História Viva la vida - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camren, Drama, Romance
Exibições 25
Palavras 3.288
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiii, espero que gostem!!!! Boa leitura!

Capítulo 10 - Minha rotina?


Fanfic / Fanfiction Viva la vida - Capítulo 10 - Minha rotina?

Camila's point of view

 

- Kaki! Kaki! Levanta! Acho que a Sofi morreu!! – Senti as mãozinhas pequenas da minha irmã balançarem a minha perna, gemi de fustração, todo dia a mesma coisa? Todo o santo dia, minha irmã Hanna de 8 anos, vêm me acordar falando que Sofí, a minha outra irmã de 14 anos, está morta. Gemi de fustração, mas a pequena continuou me balançando até me acordar de vez.

 

- Nana! De novo a mesma história sempre! Cadê a mama? – Perguntei com a voz embreagada de sono, bocejei e cocei meus olhos retirando ali todas as sujeiras do olho. A menina já foi me puxando para o quarto da nossa irmã, o sono em mim ainda era evidente então deixei a menina me guiar.

 

Chegando no quarto pude ver Sofí desfrutar do seu sono, Hanna correu pulando em cima da nossa irmã, e começou a balança-la para ver se acordava, mas não, era a mesma coisa sempre. Sofí tem o sono mais pesado do mundo, mas nossa irmã caçula insistia de que era morte. Pego minha irmã caçula no colo a retirando de cima da Sofí e le ofereço um sorriso gentil.

 

- Nana, ela não está morta, você sabe disso. Ela esta respirando olhe. – Terminei de falar e apontei para Sofí com a cabeça, Nana acompanhou o meu olhar e olhou para Sofí, ela percebeu que o peito da menina subia e descia de uma forma lenta e ritimada.

 

- Toda vez que vier acordar essa preguiçosa aqui, vê se ela está respirando okay? – Perguntei acariciando seus cabelos, a menina assentiu e então a botei no chão pois a menina já está bem grandinha para ficar no colo, sei disso pois os meus braços já estavam reclamando do incomodo que é o peso da Nana.

 

Quase toda a manhã é assim, mas acho que a partir de hoje as coisas vão mudar. Olhei para o relógio e percebi que tinha que me arrumar para a escola. Enquanto faço minha higiene matinal deixe-me introduzir um pouco da minha vida. Sou Camila Cabello, tenho 16 anos, fiz aniversário esse ano. Tenho uma vida social bem normal, Dinah Jane, Ally, Normani e Lucy, são minhas melhores amigas. Minha vida é normal como a de todo adolescente, me divirto com minhas amigas, saio com o meu namorado... ah! Esqueci de dizer que tenho sim um namorado e ele é de verdade! Ele se chama Shawn, nos conhecemos quando fui acompanhar Lucy em seu primeiro dia de faculdade. Acabamos nos barrando e ai você já sabe, mas o namoro é bem recente, Shawn ainda nem conhece meus pais, mas logo logo tudo vai ocorrer bem.

 

Assim que estava pronta desci correndo para a cozinha, vi que tinha um bilhete pendurado na geladeira. Me aproximei e li.

 

"Camila, certifique-se de que suas irmãs

 tomaram o café da manhã!

Tentem também não matar umas as outras

Não cheguem atrasadas na escola,

E tem dinheiro em cima da bancada

Beijos Mama e Papa."

 

Assim que li o bilhete fui até o armário e peguei três tigelas, coloquei-as em cima da mesa e em segui da peguei o cereal,  e servi em cada tigela, fui até a geladeira e peguei o leite. Também servi o leite em cada tigela e sentei na cadeira.

 

- Hanna! Sofí! Rápido se não iremos perder o ônibus! – Gritei e comecei a comer. Logo as meninas desceram as escadas e apareceram na cozinha.

 

- Kaki, teremos uma surpresa bem legal hoje na escola! – Hanna falou enchendo a boca de cereal, sorri para ela e Sofí fez o mesmo. Temos uma relação de irmãs até que bem legal, claro que brigamos mas é só quando Sofí invade meu quarto e paga minhas roupas sem autorização, ou quando Nana quebra algo e tenta mentir, ou quando eu acabo falando para o papa que Sofí está cheia de namoradinhos na escola. Coisas de irmãs sabe?

 

- Sério Nana? Que surpresa? – Perguntei.

 

- Ela não sabe idiota, é surpresa! – Sofí falou e jogou um pouco de cereal em mim, fechei a cara e Nana começou a rir.

 

- Eu ainda não sei Kaki, mas prometo que vou te contar assim que souber. – Falou fazendo a carinha mais fofa, eu voltei a sorrir, eu não consigo não resistir a essa carinha fofa.

 

- Promete de dedinho? – Perguntei estendendo o mindinho na direção da menor. Ela se esticou um pouco e alcançou o meu dedo com o seu mindinho e os selou.

 

- Sim, prometo de dedinho! – Nana falou e caiu em uma gargalhada gostosa.

 

Assim que acabamos joguei as tigelas na pia e limpei o rosto da Nana, a menina sempre se mela toda na hora de comer. Fomos até o ponto de ônibus escolar e esperamos. Gosto dessa rotina, gosto de tranquilidade, amo minha vida.  Eram dois ônibus, um que ia para a escola da Hanna, e outro que vai para nossa escola. Geralmente o ônibus é bem tranquilo, Dinah também vai nele mas pelo que percebi, ela não foi de ônibus hoje.

 

(...)

 

Na escola eu não sou a menina mais popular, não chego nem perto. Estou no segundo ano, o ranking das pessoas mais populares começa com a galera do terceiro ano e as Líderes de Torcida junto com os meninos do Futebol. Alguns idiotas implicam um pouco comigo, falam que sou estranha só por causa de um laço que boto no cabelo todas as segundas. Besteira? É eu sei, esses meninos são tão “ Maduros” né?

Dinah já estava na sala quando entrei, sentei ao seu lado e então começamos a prestar atenção na aula, pelo menos tentar né, eu não sou a menina mais inteligente, e nem tento ser, mas faço o possível para passar. Dinah é pior que eu quando se trata de estudar, a menina é péssima em quase todas as matérias, até entendo, com a quantidade de irmão que tem, não tem tempo para estudar, pois precisa tomar conta. Mas se eu conheço Dinah, ela não estuda mesmo é por que não quer.

 

A aula de Inglês com o Sr. Tarly até que é bem...interessante? Vejo que ele faz o possível para tentar entreter a turma, mas a turma não se interessa, todos preferem ver uma mosca pousar na xícara de café do que prestar atenção atentamente na aula. A aula estava passando bem lenta, eu já não aguentava mais, me distrai vendo Dinah lixar a unha, ela realmente não estava afim de assistir a aula.

 

As outras aulas também foram assim chata, umas até que eu fiz os exercícios com facilidade outras eu tive bastante dificuldade que quis até bater a cabeça na mesa, mas é claro que não fiz isso, se tem pessoas que me acham estranha imaginem se me vissem batendo a cabeça na mesa.

 

- Vamos almoçar, estou morrendo de fome! – Dinah me puxou assim que a aula terminou. Chegamos no refeitório pegamos nosso alimentos e fomos para a nossa mesa de sempre, Normani já estava lá.

 

- Mani! Você não vai acreditar! – Dinah sorrindo de orelha a orelha. O que Normani não iria acreditar? Ficamos a aula toda sem falar praticamente nada, por que ela não me contou? Agora eu estou curiosa.

 

- O que houve ? – Normani perguntou sem interesse, olhando para os lados. Parecia estar preocurando alguém.

 

- A minha vida está uma merda! – Dinah confessou. Então essa era a surpresa? Nossa...

 

- Isso todo mundo sabe Cheechee, pensei que você contaria uma novidade. – Falei dando uma mordida no sanduiche. Dinah me mostrou o dedo meio e eu mandei um beijo no ar para ela.

 

- O que tanto você está olhando Mani? – Dinah perguntou comendo o seu sanduiche. Eu também me peguei interessada em saber o que Normani estava procurando no meio da multidão de alunos que pegavam seus lanches.

 

- Uma menina, ela é super legal! – Normani finalmente deu atenção para nós. Dinah ergueu as sobrancelhas após ter notado o entusiasmo da Mani.

 

- Uma menina? Que menina Normani! Explica direito. – Dinah perguntou bem interessada, e eu não estava diferente.

 

- É uma menina, trombamos no corredor e batemos um papinho. – Mani falou sorrindo, parecia estar lembrando do momento. Olhei para a Dinah para ver o que ela iria falar, ou perguntar. A loira franziu o cenho tentando entender a animação da negra a sua frente.

 

- O papo deve foi bom né,  olha a animação dela Dinah – Falei rindo, Normani riu junto comigo, menos Dinah, que diferente dos nossos sorrisos o dela parecia ser um pouco mais falso.

 

- O que ela falou para te deixar tão contente? – Dinah perguntou mantendo o sorriso falso. Eu olhava para as duas como se eu estivesse assistindo uma novela mexicana, o que fez a Dinah ficar daquele jeito?

 

- Bem, trombamos no corredor, e então ela me elogiou, falou que eu parecia brasileira. – A negra soltou uma risada um pouco envergonhada, eu ergui as sobrancelhas e Dinah franziu o cenho novamente.

 

- Sério que foi só isso? Que merda Normani! – Dinah falou em um tom seco e bebericou o seu refresco. Eu comecei a rir o que Dinah tinha?

 

- Você sabe que todas as brasileiras são praticamente lindas? Tipo...Tem aquela modelo! Eu esqueci o nome, mas ela é casada com o Tom Brady o jogador! – Normani respondeu ainda empolgada. Dinah revirou os olhos e engoliu a bebida que estava em sua boca.

 

- Ah nossa, você conhece só essa brasileira, a única que fez sucesso! E ela nem é negra!  -  Comentou a loira com um tom debochado, olhei para Normani esperando uma resposta, mas Ally chegou e sentou ao lado da Dinah.

 

- Quem não é negra? – Perguntou a baixinha assim que sentou.

 

- A mulher do Tom Brady. – Dinah falou dando de ombro, e Normani revirava os olhos, eu realmente estava com vontade de rir, essas duas estavam em pé de guerra é isso? Mas me destraí quando recebi uma mensagem do Shawn no celular, ele me desejava bom dia e bons estudos, ele não é um fofo?  Comecei a trocar mensagem com ele até que Normani levanta do banco e chama alguém, não prestei muita atenção estava conversando com o MEU NAMORADO, é tão legal falar essa palavra, eu nunca namorei antes então me deem uma trégua ta?

 

- Oi, por que não se senta com a gente? – Escutei Normani falar, não olhei para ver quem era, minhas mensagens estavam mais interessantes.

 

- Meninas essa é Lauren Jauregui, ela é nova na escola e... – Normani foi interrompida, pois Ally começou a se engasgar com sua própria bebida, isso tirou a minha atenção do celular e encarei a Ally.

 

- Puta merda Lauren? Lauren Jauregui? Meu senhor! Sou eu Ally, Ally Brooke! Estudamos no jardim de infância juntas. – A Baixinha foi com uma alegria incrível, mas eu estava impressionada, Ally falou “Puta” e “Meu senhor” praticamente na mesma frase. Isso está melhor que novela mexicana.

 

- Não acredito Ally Brooke! Nossa que surpresa. – A tal Lauren falou, sua voz é bonita, olhei para a menina atentamente agora. Não vou mentir a menina é linda, Cabelos negro, olhos verdes? Pele bem clara. Não pude reparar muito, pois ela estava sentada ao lado esquerdo de Normani e eu no lado direito.

 

- Sabia que conhecia esses olhos de algum lugar! Você mudou tanto Lauren. Ainda não acredito que está estudando aqui, quer dizer estamos estudando juntas de novo, só pode ser obra do senhor. – Ally falou quase dando pulinhos, eu realmente estava curiosa, quem é essa menina? Ta, ela se chama Lauren... Mas quero saber mais sobre esse lance dela e da Ally.

 

- Então se conhecem é? Nossa que mundo pequeno. – Normani falou, ela estava tão impressionada quanto a Ally, até Dinah pareceu estar impressionada.

 

- Ally vai ter que rezar 3 pai nosso, xingou e nem percebeu. – Dinah falou, então é por isso que ela esta impressionada? Enfim... Abafei meu riso com a mão, e Ally colocou a mão na boca se arrependendo de suas palavras. Ta espera,  agora é a minha vez de entender as coisas, como Normani conhece essa menina?

 

- Certo, conheceu Lauren na infância, isso eu entendi, mas e Normani? Onde se conheceram? – Perguntei, mas Dinah me fitou como se já fosse óbvio.

 

- Nos conhecemos no corredor Camila, esbarrei nela e ai conversamos um pouco. – Normani respondeu. Ahhh! Essa é a menina que deixou Normani toda feliz, desculpa gente sou meio lerda para entender as coisas.

 

- Quem é quem aqui? Estou ficando meio confusa, pois não sei o nome de vocês. - Lauren falou, pronto achei alguém mais lerda que eu. Ri com o meu próprio pensamento e Normani começou a nos apresentar.

 

- Sou Normani, a Ally você já conhece e a menina ao lado dela é a Dinah, e essa chata que está ao meu lado é a Camila. – Normani falou e eu revirei os olhos.

 

- Prazer meninas. – Lauren falou e eu e Dinah falamos juntas “ O prazer é nosso” Dinah tinha um sorriso amarelo no rosto, eu queria rir disso mas é melhor comentar sobre hoje depois.

 

- Ficamos conversando um pouco, eu fazia algumas palhaçadas, e algumas piadas, mas também lembrei que estava conversando com Shawn, tentei dar atenção para as meninas e para ele ao mesmo tempo, deu certo. Lauren mal participou, pareceu nos analisar, não gosto de ser analisada, mas vou tentar esquecer isso. Assim que Acabou o almoço voltamos cada um a sua sala. O bom é que eu tinha todas as aulas com Dinah, que é ótimo, mas as aulas sempre passam devagar, você que estuda também sabe disso!

As aulas acabaram por hoje e eu corri para fora, Shawn mandou uma mensagem dizendo que iria me buscar, fiquei feliz e ansiosa, não nos vemos desde sexta feira passada, não é tanto tempo, mas idaí, o namorado é meu!  Olho para o lado e para o outro a procura de algum sinal do Shawn, mas Lauren surge de repente em cima de uma moto, Credo! Odeio motos.

- Hey – A garota falou, ela é nova na escola e amiga da Ally, vou ser simpática.

- Hey. – Respondi, sorri um sorrisinho de lado, mas sorri. To fazendo a minha parte

- Sobe lacinhos, te levarei para casa. – A menina falou. Ela me chamou de “Lacinhos”? Qual o problema com o meu laço, sério? Ela parece esses meninos que me zoam nos corredores da escola! Por que não me chamar pelo nome? Que ridícula.

- Não vou subir nisso, não gosto de motos. – Respondi seca. Eu realmente morro de medo de motos, além do mais estou esperando o MEU NAMORADO.

- Ok, na próxima eu venho com uma carruagem para a vossa Majestade. – A menina em um tom irônico e partiu com a moto. Idiota, qual o problema dela? Só falei que não iria subir na moto. Bufei e esperei por Shawn que me mandou outra mensagem dizendo que ocorreu um imprevisto. Bufei. Outro idiota, fui para a casa caminhando, não era tão longe assim.  

- Assim que entrei fui para o banheiro, nem vi quem estava em casa, não quis saber também, precisava de um banho, o calor de Miami deixa qualquer um pingando na rua. Quando saí do banho, fui para o meu quarto vesti alguma coisa, fiquei com um shortinho curto bem confortável e uma blusa confortável também. Desci as escadas e percebi que minha mãe tinha acabado de chegar com Hanna.

Hey Kaki! – Nana praticamente gritou e veio em minha direção correndo. Abracei a menina e sorri.

- Oi amor! – Falei e dei um beijo em sua bochecha. Ela tinha um rosto um pouco avermelhado, acho que foi por correr na escola e pelo sol e Miami, sua pele também tinha suor.

- Kaki, você não vai acreditar, a nossa turma ganhou um mascote! É um Hamster e ele se chama Dexter! – A menina falou com a maior empolgação do mundo, sorri com sua animação.

- Que legal Nana, quando poderei conhecer o Dexter? – Perguntei sabendo que todos os alunos da sala passam uma semana com o mascote. Passei por isso na idade da Hanna.

- A Senhorita Rodriguez deixou com o Alan, é por ordem de chamada, então ainda vai demorar. – A pequena suspirou, baguncei o cabelo da pequena.

- Calma amor, logo chega a sua vez. – Sorri e olhei para a minha mãe, que estava olhando as correspondências do correio.

- Oi mama. – Falei e beijei sua bochecha. Minha mãe sorriu e beijou minha bochecha também.

- Oi filha, como foi a escola? – A mulher perguntou ainda olhando a correspondência. Caminhei até a cozinha e peguei algo para beber.

- Ah, sabe como é né mãe, foi normal. - Falei sentando no sofá e ligando a televisão. Escutei um barulho nasal da minha mãe, é parece que o nosso papo acabou aqui. Minha mãe trabalha muito, temos mais a atenção dela na hora do jantar, papa logo vai chegar e fazer todos nós contar como foram nossos dias.

- Ta que bom filha, Vamos Nana! Meninas devem ficar limpinhas sempre. – Minha mãe falou e arrastou a pequena para o banho, escutei o choramingo da caçula e ri. Estava passando “Friends” na TV, adoro! Comecei a assistir e fiquei no celular ao mesmo tempo.  Mandei uma mensagem para Dinah.

[Mensagem celular- Dinah]

[Eu] : Chancho shawn não veio me buscar

[Chancho]: E eu com isso?

[eu]: Poxa... Quanta delicadeza...

[Chancho]: Desculpa, já falei para você o que acho desse namorico de vocês!

[eu]: Ta, não quero ouvir isso de novo.

[Chancho]: Ótimo, pois estou cansada de falar.

[eu]: Não gostei da nova amiga da Ally, ela é meio ridícula.

[Chancho]: KKKKKKKKKKKKKK a achei normal, mas você viu a animação da Normani?

[eu]: Sim, talvez ela tenha uma quedinha...

[Chancho]: Você acha?

[eu]: Não sei, pergunta pra ela...

[Chancho]: Ah, deixa pra lá! Ally pediu para botar Lauren no Grupo...

[eu]: Já imaginava... Ok né.

[Mensagem Celular Grupo]

[Chancho]: Vamos dar boas vindas a branquela

[ManiBear]: haha seja bem vinda J

[Chancho]: impressão minha ou mani está mais toda contente por ter a Lauren aqui!

[ManiBear]: O que eu fiz mamute! Só dei boas vindas

[Eu]: Acho que é ciúmes Mani ahahahahahaha

[Chancho]: Mamute é você! E Camila não vem não se não vou te expor!

[ManiBear]: Expõe ela Dinah! O que Camila fez?

[Eu]: Dinah fique quieta!

[Chancho]: Mani vem pro privado!

[Ally<3]: Boa tarde, bem vinda Lauren, e não credito que já começou a baixaria!

[Eu]: São elas Ally, não fiz nada!

[Ally<3]: de santa você não tem nada né Camila!

[ally<3]: Cadê essas meninas?

[Eu]: Dinah é muito fofoqueira, esta fofocando no privado

[Chancho]: calma Milla minha boca é um túmulo.

[Eu]: Túmulo aberto né só se for.

[ManiBear]: preferia não saber... ¬¬

[Ally<3]: então eu também nem quero saber, vou orar por vocês

[ManiBear]: Cade a Lauren hein?

[Eu]: Só pode estar assustando as pessoas com aquela moto

[Lauren]: Na verdade estou em casa deitada

[ManiBear]: Laurennn!

[Chancho]: Que animação hein Mani

[ManiBear]: Dinah não estou entendendo a sua hoje!

[Lauren]: Não se preocupe mani, estou feliz em estar aqui e falar com todas vocês

[Ally<3]: Awwn que amor Lauren

[Eu]: hmm.

[Lauren]: Infelizmente terei que dormir, tchau meninas até amanhã

 

[Mensagem Celular – Dinah]

[eu]: Falou pra Mani que eu não gostei da Lauren né fofoqueira?

[Chancho]: Aham kkkkkkkkkkkkkkkkk

[eu]: idiota! Tchau que agora vou dar atenção para o meu NAMORADO

[Chancho]: nossa... Filma a otária.

Depois comecei a trocar mensagens com o Shawn, logo fui jantar e contar como foi meu dia para o papa, minha mãe estava um pouco mais ausente nesse jantar, parecia estar escondendo algo. Aí tem coisa!

Essa é a minha vida, minha rotina. Eu gosto dela, e você? 


Notas Finais


Gente desculpa os erros ok?

Esse foi o ponto de vista da Camila, espero que tenham gostado...<3 Bjs Titia ama vcs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...