História Vives En Mi - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Personagens Originais, Simón
Tags Romance
Visualizações 43
Palavras 870
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


~ Se eu conseguir eu irei postar 3 capítulos nos finais de semana.
~ E quando der alguns durante a semana.

~ Espero que gostem ♥

Capítulo 8 - Primer Open Music, Sobre Ruedas


Buenos Aires - Argentina
          21 de Julho de 2016

 

Eu estava me aprontando para poder ir para escola, já que hoje começava o primeiro dia de aula do ano. Arrumei minha mochila e me troquei. Fui para a cozinha tomar meu café e meus pais estavam conversando, enquanto tomavam o café.

_ Bom Dia.

_ Bom Dia Luna, vem tomar café. Se não vai se atrasar.

Me juntei a eles e ficamos conversando, até eu terminar meu café e ir para o carro que iria me levar, a única coisa que eu não sabia, mas deveria, era que o Matteo também iria no mesmo carro. Espero que ele não ouse falar comigo. Se não ele vai ouvir oque não quer.

_ Eu odeio atrasos Luna.

Dei de ombros e encarei a janela, enquanto o carro andava pelas belas ruas da Argentina.

_ Não vai falar comigo?

_Que eu saiba não sou obrigada.

_ Mas acho que seus pais te deram educação.

_ Me deram, mas eu descido com quem eu quero usar e com você não estou afim.

Ele revirou os olhos e voltou a mexer no celular, eu peguei o meu e mandei mensagem para Nina.

" Espero que eu caia na mesma sala que você."

" Eu também. Já está chegando?"

" Estou descendo do carro agora, pode me esperar na porta?"

" Estou indo pra lá agora. "

Desci do carro, peguei minha mochila e fui para a porta da escola, Nina estava acabando de chegar, sorri pra ela e a abracei.

_ Vamos ver em que sala a senhorita Luna caiu.

_ Vamos. Quero muito ter caído na sua sala.

Fomos até a secretaria, peguei um papel, mostrando qual era minha sala e ainda bem que cai na sala da Nina, ela era bem inteligente, poderia me ajudar com minhas dificuldades.

_ Por que veio com o Matteo?

_ Infelizmente moro na mesma casa que aquele ser.

_ Como assim?

_ Meus pais trabalham para o pai dele.

_ Coitadinha de você.

_ Nem pra motivar Nina.

Rimos e fomos para nossa sala, sentamos em nossas carteiras e ficamos conversando enquanto não batia o sinal.

_ Luna, está nossa sala. Que legal.

_ Oi meninas. Que bom que estamos na mesma sala.

Sorri para Yim e para Yam. Elas se sentaram nas carteiras atrás da minha e da Nina. Logo que bateu o sinal o resto do pessoal começou a entrar e seguimos com aquelas aulas confusas, que eu quase nunca entendia nada.

_ Luna, vai no Roller hoje?

_ Claro que sim.

_ Eles tem uma novidade para todos nós. Acho que é do Open.

_ Open?

_ Sim, Você pode cantar qualquer música, para as pessoas que estão lá e para outras milhares que estão vendo por streaming.

_ Que maneiro. Como faz para participar?

_ Se realmente for isso, é só se inscrever pelo site do Jam & Roller.

Fiquei um tanto animada, era outro hobby que eu amava. Cantar. Quando eu morava no México vivia cantando em shows de talento da escola, as vezes cantava em pequenas competições de patins que tinha na pista do centro.

Logo bateu o sinal para podermos irmos embora, combinei com as meninas, que ia pra casa me trocar e logo aparecia la no Roller.

Fui para o carro que estava a nossa espera, entrei e fiquei esperando o Matteo, depois diz que não gosta de atraso.

_ Vamos logo, ainda tenho que ir para o Roller.

Fiquei em silencio encarando minhas unhas enquanto ele tagarelava algo no celular. Menino irritante.

Não demorou tanto para chegamos, desci o mais rápido que pude, só para não ter que ouvir mais um pouco da voz do Matteo.

_ Oi mãe, Oi pai.

Passei voando para o quarto, troquei de roupa, troquei oque tinha dentro da minha mochila e peguei meu Patins e fui para a cozinha.

_ Já vai sair Luna?

_ Sim. Vou para a pista.

_ Não volte tarde, ouviu mocinha.

_ Pode deixar Mãe. Ligo assim que eu sair de lá, para vim para casa.

_ Não esquece.

Dei um beijo em cada um e sai e fui direito para o Roller, assim que entrei, estavam todos perto do Palco e a Tal Tamara estava em cima do palco.

_ Luna, Cade o Matteo?

_ Não sei.

_ Vocês não moram na mesma casa?

_ Moramos.

_ Então, como não sabe?

_ Eu não o vi. Mas por que?

_ Só falta ele, para Tamara dizer a novidade.

Assim que eu ia falar algo o Matteo apareceu.

_ Cheguei. Desculpa o atraso.

Depois diz que não gosta de atraso.

_ Então, escutem bem. Vai começar as inscrições para o primeiro Open Music do ano. E quero duplas. Quero algo diferente desta vez.

_ Vamos poder escolher?

_ Na verdade, vamos fazer um sorteio.

_ Deixa a gente escolher Tamara.

_ Não. Sorteio desta vez.

Ela pediu para irmos nos inscrever que já que ela voltava para fazer o sorteio. Perguntei se Nina ia cantar e ela disse que apenas ia ficar por ali mesmo.

Me inscrever o mais rápido que consegui. Espero cair com alguém legal e não com a coisa do Matteo ou a Âmbar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...