História Vizinhos ( NaLu ) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Aquarius, Aries, Bickslow, Cana Alberona, Elfman Strauss, Erik (Cobra), Erza Scarlet, Evergreen, Freed Justine, Gajeel Redfox, Gildartz, Gray Fullbuster, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Kinana, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Mavis Vermilion, Meredy, Michelle Lobster, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Nashi Dragneel, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Tauros, Ultear Milkovich, Ur, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Brigas, Fairy Tail, Gale, Gruvia, Hentai, Jerza, Lucy Heartifilia, Miraxus, Nalu, Natsu Dragneel, Vizinhos, Zevis
Exibições 148
Palavras 1.335
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpaaaa! Perdão a demora!!!!

Bem... Boa leitura!

Capítulo 2 - Me ajuda? Part1


Fanfic / Fanfiction Vizinhos ( NaLu ) - Capítulo 2 - Me ajuda? Part1


Cap2- Me ajuda? 


Pov. Lucy


  Acordei ao escutar alguém chamar no interfone. 


  - Que droga - Falei me sentando na cama e abrindo os olhos. 


  Fiquei estudando a noite toda para uma prova e nem sei que horas eu fui dormir. 


  - Eiii! - Gritou alguém lá fora. 


  - Morra praga... - Murmurei ao me levantar da cama. 


  Coloquei um moletom pra cobrir o meu pijama. Passei a mão no cabelo e fui atender a porta. 


  - Finalmente... Eu tô gritando a horas - Falou o... Natsu? Ai praga demoníaca. 


  - Licença... Sua casa é alí. Errou um número a menos - Falei apontando pra casa dele, que infelismente fica ao lado da minha. 


  - Eu perdi a chave da minha casa - Ele falou com as mãos nos bolsos. 


  - E eu com isso? - Falei cruzando os braços. 


  - Eu não tenho como entrar na minha casa, posso ir no seu quintal e pular a cerca? Eu deixo a porta dos fundos aberta, então vou entrar - Ele falou olhando pra dentro da casa por cima do meu ombro. 


  - Pede pra outro vizinho, tá cedo, vai acordar a velha da casa da frente - Falei brava. 


  - Cedo? Loira, são 9horas da manhã, estão todos trabalhando - Ele falou apontando pras garagens vazias. 


  - Nove horas? - Gritei - Não! Minha prova! Ferrou!!! - Falei com as mãos na cabeça. 


  - Vai surtar ou me deixar entrar? - Ele falou. 


  - Os dois! Entra logo desgraça! - Falei - Fim do corredor, abre a porta doa findos e sai - Falei correndo até o banheiro pra me arrumar pra faculdade. 


  - Loira - Ele falou batendo na porta do banheiro, ele não vai me deixar escovar os dentes agora? 


  - Fala - Falei lavando a boca, abri a porta. 


  - Cadê a chave da porta dos fundos? - Ele falou. 


  - Você não sabe achar uma chave? - Falei indo até o corredor, peguei a chave que estava em cima da mesinha de vidro. 


  Me virei e joguei a chave na cara dele.


  - Ai! Poha! - Ele falou pegando a chave que tinha caido no chão. 


  Tirei meu moletom e joguei o mesmo no sofá, entrei no meu quarto e tranquei a porta. 


  - Droga - Falei pegando meu celular no criado mudo - Tá descarregado, por isso não despertou o alarme - Falei colocando os cadernos na minha mochila. 


  Coloquei uma blusa azul claro e um short jeans preto e abri a porta do meu quarto, quase caindo pra trás de susto. 


  - Que diabos você tá fazendo aqui? - Falei olhando pra cara do Natsu. 


  Ele estava encostado na parede com as mãos no bolso da calça branca, ele usava uma blusa regata preta, o cabelo bagunçado. 

 

  - Vou de dar carona pra faculdade - Ele falou. 


  - Não quero - Falei andando até a porta - Vai pra sua casa de uma vez. 


  - Loira... - Ele falou, olhei pra ele - Eu te vi umas três vezes... Qual o seu nome? 


  - Lucy... Lucy Heartfilia - Falei. 


  - Me chamo Na-... - O Interrompi. 


  - Natsu, eu sei - Falei seca - Umas meninas que estudam comigo vivem falando de você. 


  Falei me lembrando da Lisanna, da Yukino, da Wendy etc... 


  - Estou bem conhecido... AFF... - Ele falou, logo ele colocou um sorriso de canto no rosto - O que você achou de mim com tudo isso? 


  - Um cara sem noção, muito festeiro e um completo galinha... Algumas meninas te chamaram de "pequeno" - Falei rindo. 


  - O rabo daquelas putas que deve ser grande - Ele falou batendo o pé no chão - Se não acredita, quer ver? - Ele falou com a mão no cinto da calça dele. 


  - Não! Sai! - Falei dando um passo para trás - Vai me levar pra faculdade ou ta difícil? - Falei cruzando os braços. 


  - Vou, espera ai que eu vou polar a cerca, vai lá pra minha varanda - Ele falou saindo pela porta dos fundos. 


  Peguei meu celular e mandei uma mensagem pra Levy, minha melhor amiga, perguntei se os portões já estavam fechados. Ela respondeu que sim. 


  - Não! Merda! Desse jeito eu não vou entrar naquela bagaça de faculdade! - Falei pra mim mesma. 


  Corri até a porta do Natsu e bati na porta, ele abriu já com a chave do carro na mão. 


  - Valeu, mais não vai dar mais, já fecharam os portões - Falei dando de ombros. 


  - Yes! - Ele falou com um sorriso largo - Quer disser... Que pena.  


  - Sei... - Falei olhando ele dos pés a cabeça. 


  Tudo que eu sei dele é que; mora sozinho, a personalidade, 19 anos, solteiro, parou a faculdade, rebelde... E lindo... Opa! Acordei pra vida! 


  - Sabe Luce... - Ele falou saindo da casa dele - Esqueci a minha chave de novo - Ele falou trancando a porta e jogando a chave por baixo da mesma. 


  - Eh.. Lucy... - Falei ficando vermelha quando ele se aproximou de mim. 


  - Como quiser... - Ele se aproximou do meu ouvido - Luce... - Ele sussurrou. 


  Ele segurou minha cintura com uma mão e me puxou pra perto dele. 


  Ele se aproximou... Pra me beijar...!!! Mais me celular começou a tocar. 


  - Cancela... - Ele falou segurando minha mão. 


  Olhei pro indicador de chamadas: Rogue? 


  - Seu namorado? - Ele falou ao ler o nome. 


  - Não. Nem amigo meu ele eh... - Falei ainda olhando pro indicador de chamadas - Cancelei - Falei ao apertar a tela. 


  Quando eu guardei meu celular o Natsu tirou minha mochila do meu ombro e a jogou no chão, ele me virou e me prendeu contra a porta dele. 


  - Desde aquela noite... Luce... Você me fez ter desejos loucos com você - Ele falou segurando meus pulsos acima da minha cabeça com apenas uma mão, a outra mão ele apertava minha cintura. 


  - Ahn... - Falei fechando meus olhos ao sentir ele encostar os lábios no meu pescoço. 


  - Esses jovens de hoje em dia... Vou te falar - Falou uma voz feminina e idosa. 


  Abri os olhos na hora, o Natsu parou os beijos e não se mexeu, apenas olhou nos meus olhos. 


  - A Ur... - Ele sussurrou - Ferrou... 


  Ele se virou pra senhora, que estava sentada em uma cadeira de balanço no quintal da casa da frente. 


  - Ah... Senhora Ur... Bom dia - Falei por cima do ombro do Natsu. 


  - Bom... Pra vocês tá ótimo, sim... - Ela falou ajeitando os óculos. 


  - Lucy, acho que esqueci meu celular na sua casa... Vamos buscar? - Ele falou me puxando pelo braço. 


  - Até mais Senhora Ur - Falamos nos dois em conjunto. 


  Corremos até a minha casa, abrimos a porta e entramos. 


  - Viu a cara dela? - Falei rindo. 


 - Lógico, pena que não tinha uma câmera pra gravar - Ele falou rindo muito. 


  - Quer água? - Falei indo até a cozinha. 


  - Não, valeu - Ele falou se jogando no sofá. 


  Peguei um copo no armário e fui passar uma água nele na pia, só que, quando fui abrir a torneira a água espirrou na minha cara e na minha roupa. 


  - Ai!!! - Falei fechando a torneira. 


  - Que isso? - Falou o Natsu entrando na cozinha - Nossa... Que desastre... - Ele falou segurando a risada. 


  Olhei pra ele feio e mostrei a língua. Ele pegou uma toalha e me deu. 


  - Valeu... - Falei secando o meu rosto. 


  - Deixa eu ver essa torneira... - Ele falou abrindo a mesma. Que acabou molhando ele... E eu! Fiquei mais molhada ainda. 


  - Cretino! - Falei olhando pra minha roupa, a blusa que era branca ficou muito transparente e colada a minha pele. 


  - Me ajuda? Porque eu não sei consertar torneira... - Falei.


  - Eu arrumo essa torneira - Ele falou passando a mão no cabelo. 


  Dei um sorriso de canto. 


  



  




  


    


Notas Finais


Obg por lerem! Se gostaram, deixem seu favorito pra ajudar a fic a crescer.
Se quer que eu veja o que achou deixe nos comentários! Amo vcs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...