que pra cá  e que o quarto exalava sexo. Ah, e eu ainda estava cheia de marcas.

Eu me sentia arrombada.

Desci as escadas com máximo de lerdeza possível, indo em direção à cozinha, onde eu escutava uns burburinho. 

Passei pela sala, avistando um senhor concertando a minha janela, dei um simples 'bom dia' e segui o meu caminho.


Ari : Sem tetos. - gritei ao chegar na cozinha. Falei com cada um, inclusive Jai e Hailey que estavam ali.

Ryan : Por que está andando de perna aberta? E esses chupões?  - perguntou debochado.


Ele sabia', foi a primeira coisa que eu pensei.

Ou ouvio seus gemidos de cadela', meu subconsciente respondeu.

Fiz careta.


Ari : Eu não estou andando de perna aberta, e não estou com marcas de chupões. - sentei ao lado de Justin, notando a falta de minha filha. 

Jai : Está sim. 

Ari : Onde está minha filha? - tentei mudar de assunto, fazendo Ryan e Justin rir.

Chaz : Ela foi pro colégio, daqui a pouco deve está vindo.  - um carro levava e trazia Yasmin todos os dias, então nem me dava o trabalho de ir busca-lá.

Ari : Sabe o que eu estava pensando?  Por quanto tempo mais vocês vão continuar aqui? - disse pegando uma jarra de suco.

Fredo : Já está nos expulsando?

Ari : Depois de ontem nada mais justo. - retroquei.

Ryan : Caladinha perna aberta. - falou rindo, corei bruscamente. Justin lhe deu um tapa, mas até ele ria.

Ari : Dão pra parar.

 Hailey : Amiga, se a noite foi boa, você tem que somente admitir.  - bufei.

Lexie  : Foi tão boa, que eu tive que dormir com tampões de ouvido. - riram.

Ari : Bonita, com quem você dormiu? - arqueei as sombrancelhas.

- Com o Chaz. - responderam em uníssono, fiquei boquiaberta. Ela revirou os olhos.

Ari : Foquem nela, o que vocês fizeram?  - perguntei diabólica. 

Ryan : Eu não sei o que eles  fizeram mais concerteza não deu pra ouvir com você gritando. - Alexa caiu na garranhada,  lhe lançei um olhar mortal.

Justin : Chega meninos. - disse rindo, revirei os olhos.

Ari : Lavaram o balcão? - mudei de assunto. 

Fredo : Sim.

Ari : Percebe-se, daqui eu tô sentindo esse cheiro forte de água sanitária... Por que lavaram com água sanitária? Vocês são malucos? Vão lavar de novo e vão  fazer certo dessa vez. - arfimei.

- O QUE? - gritaram.

Ari : E sem reclamar, ah e eu sei que vocês não compraram as minhas almofadas. Vocês tem até sexta pra comprar. - bufaram, ri fraco. - E dona Alexa, depois eu quero saber de tudo.

Hailey : Se ferrou... - cantarolou. 



       (....)



Yasmin já havia chegado e brincava no quintal com seus tios.

Lexie me enrolou a tarde toda e acabou não me contando o que havia acontecido com ela e Chaz. 

Sai do banheiro enrolada em uma toalha, dando de cara com Justin.


Ari : O que você quer? Já arrumou as malas? - ele assentiu.

Justin : Sim, mas eu ainda preciso me despedir de você do seu corpo... - e em movimento rápido, eu estava jogada na cama com ele por cima de mim.

Ari : Ah não Justin, fizemos ontem a noite toda. - ele revirou os olhos. - Eu não vou aguentar mais. 

Justin : É claro que consegue, você sempre consegue. 


Ele grudou nossos lábios em um beijo quente e rápido.

Merda. Eu não queria, mas não tinha como resistir a Justin. Nunca.

Tirou minha toalha em um piscar de olhos e voou para o meu pescoço, dando chupões, mordidas e beijos.

Ou seja mais marcas.

Desceu sua boca até os meus seios e fez com eles o que antes fazia com o meu pescoço. 

Eu tentava controlar os gemidos, mas não dava. 

Não com as mãos de Justin passando por todo o meu corpo, não com sua boca... Ah, sua boca.

Arfei quando ele apertou ainda mais forte a minha cintura.

Será que Justin está achando que fui feita de plástico? 

Dói, mas por causa do prazer eu nem sinto mais nada.

Abri minhas pernas com o máximo de cuidado, ao perceber que ele fazia uma trilha até a minha intimidade. Mas antes de chegar lá, ele pulou da cama.

Franzi a testa e logo ele se livrou de toda a sua roupa, voltando pra mim.

E quando me dei conta Justin já estava chupando o meu clitóris enquanto um dos seus dedos brincava na minha entrada, fingindo que iria entrar.

Puxei seus cabelos e fechei os olhos ansiando para que ele  estivesse dentro de mim o mais rápido possível. 

Mordi o lábio, tentando controlar um gemido, quando - finalmente - ele me penetrou com dois dedos.

Ele me levava ao céu, e era lá que eu pretendia ficar por um bom tempo...

Quando estava chegando lá,  Justin parou com que estava fazendo e pôs o queixo em cima da minha intimidade.


Ari : P-Por que parou? - perguntei ofegante.

Justin : Eu disse que você ia aguentar. - sua voz rouca me fez revirar os olhos.


Enquanto mantinha um sorriso malicioso no rosto, ele deu um leve tapa na minha intimidade, fazendo eu gemer alto... Bem alto.

Deus, coitada da minha filha.

Ele deu uma piscadela e pegou uma camisinha no criado mudo e colocou-a em uma lentidão que me deu vontade de lhe dar um murro na cara. 

Filho da puta! 

Desculpe Pattie.

Eu preferia que ele continuasse na sua lentidão colocando o preservativo do que ficar esfregando a cabeça do seu pau na minha entrada, enquanto apertava os meus seios.

Justin já estava me dando nos nervos.

E... Sem aviso prévio, ele me penetrou com força fazendo eu soltar um grito. 

Cravei minhas unhas nas suas costas, puxando-o mais para mim.

Parei um pouco para observa-lo, ele estava mordendo os lábios, enquanto me estocava sem dó nem piedade. Na sua testa uma pequena quantidade de suor escorria. Ele soltou o lábio que antes era mordido pelos seus dentes e mordeu o meu ombro esquerdo.

E sem sair de dentro de mim, mudou nossas posições, fazendo eu ficar sentada sob ele.

Esparrei minhas mãos em seu peitoral e respirei fundo antes de começar a quicar e rebolar no seu pau.

Suas mãos foram para a minha cintura, me ajudando  com os movimentos. 

E em pouco tempo eu cheguei ao meu ápice. Mas ele não... Suas mãos firmaram mais ainda na minha cintura e ele continuou a me estocar.

Não demorou muito pra ele também alcançar o seu orgasmo.

Cai mole sobre ele.

Definitivamente eu estava arrombada.




Notas Finais


Foi isso amores, espero que tenham gostado 😆
☆Ah, se vocês quiserem saber como foi a noite da Lexie e do Chaz comentem pedindo 😈
Comentem
Até o próximo (talvez eu poste amanhã)
Beijos 😍❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...