História Vizinho... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Himawari Uzumaki, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Jiraiya, Juugo, Kabuto, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Killer Bee, Kizashi Haruno, Konan, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Neji Hyuuga, Orochimaru, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shino Aburame, Shizune, TenTen Mitsashi
Visualizações 48
Palavras 1.830
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiee genteee!! Estou aqui com mais um projeto. Haha não me matem não desisti das outras fics. Eu sei que tenho que atualizar mas é que tipo eu tive essa ideia e resolvi postar espero que gostem. Perdoai os erros de português. Reescrevi esse capítulo umas trocentas vezes até ficar "postavel" haha enfim boa leitura amores.

Capítulo 1 - Sofrimento...


Fanfic / Fanfiction Vizinho... - Capítulo 1 - Sofrimento...

7:00 alarme toca.

Desligo na tentativa de voltar a dormir. Mas é em vão pois eu teria que ir pro meu curso de Medicina que eu consegui na faculdade de Konoha. Faço curso das 9 as duas da tarde e das 5 as 00:00 eu trabalho num pub como garçonete.

Hoje eu tinha combinado de fazer algo pra Sasori pois estávamos comemorando um ano de namoro. E eu queria fazer algo especial pra ele lá em minha casa. Eu decidi que estava na hora de me entregar para ele. Pois eu gosto muito dele. Não é amor sei disso.

Sasori e meu primeiro namorado desde a época da escola. Ele é o tipo de cara gala de novela. Com seu cabelo de um tom vermelho bem escuro e seus olhos castanhos fazem parte do seu charme. Ele faz direito na msm faculdade que eu ao contrário de mim os pais pagam seus estudos. Ele era muito mimado mas com o tempo ele foi mudando o jeito dele.

Hoje seria meu dia de folga da lanchonete onde eu trabalho que eu tinha pedido pra trocar com a minha melhor amiga Ino que faz faculdade de administração porque um dia ela pretende ajudar o pai na administração da floricultura Yamanaka. Ela tbm trabalha comigo para pagar parte dos estudos.

Cheguei em casa depois de um longo dia o curso foi bastante cansativo pois só caiu matérias derivadas de matemática. Liguei pra Sasori confirmando o horário que ele iria vir:

Ligação on.

Sakura: - Oi amor. Vc vem que horas hoje?

Sasori: - Querida la pelas 20:00 eu estou aí ta? Prepara algo bem gostoso pra gente comer.

Sakura: -Okay!! Não bebe por favor.

Sasori: -Tsc.. tá bom.

Sakura: - Tchau !! Vou começar a fazer a comida aqui pra gente comer! Bjos!

Sasori: - Só como se tiver vc de sobremesa! Haha

Sakura: - haha muito engraçadinho você! Bjos Sasori .

Sasori : - Até Mais.

Ligação off

Fiz uma lasanha e comprei vinho para o jantar. Fiz mousse de chocolate de sobremesa.

Em seguida tomei um longo banho, vesti uma calcinha de renda roxa escura e um shorts cinza de moletom e uma blusa de alcinha roxa escuro, e caminhei para sala com meu livro em mãos e liguei o abajour para ler. Logo pego no sono e acordo com batidas na porta. Me deparo com Sasori praticamente embriagado. Que entra dizendo:

- Porque Sakura?

Confusa eu pergunto:

- Porque oque ?

- Não se faça de desentendida garota. A gente tá junto tem oque ? 1ano? E nos nunca transamos. Eu não sou de ferro Sakura.

Olhei para ele confusa e disse:

- Sasori vc sabe que sou virgem. Sabe que isso leva tempo.

Senti ele se aproximando de mim, pegou uma mexa de meu cabelo levou até seu nariz e cheirou. Eu respirei fundo. Pois tudo que eu planejei estava indo por água abaixo.

- Sasori pq vc esta bêbado? A gente tinha combinado que vc não ia beber.

Ele suspirou:

- Não diga besteiras Sakura. Vc quer controlar ate isso?

Ele suspirou e disse com mais calma:

- Vamos amor pra cima.

Quando eu ia protestar senti seus lábios roçando meu pescoço. Quando dei por mim Sasori tinha fechado a porta e eu estava sendo levada contra a parede com Sasori deslizando suas mãos pelo meu corpo. Isso me deixou excitada. Senti suas mãos me suspender de modo que eu entrelacei minhas pernas na sua cintura sentindo sua ereção. E ele foi me levando pro quarto me colocou na cama. Ele deitou por cima de mim e foi tirando minha blusa deixando meus seios a mostra. Senti sua mão descendo até minha cintura tirando o meus shorts e a minha calcinha junto. Eu disse :

- Sasori vai com calma por favor.

Ele pareceu não me ouvir. Voltou a me beijar dizendo entre os beijos e tirando sua roupa.

- Puta merda vc é muito gostosa.

Pude sentir sua ereção e em seguida ele usou a saliva pra umidificar o seu membro, pressionou contra minha intimidade me fazendo recuar e empurrar ele. Logo num movimento ele pegou minhas mãos levou ao topo da minha cabeça e me penetrou com força.

- Aaaaah ... Sasori vai devagar tá me machucando.

Ele gemeu e aumentou a velocidade me fazendo gemer de dor e disse entre dentes.

- Porra muito apertada.

E assim ele foi me penetrando rápido demais , eu estava gemendo de dor. Pedi pra ele parar.

- Sasori para por favor ta me me machucando.

- Nem dói tanto assim curte o momento gata.

Meus olhos se encheram de água.

Dei um grito e tentei me desvencilhar dele:

- Sasori !! Para ta doendo.

Ele respondeu:

- Shiii fica quietinha.

Em seguida ele tapa minha boca e me prende com o peso do seu corpo. Tentei me debater oque faz ele sair de dentro de mim.

- Sasori vc não me ouviu pedindo pra parar?

- Ouvi sim. Mas não quero parar agora fica quietinha e me deixa terminar.

Dito isso ele se posicionou e me penetrou novamente. Tentei empurrar ele mas eu não tinha forças. Tentei me debater mas ele foi mais forte e me segurou dizendo:

- Assim fica difícil.

Gritei:

- SAI DE CIMA DE MIM!!!

Ele disse:

- CALA A BOCA VADIA! PORQUE HOJE VC E A MINHA PUTINHA E EU VOU TE FODER TODA!

E logo em seguida fez uma coisa que eu jamais esperaria dele. Me deu um tapa na cara senti um gosto metálico na minha boca. Fiquei em choque com sua atitude. Assim ele me segurou pelos meus pulsos e continuou me penetrando. Em seguida me puxou e me virou de bruços, eu disse:

- Sasori por favor não! Para por favor.

Senti seu membro forçando até me penetrar por trás, segurei no lençol, e Sasori segurou minha boca para não me deixar gritar.

Senti minhas lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Eu queria sair dali. Sasori deu um forte tapa em minha bunda. Gritei mais uma vez, quando Sasori se descuidou e tirou a mão da minha boca.

- SASORI PARAAAAAA! TA ME MACHUCANDO!!!! SOCORROOOOOOOOOOO!!!

Logo ele puxou meu cabelo e começou a aumentar a velocidade. E quando gemia meu nome. Senti ele saindo de mim, logo ele se jogou ao meu lado. Eu estava estática quando ele tocou meu rosto e disse:

- Nao fica com essa cara tenho certeza que foi tão bom pra você quanto foi pra mim.

Recuei com seu toque. Logo ele se levantou e se vestiu e saiu .

Fiquei paralisada por um longo tempo. Tentando assimilar oque aconteceu, eu não consegui esboçar nenhuma reação. Apenas fiquei deitada de bruços sentindo minha intimidade dolorida, eu queria desaparecer. Me senti um lixo. Um ser descartável.

Me levantei e observei que entre as minhas pernas tinha muito sangue misturado com sêmen.

Me enrolei no lençol e fui em direção ao banheiro, eu me sentia enjoada, meu estômago embrulhou e eu vomitei. Dei descarga e me sentei no chão do banheiro.

Não pude deixar de sentir minhas lágrimas descendo pela minha face.

Peguei meu celular e liguei para Ino que atendeu no terceiro toque dizendo:

- Testuda. E bom vc ter um bom motivo pra me ligar a essa hora da noite.

Eu disse com a voz embargada pelo choro.

- Ino aconteceu.

Logo ela entendeu e perguntou:

- Pera vc e o Sasori?

- Sim.

- Mas porque vc tá chorando?

- Por favor vem aqui pra gente conversar, não quero falar sobre isso por telefone.

- Tá bom amiga. Me dá meia hora.

Ino mora no meu bairro duas ruas pra cima da minha casa para ser mais exata.

Soltei meu celular e comecei a chorar. Só aí fui perceber meus pulsos ficando com algumas marcas roxas.

Ino chega entrando e se assusta ao ver o meu estado.

- Sakura oque houve aqui? Sua boca pq esta cortada? Seus pulsos!!

Abaixei minha cabeça levando a mão em minha boca, e comecei a contar pra ela tudo oque houve.

Logo ela deu um grito:

- SAKURA ELE TE ESTUPROU!

- Não Ino! Fala baixo!!! Os vizinhos podem ouvir. E eu queria. Tipo as coisas foram esquentando. Mas aí eu fiquei nervosa e pedi pra ele parar.

- Não Sakura, vc pode até ter que aceitado no começo . Mas no momento que vc pediu pra ele parar e ele não parou e ainda te bateu e estupro.

Ino me abraçou me dizendo:

- Você sabe que nunca fui com a cara dele né? Que nunca aprovei esse relacionamento né? Mas que nunca deixei de torcer pela sua felicidade. Mas acho que isso tá na hora de acabar Saky. Vc tem que denunciar ele.

Me soltei do seu abraço e disse:

- Não Ino! Eu posso até terminar. Mas pode ter sido um mal entendido, sabe?

Ino sorriu sarcástica e disse:

- Aham, o cara te estupra. E isso foi um mal entendido?

- Ino. Eu tava nervosa.

- Sakura foda-se ele te estuprou. Vc queria no começo beleza acontece. Agora vc pediu pra ele parar chegou até empurrar ele. E ele não parar? E estupro! E ele ainda te bateu! Coloca isso na sua cabeça.

Ino respirou e continuou.

- Pelo jeito vc não vai fazer nada a respeito né? Bom por hora até vc se resolver, vem aqui deixa eu cuidar de vc.

Ino me levou até o banheiro e me ajudou com o lençol. Quando viu quantidade de sangue em minhas coxas ela disse:

- Sakura por Deus. Oque esse cretino fez? Olha essa quantidade de sangue. Não é normal.

Entrei na banheira e Ino ficou alisando meu cabelo percebi que ela se esforcava para não chorar, fechei meus olhos e aproveitei a água quentinha no meu corpo.

Ino em seguida foi para meu quarto e trocou os lençois enquanto eu vestia meu pijama. Depois ouvi ela mexendo lá na cozinha mexendo em alguma coisa. Logo ela disse:

- Tomei a liberdade de trazer o mousse pra gente comer.

Respondi:

- Tudo bem. Pode comer. Eu não quero comer nada.

Logo ela mudou de assunto perguntando com a boca cheia:

- Você tem certeza de que não quer denunciar ele?

Ela continuou:

- Ele te machucou amiga. Olha sua boca.

- Ino ele estava bêbado.

- Não justifica! Ele te bateu e te ESTUPROU! Pelo amor de Deus vc não ve?

- Eu estou arrependida. Eu quero terminar ficar longe dele. Eu até gostava dele. Mas agora tenho nojo...

Eu não consegui terminar de falar comecei a chorar. Ino tem razão foi estupro sim. Eu que não queria acreditar que meu namorado foi capaz disso. Eu jamais esperava isso dele. Eu sabia que tinha que levar isso a policia. Mas eu tinha medo. logo Ino veio me abraçando dizendo baixinho:

- Vai ficar tudo bem. Tá bom?

- Ino...

Comecei dizendo.

- Vamos na delegacia. Eu tô com muito medo mas quero denunciar ele.


Notas Finais


Então gente já deixando claro que de forma alguma estou romantizando o estupro. Jamais isso é nojento e abominável. Deixem seus comentários sobre oque acharam 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...