História Vkook TaeKook - Good Boy - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Taekook, Vkook
Exibições 722
Palavras 3.350
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gentee!
Bem, eu queria ter postado mais cedo, mas não consegui!
Enfim, boa leitura!
Bezo

Capítulo 15 - Uma noite em minha casa


Fanfic / Fanfiction Vkook TaeKook - Good Boy - Capítulo 15 - Uma noite em minha casa

Passei o braço por cima do ombro do ruivo e o puxei para que se acomodasse em meu peito.

- Está vendo aquelas estrelas lá em cima? – Perguntei apontando para o céu estrelado. O mais velho balançou a cabeça positivamente e ainda dava leves soluços por causa do choro. – Então, elas estão ali para testemunhar o que eu acabei de te dizer! Que essa família é sua, que você pode contar conosco sempre que precisar e o mais importante: - Peguei sua mão que repousava sobre minha perna e apoiei em cima do meu peito. – Que isto aqui também é seu!

- Você sabe que tem isso tudo de mim também, não sabe? – Assenti e selei nossos lábios.

Eu fiquei fazendo carinho nos cabelos do meu ruivo e ao mesmo tempo mexia a perna para dar movimento ao balanço. Nós ficamos ali por um bom tempo, tempo suficiente para aquele céu estrelado desaparecer e nuvens carregadas se formarem.

Me virei um pouco para olhar o Tae que ficou calado de repente e percebi que ele havia dormido nos meus braços.

Minha mãe apareceu na área e viu que ele estava dormindo, ela então, fez uma carinha sorridente e cochichou comigo:

- Jeon, acho melhor você não deixar o Taehyung ir embora agora! Olha como vai chover! Chame ele para jantar conosco e convide-o para dormir aqui!

- Tudo bem, mãe! Só vou deixá-lo descansar mais um pouco! – Cochichei de volta.

Depois de mais um tempo sentados lá, começou a trovejar e eu resolvi chamar o Tae para entrarmos.

- Tae? – Chamei baixinho. – Tae, acorda! – Ele abriu os olhos devagar e já foi se levantando de mim.

- Nossa, Kookie, eu tenho que ir embora! Quantas horas?

- Xiu calma! Minha mãe chamou você para dormir aqui! Vai chover, olha só!

- Não, eu não quero incomodar! Me deixe ir?

- Você não vai incomodar! Vamos subir, tomar um banho, você janta com a gente e dorme aqui! Vem! – Levantei e estiquei a mão para ele.

 

Minha mãe mandou Tae guardar o carro aqui na garagem, eu separei uma peça de roupa minha para que ele pudesse vestir depois de tomar banho e depois jantamos todos juntos lá na cozinha.

Depois de comermos, nós fomos para o quarto vago ao lado do meu e ajeitamos a cama para o Tae dormir, logo após, eu o levei para o meu quarto para assistirmos a um filme.

- O que você quer ver? – Notei que a chuva já estava começando a cair e me lembrei do Harry Potter, mas eu ia deixar o ruivo escolher o que ele queria.

- Harry Potter – Ele disse tranquilo e eu o encarei assustado. – Dá para ver o tanto que você gosta. – Ele sorriu e apontou para a minha coleção de livros, filmes e adereços do mesmo.

- Adoro mesmo! Mas você pode escolher outra coisa! – Tae balançou a cabeça negativamente.

- Quero Harry Potter!

- Está bem! – Sorri entusiasmado.

Coloquei o filme a fui para a cama me deitar com Taehyung, que já começava a se acomodar debaixo dos lençóis.

- Você está tão sexy com essa minha roupa! – Sussurrei em seu ouvido. Ele vestia uma camisa branca bem larga e um short de pijama cinza.

- Mas eu só fiquei sexy porque a roupa é sua! – Ele sorriu e se acomodou novamente em meus braços.

 

Chegou numa certa hora, a chuva já estava caindo bem forte, eu mal podia ouvir o som da TV. Passei a correr os olhos sobre o ruivo que assistia o filme prestando a maior atenção e nem percebeu quando eu comecei a me mover para chegar mais perto dele.

Enterrei meu nariz no seu pescoço e puxei o ar bem forte, sentindo seu cheiro me invadir e me deixar excitado.

- Como você pode ter um cheiro tão gostoso? – Sussurrei no seu ouvido e depositei um leve selar no pé da sua orelha, o que fez o mais velho arrepiar.

- Você gosta? – Ele cochichou de volta, passando a dar atenção só para mim.

- Seu cheiro me excita! - Comecei a beijar seu pescoço e fui subindo em cima dele até encontrar seus lábios e os tomar para mim. Passei a língua sobre os mesmos e Tae abriu um pouco a boca para que eu pudesse explorá-la. Ele passou a mão direita para minha nuca e ficou dando leves puxões no meu cabelo.

Enquanto minha mão direita acariciava as madeixas ruivas, aproveitei minha mão livre para correr pelo corpo do Tae. Passei a levantar a camisa larga e a dar leves arranhões no seu peito.

Soltei os lábios dele e direcionei os meus para seu mamilo rosado, onde eu fiquei fazendo movimentos circulares com a língua.

- Kookie? – Ele chamou manhoso. – N-não faz isso!

- Xiiiu. – Passei a chupar o outro e ele agarrou meus cabelos.

- Jungkook... – Calei a boca dele usando meus próprios lábios.

Desci a mão esquerda para cima do seu membro, o qual já estava bem duro. Comecei a massageá-lo e Tae gemeu entre o beijo, passando a mão para cima da minha e me tirando de lá.

-Você já está durinho para mim! – Sussurrei e chupei o lóbulo da sua orelha.

- Kookie, para com isso! Nós estamos na casa dos seus pais! – Virei seu queixo e o beijei de novo.

Dessa vez, eu desci a mão e a enfiei por baixo do short. Peguei seu membro e passei o dedo por cima da glande, a qual já estava começando a soltar o pré gozo.

- Molhadinho... – Sussurrei entre o beijo e comecei a masturbá-lo.

- Jungkook, eu estou falando sério... – Ele disse arfando e tirou minha mão do seu membro.

- Ai, Tae... me deixa! Eu estou te querendo...

- Não, Kookie! Para! – Ele suspirou fundo.

- Ah, só porque eu ia te fazer um boquete? – Cochichei e lambi seu pescoço.

- Aaain, Jungkook... – Ele resmungou. –              É falta de respeito com seus pais!

- Mas me foder na sua casa não é falta de respeito com os seus, né? – Eu afastei e o fitei.

- É diferente, meus pais não estavam lá! Eles não poderiam ver nada!

- Olha como a chuva está forte, Tae! Ninguém vai ouvir você gemer! Só eu! – Beijei sua orelha. – Você vai gemer só para mim!

- Mas eles podem aparecer por aqui. – Ele insistiu.

- Meus pais já dormiram, Taehyung! Eles dormem cedo!

- Não! – Ele quis me afastar, mas eu não deixei.

- Você não sabe o quão gostoso é ser chupado ouvindo o barulho da chuva. - Provoquei.

- Como você sabe disso, Jeon? – O ruivo me fuzilou com os olhos.

- Você quer experimentar? – Insisti.

- Eu quero é saber como você sabe que é gostoso ser chupado ouvindo o barulho da chuva! – Ele cruzou os braços e fez bico... aff Taehyung, você não é inocente, mas como eu sou um bom menino, respondi.

- Porque eu já fui! – Falei direto e fiquei encarando seus olhos.

- Argh, Jungkook, que nojo! Aposto que foi o Jimin que fez isso! – Ele franziu o cenho.

- Que nojo, nada! Você gosta que eu sei!

- Mas não gosto de saber que já chuparam meu namorado enquanto chovia e que ele gostou disso!

- Mas foi você que pediu para eu falar! Você sabe muito bem como que eu sei que é gostoso! Mas eu queria fazer em você! Você é tão gostoso!

- Eu sei que fui eu que pedi! – Ele sorriu e me puxou para um abraço.

- E aí, deixa eu te dar um boquete?

- Não!

- Nossa, Taehyung, você é chato em!

- Te avisei isso hoje mais cedo! – Ele deu de ombros.

Eu virei de barriga para cima e voltei a prestar atenção no filme.

- Oh, Kookie, não fica chateado comigo! – Ele sentou na cama e ficou de frente para mim. – Vamos fazer o seguinte... – O ignorei. – Jungkook, dá para você olhar para mim enquanto eu converso com você? – Continuei ignorando. – Ah então fica aí com essa cara! Vou dormir!

Ele se levantou da cama e foi na direção da porta, quando tentou abri-la, viu que a mesma estava trancada e me olhou incrédulo. Soltei uma risada maléfica e o ruivo veio na minha direção e me deu um tapa na perna.

- Deixa eu ir dormir seu pervertido! Abre essa porta!

- Só vou abrir se você deixar eu...

- Cala a boca, Jungkook! Eu ia te propor uma coisa, mas nem vou mais!

- Vem cá, fala comigo! – Tentei puxar a mão dele, mas ele se afastou.

- Não vou falar nada com você!  - Ele fez bico de pirraça. – Eu estou com sono, abre a porta para mim!

- Dorme na minha cama, de preferência por baixo de mim! – Eu sorri e levei outro tapa!

Taehyung se afastou da cama e eu levantei correndo para puxá-lo para perto de mim. O abracei e o empurrei em cima da minha cama, me deitando por cima dele e tirando gargalhadas do mais velho.

- Eu estou brincando com você, Tae! – Comecei a acariciar sua bochecha.

- Eu sei, seu bobo! Eu também estou brincando com você!

- Então, o que você queria falar comigo? Estou aqui com toda a minha atenção só para você!

- Eu ia te chamar para fazer um passeio amanhã! – Ele passou os dedos sobre meu pescoço.

- Onde? – Perguntei.

- No meu sítio! Nós podemos passar o dia lá ou... – Ele se levantou e mordeu meu lábio. – Passar alguns dias... o que você acha?

- Huuum...

- Aí, lá nós estaremos sozinhos... você só para mim e eu só para você!

- Vou pensar no seu caso! – Respondi brincalhão.

- Pensa com carinho! – Ele abriu aquele sorriso lindo dele e eu o beijei.

Dobrei suas pernas, passei as mesmas para cima das minhas costas e friccionei meu membro em cima do dele.

- Ain, não começa, Kookie! – Ele gemeu entre o beijo.

- Eu não resisto a você deitado na minha cama com as pernas abertas! – Direcionei meu lábio para sua orelha. – Eu estou louco para te fazer um boquete, você é tão gostoso, tão docinho, geme tão lindo para mim quando eu faço isso em você!

- E eu não resisto a você, de jeito nenhum! Principalmente quando está em cima de mim, fazendo seu pênis roçar no meu! Está difícil segurar!

- Então deixa eu chupar você? Eu só quero fazer você ter uma sensação gostosa!

- Kookie, e seus pais? – Ele me olhou manhoso.

- Deita direito na cama, Taehyung! – Eu me levantei, ele se arrastou até a cabeceira e eu fui para cima dele. – Já te falei que meus pais estão dormindo!

Me posicionei no meio das pernas do meu hyung e abaixei seu short, tendo a visão do seu membro completamente duro.

- Olha que delícia! – Dobrei seus joelhos e desci minha boca para a glande do mais velho, onde lambi e depositei um leve selar! – Gostoso! – Sussurrei para o mais velho que estava um pouco sentado, tendo completa visão do meu trabalho.

Enfiei a ponta na boca e dei uma chupada estalada.

- Ahh, Kookie... – Ele gemeu e mordeu o lábio.

Repeti o processo e dei uma chupada na virilha alheia. Comecei a masturba-lo enquanto ia distribuindo chupões e lambidas pela parte interna de sua coxa.

Senti seu membro já pulsante e parei com a masturbação, dando lugar ao boquete. Primeiro eu enfiei a glande e chupei forte, da segunda vez, eu o enfiei até a metade e fiquei fazendo movimentos com a língua antes de sugar e tirá-lo da minha boca.

- Está gostando, hyung? – Fitei o mais velho que notavelmente estava custando a manter os olhos abertos e mordia os lábios com força para não deixar escapar gemido algum.

Antes que ele pudesse responder, ainda fitando o ruivo, abaixei minha boca para seu pênis novamente e o enfiei inteiro na boca, dando fortes sucções e pressionando a glande no céu da boca, enquanto eu o retirava de lá. Isso fez com que Taehyung agarrasse meus lençóis e deixasse escapar um gemido sôfrego, baixinho.

Fiz isso mais uma vez e o mais velho começou a ficar com as pernas trêmulas.

- P-para d-de m-me p-provocar, Koo-kie – Ele gemeu.

Coloquei seu membro de volta na boca e passei as mãos para a lateral de suas pernas, afim de segurá-las e arranhá-las durante o boquete.

Comecei a fazer movimentos rápidos de sobe e desce, combinados com chupadas fortes e lambidas na ponta, que soltava uma grande quantidade de pré gozo.

Taehyung fechou os olhos com força e tombou a cabeça para trás, agarrando os lençóis com mais força e castigando seu lábio inferior.

Continuei com os movimentos e fiquei dando arranhões pela sua coxa.

- N-nossa, Kookie... Anh anh – Ele gemia baixinho.

Soltei seu pênis com uma chupada, causando um “ploc”, recebendo um olhar reprovador do mais velho.

- Não precisa segurar os gemidos, hyung! Eu quero ouvir você gemer! – Ele balançou a cabeça devagar negativamente. – Olha, minhas mãos estão ocupadas, me ajude aqui! - Passei a língua nos lábios e sorri maliciosamente.

Taehyung pegou no seu membro e o levantou para colocá-lo de volta na minha boca.

Decidi parar de provocá-lo, eu faria ele gozar agora! Então, eu voltei com os movimentos rápidos e quanto mais eu chupava, mais eu apertava seu pênis contra o céu da minha boca e mais eu esfregava minha língua na glande; isso tudo eu fazia sem tirar os olhos dele. Era muito excitante para mim, vê-lo daquela forma, saber que ele estava daquele jeito porque eu estava lhe dando prazer.

- K-kookie - Ele tentou falar. – E-eu... anh ainh Kookie... Huuum – Ele mordeu os lábios mais uma vez e apertou os lençóis com mais força. Senti seu gosto ficar um pouco mais forte e percebi que ele ia gozar, então usei minha mão esquerda para massagear seus testículos. Quando fiz isso, meu hyung arqueou as costas de uma vez, jogando a cabeça para trás e praticamente se sentou na cama agarrando meus cabelos. – Aaanh aaannh – Ele acabou gemendo mais alto e me olhou.

Acho que a visão daquilo que eu estava fazendo deixou Taehyung louco.

- Aaannnnhh huuumm – Ele abriu a boca e deixou um gemido arrastado sair, enquanto despejava seu líquido quente e gostoso na minha boca, o qual eu fiz questão de engolir todinho e chupar mais algumas vezes para pegar o restante que saía.

O ruivo caiu na cama e eu notava sua respiração forte, enquanto seu peito subia e descia num ritmo frenético.

- Que gostoso ouvir você gemendo para mim! – Subi em cima dele de volta e sussurrei no seu ouvido. – Tão gostoso ver que eu posso fazer isso com você! Saber que eu consigo te dar prazer!

- Jungkook, o que foi isso que você fez? – Ele falava falhado por conta da falta de ar.

- Gostou do barulho da chuva?

- Chuva? – Ele perguntou brincalhão. – Estava pouco me fodendo para a chuva! Gostei foi dessa sua boquinha gostosa me chupando! Tão quentinha... e essa língua... nossa... Eu ainda estou trêmulo por conta desse orgasmo! Eu nunca fiquei assim antes por causa de um boquete.

- Foi mais gostoso por causa do barulho da chuva! Vai por mim! – Eu sorri. – Está vendo? Se não tivesse deixado eu te chupar, você não estaria com essa sensação gostosa agora!

- E coloca gostosa nisso! – Ele respondeu.

- Vai se acostumando, Tae! Daqui pra frente, sempre que você quiser, vai poder se sentir assim!

- E você? O que você quer que eu faça com você? – Ele perguntou. – Agora eu também preciso fazer você gozar!

Cheguei no ouvido dele e sussurrei:

- Me chupa!

Taehyung me deitou na cama e vendou meus olhos. Ele começou a fazer massagem pelo meu corpo até suas mãos atingirem meu membro já duro. Ele começou a me masturbar e logo senti a pontinha da sua língua sobre minha glande.

- Tae? – Chamei. – Deixa eu ver?

- Não! – Recebi uma resposta direta.

- Por favor?

- Cala a boca! – Ele respondeu e passou a dar lambidas fortes sobre o meu membro.

De repente, ele desceu os lábios para a minha entrada, onde ficou passando a língua em movimentos circulares e me masturbando, o que me fez ficar arrepiado e necessitado dele dentro de mim.

Foi subindo as lambidas até chegar nos meus testículos, onde ele ficou dando leves chupadas. Finalmente ele chegou no meu membro, que já estava necessitando da atenção da boca dele.

Deu a primeira chupada forte:

- Tão gostoso...

Segunda chupada:

- Delicioso...

Terceira chupada:

- Quero sentir fodendo a minha boca...

Quarta chupada:

- Vou te fazer gozar bem gostoso, amor...

Quinta chupada:

- Eu vou te chupar todinho, até você não ter forças para se levantar da cama...

Sexta chupada:

- Vou te mostrar como é bom ser chupado ouvindo o barulho da chuva... principalmente se for eu que estiver te chupando.

Agarrei o cabelo do ruivo quando senti ele abocanhando meu membro até chegar na sua garganta.

Ele começou a se movimentar num ritmo frenético, enquanto sua língua castigava minha glande e eu sentia arrepios percorrendo meu corpo inteiro.

- Aaahn hyung... aanh aanh... que gostoso hyung... continua... isso, vai... aanh... vai... – Eu gemia descaradamente, pois aquelas palavras que ele pronunciou para me provocar, haviam feito efeito triplicado.

Eu estava deitado na minha cama, Kim Taehyung estava me chupando com toda sua força, a chuva caía forte lá fora e eu estava aqui gemendo para ele.

O mais velho passou a tirar meu membro da boca quando subia, causando estalos com a língua e aquilo estava me deixando doido.

- Ah hyung... aanh nossa, isso está tão gostoso... Ai, eu vou...

- Segura! – Ele falou e parou de me chupar. – Não goza agora!

- Ai hyung, não faz isso... – Meu coração estava disparado e eu estava trêmulo.

O mais velho subiu até mim e sussurrou no meu ouvido:

- Vou te fazer sentir uma coisa diferente! Então só goza quando eu deixar!

Ele voltou a dar atenção para o meu membro ainda pulsante dando fortes chupadas. Senti outra sensação de gozo vindo.

- Tae, para! Eu vou gozar se você continuar! – O mesmo parou e sorriu para mim.

- Bom garoto!

O mais velho esperou um pouco e começou a me chupar de novo. Cada vez que ele começava de novo, vinha uma sensação diferente, e aquilo estava me deixando mais doido ainda.

- Aih, Tae... para... – Senti um arrepio forte e o ruivo me ignorou.

Agarrei seus cabelos e comecei a movimentar o quadril indo ao encontro da boca do mais velho. Ele por sua vez, me forçou a ficar quieto e aumentou a força das sucções.

Taehyung começou a gemer junto comigo e eu fiquei doido com aquilo.

- Annh, Tae... ai amor... aanh – Joguei a cabeça para trás quando ouvi mais um gemido do outro, o que foi o suficiente para que eu me desmanchasse na boca dele.

Tae por sua vez continuou a me chupar e massagear meu membro.

- Aih Tae, para! Nossa... – Ele continuou e foi chupando e chupando mais forte e mais rápido. Senti outro arrepio subindo pelo meu corpo, agarrei os lençóis e arqueei minhas costas, gozando mais uma vez.

Eu fiquei respirando rápido tentando recuperar o fôlego. Não conseguia dizer nada nem movem um músculo.

Meu hyung veio subindo para cima de mim sorrindo.

- Alguém já fez você ter dois orgasmos seguidos? – Ele sussurrou no meu ouvido.

- C-como q-que você conseguiu fazer isso? – Disse arfando.

- Eu fiz você segurar para não ejacular de primeira! Você teve dois orgasmos, mas só ejaculou na segunda vez!

- Nossa, Tae... – Ele tomou meus lábios e deu um beijo muito gostoso, chupando minha língua e meu lábio.

- Você percebeu que nós dois chamamos um ao outro de amor? – Ele perguntou deitando no meu peito e entrelaçando nossos dedos.

- Percebi – Eu disse sorrindo sem graça. – Eu já disse que te amo!

- Mas eu não! – Ele falou de cara e se levantou para me olhar. – Eu amo você, Kookie!

 


Notas Finais


Eiiin, gostaram?
Olha, devo esclarecer duas coisas: Essa questão do céu mudar de uma hora para outra, isso acontece com vontade aqui onde eu moro, então eu não estou exagerando HHUAHUA
Outra coisa, eu não sei bem como que funciona essa coisa de orgasmos múltiplos masculinos e cada site que eu abro fala de um jeito diferente, então se eu fiz algo errado aí, me desculpem!
Obrigada pelo carinho de todos vocês!
Bejim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...