História Vizinhos (BTS) - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 63
Palavras 2.104
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


cheguei nenéns <3 boa leitura e perdão os erros.

Capítulo 25 - Tae oppa


Fanfic / Fanfiction Vizinhos (BTS) - Capítulo 25 - Tae oppa

Molly

Coloco meus dedos em meus lábios o sentindo levemente inchados após o beijo do Taehyung. Um sorriso automático forma-se em meu rosto e continuo na mesma posição escorada na parede ouvindo de fundo os gemidos de Lindy e Kook que ficavam cada vez mais alto. Arregalo meus olhos ao ouvir alguns barulho vindo do quarto onde eu estava próxima. Provavelmente Choa e Jimin iniciavam algo. Rapidamente desço percebendo que Taehyung ainda está acordado me esperando.

 –  Vem, deita-se aqui. - O mesmo diz com um sorrisinho de lado, que era lindo por sinal; Caminho lentamente passando por Suga e Mina que se encontravam próximo e me deito olhando para o teto. - Me desculpa...- Tae vira-se me olhando.

 –  Pelo o que? - Digo me virando para o mesmo que me olhava mas meu olhar fitava seus lábios tentadores avermelhados.

 –  Eu parei no melhor momento...É que, estou planejando algo - Tae diz lindamente enquanto encara meus lábios - É difícil para eles e não quere-los. - Tae diz colocando meu cabelo atrás da orelha.

 –  Aish...Você novamente passando essa língua por cima dos lábios...Oppa....Não me torture - Digo manhosa segurando sua mão que descia para minha bochecha.

 –  Mas...- Taehyung se aproxima rapidamente de meu rosto voltando sua mão para meu queixo - Eu posso beija-la o quanto desejar...

 –  Hum...Continua! - Digo mordendo meus lábios o provocando.

 –  E...Apenas isso! Não estrague meus planos Mollynda! - Choraminga Taetae.

 –  É que você não imagina o quanto eu fico safada bêbada...Sinto vontade de fazer loucuras - Digo baixinho perto de seu ouvido, sussurrando.

 –  Sábado que vem! - Diz afastando-se de meu corpo e virando para o outro lado - Boa noite Mollynda, durma bem! Te acordarei para comprarmos o café da manhã para todos, que provavelmente irão acordar com resseca.

 –  Tchum, aish! - Apenas faço bico e me viro para o lado vendo Mina e Suga dormindo abraçados.

 

08h da manhã de sábado.

Me acordo percebendo que todos ainda dormiam feito pedra. Me levanto do enorme colchão e ponho a mão na cabeça sinto levemente uma dor de cabeça, sinto um gosto amargo da bebida que ainda insistia ficar em minha boca. Rapidamente me lembro do beijo, coloco meus dedos nos lábios lembrando-me o quanto havia sido bom.

 –  É difícil esquecer meus lábios...- Tae aparece descendo as escadas e se aproximando de mim.

 –  Aish, você quer me matar!! - Digo colocando uma das minhas mãos no peito e suspiro.

 –  Bom dia Mollynda - Tae se achega e beija meu pescoço me deixando nervosa.

 –  Bom dia...Doidinho! - Sorrio fechando os olhos.

 –  Temos que ir na rua comprar algo para o café, eles não irão acordar nem tão cedo - Tae diz olhando para todos que não se moviam.

 –  Tudo bem, vou em casa tomar um banho e colocar uma roupa. Volto rápido! - Digo me levantando e indo em direção a porta.

Vou para a porta da casa de Tae, pegando a chave que estava em um pequeno chaveiro na parede e olho atentamente os dois lados da rua, afinal eu estava de baby-doll. Corro rapidamente para casa a abrindo. Entro para o banheiro me despindo e indo em direção ao chuveiro. A água caia em meu rosto me fazendo ter lembranças da noite passada. Eu me sentia feliz por saber que o Tae planejava algo para me surpreender, ao mesmo tempo que me sentia curiosa sem saber no que ele estava tramando.

Saio do banho depois de alguns minutos e vou para meu quarto. Era uma sensação estranha toda vez que eu entrava, eu sempre lembrava do Sehun. Fecho meus olhos me lembrando de algo bom, e logo a sensação some. Coloco uma roupa, estava frio. Uma calça clara e um casaco na altura da minha cintura. Penteio meus cabelos, passo um pouco de maquiagem e passo perfume. Me olho por alguns minutos no espelho e logo saio do quarto indo em direção a casa do Tae. O mesmo me aguardava na varanda.

 –  Cheirosa! - Tae diz aproximando de mim e beijando minha testa.

 –  Vem cá, deixa eu ajeitar seu cabelo! - Digo separando alguns fios bagunçados que haviam ali.

 –  Então, sábado que vem....Bem! Eu e você, na casa da montanha da família do Jin. Nunca levamos meninas para lá. Sempre íamos nessa época do ano por conta do enorme jardim florido que há atrás da casa. Era nosso refúgio quando tudo acontecia de ruim...- Tae diz cuidadosamente, o que o tornava lindo.

 –  Estou ansiosa, você vem me torturando de uma forma imperdoável. - Digo colocando minhas mãos no bolso de trás.

 –  Me desculpa, minha Mollynda...É a primeira vez que sinto vontade de surpreender alguém. Me deixe fazer o que planejo por favor...- O mesmo dizia com um feição fofa me fazendo sorrir.

 –  Aish, tão lindo meu bebê. - Digo pegando em suas bochechas estranhando meu comportamento diário perto de Taehyung.

 –  Você agora é minha mãe? - Tae revirava os olhos fazendo um barulho com os lábios.

 –  Sim, sua mãe! ME RESPEITA FILHO! - Digo pegando em sua orelha.

Rapidamente chegamos em uma enorme padaria pegando alguns doces, salgados, queijos e iogurte. Afinal, éramos 14 pessoas dentro daquela enorme casa. Escolho cuidadosamente os pães de mel que as meninas amavam. Observo Tae me olhar enquanto estou inclinada mordendo meus lábios escolhendo alguns bolinhos salgados. Ele me olhava de uma forma cuidadosa, o que me deixava um pouco envergonhada. Saio da padaria após pagarmos um pouco afrente de Tae devido a porta estreita.

 –  MOLLY!! - Tae grita segurando meu braço e me voltando contra seu peito colocando uma das sacolas por trás de mim.

 –  AISH, O QUE FOI MENINO, VOCÊ HOJE TÁ ME ASSUSTANDO!! - Digo no mesmo tom que o mesmo que me olhava com olhos arregalados.

 –  V-você....Tá....- Tae aproxima seu boca de meu ouvido - Menstruada e toda suja!

 –  CACETE E AGORA! - Digo envergonhada com as mãos no rosto - Meu Deus!!!

 –  Vem cá, se encosta aqui na parede - Tae me guiava até a mesma e minha expressão estava apavorada.

Vejo Taehyung tirar seu enorme casaco e colocar em mim, onde tamparia a enorme mancha de sangue que estava em minha calça clara. Fiquei com pena por vê-lo com uma blusa de manga curta naquele frio que estava fazendo. Ele estava despreocupado e logo pega as sacolas de minhas mãos.

 –  Pronto! Agora podemos ir - O doidinho dá um sorriso satisfeito por ter resolvido o grande problema.

 –  Oh meu Deus, obrigada Taetae! Estava apavorada. Mas está tão frio para você ficar com os braços expostos dessa forma. - Digo um pouco baixo preocupada com o mesmo.

 –  Relaxa, não se preocupe! -  O mesmo sorri dando um sorriso onde seus olhos se fecham.

 –  Podemos ficar no telhado hoje a noite? - Digo o fitando.

 –  Sim, claro, vocês poderiam dormir novamente lá em casa hoje. Afinal, hoje é sábado. - Tae diz enquanto me olha fixamente.

 –  Vou falar com as meninas, podemos fazer uma sessão de filmes. Mas não deixa a Lindy escolher por favor - Digo dando uma risada.

 –  Mas hoje podemos cada um dormir em seus quartos...- Tae dá um sorriso um pouco malicioso me olhando dos pés a cabeça.

 –  É quase impossível acreditar que há sete quartos naquela casa...- Digo ao me lembrar o quanto a casa era enorme.

 –  Nós nunca gostamos de dividir quartos. Gostamos sempre da nossa privacidade...Principalmente na parte de...- Tae não conclui a frase me olhando amedrontado.

 –  De levar garotas? - Concluo com uma expressão calma.

 –  Sim...Mas é passado. Agora estamos tranquilos. - Retruca o rapaz tentando passar uma visão positiva.

Chegamos perto de nossas casas e vou rapidamente tomar outro banho e colocar um absorvente. Tae me esperava sentado no sofá, logo desço e vamos para sua casa vendo todos de pé finalmente . A ressaca veio para todos, principalmente para Choa e Jimin que eram considerados os "rei e rainha da cachaça". Logo caminho para dentro colocando a sacola encima da pia e Tae cobre e enorme mesa para que pudéssemos arruma-la para iniciar o café.

 –  Bom dia - Digo para todos que me olhavam com olhos pequeno.

 –  Fale baixo, por favor, meu Deus - Diz Suga colocando as mãos na cabeça.

 –  Eu quase sussurrei, vocês que estão de resseca. - Sorrio os olhando.

 –  Então, eu e Molly conversamos sobre a ideia de vocês dormirem novamente aqui. Fazer uma sessão de filmes.

 –  Por mim tudo bem - Diz Amber ajudando Tae colocar as xícaras na mesa junto com Mandy e Mina.

 –  Eu - Lindy inicia mas é logo interrompida por mim.

 –  VOCÊ NÃO VAI ESCOLHER O FILME! - Digo em velocidade a deixando com cara de fracasso.

 –  Aigoo!!! - Lindy bufa e senta-se na mesa apoiando as duas mãos no queixo apoiada na mesa.

 –  Cada um dormirá em seu quarto. Não precisamos dormir nessa desconforto novamente - Diz Taehyung apontando para o chão onde havia os colchões.

 –  Kook tenta não fazer tanto barulho. - Diz Jimin dando um sorriso malicioso.

 –  Você também Jimin! - Digo o deixando surpreendido.

 Logo arrumamos nossa mesa e iniciamos um café como se fossemos uma família. Era realmente o que parecia. Apesar de apenas Lindy e Yuna namorarem oficialmente, todos nós estávamos nos sentindo a vontade com os meninos. Após o café todos nós arrumamos algumas bagunças que haviam na casa e logo nós meninos fomos para a nossa casa tomar um banho e tirar aqueles baby-dolls. No caso, as meninas, eu já havia tomado dois banhos.

 –  Todas vocês transaram? - Choa pergunta descaradamente.

 –  Eu sim, a madrugada inteira. Que homem! - Diz Lindy passando suas mãos pelo seu rosto descendo para seu corpo.

 –  Eu não lembro de nada, eu apaguei. Então se eu transei, não lembro - Diz Mina franzindo a testa tentando lembrar de algo.

 –  Eu apenas beijei a madrugada inteira até pegar no sono, não me sinto preparada ainda - Yuna responde se jogando no sofá e logo todas se sentam.

 –  Ficamos conversando a maior parte do tempo, eu queria muito mas talvez hoje seja o dia certo - Mandy dizia cruzando as pernas encima do sofá.

 –  Ah, rolou umas mãos bobas. Uns beijos quentes...Mas quero provocar bastante, apesar de não conseguir mais resistir - Amber dizia mordendo os lábios.

 –  Eu transei, transei muito. Provei daquele pedaço de mal caminho que é o Jimin! Ahhhhh - Arfava Choa nos deixando incrédulas e logo rimos.

 –  Eu sei, eu escutei os seus gemidos juntos com o de Lindy! Vocês são muito pervertidas - Digo rindo as olhando.

 –  E você? Ainda maltratando o pobre do Tae? - Choa pergunta revirando os olhos e me olhando com reprovação...

 –  Na verdade....Quase transamos ontem. Nos beijamos intensamente. Eu o senti ferozmente, eu estava tão sedenta. Queria mais, muito mais. Mas na melhor hora ele parou e disse que "não era o nosso momento" - Digo fazendo aspas com as mãos mostrando minha insatisfação

 –  COMO ASSIM? Ele te negou? - Lindy dizia fazendo um perfeito "O" com os lábios.

 –  Na verdade....Ele diz que está planejando algo para o nosso fim de semana na casa de campo do Jin. - Digo um pouco corada.

 –  Ah que fofo irmã, então seja paciente! - Yuna dizia com um sorriso no rosto.

 –  Mas eu não estou aguentando, eu estou cada vez mais atraída. Eu olho para suas mãos e as imagino percorrendo todo meu corpo. Eu me sinto quente só com as minhas imaginações. Não consigo imaginar como vai ser hoje dormir com ele e saber que no máximo só irá rolar beijinhos. Ele não ajuda, e me provoca muito. - Digo franzindo a testa e logo fazendo bico.

 –  Eu estava assim, mas essa noite Jungkook me surpreendeu de uma forma incrível. - Lindy dizia com um sorriso satisfatório em seu rosto. - Ele me deu o presente "secreto" uma linda lingerie vermelha bastante sexy.

  –  Você deveria comprar uma lingerie para usar para o Tae....- Mina dizia me olhando.

 –  NEM PENSAR, QUE VERGONHA! - Digo com os olhos arregalados.

 –  O surpreenda amiga, larga essa vergonha. - Choa dizia com cautela

 –  Me ajudem, eu sou toda desajeitada e inexperiente. Não quero parecer infantil demais. - Digo cabisbaixa

 –  Vamos amanhã comprar algo após acordamos. Vamos todas ao shopping as comprinhas! - Mandy dizia me abraçando.

 –  AHHHH NOSSA MENINA! - Amber dizia enquanto todas vinham me abraçar.

Logo subimos para nosso quarto e logo me deito em minha cama. Estava sem sono, com tédio e vou até a janela na tentativa de vê Taehyung nela. Me apoio a olhando me imaginando que essa noite eu estarei ali, naquele quarto com ele. Como ele conseguia mexer tanto comigo...Volto para minha cama e coloco os fones de ouvido. Onde rapidamente meus olhos se fecham ouvindo stigma e adormeço.


Notas Finais


eu não desistiria dormir no mesmo quarto que o tae, nossa senhora do céu. perdão os erros, vou escrever mais hoje, to empolgada porque quero escrever logo o capitulo da casa do campo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...