História Vizinhos (yoonmin/namjin) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Yoonmin Namjin Vkook
Visualizações 590
Palavras 1.986
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Apertem os cintos cambada.

e vamo que vamo

Capítulo 3 - Provocando


Fanfic / Fanfiction Vizinhos (yoonmin/namjin) - Capítulo 3 - Provocando

Acordei com um barulho estranho no quintal, olhei pro relógio. 

 - BOM DIA! mas que porra que são oito horas de manhã num domingo e tem alguém fazendo esse inferno de barulho??????

 Fui até o banheiro e tomei um banho pra acordar de vez porque dormir só em pensamento mesmo. Coloquei um short jeans surrado e uma camiseta branca. 

Desci as escadas e quando eu cheguei na cozinha e olhei pela janela. - Minha nossa senhora da bicicletinha, dai-me equilíbrio. 

 - Agora você fala sozinho? O remédio ta fraco? 

 - Eu quero saber o que que esse garoto ta fazendo no nosso quintal???? 

 - Não é obvio? Ta fazendo baliza de carro. 

 - AIGOO! 

 - Ele ja pediu desculpas certo? Dê uma chance a ele. Ta até cortando nossa grama como forma de arrependimento e pra selar a paz entre a gente.

 - Aposto que foi o pai que obrigou. 


 °°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°° 


 Meu pai ia pagar por ter me obrigado, como uma forma de remissão cortar a grama. Mas OK, não era tão ruim ou complicado.

 Até eu olhar pra frente e ver que tinha acabado de complicar. Park Jimin, trajando apenas um short jeans, chinelos e uma toalha vindo em minha direção. Park Jimin deveria ser considerado crime. Aquilo não era um corpo, era uma escultura. 

 - A baba ta escorrendo Min Yoongi. 

 - Não enche garoto.

 Ele deu risada e saiu andando, chegou na beirada da piscina e tirou o short, eu ja tinha o visto assim, mas agora era proposital, ele sabia que era lindo e queria esfregar isso na minha cara, um verdadeiro filho da puta, com todo os respeito a mãe dele. 


 [...]


 Ele estava praticante babando quando eu apareci, e a intenção era essa, ele quis me provocar outro dia e agora era a minha vez. Comecei a nadar como de costume e fiquei submerso aquele mundo por alguns tempo, eu realmente gostava de nadar, e as vezes olhava de canto de olho só pra ver ele virando o rosto tentando disfarçar. 

 - Ei garoto. EEEEEI GAROTO! 

 Olhei pra trás e ele estava com uma cara emburrada segurando uma bandeja, fui até a margem que ele estava e  apoiei meus braços na psicina, seus olhos caíram sobre eles, e ele engoliu em seco, ele era mais velho e um pouco mais alto, mas eu era maior, e não quero nem pensar no que faria com aquele corpo magro e extremamente branco e sem perceber eu passei a língua pela boca e ele roburizou. 

 - Sua mãe mandou.... limonada? Sério ela fez limonada pra gente? 

 Eu gargalhei. - Vai se acostumando meu caro, ninguém mandou se envolver com essa família. 


 [...]


 Quando eu fui entregar o copo pra ele, ele me puxou pra dentro da psicina. 

 - Caralho você ta louco! Eu odeio piscina. 

 Ele não parava de rir.

 - O que é tão engraçado hein?

 - Toda a situação, isso esta parecendo um filme da Disney. O vizinho que vem cortar a grama, limonada, os dois caem na piscina, estou me sentindo com 15 anos.

 Eu ri da comparação besta, e como amo jogar e sou um ótimo jogador, não iria perder essa oportunidade. Me aproximei dele e coloquei meus braços na borda da piscina, um de cada lado do seu corpo. Me aproximei e disse no seu ouvido. - Mas sabe qual é a diferença entre isso aqui e filmes da Disney? Filmes da Disney não tem beijo. 

Voltei e encarei seu rosto. Eu não ia beija-lo, só queira zuar um pouco, mas puta merda, aquela boca, aquela maldita boca vermelha e entre aberta, eu não ia conseguir evitar, aquele corpo tao perto do meu, a sua respiração batendo contra a minha. Eu não era capaz, aquele garoto era demais pra mim.  

Coloquei a mão atrás da sua nuca e puxei, ele demorou um pouco pra assimilar, mas senti suas mãos descendo até minha cintura e me puxando, eu sei que não deveria, mas eu tava louco pra fazer isso, e fiz, eu desci minha mão até sua bunda e a apertei, eu achei que ele iria recuar, mas  isso so fez ele envolver meu quadril com suas pernas e envolver meu pescoço com seus braços. Eu fiquei louco, aquilo só fez o beijo ficar mais profundo, intenso e gostoso. Jimin não beijava, ele saboriava você. 


 [...] 


 Puta merda, Suga não beijava, ele te destruía, que garoto é esse? Eu não queria soltar nunca mais, eu não queria largar aquela boca, o puxei mais, queria sentir mais dele. Nossas ereções se chocaram e ele gemeu baixo, aquela voz rouca gemendo baixo apenas com um beijo era meu fim, imagina fazendo outras coisas. Mas infelizmente ele me soltou, ofegante nos precisavamos de ar e me encarou por um tempo, passou o polegar por minha boca demonstrando querer mais, e eu também queria. 

- JIMIIIIIIIIIIIIIIIIN. - ouvi minha mãe chamar. 

 Nos soltamos de vez, e ele saiu da piscina. 

 - Onde você vai garoto?

 - Pra casa né, meu vizinho querido me jogou na piscina. 


 °°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°° 

 Quase caio da cama quando ser tão branco quanto a neve abre a porta do meu quarto de uma vez. Ele usava uma calça jeans preta com rasgos, uma camiseta branca, e um sobretudo escuro. Ele estava sensacional.

 - Levanta essa bunda gostosa da cama e se arruma, nós vamos sair.

 - Você é louco? E se eu tivesse pelado?

 - Ai a minha festa ia ser aqui. - passou o polegar na boca, escorou na porta e fixou o olhar no meu abdômen.

 Eu apenas revirei os olhos, não tinha como eu me expressar melhor. 

 - Primeiro quem disse que quero sair com você? Segundo nem se eu quisesse tu acha mesmo que minha mãe ia deixar?

- "Tia, a senhora deixaria o Jimin sair comigo? Eu quero tanto que a gente se acerte e se de bem sabe? Por favor, eu vou ter juízo e cuidar dele". E fiz meu tradicional biquinho que ninguém resisti e cá estou eu. - ele girou na cadeira que ele havia sentado. 

 - Você chamou ela de tia?

 - Sim, elas não resistem.

 - Hm, e porque eu sairia com você? Me convença já que você é tão bom assim.

 - Sou bom mesmo, mas se eu for te convencer vai ser de outra forma.

 - Então me mostra.


 [...] 


 Esse garoto realmente não sabe com quem ta lidando. Tombei a cabeça de lado e sorri. Me levantei e fui até ele, subindo na cama.

 - Eu sei que você vai Jimin. - o puxei e me sentei nele.  - Porque senão eu vou ter que fazer minha festa aqui mesmo. - coloquei minha mão por dentro da sua blusa e sussurei no seu ouvido - E eu sou barulhento, não quero atrapalhar a paz da sua mãe. - mordi o lóbulo da sua orelha e chupei.

Ouvi um gemidinho baixo e fui empurrado por um Jimin ofegante e digamos que bem acordado se é que você me entende.  

- AAAAISH! Você é um filho da puta Min Yoongi, com todo respeito a senhora sua mãe. Me deixa, vou tomar banho. 

 - Eu falei que sou bom e sempre funciona. 

 Ele estreitou os olhos e foi até o armário e pegou uma muda de roupa. Saiu de lá com uma puta de uma calça preta apertada, e uma camiseta também que o marcava todo, eu tava fudido, muito fundido. Pentiou o cabelo, encheu os dedos de anéis e colocou brincos. Vestiu uma jaqueta jeans e calçou os tênis. E eu la só querendo tirar aquela roupa. 

 - Como estou? 

 - Extremante gostoso. 

 - Obrigado, essa era a intenção. 

Desgraçado. 


 [...] 


 - Tchau mãe, hoje vou ser adolescente normal, não volto pra casa tão cedo, Suga vai me apresentar um mundo de luxuria e perdição, e a culpa é sua de deixar eu sair com esse filhote do capiroto. 

 - Park Jimim! 

 - Não de ouvidos tia. - ele foi até ela e lhe deu um beijinho na bochecha. 

 - Não me façam vomitar. 

 Saímos da casa e me deparei com uma SUV preta em frente ao portão. 

 - Oh, o papaizinho não devolveu o Porsche do bebê ainda? 

 - Não enche Park Jimin e entra na porra do carro.

 - GROSSO! - eu gritei enquanto ele dava a volta no carro.

 - E grande. 

 - Vai se fuder. 

 - Me fode você. 

 Eu fiquei sem resposta.

 Desgraçado. 

 Entramos no carro, ele abriu todas as janelas, e colocou o som no último. 

 - Cara, ta louco, amo essa música. 


Joguem suas mãos para o alto.

 Como vocês estão se sentindo por aí? 

Vamos festejar logo aqui

 Cantem todos juntos, deixem-me ouvir vocês cantarem 

La la la la la la la la


 Eu cantava fazendo os passos da música.


 Ai foi a vez de Suga não resistir e começar a cantar tambem.


Eu sou um bom garoto 

Aonde quer que eu vá, eles fazem fila

 Quando as garotas me olham, seus olhos brilham

 Durante o dia, sou um pequeno hamster 

Mas à noite, quando faço amor, sou um gangster. 


 Na ultima parte ele olhou pra mim. E cacete que voz gostosa, imagino esse demônio gemendo. Jimin se controle, pode ir parando.

 Nós cantávamos a todos pulmões. Até pararmos em um fast food e ele pedir lanches e refris pra gente.

 - Eu não posso comer isso. 

 - Pode sim. 

 - Eu só como isso no sábado. 

 - E hoje também, você vai precisar. 

Meus olhos brilharam, que minha nutricionista não descubra.


 °°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°° 


Chegamos em um lugar com a fachada preta e luzes de néon por toda a parte. Estávamos na balada? Eu nunca estive um uma. Ele só mostrou a identidade e nem precisamos de fila. Aquilo estava lotado. 

 - Fica aqui, não saia daqui, eu ja volto


 [...] 


 Fui ate o bar do local, e quando voltei ja havia um  infeliz de graça com Jimin. 

 - Vaza!

 - Tá louco cara?

 - Louco vou ficar com quem mexer com esse aqui que já tem dono que no caso sou eu. 

 O cara saiu e Jimin estava com cara poucos amigos.

 - O que foi isso???? - Só estou te livrando de caras pé no saco. Aqui, toma.

 - O que é isso? 

 - Álcool é claro.

 - Cara, eu sigo uma dieta, e tenho uma vida restrita, eu não posso beber. 

 - Só bebe essa merda garoto.

 - É muita quebra de regra pra dia só.

 Eu perdi as contas de quantos copos aquela criatura ja havia tomado. Ele era bem resistente a álcool pra quem nunca bebia. 

Começou a tocar Bang bang bang do Bigbang e Jimin foi a loucura correndo até a pista de dança. Em segundos as pessoas se afastaram quando Jimin começou a bater palmas junto com as palmas da música, eu comecei a rir, ele realmente havia bebido Muito.

 Mas quando o refrão chegou ele mudou sua feição e se concentrou em mim.


Colocarei fogo neste lugar, queimando seus corações 

Quero te fazer perder a cabeça B. I. G, yeah

 Nós explodimos (Bang) deste jeito 

Todos, juntos

 Como se tivesse levado um tiro 

Bang! Bang! Bang! Bang! Bang! Bang! (Bang Bang Bang) 

 Não se mexam

 Vamos ver o fim desta noite, ver o fim Bang Bang Bang 

 

Dois rapazes se aproximaram e começaram a dançar junto, eu quis os tirar dali a pontapés, mas isso só fez Jimin dançar mais ainda. Na verdade Jimin não estava dançando, ele estava me provocando. 


Prontos ou não. 

Yeah, pouco nos interessa 

Vamos lá, rapazes para cima

 Garotas para baixo

 Puxem o gatilho, bang bang bang

 Que rufem os tambores


 Uma multidão se formou em volta dele com o final da música e todos pulavam como se não precisassem de mais nada além disso. Então eu vi alguém perto demais dele, perto demais. 

 - Vem Jimin. Você ja deu muito trabalho hoje. 

 O problema no meio das minhas pernas que o diga.  


Notas Finais


Oi lindinhos da titia, desculpa qualquer erro, espero que gostem e conversem comigo, devo continuar? Se flopar foi a Neide

https://youtu.be/uxqjsXjSKPk

Peguem esse dance de bang bang bang e sintam a pressão que Suga sentiu, e guardem o G-Dragaozinho de bermudinha no coração de vocês porque ele assim é minha religião


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...