História Você é minha! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach
Personagens Karin Kurosaki, Rangiku Matsumoto, Toushirou Hitsugaya
Tags Bleach, Karin, Romance, Toushirou
Exibições 45
Palavras 1.426
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiie, bem quero agradecer aos que leram e aos que favoritaram que fizeram muito feliz kkkkk
Desculpe pela demora pra postar o capítulo, e bem espero que gostem

Capítulo 2 - Reconciliação


Pov Autora

Após terminar seu trabalho Toushirou se dirigiu para o Karakura, como sempre assim que saiu do senkaimon foi para casa dos Kurosaki, quando chegou, a janela do quarto de Karin estava aberta, lhe trazendo uma sensação boa, Karin não se encontrava em seu quarto, mas Toushirou ouviu sua voz vinda da sala, o que o deixou furioso foi o fato dela estar rindo, de algo que o dono da segunda voz disse, mas o verdadeiro problema é que Toushirou reconheceu a segunda voz sendo do idiota que a pediu em namoro, não se lembrava do nome, afinal não havia necessidade para isso.

Ele elevou um pouco sua reatsu para que Karin soubesse de sua presença, e mandasse aquele pivete embora, espero por um tempo,as nada mudou a conversa lá em baixo fluía com naruralidade, o que estava irritando cada vez mais Toushirou.

Em alguma hora a conversa cessou e Toushirou ficou curioso para saber se ela o havia mandado embora, desceu as escadas e no momento em que olhou para o sofá da sala se arrependeu.

Pov Toushirou

Eles estavam conversando com animação, o eu não estava gostando nada, não dava para entender o que eles tanto conversavam, apesar de estar bem curioso decidi que não tinha o direito de espionar Karin, em algum momento eles ficaram quetos, achei estranho, pensei que ela o havia mandado embora, decidido a averiguar, desci as escadas, chegando no pé da mesma olho para o sofá e na mesma hora me arrependo.

Ele está... Está em... Em cima dela

Como ele ousa tocar no que é meu, minha irritação só piorou a analisar melhor a cena, o garoto estava beijando seu pescoço, descendo para os peitos, enquanto uma mão estava explorando o resto do corpo, a direita abertaca com vontade a coxa de Karin, enquanto a esquerda levantava levemente sua camiseta. Ele esta louco para morrer, quando percebi a temperatura do local abaixou a casa estava congelando, mas o pivete não parava, Karin pareceu notar a mudança da temperatura, e olhou em volta, ficando em choque, seus olhos pareceram ser atraídos para mim, não sei o que exatamente ele viu, talvez meu estado estive pior do que eu imaginava, afinal ela sempre teve o dom se me ler. Não consigo escutar mas leio seus labios, ela chama por mim, sei que se for lá agora posso acabar por matar aquele humano, não que me importe mas ela irá me odiar e por mais que meu desejo seja quebrar todos os ossos dele, bem devagar pra ver se assim ele entende que Karin é minha, não posso realizar esse desejo, não por hora ao menos.

Ela continuava a me encarar, sorrio de canto e falo pausadamente, bem devagar sem emitir som

- Tire ele de cima de você antes que eu mesmo o faça

Ela entendeu o recado, pois vi seus olhos arregalarem, após isso subo novamente as escadas em direção seu quarto, e esperei que ela subisse

Pov Autora

Karin mandou seu namorado embora, e subiu as escadas até seu quarto, quando chegou Toushirou estava sentado em sua cama, ahhh droga era impossível resistir aqueles olhos, claro que ela havia notado quando ele chegou mas pensou que ele iria embora, apesar de saber que Toushirou era ciumento não passou pkr sua cabeça que ele congelaria a casa. Fora que sendo um capitão sério nunca machucaria um humano, mas não foi isso que Karin viu em seus olhos daquela hora, o ódio ali exicava o motivo da casa ter congelado, pra ela sempre foi fácil ler Toushirou, e naquele momento ficou com medo, pois o que viu foi um homem pronto para matar outro.

Pov Toushirou

Ahhhh! Se ela soubesse estando encostada na porta, com a respiração irregular, que estava tão tentadora e indefesa não o olharia superior, seu desejo era de fude-la com todas as forças, mostrar pra ela a quem ela pertence, descontar sua raiva e sabia que se o fizesse ela não reclamaria, só teria cabeça pra gente seu nome, e como estava louco pra ver isso.

- Toushirou está me ouvindo?

Perguntou ela revirando os olhos, dei uns dos meus melhores sorrisos e disse:

- Na verdade não, estava te imaginando gemendo meu nome

Ela ficou estática, hahahaha pena não poder me aproveitar disso, preciso me concentrar em faze-la desistir desse namoro idiota. Respirou fundo, e começamos nossa pequena DR

- Podemos conversar?

- Claro, não é como se fosse embora antes disso

- Pode sentar na cama ou prefere ficar em pé

- Ficar em pé

- Senta logo Karin

Ela revirando os olhos, e Senta bufando de raiva

- Primeiramente quero deixar claro q odiei o que vi, não sou de ferro Karin, tive vontade de mata-lo por tocar aquilo que me pertence

- Não sei do que está falando, eu estava apenas beijando meu namorado, e você é o intruso aqui, quase o mata, por favor né, o HITSUGAYA TOUSHIROU TAICHO iria ferir um humano, por alguém que não é nada para ele, por quem não sente nada a não ser desejo, acho que não

Ela diz meu título com um ar arrogante, e no fim seu tom e de mágoa, penso ver lágrimas em seus olhos, mas claro que vi errado já que Karin não chora, não choraria agora, não na minha frente, mas ignoro isso e me concentro na parte de " beijando meu namorado" como se eu acreditasse nisso, sei bem como aquele beijo iria acabar.

- Não sou idiota Karin, sei bem como aquele beijo iria acabar

- Deve saber mesmo já fez isso com quantas para matar sua necessidade em ,ME DIZ MERDA!

Ela grita, coloco minha mão sobre sua boca e a prenso na parede

- Não vim falar sobre a merda do seu relacionamento, vim falar sobre nós

- Não existe nos, você só fingiu existir, não me venha com esse papo, só está aqui para matar seu desejo não é, só por uma noite, sei bem como funciona, mas dessa vez não vou cair

- Não vim matar meu desejo, apesar de estar latejando para entrar dentro de você, eu... Eu ... Eu estava com saudades, e saber que estava com outro estava me corroendo, só não sei, não posso deixa, não quero deixa-la

- Não me venha com suas declarações ensaiadas, sei o que quer

- então por que não me diz então o que eu quero

- Quer matar seu desejo, quer meu corpo

Dou uma risada maliciosa, ela tinha razão mas não era só isso é a conhecendo sei que ela não vai acreditar, por isso decidi me aproveitar da situação, e provar de uma vez que não é só desejo

- Tem razão, eu quero seu corpo, quero matar minha necessidade, quero meter rápido e fundo em você

A respiração dela aumenta a cada palavra minha, eu ainda tinha efeito sobre ela e não havia como negar

- E sabe qual a melhor parte, você vai gostar, vai implorar por mais, vai gemer e gritar de prazer, e estou pouco me fudendo ora quem ouvir

- Estamos sozinhos, Iuzu está na casa de uma amiga, vai passar a noite lá, Ichigo bem está com Rukia, e o velho está numa viagem de negócios, então estamos sozinhos

- Deveria considerar que está me desafiando

- Nao só estou dizendo que ninguém ouviria

- Uma pena queria que seu namorado ouvisse

Sorrio e ela morde os labios inferiores

- Entenda Karin, o que quero só você pode me dar

Ele chega perto suficiente pra prende-la novamente contra a parede, se aproxima lentamente quase a beijando e sem que ela espera-se ele aperta com vontade seu peito esquerdo, fazendo Karin arfar e gemer, Toushirou sorrio e disse

- está aí dentro o que quero entende, está certa é questão de necessidade, eu preciso de você, preciso que se importe, não posso suportar a ideia de outro a tocando, não era só desejo, tinha medo de te atrasar, afinal somos de mundos diferentes, você não entende como é difícil para mim admitir, que prefiro que sofra comigo do que seja feliz com outro, pois eu o mataria por ciúmes.

- Então porque não, podemos namorar como adolescentes normais, pare de ser tão idiota e não terá que me dividir com ninguém

- Não é tão fácil assim

- E sim Toushirou você que não vê

A encaro, talvez acha a possibilidade dela estar certa, talvez, mas não quero pensar nisso agora, não consigo pensar com ela tão perto

- Karin eu não posso de ter uma certeza, mas vou dar um jeito nisso, não quero ficar sem você, mas por hora simplesmente me deixe te-la


Notas Finais


Bem até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...