História Vivendo com você - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Como Eu Era Antes de Você
Personagens Louisa Clark, Nathan, Will Traynor
Tags Lou, will, Willou
Exibições 31
Palavras 860
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente, dedculpa a demora, eu fiquei sem NET a semana toda por causae um problema no meu receptor. Mas vou tentar postar mais caps essa semana, espero que gostem :)

Capítulo 5 - 5


Antes mesmo de entrar dentro de entrar de ncasa dos meus pais, ouço o grito de Tom que parecia de divertir fazendo alguma bagunça. Guardo o convite de Patrick na bolsa, quero conversar com Treena, sem mamãe ou papai para me encher. Eu os amava muito, mas de vez em quando eles eram bem irritantes. 
Abro a porta, a velha casa dos Clark é sempre a mesma. Tom brincando para todo lado, vovô no sofá assistindo corridas, papai sentado na poltrona lendo jornal, Treena no computador e mamãe na cozinha.
Tiro meu casaco e penduro no cabide. Tom veio correndo na minha direção, abrindo os bracinhos esperando um abraço.
_Tia Lou, Tia Lou – pego ele nos braços e aperto bem forte. Dou um beijo em sua bochecha.
_Oi Tom, do que você está brincando?
_De pega pega com Diego.
_Diego? Quem é Die...
Um menino de cabelos pretos, pele morena e vestindo uma camisa branca e uma bermudinha azul vem correndo na direção dr Tom e toca no braço dele.
_Peguei – ele diz.
_Tia esse é o Diego, é neu amiguinho da escola.
_Crianças eu já disse PRS brincarem la fora – diz Trenna.
Os meninos dão um suspiro, mas começam a correr pelo jardim. Mamãe vem em minha direção e limpa as mãos no seu avental florido.
_Lou, que saudade filha – ela  aperta e sinto falta de oxigênio.
_Mãe, ta sufocando!
_Ah, desculpe. Bernard! Você almenos reparou que sua filha está aqui? – ela fala em tom repreencivo.
Papai levanta a cabeça do jornal e olha para mim, como se nem tivesse reparado na minha chegada. Assim que ele me ve, se levanta da poltrona e vem me abraçar.
_Claro que vi. Louisa, querida, você sumiu.
_Pai, eu vim aqui semana passada – digo.
_Isso é muito para a família – ele dz, reviro os olhos.
_Onde está Will? – mamae pergunta.
_Ele está almoçando com a mãe no restaurante.
_Ah tudo bem então. Venha, estou fazendo frango a Kiev.
Mamãe eu e Treen ficamos conversando na cozinha enquanto a ajudavamos a preparar o almoço. Mamãe disse que começou a fazer aulas de yôga e que papai estava meio estressado por que o professor era mais novo e um “gato” como ela mesma disse. RI disso papai com ciúmes é engraçado.
Depois do almoço Treen e eu estávamos no meu quarto,  que agora era o quarto de Tom, deitadas na cama com as pernas na parede, igual sempre faziamos.
_Tudo bem Lou, pode contar tudo – ela diz. Olho para ela confusa.
_Contar o que?
_ Não se faça de boba, sei que você finalmente parou de cozinhar o Will, dá pra ver na sua cara.
Fico vermelha na hora, será que ta tao na cara assim?
_Ah vamos lá Lou, eu to curiosa. 
_Calma, calma – levanto as maos em defesa – eu vou te contartudo, mas primeiro, tenho que mostrar uma coisa.
_O que?
Pego o convite de Patrick na bolsa e entrego para ela. Ela me olha confusa, sem entender. Mas conforme vai lendo, a compreensãoenvade seus olhos e depois outra coisa, surpresa.
_Ele vai se casar? Com Cristen Peterson? A personal trainer?
_Ela mesma. O que eu não entendo, é que, nós terminamos não nem dois meses e eles já vão se casar?
Ela me olha como se soubesse de algo. Estreito os meus olhos pra ela.
_Você tem algo para me contar ketherine?
_Ah ta bom. Olha Lou, eu não queria te dizer, por que você jáeava feliz com Will e finalmente tinha largado o Patrick,achei que não ia querer saber.
_O que foi? – nos duas sentanos na cama, ela me há séria.
_Semana passada, Kelly a minha amiga la da faculdade, é prima de Cristen, ela me contou que os dois estavam namorando a 7 meses. 
7 meses? Eu já estava trabalhando na casa de Will nessa época, foi bem quando não aceitei viajar com Patrick para a sua competição. Ah meu Deus, aquele desgraçado me traiu! Tufo que sinto agora é raiva.
_Espera, então você já sabia que ele iria se casar? – ela faz que sim com a cabeça – E por que não me contou? – eu praticamente grito.
_Não queria te magoar. Nã sabia que ele iria te convidar, lou.
Eu entendo Treen, no lugar dela também não contaria. Respiro fundo.
_OK, eu entendo. Treen, você acha que devo ir a esse casamento?
Ela pensa um pouco.
_Que saber Lou, no sei lugar eu iria. Eu faria questão de esfregar na cara dele o como estou feliz sem ele  na minha vida, mas você não é cono eu e sei que não consegue fazer isso.Converse com Will e resolva se vocês vão ou não.
_Tudo bem – ela tem razão, so Will pode me dizer se vamos ou não.
_Agora me conte tudo, que saber se ele é bom de cama.
_Treena! 
Ambas rimos e eu conto tudo a ela que escuta em choque. Acho que não sabia que um tetraplégico era capaz de fazer. Depois de meia hora volto pra casa, will já tinha me mandado uma mensagem dizendo que havia chegado. Coloco a mao na bolsa e volto a pensar no convite. Will e eu vamos decidir isso juntos 

 


Notas Finais


Gente, espero que tenham gostado. Esse Patrick em, nunca gostei dele.
Comentem o que vocês acharam e até o próximo cap. Bjs :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...