História Você é meu - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bts, Comedia, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suja, Taehyung, Tragedia
Exibições 190
Palavras 2.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


MEO DEOS AUTORA PQ ESSA DEMORA TODA?
sorry amoras <3 final de ano, provas e trabalhos, é complicado, imagino q tds estão no msm barco tbm heuheue
Boa sorte á vocês e espero q gostem <3

Boa leitura

Capítulo 23 - Quem é


Fanfic / Fanfiction Você é meu - Capítulo 23 - Quem é

Jungkook Pov's

Tem como estar mais feliz? Finalmente está tudo perfeito agora. Mas pensando por outro lado, essa notícia que Jimin ainda está grávido não veio numa boa hora. Me afastei dele vendo o mesmo me olhar confuso. 

- Jimin eu quero que você vá pra casa do Jin, agora. - Mandei. 

- Porque Kookie.. Não está feliz? - Ele indagou se aproximando de mim. 

- Jimin... - Fechei os olhos me controlando. - Eu ainda to no cio.. Por favor, vá logo.. Isso pode prejudiccar a gravidez... Se você passar o cio comigo... 

- Mas Kookie... - O interrompi. 

- Não Jimin... Você viu bem como eu sou.. Por favor, vá agora antes que eu me descontrole. Eu vou ficar bem. - Sorri com um pouco de desconforto, já sentindo meu amigo ganhar vida. 

Jimin cruzou os braços de cara emburrada e me olhou de cima abaixo se aproximando de mim. 

- Jimin... - Vejo o mesmo se ajoelhando passando suas mãos pelo meu abdomem descendo até a barra da minha calça, abaixando a mesma junto com minha box branca, revelando meu membro já ereto. - Nã-Não... ahh.. - Gemi ao sentir sua mão envolvendo meu membro e logo beijando minha glande que já estava inchada. 

Como esse menino é teimoso. 

Então Jimin começou a movimentar sua mão me masturbando rapidamente. E logo sinto sua boca entrar em contato com meu pau já lambuzado com o semen. Logo ele começa um vai e vem me fazendo delirar e agarrar seus cabelos e me encostar no armário atrás de mim. 

- O Kookie gosta assim, é? - Ele indagou, provavelmente estaria olhando pra mim, porém eu estava com os olhos fechados apenas gemendo seu nome enquanto sentia todo o prazer que ele me proporcionava. 

- Aham.. - Foi tudo o que consegui resmungar. Jimin tentava me colocar todo dentro dele, mais era impossível, segurei forte em sua cabeça e comecei a estocar sua boca, um tanto rápido, até sentir seus dentes arranhando meu membro me fazendo gozar em sua boca. 

Abri os olhos vendo Jimin engolir todo meu liquído e lamber minha glande pressionando sua língua ali me fazendo gemer. Logo ele se levanta e me olha de um jeito inocente, enquanto eu estava a ofegar. 

- Não se preocupe... Mesmo que algo aconteça, ainda temos a vida inteira pra ter filhos... - Ele sorriu. - Fode o Jimin, Kookie. - Disse num sussurro mordendo o lábio. Esse menino me leva a loucura. Ainda exitante mais sentindo meu lobo interior urrar, agarrei Jimin pela cintura colando nossos corpos na parede gélida da cozinha. 

Nossas línguas travavam uma bela e prazerosa batalha enquanto eu pressionava minha ereção contra a sua já se formando. Jimin passava suas mãos pelo meu torax nu, o arranhando com suas curtas unhas me fazendo rosnar. Logo ouvi seu gemido ao apertar a farta carne de sua bunda fortemente. 

O virei bruscamente vendo o mesmo se apoiar na parede. Desferi um tapa sobre sua bunda que era coberta apenas por uma blusa grande minha. Levantei sua blusa vendo sua bunda que estava vermelha e cheia de marcas. 

Rocei meu membro já totalmente duro em suas nadegas o ouvindo arfar vendo Jimin abrir um pouco mais suas pernas. Segurei em sua cintura e o penetrei sem aviso o fazendo gemer alto. Tentava a todo custo me controlar para não ser tão bruto, sabia que Jimin iria querer se sacrificar para me satisfazer, até porque, se para passar um cio sem um alfa para o ômega, ele já enlouquece, imagina para um alfa. 

Mas mesmo eu tentando me controlar, meu lobo interior urrava para ser mais rápido e mais forte, os gemidos de Jimin já estava saindo falhos e fracos, sentia que a qualquer minuto ele podia cair pelas dores que estava sentindo da noite anterior. 

Aumentei as velocidade das estocadas acabando por gozar dentro dele que gemeu manhoso ao sentir eu saindo de dentro de si. O virei para mim colando nossos lábios em um beijo de completa lúxuria e desejo. 

O pego no colo sentindo Jimin entrelaçar suas pernas em minha cintura e o preensei na parede já adentrando- o novamente, mas dessa vez com penetradas lentas, até senti- lo se desmanchar em meu abdomem. O desço de meu colo o segurando pela cintura. 

- Acho.. Que as.. Panquecas esfriaram.. - Jimin diz ofegante. Logo o mesmo iria cair ao chão se não fosse por mim estar o segurando. 

- Jimin.. Está bem, amor? - Indaguei preocupado. 

- Só um pouco de tontura... Coisas da gravidez.. - Ele sorriu fazendo seus olhos ficarem como uma linha. 

 

___________________________________________

2 dias depois

Segunda Feira

Esses dois dias se passaram voando e ao mesmo tempo demorou demais, ai você pergunta... O que? Como assim Jungkook. 

Apesar de ter passado meu cio como Jimin mesmo reclamando o tempo todo para o mesmo ir pra casa do jin, me segurava ao máximo não sendo tão bruto quanto agiria normalmente, o que na maioria das vezes, foi em vão, já que Jimin não cooperava nem um pouco e ficava o tempo me provocando. 

Terminei de tomar meu banho, me troquei descendo pra sala esperando Jimin. A bendita escola nos espera. 

- Vamos? Jimin não quer chegar atrasado... - Jimin disse sorrindo indo para a porta. O caminho foi silêncioso até Jimin se pronunciar de repente. - Kookie.... - Me chamou a atenção. - Hoje podemos fazer o teste de DNA? Jimin ainda tá curioso... 

- Claro meu amor... - Disse sem importância, até porque, como já tinha dito, não seremos separados mesmo se formos irmãos. 

~Na escola~

Jimin Pov's

- Senhor me colore porque agora fiquei beje... Eu falto um dia e acontece tudo isso? - Tae indagou ao saber de tudo que tinha acontecido desde o acidente. - Ai meu kami, que felicidade. - Ta disse secando uma falsa lágrima. - Eu ainda vou ser tio... E possívelmente preso depois de matar aquela vaca da Akela. 

- Ainda bem que não aconteceu nada no acidente, e você ficou ainda mais fofo falando assim. - Jin falou e eu Sorri timido. - Mas Jimin... Você não devia ter passado o cio com o Jungkook... Pode ter acontecido alguma coisa porque alfas são muito brutos.. Eu mesmo fico longe do Namjoon quando ele entra no cio. 

- Temos a vida inteira pela frente Jin... E Jimin tava pensando que, Jimin ainda tá muito novo pra ser papai.. 

- Acho o mesmo. - Ouvimos uma voz de alfa atrás de nós. Nos viramos dando de cara com SeHun. - Jimin, preciso falar com você. - Olhou para Jin e Tae. - A sós. - Concordei ainda meio exitante mas fui para um pouco mais longe de Tae e Jin que apenas ficaram a observar. 

- O que você quer com Jimin? 

- Realmente você ficou muito fofo falando assim. - Soltou um riso. - Eu só quero te avisar que, eu vi o Mark ontem.. E ele estava muito estranho, Jimin... Ele estava digamos que, muito sorridente, feliz, e você sabe que ele não é assim... De qualquer modo, eu acho que ele está aprontando alguma coisa contra você e o Jungkook... Só quis te avisar. 

- Pera... Calma ai, deixa o Jimin tentar assimilar tudo isso, você falou muito rápido... Primeiro, quem é Mark? - Indaguei e vi seus olhos se arregalarem. 

- Como assim, quem é Mark, Jimin? Seu melhor amigo de infância. 

- Jimin não conhece nenhum Mark... - Ouvimos o sinal tocar e voltei pra sala sem o deixar terminar de falar. 

Mas... Quem seria esse tal de Mark?

~Depois da escola~

Jungkook Pov's

- Você vai fazer isso mesmo? - Hobi indagou. 

- Não vou deixar barato o que ela fez com o Jimin.. - O respondi. Tudo já estava pronto. Agora só esperar mais algumas horas para Akela ser sequestrada por uns amigos meus que estavam me devendo um pequeno favor desde que eu os ajudei quando estavam enrascados pela polícia. Ter amigos que mexem com coisas perigosas é sempre bom. Vai que um dia precisamos de algum favor do tipo, sequestrar alguém. 

Dei o endereço da casa da Akela e já mandei a levar para algum local onde os gritos dela não poderão ser ouvidos.

- Ainda acho que é um pouco de exagero torturar a menina até a morte... 

- Você é muito pacifico Hobi... E não é de hoje que ela vem aprontando contra mim e o Jimin, e isso foi a gota d'agua não acha? 

~Em casa~

- Vamos, kookie.. - Jimin desceu as eacadas vestindo um vestido azul claro solto no corpo e uma sapatilha. 

[...]

Já no hospital, já havíamos tirado o sangue e agora estavamos comendo na cantina já que Jimin havia vomitado tudo que tinha comido no intervalo. 

- Se sente bem, amor? - Indago e o vejo sorrir assentindo enquanto dá uma mordida em seu sanduíche. 

Logo voltamos para a sala de espera, já avistando um médico vindo em nossa direção e entregando um papel dobrado que continha o resultado. 

- Você abre, kookie.... - Jimin dizia roendo suas unhas de tanta ansiosidade. Abri o envelope mordendo o lábio e olhando seriamente para Jimin. - Então? 

- .... Então... Nós são somos irmãos meu amor. - Eu disse sorrindo e Jimin sorriu aliviado. Agora a curiosodade bateu, porque será que o pai do Jimin disse toda aquela história pra ele. - Agora vamos passar em outro médico pra fazer se nãoa conteceu nada com o bebê, seu teimoso, eu disse pra você ir pra casa do Jin. 

- Aissh Kookie, o Jimin não queria deixar o kookie sozinho no cio... - Fez bico me fazendo sorrir. 

 ~18:30 da noite ~

Estavamos em casa e por sorte, estava tudo bem com Jimin e o bebê, o que me deixou mais aliviado. 

Já tinha recebido a ligação avisando onde eles a levariam. Peguei minha jaqueta preta e segui para fora de casa, mas logo fui parado pelo cheiro do meu ômega que invadiu a sala. 

- Onde o kookie vai?? - Me virei encontrando Jimin descendo as escadas e vindo até mim. 

- Vou realizar o que te prometi, amor. - Disse e ele fez cara de confuso. - Vou fazer com que a Akela paga por tudo o que ela nos fez. 

- Não mata ela, Kookie... Por favor... O Jimin só disse aquilo porque pensou que tinha perdido o nosso filho. - Jimin disse com voz já embargada me abraçando. 

- Porque está chorando meu amor? Ela não merece piedade alguma. - Disse lhe dando um selar na testa. 

- Hormônios da gravidez.. Jimin está muito mais sentimental... Jimin sabe que ela merece ser punida mais... Jimin quer que ela fique viva pra ver que nada do que ela fez, não causou efeito algum, kookie... - Sorriu mostrando seu Eyes Smile. 

Ainda me pergunto como uma pessoa pode odiar o Jimin, um ômega tão perfeito quanto ele, de coração puro que seria capaz de ajudar até seu próprio inimigo como está fazendo agora. 

- Okay meu amor... Mas não sei se vou conseguir fazer isso... Sabe como alfas são estressados... - Suspirei e sorri. 

- Não demore, Jimin não gosta de ficar sozinho. - Ele disse fazendo bico e indo pra cozinha, provavelmente pra assaltar a geladeira já que ele está comendo por dois agora, vive levantando até na madrugada pra comer alguma coisa. As vezes me pergunto pra onde vai toda aquela comida. 

Saio de casa e sigo para o local. 

Jimin Pov's

Fui até a cozinha já abrindo a geladeira e pegando um pacote de batata- frita congelada, coloquei a panela com o óleo no fogo e o deixei esquentar. Me sentei uma das cadeiras da mesa sentindo um pouco de tontura. 

Eu deveria querer a morte da Akela, não deveria? Mas não consigo. Não consigo desejar a morte pra alguém por mais que eu tenha feito Jungkook prometer que faria ela implorar pela vida. 

Me sinto bem e ao mesmo tempo mal com isso. Aquilo que SeHun me disse ainda rodava minha cabeça. Mark? Meu melhor amigo de infância? Não lembro de nada relacionado a nenhum Mark, provavelmente por causa do tombo que eu levei na escada. 

Mas porque estaria querendo fazer mal a mim e ao Kookie se ele é meu amigo de infância? Deveria ter perguntado isso para Tae na escola ou Kookie antes dele ter saído.

Me levanto da cadeira colocando a batata no óleo e vou para a sala ligando a tv. Logo escuto a campainha. Sigo até a porta abrindo a mesma dando de cara com um alfa sorrindo pra mim. 

- Senti saudades, Jiminnie. 


Notas Finais


avisos heuehu provavelmente ainda terá mais dois capítulo amores <3
quem será a pessoa hein?
Jimin não se lembra do Mark, e agora? Mark fica em vantagem com isso pra se aproximar do Jimin, não é?
Jimin sozinho em casa e essa misteriosa pessoa aparece
seria o Mark? Yoongi? Outro personagem que entrará para a história?

E essa decisão repentina do Jimin em não matar a Akela hein?
E finalmente, eles não são irmãos <3
E agora, porque o pai do Jimin contou toda aquela mentira?

Bjss da tia floquinho e até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...