História Viúva Negra - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Resident Evil
Personagens Ada Wong, Albert Wesker, Carlos Oliveira, Chris Redfield, Claire Redfield, Excella Gionne, Helena Harper, Jessica Sherawat, Jill Valentine, Leon Scott Kennedy, Personagens Originais, Piers Nivans, Rebecca Chambers, Sherry Birkin, Sheva Alomar, Steve Burnside
Tags Ada Wong, Aeon, Assassinas, Atração, Chris Redfield, Claiers, Claire Redfield, Empresas, Espiãs, Harry Styles, Jill Valentine, Larry, Leon Scott Kennedy, Louis Tomlinson, Missões, Misterios, Perigo, Piers Nivans, Romance, Tentação, Umbrella Corporation, Valenfield
Visualizações 28
Palavras 5.369
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OLÁÁÁÁÁ!!TURU BOM? :)
Voltei depois de alguns meses(ALGUNS BONS E LONGOS MESES), bem...Vamos a uma historinha não muito legal?
Então, eu, a pessoa que vos fala, tem a pior coisa do mundo:BLOQUEIO CRIATIVO!!
E foi o que aconteceu, além do mais...Pensei em abandonar essa fic, excluir e tal, masssss...Eu ganhei um carinho por essa fic e motivação para continuar não foi o que faltou...Obrigada, minha foquinha linda *__* VOCÊ É DEMAIS, TE ADORO <3 <3
Esse capítulo(que por sinal, adorei escrever), tem um pouco de treta, romance e aquela pitadinha de humor(eu tentei, eu juro que tentei), seguindo...A Claire está no gif do capítulo e ela fará grande parte do capítulo, assim como o meu puppy mozão <3
Eu revisei, mas um errinho ou outro pode passar, caso isso tenha ocorrido peço desculpas e também, estou postando pelo celular, entooonnn....ESPERO QUE GOSTEM!! <3

Capítulo 2 - Dívidas, Dúvidas e Whisky


Fanfic / Fanfiction Viúva Negra - Capítulo 2 - Dívidas, Dúvidas e Whisky

-Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos-09:56
Jill estava ansiosa.Já passara por essa experiência várias vezes , em entrevistas de emprego ou conversas importantes com alguém como a Srta.Wong.Pressentia que algo estava prestes a acontecer, só não sabia se era algo bom ou ruim.A mulher foi bem vestida , não formalmente e nem com algo muito simples.Uma blusa com alguns detalhes com um casaco de couro preto , uma calça jeans e um salto preto.Uma maquiagem leve e o cabelo em um coque bagunçado.Como acessório , utilizou um cordão de ouro que ganhara de Logan , o morto apaixonado.Pegou sua bolsa em cima do sofá da sala e saiu de casa.Foi em seu carro e ligou o rádio ouvindo as notícias locais , enquanto dirigia.Ao chegar no local em que lhe foi indicado , anunciou quem era no estacionamento e permitiram sua entrada.Estacionou o carro , desligou e saiu do   veículo com a bolsa em mãos , começando a caminhar enquanto guardava a chave do seu automóvel.Nisso , respirou fundo e encarou o prédio.
Vamos ver o que e quem me aguarda.

Ada batia os dedos na mesa , impacientemente , já que era aquela manhã que tanto aguardara.Ás dez da manhã , Jill Valentine , uma das melhores espiãs e assassinas de Seattle estaria em sua sala e poderia trabalhar ao seu lado.Poderia ter êxito completo e sua empresa seria muito bem falada entre os espiões e era aquilo que tanto sonhava depois de ter sido roubada da maneira mais cruel que alguém pode ter sido.Uma lágrima estava pronta para escorrer pelo seu rosto,mas se conteve ao ouvir batidas na porta.
"Entre."Cindy entrou acompanhada de uma moça.Não era muito alta,era bonita e parecia ser bem profissional.A mulher se aproximou da mesa onde estava Ada e esticou sua mão para cumprimentá-la.Cindy se retirou da sala.
"Sou Jill Valentine,prazer em conhecê-la."Apertaram suas mãos e Ada indicou a cadeira para a mulher se sentar.Ela obedeceu.
"Digo o mesmo, senhorita Valentine;sou Ada Wong."Sorriu levemente."Quer algo?Café?"
"Não, obrigada, estou bem."Sorriu e cruzou as braços."Então, senhorita Wong, por que me chamaste para comparecer aqui nessa fatídica manhã?"A asiática sorriu.
"Soube de seus serviços,"Deu um gole na xícara de café e cruzou as pernas.Ajeitou a saia e cruzou as mãos sobre seu colo."e eles me interessaram bastante."Jill mordeu o lábio."Não deixa nenhum rastro e isso me impressiona."
"Obrigada."Suspirou."Mas, afinal, o que quer dê mim?Meu trabalho?"
"Exato."Levou a xícara de café até os lábios e deu um gole."Seria bom ter alguém competente como você aqui.Sabe o que faz e não erra."A loira riu sem humor.
"Era isso?"Se levantou e pendurou a alça da bolsa em um dos seus ombros."Me desculpe, senhorita Wong, mas trabalho sozinha."Ada pegou uma arma em sua gaveta e apertou um botão debaixo da mesa.Se levantou e apontou a arma para Jill, que levantou seus braços em rendição.
"As coisas aqui não funcionam assim, Valentine."Três mulheres armadas entraram na sala."Não do jeito que você quer."Jill riu.
"Então, como funcionam?Eu tenho que me render e entrar no seu jogo?"Jill fez um movimento com a cabeça."Pena que as coisas comigo não funcionam assim."Em um movimento rápido, Valentine jogou a bolsa em cima da mesa e tirou uma arma da cintura e atirou em uma das mulheres.Ada seguia com a expressão séria e com a arma erguida, mas não atirava.
Se aproximando de uma das moças, chutou seu rosto e outra tentou reagir, mas Jill deu uma cotovela em seu rosto e se virou, segurando em sua nuca e batendo seu joelho no rosto dela.Uma delas gemeu de dor e se levantou pronta para lutar, mas a loira deu um soco em seu rosto.
"Impressionante."Valentine levantou as mãos em rendição."Agora que acabou com as minhas agentes se rende?"Ela não responde, apenas permanece com os braços levantados.
"Tinha a arma apontada para mim o tempo todo, Wong, sua mira é certeira, suponho."Se aproximou da mesa."Por que não atirou?"Ada deu de ombros e permaneceu com a arma levantada.
"Meu objetivo é manter você aqui e não matá-la."Olhou para a porta e voltou a olhar para a agente."Caso ao contrário, como sabiamente adivinhou, eu já tinha lhe matado."
"E o que ganha com isso?Minha morte mudaria nada."Wong riu.
" A morte sempre muda alguma coisa."Passou a língua pelos lábios."De um modo ou de outro, considera-se morta, Valentine."
"Por não aceitar sua proposta vai me matar?"Revirou os olhos."Que clichê!"
"Acredite, não apenas por isso."
"Por eu saber que os cosméticos são apenas uma fachada para esconder a verdadeira identidade dessa empresa?Ah, pelos céus, só pode estar de sacanagem!"Disse um pouco mais alto."Acha que eu perderia meu precioso tempo para dedurar a sua empresa?!"Abaixou os braços e os cruzou em seu peito.
"Sei que não faria isso e aliás,"Abaixou a arma."sei que tem provas contra nós e também temos contra você."Deu de ombros."De uma maneira ou de outra ambas seriam prejudicadas, não acha?"Deixou a arma sobre a mesa e deu a volta em sua mesa, caminhando em direção a agente enquanto o som de seus saltos ecoava pela sala."Mas, tem algo que lhe atrai e você não resistiria."Cruzou os braços."Não seria um desafio trabalhar para mim e cruzar fronteiras?Enfrentar e se envolver em coisas maiores?Mesmo sendo a maior assassina de Seattle, pense em como poderia crescer seus negócios se envolvendo em assassinatos e talvez até roubos bilionários, hum?"Jill apertou os lábios e engoliu em seco.
Bingo!
Sua ambição e sede por desafios era enorme e Ada podia ver isso pelo seu olhar.
Suspirou pesadamente e sua expressão se tornou séria e seu tom, ríspido.
"Quando começo?"

****
Jill bateu a porta do carro com força ao adentrá-lo.Colocou o cinto de segurança, segurou no volante e o apertou, suspirando de olhou fechados.
Sabia que se Ada a desafiasse não teria saída.
Desafios eram seu forte e a ambição que nunca deixaria de lado fazia parte disso.
Imagina se tornar a maior a assassina de Washington?Nossa!Seria ainda mais respeitada e seu nome seria conhecido-até demais.
E pensava na proposta como apenas mais um dos jogos que adorava participar, que adorava jogar.
Acabara de apertar o 'play' e a fase um já dera partida.
Não poderia voltar atrás.
Não tinha como.
Agora iria com isso até o fim, sem mais ou menos.
Ligou o carro e dirigiu até sua casa.E ao chegar e estacionar o carro, entrou em sua casa, impaciente.Bateu a porta e a trancou.
Passou a mão pelo rosto, nervosa.
Suspirou e jogou a bolsa em cima do sofá.
Jogou as pastas que recebera de Ada em cima da mesa e caminhou até a cozinha, tratando-se logo de preparar um café e se sentar em frente ao seu notebook que também se encontrava em cima da mesa.
Sua primeira missão ao lado da empresa Umbrella seria no próximo final de semana.
Tirou papéis e fotografias das pastas.
"Excella Gionne, 37 anos, dona da empresa Tricell."
A Tricell era uma das empresas mais renomadas de Seattle.Lucrava intensamente nos últimos tempos com seus produtos.
Jóias.
Jóias foleadas e muito bonitas por sinal, como o cordão de ouro que estava no pescoço de Jill.
Em um envelope-dentro de uma das pastas-, tinha um convite.
Excella daria um baile e seus convidados seriam representantes de grandes empresas como a Umbrella.
O porquê de ir a esse baile?Ela não sabia.Ada lhe explicaria e em breve, agiriam.
Jill substituiria Ada;e de tal maneira, não sabia o porquê da mulher confiar tanto em alguém como ela.
Uma assassina e espiã que podia apunhala-la pelas costas no momento que quisesse.
Porém, Wong tinha suas peças e Valentine, as dela.
O jogo já começara e em breve, mais oponentes se juntariam a elas.
Em um jogo de xadrez, quem seria o primeiro a dar xeque-mate?

****
-Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos, Redfield's Universe-10:23
Claire balançava uma das pernas, impaciente.
Como poderia ser tão teimoso?!
Cruzou os braços e o encarava enquanto o rapaz andava de um lado para o outro.
"Eu lhe avisei, Piers Nivans.Tanto a ti quanto ao meu irmão e nenhum dos dois me escutou porque são dois teimosos!"Se alterou e mordeu a bochecha.Piers passou a mão pelo rosto."Tão quanto uma mula!"
"Eu tentei, okay?Eu tentei, de verdade."Colocou as mãos na cintura e depois cruzou-as perto do peito, encostando-se na mesa, perto da moça que estava sentada na cadeira a sua frente."Os acionistas não quiseram ouvir nem a mim e nem ao seu irmão."Suspirou pesadamente e continuou."Desde da saída de Wesker, eles estão assim."Maneou com a cabeça e continuou."Pretensiosos, sabe?Querem mais lucro, mais crescimento.Também queremos, mas..."Fez uma pausa."As vendas caíram assim como a produção.Desde que Wesker saiu, as coisas começaram a dar errado e a piorar."Claire suspirou pesadamente.
"E o que podemos fazer?"O rapaz deu de ombros.
"Investir mais, trabalhar mais...É a nossa única saída, Claire."Balançou a cabeça positivamente e mordeu o lábio.
"É, eu sei."Colocou uma das mechas de cabelo que caiu em seu olho para atrás da orelha."E nós vamos fazê-lo."Ele sorriu de lado.
"Sim, nós vamos."Se encararam.
"E meu irmão?"
"Estressado.Deve estar xingando tudo que possível."
"Corrigindo,"Apertou os lábios."xingando o Wesker por estar nos prejudincando, tenho certeza."
"Sim, você tem."Olharam nos olhos um do outro e sorriram.
"Meu irmão confia em você, Piers."Piers apertou as mãos e maneou com a cabeça novamente.
"Eu sei, mas a questão é:"Disse se aproximando um pouco mais dela, com as mãos apoiadas na mesa."você confia em mim, Claire?"A ruiva deu um sorriso tímido.
"Eu confio sim."Piers sorriu e piscou para ela.
"Isso pra mim já é o suficiente."Seus rostos estavam bastante próximos fazendo-os sorrir.
"Piers, preciso falar com você!"Ao ouvirem a voz de Chris, se afastaram bruscamente, envergonhados.Piers coçou a nuca e Claire desviou o olhar."Vejo que já falou com a minha irmã."
"Sim, já o fiz."
"Ótimo!"Se aproximou deles e cruzou os braços."Alguma ideia, Claire?"A moça deu de ombros.
"Temos que trabalhar mais, como eu estava conversando com o Piers, porém..."Se levantou encarando o irmão."nossos projetos envolviam Wesker e os acionistas estavam empolgados com eles, o problema é que, ele foi embora durante o andamento do projeto e isso os incomodou bastante."
"Ele queria novas finanças para algo que não daria certo."Disse um pouco irritado enquanto passava a mão pelos cabelos.
"Tecnologia e dinheiro sempre fora tudo para ele, Chris.Não foi do agrado dele não querermos investir na sua ideia."Chris bufou irritado.
"Ele tinha que querer nada!"Claire mordeu o lábio e encarou Piers um pouco apreensiva.
"Vamos investir em algo novo, Chris..."Sugeriu Piers."Não tem algo, algum projeto, que você tenha deixado de lado?"
"Sim, alguns."Deu de ombros.
"Por que não refaz esses projetos e investe neles?Podem ser boas ideias."
"É uma boa ideia, Nivans."Claire o encarou e ele piscou para ela disfarçadamente, arrancando um leve sorriso dela.
"Sim, é uma boa ideia."Chris sorriu e foi até a janela encarando a cidade;cruzou os braços."A Redfield's Universe vai permanecer sendo uma das melhores empresas dos Estados Unidos.Os negócios permanecerão erguidos e vai dar tudo certo...Nada vai impedir isso."

****
-Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos-18:47
"Espere ai!Você está trabalhando com a Umbrella agora?"Perguntou o rapaz no telefone.Jill caminhava de um lado para o outro na sua sala de estar.
"Sim, Lou."Coçou a têmpora enquanto falava."Acho que nossa parceria vai ficar de lado por um tempo."Ouviu o suspiro pesado dele.
"Se quiser, eu posso continuar te ajudando, mas ás escondidas."Ela sorriu com a intenção do amigo.
"Eu queria aceitar, Louis, de verdade.Você sabe que sempre fomos uma equipe..."Ele riu.
"Sim, mas eu entendo perfeitamente que você está querendo abrir seus horizontes e ter mais desafios, Valentine."Fez uma pausa."Só não esqueça que sempre estaremos aqui."Ela riu.
"Eu sei disso.Vocês me amam."Brincou arrancando uma risada dele.
"É, fazer o quê."Ambos riram."Boa sorte, Jill, e vai lá e arrase como sempre."Valentine sorriu.
"Pode deixar, Louis."
"Tchau, amor."
"Tchau, Lou."Jill desligou a chamada e deixou o celular sobre a mesa.
Sabia que Louis sempre entenderia, ele sempre o fazia.Ele e Harry eram as únicas pessoas que podia contar desde que tudo aquilo aconteceu.
Suspirou pesadamente e caminhou até o seu quarto.Abriu o armário e atrás de um sobretudo vermelho tinha um botão e o apertou.A parede se abriu dando acesso a uma sala com armas, granadas e alguns equipamentos.
Pegou uma pistola 38 e uma faca.Voltou para o seu quarto e ao sair da sala, a parede se fechou.Foi até o armário e guardou as armas no sobretudo preto que usaria no dia seguinte para falar com Wong.
Voltou para a sala e olhou para o convite do baile que teria.Pegou-o e mordeu os lábios.
"O que será que você está armando, Wong?"Disse balançando o convite, batendo-o em sua mão."O que terá nesse baile que será tão importante e de seu interesse?"

****
-Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos-21:54
Claire deu mais um gole no whisky e passou a língua pelos lábios, sentindo um pouco do gosto que tinha ali da bebida enquanto molhava seus lábios novamente com o whisky e fechou os olhos, aproveitando a música baixa do local.
"Sozinha?"Ela o encarou e sorriu.Piers se sentou ao seu lado.
"Não mais."Ele sorriu e pediu whisky para acompanhá-la."Me seguindo, Nivans?"Piers deu de ombros.
"Poderia até ser, pois é muito perigoso uma moça bonita como você vir em um lugar como esse."Ela corou."Mas, não.Venho aqui habitualmente para beber alguma coisa."
"Eu sei me cuidar e além do mais,"O encarou e levantou uma das sobrancelhas."qual o problema de eu vir beber?"
"Nenhum,"Fez uma pausa e deu um gole na bebida que o garçom acabara de lhe servir."melhor ainda para mim, porque agora tenho um lugar para te chamar pra sair."Claire riu e deu mais um gole no whisky."Só tome cuidado, homens bêbados não respondem por si mesmos."O rapaz deu um grande gole no whisky e pediu mais um.Colocou um dos braços sobre o balcão, a encarando.
"Até você?"Cruzou as pernas e pediu mais whisky ao terminá-lo.Piers deu um gole no whisky e passou a língua pelos lábios, fez um movimento com a cabeça e sorriu.
"Talvez, nunca bebi até chegar a esse ponto."Claire sorriu."Mas, hoje eu ficaria feliz em ficar bebâdo."
"Ah sim?Por quê?"Ele deu de ombros e bebeu mais um pouco.
"Eu teria uma desculpa para te beijar."Ela riu, nervosa e colocou uma mecha de seu cabelo atrás da orelha.
"Teria?Tem certeza?"Deu mais um gole.
"Ah, não custava tentar."Brincou e sorriu de lado."Como posso te convencer e roubar um beijo seu?"Claire mordeu o lábio e balançou a cabeça negativamente.
"Está muito assanhado hoje...Bebeu antes de vir para cá?"Piers riu e mostrou uma quantidade com o indicador e o polegar.
"Só um pouquinho."Eles riram."Estava entediante sem você lá, ai coloquei radiohead no meu notebook e bebi um pouco."
"Que feio, Nivans!"O repreendeu com um tom brincalhão."Eu não esperava isso de você."Ele riu.
"Ah, foi só um pouco e fique tranquila, não estou bêbado, apenas alegre demais, ruiva."Disse fazendo-a rir."Você saiu sem se despedir...Quebrou meu coração."Colocou a mão no peito arrancando uma gargalhada dela.
"Desculpe, eu estava cansada, com a cabeça cheia e saí sem mais ou menos."Pediu mais bebida e deu um grande gole."Queria me livrar de problemas e saí mais cedo."
"Então, sou um problema?"Disse mexendo no copo."Você me considera um?"
"Não, menos você."Começou a balançar a perna."Não é um problema e nem inconveniente, por isso que gosto de você."Deixou escapar fazendo suas bochechas ficarem rosadas.
"Fico feliz em saber disso."Piscou para ela e Claire sorriu, pedindo mais whisky."Não exagere, Claire."Ela deu de ombros e deu um grande gole.
"Eu estou bem e nunca exagero na bebida, relaxa Nivans."Piers sorriu.
"Tudo bem."Deu mais um gole no whisky a acompanhando.

****
-Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos-22:11
Chris abriu a porta do seu apartamento e jogou sua bolsa em cima do sofá.Afrouxando a gravata, tirou a parte de cima do seu terno habitual para o trabalho e jogou na poltrona.Tirou os sapatos e caminhou até seu quarto.Não demorou muito para estar nu debaixo da água quente.
Estava exausto e os problemas martelavam cada vez mais na sua cabeça.
Passou as mãos pelos cabelos e depois se ensaboou.
Maldito Wesker!
Prejudicando a empresa dele, o legado de sua família!
Como faria para reverter a situação?Os acionistas estavam contra ele!Era algum tipo de conspiração de Albert?
Com a toalha envolta da cintura, a mostra estava seu físico invejável.
Vestiu sua roupa de baixo e um calção para dormir.Caminhou até a cozinha e pegou um copo, foi até a sala de estar e se sentou no sofá.
Colocou whisky no seu copo e deu um gole.Deixou o copo sobre a mesinha de centro e pegou seu notebook na bolsa e colocou em seu colo.
Começou a trabalhar, precisava achar uma resolução para o seu problema, o problema da sua empresa.
Ele não descansaria até encontrá-lo.
Aquele desgraçado estava planejando algo para deixá-lo ás ruínas, mas isso não aconteceria.
Chris não permitiria.
Além do mais, ele era um Redfield e um Redfield lutava para proteger os seus ideais e cumprir suas promessas.
Até a morte.

****
-Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos-22:32
"Eu falei, Redfield!"A repreendeu enquanto ela ria e cambaleava pela calçada.
"Só foi um pouquinho."Disse um pouco embolado e deu uma gargalhada.Piers suspirou pesadamente e balançou a cabeça negativamente.
"Vem, vou te levar para casa."O rapaz a puxou pela mão e ela segurou no braço dele.
"Eu não quero."Fez um bico, dengosa fazendo-o sorrir de lado.
"Você está bêbada, Claire."Caminharam até o carro dele.Piers abriu a porta do carro e colocou-a sentada do lado dele, fechou a porta e deu a volta.Ao entrar no carro, Claire o encarou e fungou.
"O que foi?"Ela deu de ombros.
"Eu não quero ir pra casa, você não manda em mim."Cruzou os braços e o rapaz ligou o carro, dando partida.
"É, não mando, mas não vou deixar você sozinha, bêbada, no meio de Seattle."Claire revirou os olhos.
"Eu só queria beber e eu não estou bêbada!"Ele riu.
"Não, claro que não."Ironizou."Acho que é melhor você se enfiar debaixo da água gelada quando chegar em casa e ir dormir."Ela deu de ombros.
"Eu vou beber, isso sim."Disse olhando para o lado de fora com um das mãos perto da boca e com a perna direita sobre o banco."Eu tenho uma garrafa de whisky fechada que ganhei da tia Rose no natal."
"Você é teimosa como o seu irmão.Não é à toa que é uma Redfield."Claire bufou e franziu o cenho vendo-o ir pelo caminho conhecido.
"Como você sabe aonde eu moro?Me segue?Isso é crime!"Ele riu quando ela atropelou as palavras ao falar.
"Eu já fui lá com o seu irmão, lembra?Deixávamos você lá depois do trabalho enquanto seu carro estava no conserto."Piers franziu a testa."Aliás, cadê seu carro, Claire?"
"Deixei na empresa."Sussurrou e encostou a cabeça no banco, fechou os olhos e gemeu."Droga..."
"O que foi?"
"Para o carro, Piers, para o carro!"Ele freou e Claire abriu a porta e se abaixou perto de um beco.Piers saiu do veículo e deu a volta, se aproximou dela e segurou em seus cabelos enquanto ela colocava tudo para fora.Tossiu algumas vezes e colocou a mão sobre a boca.
"Eu falei para você não exagerar, Redfield."Claire suspirou pesadamente.
"Me leva para casa."Pediu se colocando de pé.Piers a segurou e a levou até o carro.Redfield descansou a cabeça no vidro no carro enquanto o rapaz voltava a dirigir.
"Como está se sentindo?"Perguntou, preocupado, com o olhar ainda na rua.
"Enjoada, muito enjoada e..."Apertou os olhos."Tonta."
"Vai ficar de ressaca amanhã, aposto."A encarou e voltou a olhar para a frente."É a sua primeira bebedeira?"Ela balançou a cabeça negativamente.
"É a terceira, mas faz tempo desde a última."
"Quando foi?"
"A primeira foi na minha formatura do ensino médio e a segunda foi quando me formei na faculdade."Piers deu um sorriso de lado.
"E Chris?Como ficou sabendo das suas bebedeiras?"
"Ele teve que ir me buscar em ambas as festas...Ele arrasou comigo, não foi legal."Ele riu.
"Não se preocupe, isso já aconteceu com todo mundo."Apertou os lábios."Comigo também na minha formatura, mas faz bastante tempo."Deu de ombros.
"Até com o meu irmão, mas ele não deixou eu fazer o mesmo."Fez uma pausa."Na verdade, ele não tinha que deixar;quando ele via eu já tinha feito."Disse com um sorriso.
"Chegamos."Parou o carro em frente ao prédio dela."Onde está a chave?"Claire gemeu e passou a mão pelo rosto.Apertou os olhos e o encarou.
"Está na minha bolsa."
"E sua bolsa está no seu carro?"
"É."Piers revirou os olhos e bufou."Desculpe."
"Tudo bem, olha..."A encarou."Você vai ficar na minha casa essa noite."Claire esfregou os olhos e sorriu.
"Okay."

****
-Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos-07:38
"E então, poderá fazer esse favor pra mim?"Perguntou levanto a xícara de chá até os lábios.
"Com certeza, Wong."Deu um gole no chá e deixou-o sobre a mesa, cruzou as mãos em seu colo, com as pernas cruzadas."Não deveria colocar alguém que não confia aqui dentro."
"Faço de tudo para ganhar um jogo."Sorriu.
"Até mesmo perder tudo que tem?Confiar em alguém como a Valentine é extremamente perigoso, Ada."A asiática riu.
"Eu sei, eu sei;mas, vou arriscar.E eu confio em você para me ajudar, então, veja como ela se comportará nesse baile, Sheva."Passou a língua pelos lábios."E qualquer atividade suspeita, me avise."
"Claro, Ada, deixe isso comigo."Sorriu e deu mais um gole no chá.

****
-Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos-07:49
Gemeu de dor e esfregou os olhos.Se mexeu na cama e puxou ainda mais as cobertas.
Abriu os olhos e sorriu quando o cheiro de café invadiu suas narinas.Ao se sentar na cama, percebeu que vestia uma camisa de Piers e sua roupa de baixo.Corou e se despreguiçou.
Cheirou a camisa e sorriu.
O cheiro dele era maravilhoso!Ele era maravilhoso!
Apesar de se conhecerem há alguns anos por conta de Chris e da empresa, o relacionamento de ambos nunca foi tão forte como agora.Estavam próximos, bastante próximos e Claire não sabia se isso era bom ou ruim.
Se levantou da cama e foi até o banheiro.Lavou o rosto e a boca, ajeitou os cabelos e os prendeu em um coque.Gemeu de dor de cabeça novamente e saiu do banheiro.
Ao sair do quarto, foi até a cozinha.
Já tinha ido ao apartamento de Piers, era pequeno, mas confortável.O rapaz já lhe falara que era melhor um pequeno lugar para limpar tudo, mais fácil e mais rápido.
Era bonito, também organizado.
O chão estava gelado, porém ela não se incomodara com isso.
"Merda..."Sorriu ao vê-lo praguejar baixo por derrubar um pouco de pó de café no balcão.Se encostou no batente da porta de braços cruzados e o observava com um sorriso.
Piers estava com um calção de dormir e seu abdômen estava a mostra.Seu cabelo estava bagunçado e sua expressão facial, séria.O rádio da cozinha estava com o volume baixo ao som de Coldplay.
Piers sorriu ao vê-la ali e Claire cantarolou um pouco.
"Ei."A cumprimentou e se virou para encará-la.Ela corou um pouco ao perceber o olhar dele em suas pernas nuas.
"Ei."Claire se aproximou.
"Como está se sentindo?Dormiu bem?"Ela se sentou no balcão.
"Dormi bem sim, mas estou morrendo de dor de cabeça."Fez uma careta arrancando uma risada dele.
"Eu avisei para pegar leve na bebida, Claire."Ela revirou os olhos.
"Blábláblá...Você e o meu irmão são chatos!"Cruzou as pernas atraindo a atenção dele."Não é à toa que se dão tão bem."
"Só queremos seu bem, ruiva."Disse pegando duas xícaras no armário da cozinha e deixando sobre a mesa."O café está quase pronto, deixei um remédio para dor de cabeça ali em cima."
"Obrigada."Sorriu levemente."Aliás, obrigada por ter cuidado tão bem de mim ontem, Piers."Ele sorriu.
"De nada."Serviu café para ambos e Claire desceu do balcão."Você fica tão engraçada quando está bêbada."Brincou fazendo-a revirar os olhos ao se sentar na cadeira.
"Não enche."Piers riu.

**-Horas Antes//Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos-23:21**
Claire estava sonolenta e quase caiu no elevador de tão tonta que estava.
"Ai, Piers...Pra onde você está me levando?"Disse atropelando as palavras e o abraçou, repousando a cabeça em seu peito.Piers sorriu de lado.
"Para o meu apartamento."Caminharam para fora do elevador."Eu disse isso há alguns minutos para você."Claire gemeu e se afastou dele, se encostando na parede enquanto o rapaz abria a porta.
"Eu quero dormir."Sussurrou."Depois de beber mais um pouquinho de whisky."Piers abriu a porta e a puxou para dentro.
"Claire Redfield, você não vai beber, okay?Olha, eu vou no banheiro, já volto.Fique á vontade, beba uma água gelada e vai para o meu quarto."Ela levantou uma das sobrancelhas.
"Fazer o quê no seu quarto?Vai se aproveitar de mim?Aproveitador de moças bêbadas!"Ele riu e foi até o banheiro.Lavou o rosto e foi até o sanitário e esvaziou sua bexiga.Lavou as mãos e tirou a parte de cima do seu terno e o levou em mãos e ao voltar para a sala de estar, Claire dançava ao som de "I Got You" de James Brown enquanto bebia whisky.
"Você vai acabar com o meu whisky, Claire."Ela deu de ombros e continuou dançando."Anda, para de beber."Jogou o casaco em cima do sofá e desligou o rádio.A moça fez bico e deu um grande gole no whisky, terminando sua bebida, ela foi colocar mais.Piers pegou a garrafa."Nada disso!Me dê esse copo, Redfield!"Claire correu e ficou em cima do sofá.
"Me obrigue!"Nivans deixou a garrafa na mesinha de centro e tirou os sapatos, começou a correr atrás dela e ela começou a correr;ele acabou tropeçando nos sapatos da moça.Claire estava perto do banheiro e riu dele.
"Claire Redfield!"A repreendeu correndo atrás dela.Redfield teve dificuldade para abrir a porta e deu um grito quando Piers a pegou pela cintura e a puxou."Anda, me devolva a merda desse copo!"
"Não!"Ela deu uma gargalhada quando ele começou a fazer cócegas nela."Pare, Piers!"Pegou o copo da mão dela e correu até a mesinha de centro, Claire foi tentar pegar o copo e Piers a pegou no colo, colocando-a em seu ombro."Me solte, Nivans!"Ordenou, batendo nas costas dele."Seu ogro, me solte!"Ele deu uma risada e caminhou até seu quarto.Colocou-a no chão e passou a mão pelo rosto.
"Eu vou pegar uma blusa minha e uma toalha para você, tá bom?"Claire balançou a cabeça positivamente e se sentou na cama dele.Piers pegou uma blusa preta com uma estampa e uma toalha azul e ao se virar para ela, coçou a nuca.Ela tinha o sutiã a mostra, já que tinha tirado o casaco preto do trabalho e jogado na cama, desabotoou a blusa branca e exibiu seu sutiã de renda vermelha.
"Ahñ, é..."Ele a entregou a blusa e a toalha, envergonhado, um pouco corado."Pode usar o banheiro do quarto, eu vou usar o do corredor."Claire tirou a blusa e se levantou fazendo-o a encarar atentamente, e em seguida, desviou o olhar dela, olhando para o casaco dela em cima da cama.A moça jogou a blusa em cima da cama e com a blusa e a toalha em mãos, foi até o banheiro.
"Piers, tem alguma escova de dentes?"Ele sorriu e tirou a blusa atraindo a atenção dela, que mordeu os lábios.
"Debaixo da pia, tem uma na embalagem ainda."
"Obrigada."Ela entrou no banheiro e fechou a porta, deixando Piers ali com um sorriso bobo no rosto enquanto pegava as roupas em cima da cama e as jogava na poltrona.

****
Piers retornou ao quarto alguns minutos depois e Claire estava escovando os dentes com a porta aberta.
"Como está agora?Mais calma?"Ela lavou a boca e secou-a na toalha e soltou o cabelo que estava em um rabo-de-cavalo, penteando-o  com os dedos.
Piers a admirava, fascinado.
Suas pernas eram bonitas, suas coxas grossas.A blusa dele ia até o joelho dela, e isso o deixava admirado.
Como ela ficava linda usando uma blusa dele.
"Estou um pouco tonta, mas ainda com vontade de beber."Ele riu.
"Descanse um pouco, Claire, amanhã nós conversamos sobre essa "sua aventura.'"Disse em tom brincalhão e fazendo aspas com as mãos e ela, em resposta, balançou a cabeça positivamente e esfregou os olhos.Pegou o restante de sua roupa que estava dentro do banheiro e jogou em cima da poltrona que tinha no quarto.
"Aonde vou dormir?"
"Na minha cama, Redfield, óbvio."Ela riu e cruzou os braços.
"Isso é algum tipo de convite, Piers Nivans?"Piers coçou a nuca e riu.
"Não do jeito que você está pensando."
"E de que jeito estou pensando?"Perguntou se aproximando dele.
"É..."Passou a língua pelos lábios."É melhor dormirmos, acordamos cedo amanhã."Claire caminhou até a cama do rapaz e se deitou.
"É macia..."Disse de bruços abraçando o travesseiro."E confortável..."Ela sorriu."E tem o seu cheiro."Ele sorriu e se sentou na cama.
"Gostou da minha cama?"Claire balançou a cabeça positivamente.
"Uhum."Piers a cobriu e se levantou.
"Boa noite, Claire."Ela segurou na mão dele."Está tudo bem?"
"Fica aqui comigo, Piers."Pediu manhosa, fazendo bico.
"Claire, é melhor não."Piers sorriu de lado e balançou a cabeça negativamente.
"Por que não?Qual mal tem?"
Verdade...Que mal teria se deitar ao lado da irmã do seu melhor amigo que no qual você tem uma fascinação?
Suspirou pesadamente e desligou o interruptor do quarto.Deu a volta na cama e se acomodou ao lado dela.
Claire o abraçou repousando a cabeça na curva do pescoço dele e sorriu.
"Você é tãoooo cheiroso, Piers."Ele sorriu e se arrepiou ao sentir o hálito fresco dela em seu pescoço."Nossa, eu poderia ficar assim o dia todo, você deixa?Adoro pessoas cheirosas."Piers riu e a abraçou.
"Vou pensar no seu caso."Ela grunhiu e fez bico, agora o encarando.
"Por favor, por favor, por favor..."Nivans sorriu e lembrou-se de como ela estava bêbada, provavelmente se lembraria disso no dia seguinte e iria pedi-lo para esquecer o assunto.
"Tudo bem."Ela sorriu voltando a sua posição inicial."Boa noite, ruiva."
"Boa noite, Nivans."O rapaz encarou-a e depois, encarou o teto e deixou o sono o dominar.

**-Horário Atual//Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos-08:00**
"Não tem graça."Ela deu um gole no café."Você se aproveitou que eu era uma moça indefesa e inocente e se aproveitou de mim."
"Quê?"Ele riu alto com a mão no rosto."Pelo amor, Claire, vão pensar que dormimos juntos pelo jeito que você fala."
"Dormimos sim!"Piers arregalou os olhos."Dormimos juntos e não transamos, Nivans, são coisas absolutamente diferentes."Ele riu.
"Eu sei disso, mas nem pense em falar isso perto do seu irmão.Ele me mata."A Redfield mais nova cruzou os braços.
"Por quê?Eu sou adulta, Nivans, faço o que eu bem entender, Chris não manda em mim."
"Acho que ele não acha isso."
"Ah, ele pode não achar, mas eu tenho certeza."Deu mais um gole no café e franziu o cenho ao ouvir a campainha."Esperando alguém?"Nivans se levantou e balançou a cabeça.
"Não, não que eu saiba."Disse saindo da cozinha.
"Deve ser uma das suas namoradas, Lady Sniper."Piers riu e balançou a cabeça enquanto caminhava até a porta e ao abri-la, seu sorriso desapareceu.
"Bom dia, como vai?"Disse o homem com as mãos nos bolsos da calça.
"Chris?!"

****
-Abril,2011/Seattle,Washington,Estados Unidos-08:25
Jill cruzou as pernas e aceitou o café da asiática.
"Então, a Tricell vai apresentar seus novos projetos nesse baile?Por isso, que todas as empresas de Seattle foram convidadas?"Ada se sentou e deu um gole em seu café.
"As melhores."A moça cruzou as pernas."Apenas as melhores estarão lá, uma ou outra pouco conhecidas, porém, isso por serem patrocinadas por uma dessas empresas."
"Entendi."Colocou a xícara sobre a mesa."Mas, qual será meu objetivo?"
"TerraSave, uma empresa farmacêutica, será representada por sua dona e seu marido, Mia e Ethan Winters, são patrocionados pelo Tricell; porém, tem algo estranho nisso."
"E o que seria?"Perguntou levantando uma das sobrancelhas.
"A TerraSave já trabalhou conosco, mas não em parceria de empresas e sim, com uma parceria interna, se é que me entende."
"Então, Mia Winters é uma espiã?"
"Já foi."A corrigiu, dando mais um gole no café."Mas, deixou tudo de lado por conta do marido e de sua suposta gravidez."
"Ele sabia sobre ela?"
"Não, resolveu deixar tudo ás escondidas e largou tudo após descobrir a gravidez."
"E o que você quer que faça?"
"Descubra o que ela está aprontando com a Tricell.Tenho suspeitas que não são apenas negociações e sim, algum tipo de espionagem de Mia.Ela pode estar se aliando a Tricell para se virar contra nós, por enquanto, isso é apenas uma suposição e quero que descubra isso para mim."Jill sorriu e deu mais gole no café.
"Eu consigo tudo, Ada, e vou descobrir isso, não se preocupe."
"Não, me preocupo.Aliás,"Cruzou as mãos e colocou-as sobre a mesa."se você falhar, nós também o faremos e todos vão pagar, inclusive você."
"Não será necessário, não disso vai ocorrer porque tenho êxito em todas as minhas missões e essa não será diferente."Ada sorriu e deu um gole no café.
"É bom saber disso."


Notas Finais


OBRIGADA PELA PACIÊNCIA E ESPERO DE HEART QUE GOSTEM <3 <3
P.S.:Genteeeenn, survivors e fãs de Valenfield e Claiers, tá vendo essas fics aqui?SÃO MARAVILHOSAAASS *__* Dêem uma olhada, porque...CARA!SÃO DEMAIS E A ESCRITORA AINDA MAIS <3
Aproveitem *__* Até maisss :D
https://spiritfanfics.com/historia/sempre-tem-um-lado-bom-6478253
https://spiritfanfics.com/historia/sempre-ao-seu-lado-7562728
https://spiritfanfics.com/historia/inacheve-9032366
https://spiritfanfics.com/historia/umbrella-high-school-6943460


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...