História Você Ainda Estaria Aqui? - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bottom!jimin, Jikook, Jimin, Jimin!bottom, Jk!top, Jungkook, Jungkook!seme, Jungkook!top, Kookmin, Namjin, Taeseok, Taeyoonseok, Top!jungkook, Vhope, Yoonseok
Visualizações 57
Palavras 1.839
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi galeras tudo bom
então
vamo la
eu mudei ~MAIS UMA VEZ~ a imagem da capa da fanfic, e o nome dela
e eu vou mudar a capa de novo, ja q eu fiz essa temporariamente, porque eu pedi pro meu melhor amigo (amém moisés) fazer uma nova pra mim, e até ela ficar pronta vai ficar essa mesma
e esses capitulos tao seguidos pq eu to realmente empolgada (não sei se é graças ao término do meu namoro juntamente com o fato de eu querer descontar a minha raiva fazendo alguma coisa que eu goste muito) e provavelmente essa semana saiam alguns capitulos com um tempo curto de espera (talvez, vejamos bem, muita coisa pode acontecer)
e eu realmente queria agradecer muito a vcs q favoritaram a fic, que estão comentando, é realmente muito importante e bom pra mim saber oq vcs tão achando <3
bom, vejo vcs nas notas finais

Capítulo 14 - Apenas passe a noite aqui...


Fanfic / Fanfiction Você Ainda Estaria Aqui? - Capítulo 14 - Apenas passe a noite aqui...

Ponto de vista de Jeon Jungkook

 

 

| 20:38 |

Estávamos todos sentados ao redor da grande mesa de jantar. Jin e Namjoon conversavam como se fossem amigos há séculos, trocavam risadas e segredinhos entre si o tempo todo, ambos sorridentes demais. Ao lado dos dois, exatamente à minha frente, Yoongi e Jimin estavam sentados. Yoongi estava com o braço por trás da cadeira de Jimin, colocando sua mão esquerda no ombro do garoto por trás de suas costas. Sua mão direita se ocupava em colocar comida na boca e acariciar a mão de Jimin em seguida, vez ou outra descendo a carícia para as coxas do garoto. Aquilo me dava ânsia.

Na ponta da mesa, Lisa estava sentada, apenas observando a situação e sorrindo, provavelmente achando graça de tudo aquilo. Do lado dela, e ao meu lado direito, estava Hobi, que conversava animado com Jimin sobre dança. Eu estava sentado de frente para Yoongi, que me olhava com um sorriso no rosto. Ao meu lado esquerdo estava Taehyung, que estava preocupado demais em acabar com aquele macarrão.

 

— Jimin — ouvi a voz de Yoongi e subi o olhar, mesmo que o assunto não fosse diretamente comigo — O que você acha de passar a noite no meu quarto? — sorriu malicioso e Jimin corou. Apertei o tecido de minha bermuda com força, me segurando para não socar a cara do garoto.

 

— Não se esqueça que estamos no mesmo quarto, por favor. Não tem espaço pra mais um. — Hobi disse e Taehyung concordou, fazendo Yoongi revirar os olhos.

 

— Ele pode dormir junto comigo.

 

— Não pode não. — me pronunciei, com um tom um pouco raivoso e todos me olharam assustados.

 

— Por que não? — dessa vez era Jimin perguntando, enquanto apoiava os cotovelos na mesa.

 

— Porque... Porque eu não gosto de dormir sozinho. — menti, arrancando risadas de Lisa.

 

— É efeito do término de namoro — ela disse e Jimin comprimiu a boca em uma linha, apenas assentindo em silêncio.

 

Yoongi desceu novamente a mão para a coxa de Jimin, que visivelmente mordeu o lábio. Empurrei minha cadeira para trás com raiva e deixei a mesa, subindo a escada em passos duros e raivosos. Entrei no quarto e bati a porta atrás de mim, suspirando.

Por que eu tinha que fazer aquilo? Eu só deixei a situação mais difícil pra mim. Taehyung é meu primo, é inaceitável beijar ele. Pior que isso é só afastar a pessoa que eu realmente quero por causa de uma frase mal calculada. Bufei e puxei o colchão que estava em pé, encostado na parede. O mesmo caiu no chão e eu o encaixei entre o encontro de duas paredes, me deitando sobre ele.

Peguei meu celular e ele vibrou no mesmo momento, indicando uma nova mensagem. Vi o nome de Taehyung na tela e apenas deslizei a notificação para o lado. Não estava nem um pouco a fim de falar com ele.

Senti minhas roupas me incomodarem, já que eu tenho um péssimo costume de sempre me deitar sem elas, porque é confortável dormir pelado e sempre que eu me deito eu sinto sono.

Abri o zíper e os botões da minha bermuda, levantando meu quadril para tirá-la sem precisar me levantar. Ergui as costas para retirar a camiseta e, logo em seguida, levantei o quadril novamente para descer a cueca.

Liberdade.

Comecei a pensar novamente na cena do jantar. Yoongi e Jimin parecendo dois namorados sendo que literalmente tinham se conhecido há dois dias. Que amigo filho da puta esse que eu fui arrumar, que na primeira oportunidade fura meu olho com um espeto de churrasco ensanguentado. Revirei os olhos e me virei no colchão.

Certo, podia ser uma vingança, já que eu beijei o garoto que ele havia acabado de começar a ter uma relação – vulgo meu primo – mas não foi por querer, e foi ele que tomou atitude. Suspirei e fechei os olhos, numa tentativa – dessa vez tive sucesso – de dormir.

 

| 21:40 |

 

“Jimin sorriu sacana e se ajoelhou, abaixando minhas calças e minha cueca de uma vez só. Meu membro saltou para fora e bateu em sua boca, fazendo o garoto sorrir ainda mais. Depositou um beijo em minha glande, me fazendo arfar. Pressionou os dedos em volta da mesma, fazendo movimentos circulares, e logo descendo sua mão pela minha extensão, a apertando enquanto fazia movimentos lentos de vai-e-vem. Gemi em aprovação e o senti colocar meu membro todo em sua boca, de uma só vez. Gemi mais alto enquanto ele subia e descia os lábios de maneira calma e lenta, me torturando.

Levei minhas mãos e emaranhei meus dedos finos em seus fios, tentando empurrar sua cabeça para aumentar a velocidade, mas ele fez força com a mesma, mantendo-a no lugar. Subiu suas mãos pequenas até onde minha mão estava e tirou-a de lá, tirando sua boca de meu membro logo em seguida, me fazendo grunhir em desaprovação. Sorriu de canto.

 

— Meu oral, minhas regras — disse, com a voz rouca, depositando mais um beijo em minha glande.

 

Joguei a cabeça pra trás e ele usou as duas mãos para segurar meus pulsos atrás de meu corpo, enquanto abocanhava meu membro por completo.

 

— Jimin...

 

— Jungkook — ouvi a voz dele e arqueei uma sobrancelha. Sua boca estava ocupada. De onde saiu aquela voz?”

 

 

— Jungkook! — ouvi a voz de Jimin gritando e abri os olhos assustado.

 

— Jimin... — falei surpreso, mas minha voz saiu como um gemido arrastado.

 

Isso não era pra ter acontecido. Droga. Não era pra ter saído assim.

Certo, você tem duas opções, Jungkook: Ou você convence ele a transar com você, ou você finge que nada aconteceu.

 

A primeira opção parece mais agradável.

 

— Eu só... — ele hesitou por um momento — Vim pegar meu pijama. — disse se virando em direção à sua mala — Você pode ficar com a cama.

 

— Jimin — gemi novamente, me sentando no colchão e vendo o corpo do mais velho se arrepiar — Eu preciso de você. — sorri malicioso, mesmo que ele não pudesse me ver.

 

— Não, você não precisa. — ele tentou parecer firme. Me levantei e caminhei em silêncio até ele.

 

— Me ajuda com isso — minha voz saiu em um sussurro, rouca e carregada de segundas intenções. Puxei seu corpo pela cintura, fazendo com que o garoto batesse as costas em meu peitoral, e fazendo sua bunda se encaixar perfeitamente em meu membro já duro — Eu quero você.

 

Empurrei meu quadril para frente, fazendo-o arfar. Sorri satisfeito e beijei seu pescoço exposto. Senti o corpo do mais velho estremecer e mordi seu pescoço em resposta. Ele levou uma de suas mãos pequenas até minha cintura, tentando me empurrar pra trás. Começou a fazer força e eu cedi, afastando meu corpo, fazendo com que sua mão descesse instantaneamente para minha intimidade. Gemi baixo com o toque inesperado e ele tentou tirar a mão dali, mas segurei seu pulso.

 

— Por favor... — sussurrei e ele se virou de frente pra mim, entreabrindo os lábios assim que seu olhar desceu por meu corpo — Jiminnie...

 

— V... Vá pedir ajuda para o Taehyung — ele disse sério e virou-se para sua mala, pegando seu pijama rapidamente e indo em direção à porta.

 

Antes mesmo que ele chegasse à porta, eu a tranquei e joguei a chave pela varanda. Aquilo não seria um problema, eu sabia que existia uma chave reserva no armário do banheiro. Mas ele não sabia. Sorri e ele se desesperou.

 

— Tudo bem se você não quiser me ajudar — sorri decepcionado, levando minha própria mão até meu pênis — Mas, por favor, passa a noite aqui. — ele mordeu o lábio enquanto observava minha mão fazendo movimentos lentos em meu falo.

 

— Tudo bem — se virou novamente, jogando seu pijama na cama — Mas, por favor, vá tomar um banho pra... te ajudar com... — ele se virou rapidamente, olhando para baixo corado, e voltou o olhar à sua mala — Isso aí. E vista uma roupa, por favor.

 

— Está bem — suspirei e peguei minhas roupas que estavam jogadas no chão, indo em direção ao banheiro.

 

Narração em terceira pessoa

 

Jungkook entrou no banheiro e Jimin suspirou aliviado. Mais um segundo e ele não conseguiria controlar a excitação que estava prestes a aparecer entre suas pernas. Trocou de roupa rapidamente, colocando seu pijama preto – uma bermuda e uma camisa de manga longa – e se deitando na cama, encarando o teto.

Incrível a capacidade que Jungkook tinha de fazer com que ele dormisse no mesmo ambiente que o mais novo, mesmo depois de estar tão magoado. Seu dia havia sido uma mistura de sensações, partindo desde felicidade, até raiva, até excitação, e naquele momento estava uma mistura dos três.

Queria, mas não podia ceder aos toques do mais novo. Ainda estava bravo e, ainda o conhecia por muito pouco tempo para entregar-se assim para alguém, de maneira tão fácil.

Fechou os olhos, tentando dormir, mas falhou ao ouvir a voz de Jungkook gemendo seu nome no cômodo ao lado. Sua voz saiu alta e arrastada, e Jimin instantaneamente apertou os lençóis da cama. Respirou fundo e fechou os olhos novamente, tentando controlar qualquer pensamento impuro que poderia surgir em sua mente. Pensou em pôneis saltitantes e caiu no sono.

 

DOMINGO

| 07:12 |

 

A luz do sol entrava pela porta da varanda e ia de encontro aos olhos de Jungkook. O garoto resmungou assim que sentiu a claridade, abrindo os olhos lentamente. Assim que o fez, observou Jimin dormindo, e sorriu automaticamente. O mais velho estava encolhido e descoberto, provavelmente estava com frio.

Levantou-se, alongando o corpo o máximo que podia no momento. Caminhou em direção a cama, puxando o cobertor para cobrir Jimin, que murmurou alguma coisa sem sentido assim que sentiu o tecido envolver seu corpo. Jungkook ficou estático, com medo de que o garoto acordasse, mas ele não o fez. Suspirou e virou-se em direção ao banheiro.

Abriu o armário que ficava atrás do espelho, pegando a chave reserva da porta. Colocou a mesma no bolso de sua bermuda, enquanto pegava sua escova de dentes. Fez suas higienes rapidamente, e ficou parado por um momento olhando a si mesmo no espelho, lembrando-se da noite anterior. Sentiu-se mal por ter escolhido fazer o mais velho mudar de ideia, já que, além de não ter sido a melhor ideia, ela também não funcionou. Jimin resistiu ao garoto, e ele se sentiu extremamente magoado com isso, embora não quisesse demonstrar. Jimin realmente havia ficado magoado consigo, e aquilo estava o machucando.

Não sabia ao certo o que se passou em sua cabeça quando decidiu tentar fazer o garoto mudar de ideia, já que Jungkook também era virgem – assim como Jimin, mas ele não sabia disso – e não fazia ideia do que estava fazendo. Agiu pelo impulso e por sorte não fez nenhuma besteira. Bom, nenhuma besteira maior, do tipo chegar no momento de fazer algo e ficar perdido e fazer algo errado. Provavelmente aquilo faria com que o mais velho nem o olhasse mais. Suspirou, virando-se para sair do banheiro.

Girou a maçaneta, e assim que entrou no quarto se deparou com uma cena que fez todos os seus pensamentos anteriores descerem pelo ralo.

 

Jungkookie... 


Notas Finais


NÃO ME MATEM POR NÃO TER LEMON KSDJSADHASDK sério
desculpa
mas como os dois são virgens eu provavelmente vou deixar isso pra um momento mais fofinho entre eles dps
e em q eles ja se conheçam melhor, já q eles se conhecem a tipo, menos de um mes
vamo com calma ne glr
não me batam <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...