História Você é minha - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Hidan, Itachi Uchiha, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Drogas, Itachi, Itasaku, Naruto, Romance, Sakura, Sasuke
Exibições 326
Palavras 1.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Josei, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Capítulo para vocês. XD

Capítulo 30 - Cachorro doido


Fanfic / Fanfiction Você é minha - Capítulo 30 - Cachorro doido

  

     Naquela noite Itachi chegou em casa com a cara meio fechada. Ele e Sakura jantaram totalmente calados e a Haruno já estava estranhando por ele ainda não ter perguntado como foi a conversa dela com o Akari.  Depois do jantar o Uchiha foi para o quintal da casa e lá ficou calado por algumas horas. Sakura já incomodada foi tentar falar com ele.

“Tudo bem”? - Perguntou meio receosa e o Uchiha virando a cabeça para olhá-la respondeu num meio sorriso. “Sim e você”?

Sakura - Estou bem…  - Disse vendo-o se levantar e ir em direção ao sofá que costumava dormir.

  Sakura on

  Como ele sabe ser assim? Mesmo eu não entendendo e sabendo que algo se passa na cabeça dele eu senti algo quando ele falou.   Não acho que tenha realmente notado antes mas Itachi é muito bonito…  Mas Sakura… O que isso tem a ver com ele estar pensativo?

Itachi On

  Não entendo como aqueles idiotas hipócritas reclamam dos meus métodos. Se não tivesse feito algo a respeito já teriam que ter feito muito pior na academia militar afinal, todos lá são inocentes. E agora reclamam por querer punir um pouco um desgraçado que abusa de um menino!?

 Narrador

 No outro dia estavam nos jornais uma matéria que dizia: Uchiha de sangue quente espanca político dentro da delegacia. O que fazer quando o sucessor dos Uchiha é um cachorro louco?

 Essa matéria também passava em alguns canais. Sakura que viu aquilo enquanto tomava café com o Uchiha apenas olhou para o rosto indiferente dele.

Sakura - O que aconteceu? - Perguntou olhando para ele.

Itachi - Trabalho. - Respondeu simples.

Sakura - Isso não é trabalho, é crueldade. Olha o estado que deixou o coitado. - Disse vendo a foto do espancado na TV.

Itachi - Sakura… Não fale o que não sabe.

Sakura - O que eu sei é que esse não é você! Por que fez isso com ele? - Perguntava insistentemente e Itachi por dentro fervia.

Itachi - POR QUE EU FIZ VOCÊ PERGUNTA!? O QUE TEM VONTADE DE FAZER COM O CARA QUE TE ESTUPROU!? - Gritou perguntando e Sakura o olhou meio assustada.

Itachi - VOCÊ NÃO SABE DE NADA! RESPONDE! - Ordenou se levantando da mesa com violência.

Sakura - O que quer dizer com isso? - Perguntou sem entender.

Itachi - Ele estuprou um menino! Uma criança! Uma criança de rua que não tem ninguém por ela e por esse filho da puta ser um político, ninguém vai fazer nada! - Respondeu irritado e a Haruno logo ficou calada.  - Eu vou indo. Preciso trabalhar. - Suspirou meio arrependido da conversa.

  Sakura On

  Eu não sabia… Totalmente não sabia o que se passa na cabeça dele. No momento em que disse aquilo gritando com tanta raiva eu me lembrei daquele homem… Sinceramente eu não quero me lembrar disso! Não quero!

  Narrador

Em meio a tanta coisa que se passava na cabeça da Haruno ela saiu de casa com um chapéu e roupas estranhas para não ser reconhecida. Já no escritório do hospital do Akari Itachi conversava com ele.

Itachi - Então?

Akari - Eu disse que seria bom fazermos um teste de DNA. Não por duvidar mas seria bom.

Itachi - Eu concordo. O que a Sakura pensa disso?

Akari - Ela não conversou com você?

Itachi - Não. Anda meio turbulenta as coisas. - Respondeu.

Akari - Eu vi nos jornais.

Itachi - Eu vou passar uns dias fora. Vou ligar para Sakura hoje mas ainda estou preocupado. Não confio em ninguém para ficar por lá.

Akari - Eu posso ir lá conversar algumas vezes.

Itachi - Obrigado.

Akari - Eu que agradeço. - Sorriu simpático.

 Sakura On

  Meio que inconscientemente eu passei pelo lugar onde eu costumava comprar droga… Não sabem como eu tive vontade de pegar aquilo… Tudo girava em minha cabeça e as lembranças do dia do estupro passavam por ela. Eu decidi ligar para o Itachi e quando peguei o celular para ligar ele estava me ligando.

Itachi - Sakura?

Sakura - Itachi… Onde está?

Itachi - No trabalho. Eu vou ter que sair por alguns dias. Você pode ficar sozinha até lá?

Sakura - Ahm? Sim posso. Tenha cuidado.

Itachi - Obrigado.


Itachi On

  A voz da Sakura estava estranha. Será que está com raiva por eu ter respondido grosseiramente? Preciso pedir desculpas.

Sakura - Alô? - Atendeu novamente o celular.

Itachi - Sakura… Está tudo bem? Achei sua voz um pouco diferente. Me desculpe por hoje de manhã.

Sakura - O cachorro louco me pedindo desculpa? Sou poderosa! - Tentou brincar.

Itachi - Engraçada você… - Sorriu.

Sakura - Cuidado na missão. Vê se não mata ninguém.

Itachi - Vou tentar. - Falou sincero.

Sakura - Até mais… - Disse mas estava louca que Itachi fosse em direção a ela.

Itachi -  Até. Quando eu voltar vamos resolver aquilo do teste de DNA? Claro, se você quiser.

Sakura - Claro!


 Narrador

A noite chegou e Sakura não conseguia dormir de jeito nenhum. Foi para o quintal da casa e apenas sentou-se no chão. De repente se sentia ameaçada e olhava em volta… Ela sabia o que era aquilo, sabia que era imaginação mas ninguém controla os nervos não é?

Akari On

  Era quase de tarde e depois do almoço resolvi ver a Sakura como disse ao Itachi que faria. Toquei a campainha diversas vezes mas nada dela aparecer. Demorei mais um tempo e novamente voltei a tocar. Eu ia voltar para o trabalho achando que talvez ela tivesse ido ver o Kizashi ou a Mebuki mas me veio na cabeça olhar nas janelas… Quando olhei não acreditei no que vi.


 Narrador

  Akari avistou que Sakura estava em uma parte do quintal da casa. Deitada com uma caixa do que parecia ser comprimidos em mãos.  Com aquela visão ele pensou em como entraria… Era uma casa bem segura. Sabe se lá de onde ele arrumou um pedaço de ferro e de alguma maneira entrou por uma janela já que o muro era alto e tinha cerca elétrica.   Chegou na garota e a colocou de lado pegando a caixa das mãos dela ele olhou assustado para a Haruno. “O que você fez garota”!?  Foi tudo o que ele conseguiu dizer.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...