História Você é a minha cura! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Exibições 14
Palavras 819
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Mistério, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vou postar dois ou três de uma só vez, pela minha ausência
Me amem³
Boa leitura

Capítulo 3 - Eu não sou ele...


Chegamos no meu apartamento, e eu mostrei pra ele um quarto de hóspedes no começo do corredor, ele deixou as malas la e enquanto estava sentada no sofá no celular ele começa a andar pela minha casa, abrir armários e a olhar a geladeira. 

 -mas que intimidade é essa de chegar assim? 

 -Ué, eu não sou seu "irmão"?-fez aspas com os dedos e deu um sorriso irônico

 -Eu tenho que me acostumar com você sendo uma cópia mal feita do meu irmão, então se eu fizer algum hábito fora do normal, por favor, não se importe.

 -Que tipos de hábitos?

 -Hábitos de intimidade que eu e meu irmão tinhamos-Ele deu um sorriso malicioso-CREDO, seu nojento, eu nunca faria isso com ele!

-eu disse algo?!-ele pegou vários dos copinhos de macarrão instantâneo e jogou todos nos lixos, vazios ou não estavam todos no lixo. 

-VOCÊ É LOUCO?VAI JOGAR MEUS MIOJOS NO LIXO?!EU VOU JOGAR MINHA MÃO NA SUA CARA! 

 -ei, ei, se acalma, é só miojo, eu faço comida SAUDÁVEL pra gente todos os dias e se quiser te ensino a cozinhar também.

 -Sua comida deve ser horrível Nagisa, você nunca cozinhou.

 -E você nunca provou, bom, eu vou no mercado comprar alguns ingredientes, fique ai, deixe a porta trancada e o meu número esta na mesa, qualquer coisa me ligue.

 -Uhum...

Ele saiu e eu finalmente pude relaxar, tomei um banho demorado na mini banheira do apartamento, pra ser sincera eu até dormi, acordei com o barulho da porta da sala sendo aberta mas não me importei ja que Nagisa era o único que tinha a chave e continuei no banho, derrepente a porta do meu banheiro se abre e eu tentei me esconder no meio da espuma, enquanto encarava o garoto de cabelos platinados na minha frente me fitando. 

 -VOCÊ NÃO TEM VERGONHA NA CARA NÃO?!

 -N-não foi isso, é que eu não te achava, e tava um silêncio e comecei a te procurar, não sabia que estava aqui. 

 -Pega a toalha pra mim pelo menos então...

 -O-okay...-ele me entregou a toalha e em nenhum momento ele olhava pra mim, se virou de costas e esperou eu vestir a toalha.

 -Ja posso me virar?

 -Já...-antes que tivesse tempo fui direto pro meu quarto, coloquei um short de cotton acima das coxas branco e uma blusinha rosa claro com bolinhas brancas acompanhada com minha pantufa listrada branca com rosa, fiz um coque, coloquei um perfume e sai.

 -Então Sr.Nagisa oque vai fazer.

 -Bom, primeiro eu acho que vou escrever uma etiqueta com o meu nome e botar na minha camiseta, não aguento mais você me chamando de Nagisa. 

 -Perdão...-abaixei a cabeça, ele me olhou com um olhar compreensivo.

 -Okay, eu deixo você me chamar assim, só por um tempo...

 -obrigada, que bom que compreende, então oq vai fazer?!

 -Macarrão de panela de pressão e risoto.-Meus olhos brilharam por um momento, de lembrar minha mãe nos almoços de domingo colocando aquele macarrão delicioso na mesa, mas depois me veio a imagem dela morta em minha mente, sempre que penso neles, essa imagem de um jeito ou de outro me atinge, e isso machuca, uma lágrima caiu sorrateira e logo Nagisa a enxuga com o dedão e me estende um prato cheio de comida

 -Pra que me deu o seu prato?!

-Comediante você Yui, esse é o seu prato.

 -Mas eu não como isso tudo...

 -Exatamente, por isso ta parecendo um palitão, uma vara verde ambulante, se continuar comendo daquele jeito vai ficar anoréxica.

-Mas q exagero, se eu n comer tudo, vou enfiar o resto na sua guela e não reclame se o prato for junto.

 Quando dei uma garfada sorri para o prato e depois para Nagisa, aquilo estava surpreendentemente bom e até eu mesma me surpreendi pelo sabor e pela minha capacidade de conseguir comer aquele prato enorme sozinha.

 Após comer tirei uma soneca no meu quarto e só mais tarde fui para a sala em que vi o meu irmão sentada de uma forma completamente reta no sofá com as pernas abertas e com os olhos vidrados em algum filme de ação qualquer, eu estava cambaleando de sono, fui até ele e sentei no meio de suas pernas, hábito nosso, o mesmo não respondeu, apenas continuou vendo o filme, me remexi um pouco procurando um modo confortável de ficar em seu colo e encostar minha cabeça em seu ombro, até que sinto algo me incomodando debaixo de mim.

 -No que eu sentei?!-Me levantei e vi um volume enorme nas calças de Nagisa-Nagisa seu nojento oque é isso ai? 

-Reformulando não é Nagisa e sim Jimin, e isso não é nada, só acho que não devia ficar sentando em colo de estranhos.-corei com a situação, esqueci que ele não era meu irmão-bom, esquece, eu vou tomar banho e eu vou sair daquele banheiro com uma etiqueta enorme escrita meu nome, pra ver consegue memorizar, afinal eu não sou esse tal de Nagisa...


Notas Finais


Bjbj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...