História Viva la vida - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camren, Drama, Romance
Exibições 33
Palavras 4.467
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu ia enviar esse Cap. ontem mas acabei perdendo a noção da hora pois estava conversando com a Crush '-' me perdoem.

Preparem o coração...

Capítulo 8 - Luau?


Fanfic / Fanfiction Viva la vida - Capítulo 8 - Luau?

Já tinha tudo preparado, mochila com roupas, lençol, um par de tênis cano alto bege e botei até escova de dente. Verônica me explicou que resolveram fazer o luau em cima da hora, ninguém tinha uma casa liberada para festejar, e fazer em boate era um risco pois muitos não tinham 18 anos e além disso as boates dos EUA fecham as 3 da manhã.  Não achei coerente fazer um luau  no domingo pois no dia seguinte tem aula, Verônica também falou que irá ter barracas e uma fogueira bem grande. 

Já tinha tudo resolvido aqui em casa, meu pai permitiu e também deixou a Taylor ir, ela não iria se eu não quisesse mas depois que ela me implorou muito eu permiti, afinal eu comecei a ir para algumas festinhas bem cedo. Eu estava um pouco preocupada com a minha meia irmã, estava com o comportamento estranho e logo logo eu iria descobrir, então é melhor manter a menina mais próxima a mim. 

Desço as escadas e encontro Taylor na sala com o sorriso de orelha a orelha, a menina parecia bem ansiosa. Verônica me garantiu uma barraca então é claro que Taylor ia dormir comigo, iria ficar de olhos abertos para não deixar ninguém fazer mal a menina. Assim que me viu, minha meia irmã começou a pular de alegria. 

-" Nossa que animação. " - Falei passando pela menina e abrindo a porta. Ela na mesma hora veio atrás de mim. 

-" Primeira vez que o papai me deixa ir a uma festa!" - disse a menina não escondendo o entusiasmo. Subi na moto e ela também. 

-" É só uma festinha informal, não precisa disso, quer apostar quanto que iremos ficar em torno da fogueira escutando música voz e violão " - Falei indiferente e liguei a moto. 

-" Mas não deixa de ser uma festa." - Ela falou e eu ignorei. Saí em direção a praia, no qual era um pouco distante pois era bem na ponta, em uma área escondida. 

Eram mais ou menos 17:40 quando cheguei, estacionei a moto no local que tinha alguns carros e motos. Taylor e eu caminhamos na direção de uma fogueira. 

-" Hey LAUREN! " - Eu e Taylor paramos para ver quem gritou, avistei Verônica de longe acenando em nossa direção. Então fui em sua direção e Taylor logo atrás de mim. Assim que fui me aproximando, vi uma fileira de barracas, e enfeites ao redor,Vero correu em minha direção e pulou no meu colo o que me fez quase cair.

-" Você não vai acreditar! "- disse ela sorridente. Botei ela no chão e Taylor tinha um olhar tímido.

-" Dylan arrumou um aparelho de DJ, e temos aqui mais de 12 barracas. " -  Verônica falou e olhou para a minha irmã, depois pra mim esperando uma explicação. 

-" Vero essa é a minha irmã, Taylor essa é a Vero. " - Falei apresentando-as Taylor sorriu largamente e estendeu a mão. 

-" Eu sei quem é você, Lauren ela é líder de torcida, todo mundo da escola sabe quem é Verônica Iglesias. " - minha irmã falou não contendo a animação. Vero ergueu a sobrancelha surpresa e eu revirei os olhos.

-" Taylor...é do primeiro ano?" - Vero perguntou, e minha irmã assentiu freneticamente.

-" Hm, certo, já que é irmã da Lauren pode ficar,  Me seguem vou mostrar qual barraca vocês irão ficar." - Vero andou em direção as barracas e nós seguimos. Não entendo qual o preconceito dos mais velhos com o pessoal do primeiro ano. Neguei com a cabeça e então Vero apresentou a minha barraca, que no caso é a da Taylor também. Botei a mochila lá e falei para a minha irmã ajeitar por dentro. Sai pois sabia que Verônica ia me pedir algo. 

-" Montamos uma área que irá ter bastante bebida, as bebidas e o gelo estão chegando, Laur preciso que você cuide dessa parte. " - Falou com as mãos juntas querendo demonstrar que estava implorando.

-" Quer que eu seja tipo uma bartender verônica? ta falando sério? " - Falei cruzando o braço. 

-" Não vai ser a noite toda, você vai ficar praticamente ao lado do DJ." - a menina tentou explicar, mas neguei com a cabeça. 

-" Vai chegar mais pessoas, não vou ficar servindo e preparando bebida para todos! " - Falei, e ela bufou. 

- " Relaxa, as cervejas vão estar em barris e todos poderão se servir, estou falando de bebidas caras e legais, e vai ter mais dois com você! Por favor," - Implorou a menina. 

-" Por que não fazer um luau que todos ficam em volta da fogueira comendo marshmallow e sentido a vibe e essas coisas de natureza é mais fácil." - Falei acariciando minhas têmporas. 

-" Laur, vai ficar ou não?" - Vero perguntou impaciente e eu suspirei já vencida. 

-" Tá, mas não por muito tempo, preciso fazer companhia para a Taylor." - Falei e ela revirou os olhos. 

-" Eu tomo conta dela até você voltar está bom assim? " - A menina falou já me levando para o local.

-" ótimo. " - Falei 

-" Vou ligar para o Spencer, precisa de alguma coisa? " - Vero falou 

-" Sim, fala pra ele que precisarei de açúcar, tipos variados de frutas, mas como sei que ele é um tapado para comprar essas coisas deixe que eu fale com ele. " - Falei pegando o celular e ligando para ele.  Vero me abraçou e se mandou, vagabunda. 

Já eram 18:30 da tarde e já tinha bastante pessoas, estava bastante iluminado pois além da fogueira tinha muitas tochas iluminando o caminho, Vero caprichou, estava bem decorado, os dois rapazes que iriam ficar comigo já estavam aqui e a luz do sol já era bem pouquinha. Dylan estava preparando os esquipamentos e muito dos jovens estavam em volta da fogueira, outros estavam em casais andando em volta da área. As coisas que pedi para o Spance tinha acabado de chegar e eu e os rapazes estávamos ajeitando Colocamos 3 mesas em volta da gente pois atrás tinha um carro no qual Spence  chegou com todas as bebidas e gelo,garrafas de vodka e outras bebidas e ficaram dentro do carro junto com as frutas.  Tinha 5 barris de 20 litros em cima das mesas,  então o povo podia se servir,  e uma bancada atrás na qual só eu e os rapazes tinham acesso. Vero se aproximou e viu como estavam as coisas, pois a festinha que ela organizou estava prestes a começar.

-" Lauren e rapazes, as bebidas que chegaram é só pra quem tiver esse cordão amarelo aqui" - Falou apontando para o cordão que estava em seu pescoço. Revirou uma sacola que estava em sua mão e retirou mais 3 colares iguais e estendeu para a gente.

-" Aqui o de vocês, aqui não vai ter só a galera do 3º ano, vai ter algumas do 2º e uma galera que cursa a faculdade. Esses cordões é só para os íntimos entenderam?" - Explicou a menina, e depois foi em direção ao DJ. 

E depois de 30 minutos, a música começou a tocar, todos estavam dançando e curtindo, outros ficavam dançando em volta da fogueira que era um pouco mais afastada do espaço no qual o DJ ficava. Alguns com cordão amarelo chegavam e pediam a bebida, outros que não tinham o cordão pediam mas não ganhavam, se contentavam com a cerveja. E mais 30 minutos depois o local estava completamente cheio, muitas pessoas bebendo, dançando, beijando. Isso me fez pensar em Taylor, mas acho que a menina já sabe se cuidar.  Eu estava com um copo de cerveja e os rapazes que estavam comigo também, estávamos dançando dentro da área fechada pelas mesas com cerveja, até que chega uma menina linda com um colar amarelo, os rapazes estavam tão entretidos na dança que nem perceberam a garota, então fui servi-la. 

-" Oi, a Vero falou que é só chegar aqui com esse cordão que vocês me dão uma bebida legal." - A menina falou tímida, e eu sorri galanteadoramente. 

-" Sim, esse é o cordão "coringa" - Falei em um tom brincalhão e a menina riu.  

-" Vai querer o que? uma bebida leve ou pesada? Ou você vai querer alguma em especial? " -  Perguntei, e ela fez uma cara pensativa. 

-" Me surpreenda, quero ficar bem louca para esquecer a bomba que tirei na prova da faculdade. " - Disse a menina e eu sorri negando com a cabeça. 

-" Ok, senhorita, vou preparar um que derruba bem rápido. " - Fui para o balcão que tinha perto do carro e comecei a preparar, A bebida é bem rápida de se fazer, é só misturar tequila, absinto e curaçau blue todos em mesma quantidade em um como de shot. Assim que terminei fui na direção da menina. 

-" Prontinho madame." - Falei mostrando o copo de shot que tinha uma cor azul, e sorriu largamente e pegou o copo, quando ela ia beber eu a parei. 

-" Espera, vai com calma. " - Peguei o copa da sua mão, e o esqueiro que estava em meu bolso, ateei fogo na bebida e esperei por 5 segundos, a menina me observara e os rapazes me observaram admirados, e então eu tapei o copo com a palma da mão apagando o fogo. 

-" Pronto, agora você pode virar." - A menina pegou o copo e virou, fazendo a bebida descer goela a baixo. Assim que virou, tinha uma careta muito engraçada formada em seu rosto e olhos lacrimejados, eu ri muito de sua expressão facial. 

-" Meu deus, o que é isso." - Falou a menina se abanando.

-" É a minha queria fada erótica." - Falei com um sorriso sereno, e já pude perceber o olhar da menina caindo. 

-" A sua querida é bem forte,  que tal algo mais leve?" - Gargalhei com o pedido das meninas e e neguei com a cabeça.

-" Que tal você se contentar com uma cerveja? Vai por mim, você vai ficar bem louca mais tarde." - A menina suspirou e assentiu. Logo Verônica apareceu relaxando seu braço nos ombros da menina. 

-" Então você já conheceu minha amiga Lauren! Cuidado hein Keana essa é bem perigosa." - Vero vou rindo e eu ri negando a cabeça. 

-" A sua amiga Lauren acabou de me dar algo erótico! " - Vero arregalou os olhos e gargalhou, a tal Keana tinha um sorriso malicioso nos lábios e eu me contentava só com o meu charmoso sorriso no canto da boca.

-" Você é rápida Lauren. Mas hein, fica ai até as 1:00 da manhã? O pessoal estão adorando as bebidas, e estão te elogiando muito." - Vero falou e eu suspirei. 

-" Ta, até que ficar aqui está legal, Está cuidando da Taylor? " - Perguntei me lembrando da minha irmã, Vero demorou pra responder, parecia tentar lembrar onde a menina estava. 

-" Sim sim, ela estava com a Alexa e o Austin, então relaxa. " - Falou a menina se servindo com cerveja. Keana nos observava mexendo o corpo no ritmo da música de uma forma sensual. 

-" Toma dê essa cerveja para a sua amiga. " - Falei enchendo um copo e entregando para a Vero. Assim que entregou a bebida verônica puxou Keana e sumiu de minha vista.

Fiquei um bom tempo lá preparando bebidas para quem tinha o colar "VIP" , Keana apareceu 3 vezes e aposto que nesse momento já estava bem bêbada. Olhei para o relógio que marcavam 23:23, ainda? Preparei uma Caipirinha pra mim e para os rapazes que estavam comigo, percebi que as únicas bebidas que eles sabiam fazer é misturar vodka com energético e botar uma frutinha para embelezar a bebida.  

Keana apareceu novamente, com o olhar bem caído devido ao álcool, ela estava um pouco suada, e com um sorriso sereno, ela parou em frente a mesa e me chamou com o dedo. 

-" Oi de novo! " - Falou a menina bem mais animada que o normal, provavelmente pelo álcool no seu sangue.

-" Oi, não vai ficar mais na cerveja?" - Perguntei, se ela bebesse mais algum shot iria acabar deitada no hospital. 

-" Não, e sim, Preciso me manter bem para ter mais desculpas para vir aqui e te ver." - A menina falou pra mim e eu ergui as sobrancelha surpresa. 

-" Você é louca." - Falei bebericando minha caipirinha. 

-" Me da um pouquinho? " - Keana falou fazendo uma voz sensual e um biquinho de tirar a sanidade de qualquer um. Sem reclamar entreguei o meu copo pra ela.

-" Nossa, que delícia! " - Falou a menina passando a língua nos lábios. e é claro que eu reparei!

-" Já que gostou pode ficar com o meu." - A menina sorriu largamente.

-" Quando você vai vim e vai curtir um pouco comigo? " - ela falou e logo depois mordeu os lábios.  Ta na cara que ela está dando em cima de mim mas ela está muito bêbada, gosto de ficar com garotas que sóbrias para elas nunca esquecerem da sorte que elas tem de ficar comigo. Claro que já fiquei com pessoas bêbadas, mas foi bem poucas. 

-" Mais tarde eu saio daqui." - Falei e dei atenção a um rapaz que tinha o colar, Keana apenas saiu da minha vista. 

Eu estava sendo paquerada por muitos rapazes até mesmo por muitas meninas, até o DJ falou no microfone agradecendo pela bebida e elogiando a minha aparência. Eu estava no brilho, dançando na minha área até que tive uma ideia. Falei com um dos rapazes avisar ao DJ, e o outro rapaz me ajudar a tirar 3 Barris de cima da mesa. 

- " Ae Galera, A nossa Bartender mais gata vai fazer uma brincadeirinha. Não precisa ter o colar pra brincar, só precisa chegar lá agora! " - O DJ anunciou abaixando um pouco o som e depois aumentando o volume novamente. Logo muitas pessoas ficarem em volta da mesa de bebidas querendo saber qual era a brincadeira. 

-" Preciso de uma ajudante! " - Falei estendendo a mão para ver quem pegava primeiro. Foi um empurra empurra até que a primeira vitima da minha língua apareceu. Deitei a menina na mesa e ela ria não parava de rir, peguei um limão e coloquei em sua boca, coloquei um pouco de sal ao lado de seu umbigo e pedi para o rapaz jogar tequila em sua barriga quando eu desse o sinal. Então comecei a lamber o sal na barriga da menina, e pude escutar os gritos, logo em seguida dei o sinal e o rapaz jogou a tequila em sua barriga fazendo uma poça em seu umbigo no qual eu abocanhei, e em seguida peguei o limão da boca da menina com a boca. Eu só escutava vários gritos e muitos falando minha vez. Adorava fazer Body Shot, pode parecer pornográfico mas anima muito as coisas. 

Continuaram fazendo a brincadeira com mais 7 pessoas, eu fiz só uma vez para dar uma introdução, podia ver muitos exitados, querendo participar, até que Vero chegou. 

-" Hey Pode parando vai acabar com a minha bebida tod..." - Interrompi puxando a menina e a pegando no colo para colocar em cima da mesa. 

-" Cala a boca Iglesias, você fala de mais! " -  Todo mundo gritou de alegria com o meu ato, Vero não mexeu um músculo. Tirei a sua blusa a deixando apenas com o biquíni e coloquei o sal um pouco acima dos seios, coloquei o limão em sua boca. Sorri maliciosamente e então abocanhei os o sal que estava acima dos seios, fiz sinal para jogar a bebida, porém deixei a bebida passar de sua barriga e escorrer um pouco mais para baixo, abaixei um pouco seu short, comecei a lamber a bebida que escorria. Todos gritavam de animação e Verônica estava vermelha, tirei o limão da boca da menina e cuspi a fruta. Verônica é muito linda, para não estragar a amizade é melhor só beijar. Não pensei duas vezes e abocanhei seus lábios, a menina arregalou o olho mas deu passagem para a minha língua. Todos ao redor gritaram, até que verônica tem uma boquinha deliciosa. Separei o beijo vendo que ela continuava com os olhos fechados. Assim que abriu sorriu e me deu um tapa no braço.

Ela deixou a brincadeira continuar por mais algum tempo mas depois tudo voltou ao normal. O tempo passou e quando vi, já era 1:37 da manhã, eu poderia sair, mas os rapazes iriam sair só depois das 3:00 tadinhos. Antes de sair preparei pra mim um Sex on the beach, uma bebida deliciosa. Caminhei para multidão e comecei a dançar, o tempo foi passando e eu já estava bem bêbada pois pedia para algumas pessoas " Vips" pegar bebidas pra mim, depois que eu sai da área da bebida ficou sendo servido só Vodka com energético, mas foi o suficiente para me deixar bêbada e olha que sou resistente.

Estava bêbada mas não estava derrotada como vi muitas outras pessoas. Até que vi uma pessoa que não esperava na festa, ela estava mais afastada perto do mar calmo. Caminhei até ela e toquei em seus ombros a fazendo virar e me olhar.

-" Lauren!" - Normani falou surpresa. Sorri e dei um abraço na morena.

-" O que está fazendo aqui?" - Perguntei

-" Sou uma Líder de Torcida Lauren, claro que fui convidada pra vir." - Ela falou, sorri e neguei com a cabeça, puxei a menina para sentar na areia e ela sentou.

-" Não foi essa pergunta que quis fazer, quero saber por que está aqui tão afastada da festa? Ainda mais sozinha, cadê as meninas?" - Perguntei encarando a menina.

-" Eu as chamei, mas Camila e Ally não são chegadas muio a essas festinhas, e Dinah teve que cuidar dos irmãos. " - A menina explicou. Ela veio sozinha?

-" Mas mesmo assim você não precisa ficar aqui sozinha né! " -  Falei tirando uma mecha de cabelo que caíra em seus olhos. Ela me olhava profundamente, parecia fascinada ou algo do tipo.

-" Não sabia que estava aqui," - ela falou bem tranquila e eu franzi o cenho.

-" Você não bebeu nadinha? Eu estava cuidando das bebidas." - Perguntei, e ela negou.

-" Bebo, pouco mas bebo, porém amanhã tem aula e logo logo vou ir embora." -  Ela explicou e eu assenti. Ficamos olhando o mar por um tempinho. 

-" Você é diferente dessas meninas, é bem mais comportada." - Falei e então a morena olhou pra mim. 

-" Sou a filha da diretora, preciso ser uma menina bem comportada." - Disse a menina me lançando uma piscadela, sorri. Normani é muito bonita, tem o sorriso lindo, o corpo lindo, a menina é toda linda. 

-" Você também parece ser bem na sua, Ally falou que você era um amor de pessoa na infância." - A Morena falou, e eu gargalhei. 

-" Era? por que não sou mais um amor de pessoa não?" - Perguntei fazendo uma carinha de cachorro sem dono, e ela riu.

-" Você até que é legal..." - A menina olhou para o mar e eu fingi indignação. 

-" Legal? só isso? E se eu fizer isso.." - Puxei a menina para a areia e a enchi de cócegas, Normani gargalhava e eu pude ver lágrimas de tanto rir. 

-" Taaa! Taa bom, você é um amor de pessoa" - Falou a menina com bastante dificuldade e então eu parei, estávamos perto uma da outra e eu passei a mão em sua bochecha para tirar um pouco de areia que tinha ali. A menina estava ofegante mas foi controlando sua respiração mas não parava de me encarar. Normani é linda.

-" Sabe o que eu acho?" - Perguntei apreciando sua beleza, ela respondeu com um som nasal.

-" Que você é muito linda, e você também é um amor de pessoa." - Falei me aproximando de seu rosto. Meu deus o que deu em mim para querer beijar todo mundo? Vou só beijar para não estragar a amizade.  

Então encostei bem devagar em seus lábios,que prontamente deram passagem a minha língua, o beijo era calmo, mas eu tenho que me aproveitar do corpo excepcional dessa mulher! Comecei a explorar seu corpo com minhas mãos, coxa, cintura, barriga...peitos. Que peitos! fartos e grandes, minha mão gostou e permaneceu ali, o beijo foi continuando até que o celular dela toca. Droga logo agora.

Ela interrompeu o beijo e me empurrou de leve para eu saí de cima dela, então ela atendeu o celular.

-" Oi mãe." - a menina falou limpando o canto da boca, fiz o mesmo. O beijo estava bom, não precisava parar agora. 

-" Aham, já estou indo." - A menina se levantou com a minha ajuda e se limpou. 

-" Ta, chego logo logo, beijos." -  a menina desligou o celular e olhou pra mim com um sorriso tímido.

-" Ta tudo bem Mani, quer que eu te leve até seu carro?" - Ela negou com a cabela.

-" Não precisa, pode voltar pra festa, nos vemos amanhã." - a menina falou um pouco nervosa e eu assenti, será que ela está com vergonha do beijo? A qual é! Foi só um beijinho, no Brasil aprendi que beijo não significa que teremos que namorar, chamam isso de apenas " Ficar" . Tomara que ela não leve para o pessoal se não terei que ser direta. 

Voltei para a festa e o que foi que eu fiz? Enchi a cara! Isso mesmo, até que Keana esbarra em mim. 

-" Finalmente te achei!" - Falou a menina se agarrando no meu ombro. Sorri e peguei sua cintura, começamos a dançar no ritmo da música, ríamos, bebíamos, e nos beijávamos, A festa estava uma loucura, eu já estava podre de bêbada, Vero chegou e começou a dançar com a gente, Keana na frente e Vero atrás, ríamos e rolava várias mãos bobas, até que eu bebi mais 2 copos de tequilas e tudo ficou escuro. 

Escuto o barulho do meu celular despertando, e quase quebro o desgraçado. Cara o que aconteceu? onde estou? me perguntei enquanto coçava os olhos, olho para cima e vejo que estou dentro da barraca. Puta merda barraca! Como cheguei aqui? então senti uma mão acariciar minha barriga, meu olho automaticamente olhou foi para a direita e então pude ver que o braço era de Keana, ela estava com as costas exposta, ela estava de bruços com o rosto virado em minha direção, o lençol cobria sua cintura para baixo. Com toda certeza a gente transou, mas algo me assustou mais ainda quando senti um outro corpo mexer, olhei para ver quem era. Puta merda eu transei com a Verônica! Arregalei os olhos e botei a mão na boca para abafar o palavrão que falei. Ela estava nua deitada virada para o lado oposto ao meu. Pense pelo lado positivo, as duas são bem gatas. Suspirei e neguei com a cabeça, olhei em volta e percebi quem não era a minha barraca. Peguei o lençol que cobria a Keana e me cobri saindo dali. 

Quando saí da barraca olhei vários corpos no chão dormindo, desmaiados ou até mesmo mortos, eu não sei, alguns em pé vendo o nascer do sol, outros estavam até fazendo café.  Enquanto caminhava as pessoas que estavam acordados me olhavam com grandes sorrisos, outros me davam uma piscadela, ta ficar andando pelada só com um lençol para tapar, com certeza me faz virar alvo de olhares e comentários. Mas pude escutar alguns comentários estranhos tipo.  " Mandou bem ontem Laur",  " Poxa Jauregui você virei seu fã."  ou  " Quando você vai dar outro Luau". Primeiro quem deu intimidade para me chamar de Laur? segundo não fui eu quem fez Luau nenhum e terceiro mas não menos importante, sinta-se privilegiado de ser meu fã querido! Cheguei na minha barraca mas quase tive um infarto quando abri, Taylor e Austin estavam peladinhos dormindo de conchinha! Ah não, que isso! 

-" Que bonito, que cena mais linda." - Falei um pouco alto mas parece que o Austin não escutou, porém Taylor sim e acordou em um pulo. A menina colocou um casaco para cobrir seu corpo e saiu da barraca. 

-" Lauren você quase acordou o Austin!" - Taylor falou com os braços cruzados. Eu estava surpresa pela a atitude da menina.

-" Que porra é essa Taylor! Você dormiu com ele! " - Falei incrédula e Taylor revirou os olhos. 

-" E você que dormiu com a Verônica e a amiguinha dela! " - Falou debochada. Admito que fiquei com vergonha.

-" Como sabe disso? Pera não muda de assunto, desde quando você não é mais virgem?" - Sussurrei para que ninguém que estivesse perto escutasse.

-" Virgem? Ai pelo amor de deus Lauren, eu não sou mais virgem nem nas portas dos fundos! O que deu em você acordou de mal humor?" - A menina falou e abri minha boca em perfeito 'o' Eu não pensei em mais nada além de imaginar a Taylor fazendo sexo anal com esse retardado. Neguei com a cabeça. 

-" Parece que você não se divertiu com as meninas." - Ela falou tampando a boca para abafar o riso. 

-" Como eu permiti que você fodesse com o Austin?" - Falei ainda incrédula. 

-" Não fala assim, assim até eu fico sem graça. Olha você não só permitiu como beijou a gente em um beijo triplo." - A garota falou gargalhando e eu quase desmaiei, depois fiquei enjoada e a dor de cabeça bateu mais forte. 

-" Puta merda eu te beijei? Eca! meu deus eu vou ir para o inferno" - Falei desesperada e a Taylor ria sem parar. 

-" Para de drama Laur, você animou todo mundo sabia? Quer dizer, já estavam todos animados ai você chamou todo mundo para entrar na água pelo microfone do DJ" - Taylor falou dando de ombro mas isso não me importava. 

-" Esqueci de mencionar que você fez todos entrarem na água PELADOS. " - A menina falou aos risos e eu arregalei os olhos, 

-" Meu deus, eu nunca mais vou beber." - Falei isso para mim, mas a Taylor escutou e riu negando com a cabeça. 

-" Vem irmãzinha, vamos esclarecer sua memória." - A menina falou me puxando para um grupo de pessoas que estavam fazendo café, e eu a acompanhei. Inconformada com o que eu fiz! Acho que tenho muito o que conversar com Taylor e Verônica!

Aprende uma coisa: O mundo não roda em torno de você. A não ser quando você bebe demais.

 


Notas Finais


Meu deus Lauren sem Limites!!!!! eu ia indicar musicas mas fiquei com preguiça.

O que acharam?????? Ela e Normani mano!! Essa Lauren é a maior cafajeste que já conheci! Tomara que a Mani não saia triste na história.

Eu queria ser a Lauren e pegar a Verônica e Keana Juntas! Sortudas. Lolo não presta mesmo.

Aviso importante: As bebidas que falo são reais, por experiência pessoal. Então se vc querer fazer ou pesquisar ok, mas beba se for maior de 18 e com moderação!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...