História Vivendo com meu pai - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Percy Jackson, Poseidon
Tags Castigo, Incesto, Percy, Poseidon, Poseidon X Percy
Exibições 116
Palavras 3.704
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi pessoal, eu tive essa idéia a partir de um capítulo de uma fanfic " O Novo Cortesão do Olimpo" escrito por Blue_Skies, então decidi escreve um capítulo sobre isso.

Bem isso aqui é minha idéia, só tirei o casal, não copiei em nada, se parece um pouco igual não foi minha intenção.

A única parte que acho que parece igual e no jeito que Percy apanha e na hora da relação sexual.

Espero que gostem e boa leitura.

Capítulo 1 - Único capítulo


Eu um reino no fundo do mar, se encontrará o filho de Poseidon, Percy Jackson um semideus, no meio da sala do trono. 


    Seu pai o chamará para reprende-lo de brincadeiras que fizera com os deuses do olímpio.


    Zeus irritará o irmão para castiga seu filho por brincadeira tolas e desrespeitosas com os deuses, mas Poseidon não ouvi e só pediu à Percy pra para com as brincadeiras, mas o menino também não ouviu e continuou, fazendo uma das brincadeiras com seu pai.


 Agora ele se encontrava no meio do castelo do deus, o medo era visível, passava pela sua cabeça muitas coisas como: " Será que serei punido? Ele ta mesmo com raiva? os outros ( menos Zeus) levaram na boa, pensei que ele também levaria." E varias outras coisas. 


 Perseu Jackson- a voz de seu pai era alta e irradiava um pouco (muita) raiva. 


 Pai, desculpa...pensei que levaria na brincadeira e...- foi interrompida pelo deus. 


 Só quero que responda essa pergunta- só agora o deus apareceu e foi em direção ao filho- quem teve a idéia que eu amaria pega meu irmão Hades é... você sabe.


 Foi minha, mas era só brincadeira... pai... sinto muito... eu prometo que não farei de novo.


 E você não vai mesmo, quero você no meu quarto agora e não toque em nada. 


 Sim, mas onde fica o ...- Poseidon desaparece e um guarda entra.


  Levarei-te ao aposento real.


   Percy segui o guarda em silêncio, assim que chegará no aposento, o guarda se fora. Percy entrou e fechou a porta, ficou ali perto da porta sem se meche.


  O deus dos mares, observava seu filho de um reflexo de água, era até engraçado como o garoto estava assustado, ele estava parado perto da porta, de cabeça baixa e meio escolhido. 


  Perseu ande até o meio do quarto agora- a voz de poseidon suou em sua cabeça, percy obedeceu na hora. 


  Poseidon apareceu atrás do menino, o assustado e fazendo o se encoler mais ainda. 


  Está com medo de mim, Percy ? 


 Ó mesmo não respondeu, por esta em choque, o deus dos mares se aproximou mais do filho, colocou uma das mãos nas costas do filho e desceu até a cintura do mesmo, que estremeceu com o toque. 


  Percy, seu castigo é fica aqui até segunda ordem, esta proibido de sair desse quarto, e se sai será punido severamente e eu não quero isso. Entendeu? - percy só afirmou com a cabeça- agora tome um banho, coma e dormá.


E assim Poseidon sumiu, deixando a cabeça de Percy cheia de informações novas, para se organiza fez uma lista.


   1° Ele, annabeth e nico decidiram fazer listas de como irrita os deuses

   2°ele foi avisado pra para

   3°não parou e fez a lista de seu pai

   4°seu pai o chamará

   5° agora está de castigo

   6°o próprio pai passou a mão em seu corpo

   7° Poseidon ao fala da punição apertou sua cintura

   8° teria que dormi na cama do deus

   9° e talvez seu pai esteja observado tudo que ele faz. 


Afastou esses pensamentos e foi em direção ao banheiro, mesmo se sentindo observado, retirou as roupas e entrou no banho.


Após termina seu banho, apareceu uma toalha azul ao seu lado, assim como uma camiseta preta sem desenhos e uma box também preta, junto à um bilhete de seu pai, escrito:


" Vista-se , coma e deitasse em minha cama, daqui a pouco estarei com você.

                           Poseidon"


Foi o que fez, vestiu à box que ficou meio folgada, colocou a camisa que pareceu mais um vestido, comeu e se deitou na cama de seu pai.


Só agora parou para pensa, seu pai estava obrigando a ele fica no quarto, com uma roupa um tanto exposta e parecia que ainda dormiria ao lado dele (percy).


A mente do jovem garoto criou mais de mil cenas que poderia ocorre. 


1° Ele e o pai dormindo de conchinha.

2°Poseidon encoxa lo.

3°Poseidon tenta algum com ele e acabarem fazendo sexo. ( e ele tinha certeza que doeria)

4°Poseidon estupra-lo 

....


Os pensamentos foram interrompidos por uma encoxada de seu pai( sem querer~"cara safada"~), e mais outra e outra, mas Poseidon se tocou e parou de encoxa seu filho.  


#Poseidon


Percy está tão atraente com essa roupa, sexy, aí já to cheio de tensão por ele, daqui a pouco eu não vou me aguenta. 


  Você deve esta pensando, "Ele é seu filho e você que transa com ele?"," isso é errado" e bla, bla, bla. Isso é mitologia grega, aqui acontece tantos incestos que mais um não fará diferenças.


   Decidi aproxima mais o percy e meio que esquece como ele está vestido, tinha que coloca na minha cabeça, " hoje não, é a primeira vez que ele está aqui, e não quero assusta lo e né obrigá lo a nada", mas tá um pouco difícil. 

    Pecy se aconchegou em mim, sua cabeça encostada no meu tronco junto com seu braço esquerdo me abraçando e bem de leve sua perna apoiada nas minhas.

     Comecei a presta atenção na respiração dele, calma e devagar, ele parecia relaxado e confortável. Acho que ele dormir e decido fazer o mesmo. 


  #Percy


   É parece que a segunda idéia estava certa, meu pai me encoxou. Estou em choque, como meu próprio pai faz isso comigo, eu achei que ele era hetero e do nada ele me encoxa, agora tô é confuso. 

    Deixo isso de lado e decido me aconchega nele, que acaba colocando a mão em minha cintura, também deixei de lado e decido dormi, admito demorei um pouco mais consegui. 



----- quebra de tempo---'


Acordei sentindo a minha baba escore pela boca, depois notei um simples detalhe, EU ESTAVA DORMINDO EM CIMA DO MEU PAI E AINDA BABEI NELE, ai que vergonha, olhei para a cara dele e adivinha de quem peguei essa mania de baba, sim dele mesmo.


  Limpei aonde deveria está minha baba nele e levantei bem devagar, sem querer encostei numa parte um pouco íntima dele, senti meu rosto fica quente, olhei de novo para a cara dele e ele né se mexeu.


   Depois de um sacrifício para sai da cama, foi ao banheiro, fiz minha higiene matinal, depois sentei numa cadeira e fiquei esperando meu pai acorda. 


    Mano, faz duas horas que estou acordado, meu estômago já ta me comendo, ai você pensa" nossa um deus deve acorda cedo e fazer várias tarefa", ai que você se engana, ja vai da meio dia e meu pai esta dormindo, tá eu sei que vou morre, mas preciso acorda ele. 


  Fui andando bem devagar, engatinhe até ele e comecei a chama lo.


# nadadora


Depois de uma interinidade chamando Poseidon, ele acordou. Um pouco de mal humor, mas logo passou. Sorrindo para sei filho, que na opinião de Poseidon, a cara do garoto era" to morrendo de fome" ou " fome, fome, fome", decidiu se levanta e ir no banheiro, mas a cara que Percy fez foi engraçado, o menino parecia que ia avança em alguém para come e esse alguém era ele.


    Fez aparece um prato de comida na escrivaninha, os olhos do filho até brilharam de alegria. 

     Vai lá, pode come. 


Não foi preciso disser duas vezes, Percy sai andando/Correndo até o prato. Fazendo o Deus sorri, depois de uma eternidade no banheiro, sai e olha que era só um banho de dez minutos na cabeça do Mar. 


Percy já tinha terminado de come e estava deitado na cama, quase dormindo, a escrivaninha estava uma bagunça com as migalhas de pão, prato, copo e talheres. 


    Percy arruma a escrivaninha que ta um bagunça. 

 

   O garoto né ouviu, estava no décimo sono já. O deus ajeitou as coisas e fez desaparecerem, depois apareceu néctar e amiose para ele, comeu e sumiu com aquilo.  


  Foi até Percy, deu um beijo na testa do mesmo e quando ia saindo o semideus puxou seu braço, foi fraco, mas fez o deus para na hora e olha para o filho, que continuava com os olhos fechados. 


      Fica comigo, por favor. 


    Podeidon pensou e decidiu fica com o menino. Já o garoto estava todo jogado na cama, as pernas de fora, com os braços abertos e sem querer com a blusa levantada, mostrando sua box preta.  


   Claro como pai, arrumou o menino o colocando direito na cama, sem quer querendo acabou levantando mais ainda a blusa e abaixando a box. Arrumo a roupa do garoto e ia saído, e de novo e puxado por Percy. 


   Por Favor, Fica. 


  Deitou se ao lado do menino, e mais uma vez Percy se aconchegou no pai, dormindo profundamente, sendo seguido pelo pai. 


------um mes depois-----


Já era rotina acordaram um abraçado ao outro, nesse tempo juntos foram criando intimidade.


Para Percy ja não era estranho fica de conchinha com seu pai ou que o mesmo desse algumas encoxadas nele, ele até gostava, tinha vezes que queria mais contato e acabava rebolando ou se encostando mais ainda se possível. 


Se Poseidon percebeu? Sim e assim começou a dormi sem camisa, enconxando seu filho todas as noites, que se esfrega

cada vez mais. 


Ontem Percy tinha dado um grande passo, dormi sem a camisa, ai você pensa" grande coisa, dormi sem a camisa", o problema é, o pijama dele era uma box larga e uma camisa/ vestido, agora sem a camisa, ficaria só de cueca na fende de seu pai. 


   Ai você pensa e o problema de acordarem meios excitado, já tinha acontecido e não é mais um problema. 


Também tinha a rotina de uma vez a semana o deus fica o dia inteiro com o filho( que seria no domingo, no calendários humano), mas hoje era diferente, teria uma reunião no Olimpo e assim o deus tinha que comparece, deixando seu filho sozinho. 


 Poseidon saiu e seu filho decidiu explora, andou por todo o castelo, mas na hora de volta, não consegui. 


Andou, andou e andou, mas parecia não sai do lugar, já começou a fica desesperado, seu pai chegaria e o puniria. 


No desespero, acabou esbarrando em algo e essa algo falou em grego. Sabe quando você sabe quem é a pessoa e deseja que não seja ela, isso que percy queria. 


    Percy o que faz fora do quarto? 


     Pai...eu queria explora...juro que não troquei em nada.


     vai para o quarto.


     Pai eu não....


     Perseu Jackson, vai AGORA.


    #Percy


     EU NÃO SEI IR PARA MERDA DO QUARTO- gritei sem querer.


   Quando ia abri a boca para me desculpa, ele pegou meu pulso com força e me arrasou até o quarto, abriu a porta e entramos, meu pulso doia muito, mas fiquei queito, ele fechou a porta e sem me solta foi andando até uma cadeira, ele sentado e eu em pé, a cadeira não tinha aonde apóia o braço.


  ele simplesmente me ajoelhou do lado, me colocando no colo, minha bunda tava empinada sem querer, eu vestia um camisa e a box, senti uma palmada forte, aquilo me fez grita, lembrei do que minha mãe dizia que quando aprontavam apanhavam desse jeito. 


Ele me bateu de novo, ainda mais forte, gritei de novo, e foi uma atrás da outra, eu já chorava de dor, sentia meu corpo treme por causa dos soluços, mas ele não parou.


Quando ele parou eu já tremia constantemente, minha bunda doia tanto, sentia meu rosto meio duro, sabe por causa das lágrimas secas, minha respiração estava fora de controle.


Ele ainda segurava meu pulso que estava vermelho, ai você pensa que ele pelo menos me colocou na cama, que nada ele me deixou no chão e saiu, tentei para de chora, mas estava sentado e minha bunda doia e muito. 


Tentei levanta e não consegui, acabei caído no chão, sentia minhas pernas dormentes. Me engoli no chão, tinha esfriado muito, tremia de frio e dor. 


-------dois dias depois-----


Meu pai não veio né uma vez, estou sem come e bebe até agora, não sai desse chão, todo meu corpo dói, meu pulso está roxo forte, assim como minha bunda.


Me sinto fraco, ainda tremo, não sei o porque. Meus olhos estão pesando tanto e tô quase cedendo, começo a senti minha visão turva, então apago.


#Poseidon


  Eu sei vocês devem quere me mata, olha vamos do início. 


Eu foi para reunião discuti com Atena, ela me deu um pelo tapa no meu rosto, depois acabei brigando com Hera outro tapa e ai se acha que acabou, não, após acaba a reunião Zeus me chamou para conversamos, ele me levou até seu quarto e vamos disse que tentou me leva à cama a força, foi aí que dei um belo de um tapa nele.


Ele ameaçou guerra, eu ameacei conta para a Hera e os deuses e deu certo? não. O acordo era simples, eu dormia com ele depois de toda a reunião do Conselho, se não guerra. Aceitei, três rouds depois sai do quarto. 


Ai meu dia ficou melhor ainda ( sentiu o sarcasmo), Afrodite queria que eu conhece algumas pretendentes, tive escolha de fugi? não. 


  Eu estava irritado, pensei que chegaria em casa e ficaria um tempo com meu filho para relaxa.

Mas não ele me desobedeceu e ainda gritou comigo, foi aí que o dia desandou mais ainda, bati nele, mas ele mereceu alguns tapas, mas admito ter exagerado. 


E para piora meu dia, Zeus aparece de novo para um novo roud, ele parece um coelho no cio.


  Depois de quatro rouds, ele foi embora, eu estava sujo, mas o cansaço não me deixou levanta. 


  ------ dois dias depois----


  mano, meu corpo ta todo dolorido, ja foi atropelado por um avião? se sim é essa dor que estou sentindo.


  Decidi olha o relógio, pera já é quatro da tarde, Percy deve esta com fome. 


  Levantei rápido, me limpei em um banho de cinco minutos e foi em direção ao meu quarto. 


   Entrei e olhei para cama, nada. escrivaninha, nada. Chão, sim. Será que ele sai de novo?....pera chão. 


  Sai correndo até onde ele estava, peguei ele no colo e coloquei na cama. 


  Peguei meu celular e liguei para meu sobrinho favorito ( sqn), Apolo. 



#Apolo


Tio popo, ligando para mim? Vai ser o fim dos deuses, se protegem. 


   Oi tio.


   Preciso de você aqui. 


    Ta já estarei aí. 



me transportei para o palácio do titio.


Você demoro 


 ???????, ele ligou não faz né um minuto e já to aqui e eu demorei..????


segui ele até seu quarto, agora tô estranhando, não sei se sabem, mas meu pai tá no cio( jeito de fala) e o primeiro que cruza seu caminho ele pega( literalmente), e sem eu querer cruzei o caminho dez vezes essa semana, to com trauma de quarto que não é meu. 



    Entrei e vi o Percy na cama, QUE PORRA TA ACONTECENDO, AGORA SÓ FALTA FALA QUE HADES TA PEGANDO O NICO TAMBÉM. 


Me aproximei do menino que está inconsciente e vi o braço dele, roxo para preto, isso ta feio, teve ter quebrado. 


Tio o que aconteceu com o braço dele, mas expificamente o pulso. 


ahhhhh....lembra o dia da reunião do conselho, meio que fiquei em irritado e sem querer desconte no Percy. 


Porque? - perguntei curando o braço do menino. 


Ele desobedeceu as ordens de fica aqui e quando pedi/ mandei ele volta aqui, gritou comigo, perdi a cabeça e o castigue. 

Sei que não é da minha conta, mas como o castigou? 


Bem ele tava um pouco distante do quarto, ai peguei o pulso e o arrastei até aqui, e bem ele apanhou. 


    Por favor me diga que você não usou toda sua força. 


   E se eu falar que não lembro da minha força. 


  Aonde você bateu nele? 


   Preciso fala?


   Sim.


    Ahhhh...Você sabe aonde - olhei para ele e fiz uma cara de inocente, mesmo sabendo- na bunda...


    Queria ria, mas me segurei. Tinha que vê o local dos tapas e tinha que pedi ajuda a ele. 


   Tio me ajuda aqui. 


  # naradora


 Depois que Apolo, examina o Percy, descobre que está desidratado e sem nutrientes. 


    Tio quanto tempo ele ta sem come e bebe?


    Acho que só ontem, no dia da reunião.


   Tio faz dois dias que passou a reunião.... Então faz três dias, que ele ta sem bebê água, isso é preocupante.


    Depois de Apolo ter pego soro e vários equipamentos para a desidratação, foi embora e voltaria em algumas horas para vê se ouve melhoras. 


  Poseidon ficou lá vendo seu filho dormindo, a culpa o consumia, ele queria pedi desculpas para Percy logo. Então decidiu compra algo para o menino.


    Apolo voltou e por pedido do Popo, ficou de vigia o menor. Depois de três horas de compras, Popo volto com metade de uma loja. 


  Apolo só não xingou o tio, pelo fato dele se seu tio. Apolo aviso das melhoras e foi embora levando todo equipamento com sigo. 


   Poseidon foi até um quarto perto do dele ( na frente, mais especificamente), arrumou com tudo que comprou.


     " ficou legal" - Poseidon


    Depois de ter comido algo, voltou ao quarto aonde estava o filho e voltou a espera.


   --------de manhã----


Poseidon acordou na cadeira, olhou em volta, vendo o menino dormi, já levando e foi toma um banho.


   Sentado ainda na cadeira, viu seu filho acordando as poucos, já levando( de novo da cadeira) e foi em direção a criança (Percy: Adolescente).

    

   Aos poucos foi dando para vê os olhos azuis mar se abrirem, Popo podia ter pulado no menino, se não fosse a cara do mesmo. 


  O medo no olha de Percy era visível, assim como a volta da tremedera das mãos( bem visíveis) e do corpo ( que eram leves).


   Percy, eu não sei o que fala...Acho que deveria ter sido menos violento e tentado manter a calma. Olha não to inventando desculpa, mas eu estava irritado no dia e acabei descontando em você. Eu errei em te bate como te bati, peço Desculpas por isso e prometo tenta não perde o controle de novo. 


   Percy só abraçou seu pai, tentando mostra que o perdoava. 

    Pai, desculpa por desobedece lo e grita com você. Eu mereci os tapas, mas não tanto assim...- sorriu. 


   Quero te mostra algo- Poseidon pegou o filho no colo, as pernas envolvendo a cintura do Popo, assim como os braços ó pescoço.


    Foi andando até o quarto, depois de Percy agradecer muito seu pai e o mesmo fala que agora poderia sai do quarto e anda, mas só os quartos ( do menino e do tio popo) e a sala do trono, o resto ainda estava proibido, mas era um grande passo. Tudo ficou bem.

---- quatro meses depois-----

 Poseidon e Percy ainda dormiam no mesmo quarto, agora sem vergonha alguma um do outro. 

 

  Zeus, bem ainda vinha visita Poseidon que o levava a um local isolado do palácio.


 Poseidon tinha que cumpri a palavra, se não guerra. E por ameaça ao seu filho, Percy, de morre primeiro, fazia tudo de bom grado.



   Agora era fim de tarde de um sábado, todos os funcionário saiam do palácio para deixá o rei e o príncipe a vontade.


   Poseidon ainda na sala do trono, sentado no mesmo, ver um menino entrando na sala.


  Percy vinha andando em sua direção, o mesmo subiu no colo do pai, colocando uma perna de cada lado e o beijando, para supresa de Popo.


    Um beijo seguido de outro e outro. Percy estava indo rápido demais, ele queria ser do deus fazia tempo, mas só agora criará coragem. 


  Poseidon começou à doma o garoto, fazendo os beijos mais devagares, mais gostosos. 


    Poseidon colocou as mão na cintura do filho e o puxou para si, colando o menino mais ainda em si. 


    Percy usava só a camisa larga, sem roupas íntimas, já tinha virando um costume está assim. 


    Percy tirou a parte de cima da roupa de seu pai com rapidez e agora tentava a todo custo tira a calça do mesmo, estava necessitado "daquilo".


  Poseidon deu um risinho pelo presa do filho. E só para provoca levou as mãos até a bunda do mesmo, a apertando, consequentemente fazendo o menino gemer. 


   Percy assim que consegui tira a calça do pai, puxou a cueca para baixo e já começou a masturba lo.


    Era a primeira vez de Percy, mas estava tão desesperado pelo fato de necessitar de algo dentro de si, que queria já se penetrado. 


    Mas Poseidon não permitiu de primeira, colocou três dedos na boca de percy que os chupou.


  Assim que o primeiro digito era forçado para dando de percy, ao entra o menino gemeu, um misto de dor e prazer. 


  Poseidon moveu um pouco e colocou o segundo, outro gemido misto. 


  Após um tempo colocou o terceiro, outro gemido misto, mas em pouco tempo, Percy já rebolava, querendo mais contato. 


  Ao tira os dedos a cara de decepção foi formada. Ao se encaixa na entrada do menino era fácil, o difícil era penetrá lo sem provoca muita dor. 


 Poseidon percionou um pouco a entrada, assim que entrou foi esmagado pelas paredes de Percy, após um tempo entrando e esperando até o menino se acostuma, começou a se move. 


   A cara de dor foi embora após cinco estocadas, dando espaço para o prazer. 


   Percy queria se alivia, então levou a mão em direção a seu membro, mas seu pai empediu.


   Não vai se toca, percy. Me fala o que você quer. 


    Poseidon falou no ouvido de Percy de um jeito sensual. fazendo o menino se arrepia. 


   Pai...por favor...ahh


 O que você quer Percy? Me fala. 


   Me...toca...por favor.... me deixa...goza...

   

   Poseidon começou a masturbar Percy, que gemia cada vez mais alto, claro por ter duas fontes de prazer.  

   

     Percy estava quase em seu ápice, foi aí que Poseidon parou a masturbação e as estocadas, Percy queria se alivia então começou a se mexe, mas seu pai o parou. 


   Fala o que você quer.


   Pai, por favor me deixa goza...por favor. 


   Poseidon só para provoca começou a masturbação bem devagar. 


   O que você quer? 


     Quero que você me foda.


  Percy sacou a brincadeira que seu fazia e entrou no jogo. 


   E assim Poseidon começou a se mover dentro de Percy, que gritava de prazer.


    Poseidon estava quase, assim como Percy. Depois de algumas estocadas a mais, Percy se desfez, sendo seguido por Poseidon. 


   Os dois exaustos, sem forças para anda até o quarto, Poseidon só se translesportou( acho que é assim) junto com Percy para o quarto, direto na cama e assim dormindo. 


    


" fim"



Notas Finais


Leia as notas iniciais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...