História Viver e Morrer BTS - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Suga, V
Tags Drama, Romance
Visualizações 159
Palavras 3.138
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


....

Capítulo 5 - O Noivado


Fanfic / Fanfiction Viver e Morrer BTS - Capítulo 5 - O Noivado

-Então oque voce pretende fazer agora?- perguntou Jimin

Eu já tinha pensado perfeitamente oque eu deveria fazer, eu iria me revelar como filha dele, e claro que Chul-Moo não ficaria ia lá muito feliz, mais as vezes a melhor defesa é o ataque (frase de um filme) , e podem acreditar eu estava pronta pra atacar, se acham que vou me esconder estão muito enganados, mas também não posso ser muito burra, eu sei que se eu me revelar o pais de Chul-Moo vai querer me casar com ele, isso expandiria seus negocios, e sinceramente eu não quero ver a cara dele muito menos da vadia da Jasminne que é a irmã de Chul-Moo, aquela vadia me conhecia e me odiava, eu definitivamente não ia me casar com o cara que matou meu pai, mesmo meu pai não sendo um bom homem.

-Vai ficar ai o dia inteiro socando o Tae?-disse Yoongi

-Não, não vou, podem ir eu vou treinar mais um pouco-disse eu

-Se ficar treinando assim pode ficar melhor que o Jimin-disse J-Hope

-Ninguém  e melhor do que eu-disse Jimin

-Quer tentar? ou ta com medo de apanhar de uma garota?-disse eu o desafiando eu adorava desafia-lo

Ele tirou o casaco jogou no chão e veio em minha direção, vi que os meninos estavam assistindo, eu sabia muito sobre eles, mais não sabia como lutavam, oque era desvantagem pra mim, já que me viram lutar com o Tae.

-Voce vai se arrepender disso anjo-disse Jimin

Ele veio com tudo, tentava me dar socos, eu desviava, ele foi me dar um soco segurei seu punho, ele com o mesmo pegou meu braço me fazendo ficar de costas pra ele ainda segurando meu braço.

-Acho que eu vou gostar disso-disse Jimin

-Claro que vai-disse eu

Dei uma cotevelada em seu nariz, o fazendo me soltar, comecei a dar uma sequencia de socos, ele deviava, ele tentou me derrubar no chão, e conseguiu, ficou por cima de mim e disse:

-Ta em forma anjo,mais mesmo assim eu continuo sendo o melhor-disse

Ele segura meus pulsos pra eu ficar imovel, eu bati minha cabeça em seu nariz machucado, fazendo o mesmo largar meus pulsos, seguro os pulsos do mesmo, subo em cima dele o predendo.

-Acho que não, querido-disse eu

-Estou adorando a visão-disse Namjoon

-Acho que alguém perdeu, não é mesmo?-disse Jin debochando da cara dele

-Eu aceito a derrota, mais só dessa vez-disse Jimin mordendo os labios 

Eu realmente odiava quando ele fazia aquilo me deixava maluca pra beija-lo, eu tiro minhas mãos de seu pulso, ele da um tampa na minha bunda, que significa desistencia, eu tirei minha blusa me deixando apenas com um top esportivo, eu o beijei, eu realmente não ligava se tinha alguém vendo sim ou não, eu o beijei ele pediu passagem com a lingua e eu cedi, nosso beijo foi se tornando feroz, comecei a beijar seu pescoço, no mesmo dei chupões e mordidas, eu rebolava sobre seu membro, que pelo jeito já avia acordado, rebolei mais ainda o provocando o fazendo arfar e a gemer entre os beijos, como os meninos ainda tavam olhando, eu peguei minha blusa e me levantei, Jimin fica nervoso com isso, eu dou um sorriso de lado.

-Serio anjo? de novo?-disse Jimin

-Não me provoca que eu não te provoco querido, essa são as regras do jogo-disse eu

-Agora estamos jogando?-disse ele

-Eu estou jogando, voce não esta jogando querido-disse eu

Na mesma hora vejo o rosto do Jungkook que parecia chateado, tadinho tinha me esquecido dele, só não sei o do porque ele estar chateado, foi pelo beijo? eu vi ele saindo dali com raiva e triste, serio? ele realmente gostava de mim? fui atras dele ele tava no quarto dele bati na porta.

-Jungkook?-disse eu

-Oque foi porra?-disse ele fervendo em raiva

-Nada vim ver como voce tava, voce parece estar zangado-disse eu

-Claro que eu to puto porra, vejo voce e Jimin quase transando ali na frente de todo mundo, eu não gosto de ver a garota que eu amo pegando outros caras se é que me entende-disse ele ainda nervoso

Puta que me pariu, ele realmente gostava de mim, caralho eu nunca esperava isso dele, quando eu fiz uma cara de surpresa, ele viu que eu não tava entendendo nada e disse:

-Voce realmente não sabe oque esta acontecendo sabe?-disse ele

-Pra falar a verdade não, eu nunca pensei em receber uma declaração de voce-disse eu

-Eu só não consigo esquecer voce desde que nos beijamos naquele dia-disse ele

-AAH Kookie, voce ja deve ter beijado tantas garotas, eu não devo ser tão diferentes delas-disse eu

-Kookie?-perguntou 

-Sim, mais eu realmente sinto muito Kookie eu não sabia-disse eu

-Aliais voce foi a unica garota que eu beijei a minha vida toda-disse ele

-Ta me zoando agora né?-disse eu rindo

-Não to falando a verdade, porque e tão dificil de acreditar?-perguntou

-Jungkook voce trabalha pra mafia e ta cercado de putas, ai pensei que...-fui interrompida 

-Pensou errado, eu nunca gostei e nunca vi elas como mulher-disse ele

-Oh Kookie eu realmente sinto muito, mais eu acho que eu não sou a garota certa pra voce-disse eu

-É como pode ter tanta certeza?-disse ele

-Kookie eu to fudida desdo dia em que eu nasci, sou filha de um mafioso super temido e perigoso que todos querem matar, e que morreu deixando tudo pra mim, oque significa que tudo vem pra mim, sem falar que eu estou a procura do seu assassino e pretendo mata-lo oque não vai deixar a familia dele muito feliz, todos os mafiosos vão querer me ter, ou me matar, e realmente não tem nada que eu ou voce possamos fazer, eu sou fudida, voce deveria achar alguém boa o suficiente pra voce, sair dessa vida, porque se eu pudesse eu sairia dela, voce e bonito, legal, inteligente, vai achar uma garota boa, uma que provavelmente não e filha de um mafioso-disse eu

-Não Keth, como voce disse eu sou inteligente, não escolheria a garota errada pra amar-disse ele

-Voce realmente não irá desistir ne Kookie?-disse eu

-Pode ter certeza que não-disse sorrindo

Puta merda, oque eu iria falar agora? eu so vou magoar esse menino, eu realmente não sou a garota perfeita pra namorar.

-Então eu espero que esteja pronto pra se magoar Jungkook, porque eu não penso em voce dessa forma, nunca pensei em ninguém dessa forma, e não espere que eu fique sentada esperando voce superar seus sentimentos e ir viver minha vida, porque Jungkook, eu vou provavelmente magoar voce e muito, vou ficar com outros caras, ou transa com eles, e é voce quem mais vai sair machucado dessa historia toda, depois não diga que eu não lhe avisei-disse eu levantando e saindo

Eu sai dali e percebi que os meninos estavam ali escutando tudo, olhei pra eles e revirei os olhos, Jin olhou pra mim e disse:

-Meu deus tão fria, tem um coração ai dentro?-disse Jin

-Prefiro ser fria e realista, do que iludir e fingir amar ele, isso pode doer agora, mais depois vai ser menos dolorido, ele vai superar eu tenho certeza disso, voce vai ver-disse eu

-Então voce o esta magoando agora, para não o magoar no futuro?-disse Tae confuso

-Exatamente, quanto mais cedo melhor-disse eu

Então eu fui pro meu quarto dormir tinha muito oque fazer, falei com os meninos sobre a festa que um mafioso ia dar, e que nos iriamos comprei ja um vestido, mande eles comprarem um terno e se arrumarem no dia porque iriamos me apresentar pra aqueles bando de idiotas,e claro que todos eles estavam querendo conhecer a herdeira da familia Kwan, e claro que eu não fiquei com esse nome muito menos meu pai ele preferiu ficar com um nome americano, como eu também preferi, a festa ia ser 20:30, o vestido que eu usaria era um vestido longo estilo sereia, o vestido era bege com algumas rendas em preto.

~No dia seguinte

Depois de passar o dia inteiro sem fazer nada já estava quase na hora da festa, eu fui tomar um banho, fiz babyliss no cabelo, coloquei o vestido fiz uma maquiagem não muito forte, passei um batom roxo mate, coloquei um colar de perolas com brincos combinando, coloquei aneis, peguei uma bolsa preta com dourado que eu tinha, o vestido resaltava bem as minhas silhuetas, desci as escadas e os meninos ficaram mais uma vez boquiabertos, eles queria ir na BMW, só que hoje ia ser diferente, fui com o Jimin, ele pegou a ferrari porque eu insisti.

~Na festa

Desci do carro, o homem disse meu nome e todos me observavam, eu estava de braços cruzados com o Jimin, dei meu sorriso mais falso que pude e fui, não tinha um homem ali que não comentasse sobre mim, que não me elogiava, eu vi o Chul-Moo ele a essa altura já percebeu que eu não era uma puta mais sim a herdeira, pude ver ele com um poco de raiva, vi a vadia da irmã dele, ele ardia em raiva de me ver de braços cruzados com o Jimin, eu sorri pra ela e ela fez uma cara de desgosto, vi o pai de Chul-Moo que veio me falar comigo.

-Então essa é a nossa bela herdeira-disse ele

-Sim eu sou, prazer sou Ketherine-disse com o sorriso mais falso que eu pude, como eu queria matar esse merda

-Vejo que já conheceu meus filhos-disse

-Sim conheço, devo dizer que Chul-Moo é encantador, agora já a sua filha não tenho muito a dizer-disse

-Sim sei minha filha as vezes pode ser um pouco mimada, me perdoe por seu comportamento-disse

-Sim entendo-disse com um sorriso forçado 

-Fico feliz que gostou do meu filho porque quero te propor um negocio-disse ele

Eu vejo Chul-Moo se aproximando de mim, ele tava com certeza muito puto comigo, em parte por deixa-lo naquela situação e a outra por ter mentido quem eu era, ele me olhou e disse.

-Esta mais bonita hoje do que no Club-disse Chul-Moo

-Agradeço o elogio-disse eu

Se eles estavam querendo jogar, otimo eu iria também.

-Que Club?-disse seu pai

-Sabe a puta que eu pretendia comprar a qual lhe falei? Era ela-disse Chul-Moo

-Então foi voce que deixou meu filho tão frustado?-disse ele

-Não ele apenas se frustou sozinho-disse eu sorrindo ainda me lembrando daquele dia

-Bom voltando ao nossa conversa de antes Sr.Ketherine-disse seu pai

-Sim negocios o Sr dizia?-disse eu

-Sim, bom estava pensando em casar voce e meu Chul-Moo voce sabe como sou solidario, e com voce no comando os negocios do seu pai ira falir em breve-disse ele 

-Bom acho que o Sr esta muito enganado, eu consegui até agora dirigir muito bem seus negocios, além do mais eu não me casaria com o filho da puta que matou meu pai-disse eu

-É quem te disse isso?-perguntou

-Não se faça de sinico seu lindo filho me falou, nunca se esqueça eu posso ser mulher, mais não sou burra, se quiser me desafiar otimo, mais esteja pronto querido, eu não jogo pra perde-disse eu em seu ouvido

-Voce tem a arrogancia e a coragem de seu pai, e ouzo a dizer sua inteligencia-disse ele- mais lembre-se eu irei acabar com voce se não aceitar essa minha proposta

-Então não é uma proposta é sim uma ameaça, mais fique sabendo nunca me subestime odeio quando fazem isso-disse eu

-Voce tem certeza disso? Não ira se arrepender-perguntou

-Sabe se o Sr nunca tivesse matado meu pai eu aceitaria a proposta, Chul-Moo tem seus charmes, pena que o senhor não é metade do que seu filho é, eu até aceitaria se fosse, e acredite, eu não irei me arrepender, voce ira se arrepender por entrar na minha casa e acha que poderia fazer oque quiser e ainda sairia vivo dessa, eu não estou o ameaçando e sim prometendo-disse eu

-Admiro sua coragem mais vamos ver até quando ira durar-disse ele

Quando vejo, a Jasminne já estava se aproximando, isso ia dar merda, e das grandes, eu a odiava e ela também me odiava, tudo começou por causa de um garoto ai, e agora ela me ve com o Jimin o cara que ela ama, isso deixou ela doida.

-Olha se não é a vadia da Ketherine-disse Jasminne

-Eu queria poder dizer que e bom revela, mais eu estaria mentindo, não é mesmo?-disse eu

-Tira a mão do meu homem! E nem pense nele!-disse ela

Revirei os olhos meu deus não acredito, porque ela veio hoje? ela nunca veio as essas merdas. porque agora? deve ser porque ele ficou sabendo que o Jimin viria, meu deus, como eu quero socar a cara dela.

-Primeiro: não to vendo teu nome segundo: eu fiz muito mais do que pensar querida se é que me entende terceiro: voce não manda em mim fique ciente disso, o Jeames estava e olha só ne-disse eu sorrindo

Caralho eu juro que pude ver uma veia no pescoço dela saltando, essa menina tava puta da vida, oque era engraçado, Chul-Moo estava rindo porque ele viu que a irmão dele perdeu a paciencia em segundos, ela ia vir me atacar mais o Chul-Moo parou ela e sussurou em seu ouvido, e fez ela ir embora, e claro que o pai dele não estava mais la,nem o Jimin, ela foi resmungar pro pai dela.

-Eu nunca vi ninguém tira-la do serio tão rapido, depois de mim é claro-disse ele, parecia mais calmo

-Tirar as pessoas do serio esse e mais de um dos meus dons-disse eu

-É oque eu diga voce tem muito mais do que aparentar ter, oque me deixa surpreso-disse ele, ele tava sorrindo, tava flertando comigo logo agora.

-Exato, por isso nunca me subestime Chul-Moo posso te surpreender-disse eu jogando o mesmo jogo

Ele rindo e sendo ele mesmo era muito mais confortavel, na verdade ele era bem legal, o sorriso dele era lindo, realmente e uma pena ele esta do lado do pai dele.

-Nunca a subestimarei, afinal voce me enganou uma vez, oque não e facil-disse

-É uma pena voce ser filho dele-disse eu olhando para seu pai

-Também acho isso, mais porque disse isso?-perguntou

-Bom porque eu gostei de voce, ate que não e tão ruim assim, mais já que e filho dele tenho que te odiar sabe-disse 

-Agora sei porque me dispensou no Club-disse 

Eu ri na mesma hora, ele riu junto, vi que muita gente estava comentando, mais porque me importei

-Obrigado pelas coisas que disse de mim ao meu pai, realmente odeio quando me comparam com ele sabe-disse ele

-Sei posso te entender, acho que deve ser ruim-disse eu

-Não faz ideia do quanto-disse ele

Minha nossa senhora eu não ia aguentar eu precisava beija-lo, eu o levei até um canto e comecei a beija-lo, ele pediu passagem com a lingua e eu dei, beijava meu pescoço e chupava e mordia, eu fazia o mesmo, ele passava suas mãos explorando meu corpo, eu não aguentei o levei até o banheiro das mulher, quando vou abrir a porta me deparo com Jimin comendo a Jasminne.

-Mais que porra?-disse eu

Ele começou a se vestir, ela deu um sorriso pra mim, e olhou para o irmão dele e sua expressão se fechou novamente.

-Que foi? Eu precisava, tava com vontade de transa-disse

Eu ri era engraçado aquela situação, eu peguei a mão do Chul-Moo e fiz ele entra e continuei da onde parei o beijava, Jimin não tava acreditando, Jasminne tava vendo a reação do Jimin e tava ficando nervosa, essa menina a louca.

-Amor espera eles sairem-disse Chul-Moo

-Amor?desde quando são tão intimos-perguntou Jimin

-Porra Jimin porque ce ta ligando pra eles?-disse Jasminne ja louca

-Não presta atenção neles e mais facil querido-disse eu

Jimin por algum motivo tinha ficado puto da vida, realmente não sei o porque ele veio aqui pra fazer o mesmo, Chul-Moo me virou de costas me abraçava e beijava meu pescoço, no mesmo dava chupões, apertava minha bunda e meus seios, pude sentir seu membro ficando duro, sinceramente eu não queria ficar ali com eles olhando, então peguei sua mão e subimos para um quarto privado que tinha la, e continuamos da onde paramos, ele abria o ziper do meu vestido, enquanto beijava meu pescoço, tirando meu vestido revelando que eu apenas usava calcinha, abocanhou meu seio direito começou a chupa-lo e a morde-lo devagar eu arfava e gemia, peguei o seu braço e o joguei na cama que tinha la, rebolei em cima do seu membro ja ereto, começo a beija-lo ferozmente, desci ate seu pescoço dando beijos chupões e mordidas.

-Não me tortura amor-disse ele

-Oque voce quer?-perguntei em seu ouvido em um sussuro

-Voce sabe muito bem oque eu quero-disse

-Quero que voce diga amor-disse eu

-Quero que me chupe, quero te foder toda-disse ele

Eu rasguei seu terno e tirei sua roupa o deixando só de box revelando seu membro totalmente ereto, tirei sua box e comecei a chupar a cabecinha bem devagar em quanto batia uma pra ele, ele gemia e ficava mais duro, senti o pre-gozo sair e depois chupei ele todo com vontade, o mesmo coloca a mão em minha nuca pega alguns fios de meu cabelo e começa a ditar os movimentos.

-Ketherinne vou gozar-disse ele

Na mesma hora que ele disse, ele gozou, eu engoli tudo, ele veio me beijou e me jogou na cama e começa a beijar meu pescoço e começa a descer, tirou minha calcinha, começou a chupar minha intimidade, depois enfiou dois dedos em minha intimidade me fazendo gemer, quando ele viu que eu estava quase chegando ao meu apice para, eu resmungo de reprovação, ele começou e penetrar seu membro em minha intimidade me fazendo gemer um pouco, pude sentir todo seu membro dentro de mim, ele começou a dar estocada mais fortes e rapidas me fazendo gemer.

-Chul-Moo-gemi

-Tão gostosa-disse

Eu troquei de posição ficando por cima, comecei a rebolar em seu membro fazendo ele gemer

-Isso rebola assim pra mim-disse

Eu rebolava mais rapido, ele inverteu as posições de novo e deu estocadas mais rapidas e fortes me fazendo gemer mais alto

-CHUL-MOO-gemi muito alto

Depois de umas 30 estocadas chegamos ao nosso apice juntos,depois ele deita ao lado, depois de descansar ele me ajudou a colocar o vestido novamente e descemos como pessoas que não querem nada, vi Jimin me fuzila com os olhos com raiva os Jin olhava pra minha cara e ria igual aos outros meninos, Jasminne tava putassa da vida, oque fez eu ri mais ainda, eu falei pro Jimin pegar a ferrari para irmos embora,Chul-Moo me levou ate a saida e me deu mais um beijo, cheguei em casa fui direto pro meu quarto queria evitar as piadas e as perguntas, fui tomei um banho na banheira, um banho bem demorado depois coloquei meu pijama e fui dormir.

 

 

 


Notas Finais


....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...