História Você está cego... Cego por amor... (imagine Jun) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hani, Heechul, Hong Jisoo "Joshua", Junghan "Jeonghan", Lee Jihun "Woozi", Personagens Originais, Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN"
Tags Drama, Exército, Exid, Guerra, Hani, Hanichul, Heechul, Imagine, Irmã, Jun, K-pop, Romance, Seventeen, Suju, Super Junior, Você, Wen Junhui
Exibições 76
Palavras 1.133
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EU ESQUECI DE POSTAR DR MADRUGADA PQ EU DORMI JAAZJ

MAS TÁ AI
ainda vale kkkk

Capítulo 20 - Eu estou aqui


Fanfic / Fanfiction Você está cego... Cego por amor... (imagine Jun) - Capítulo 20 - Eu estou aqui

- Mataram o Kim Jongin!

- O QUE?

- Isso mesmo, descobriram que tudo isso de juntar as coreias era mentira, então, os EUA, Japão, Coreia do Sul e até mesmo a China, fizeram um ataque a ele e não é que deu certo!

- Mas... E as pessoas da coreia do norte? Como ficam?

- Bom, algumas que eram a favor do comunismo, ficaram revoltadas e atacaram seul, não mostrou no jornal?

- Pai, eu e o Jun odiamos assistir TV.- ele riu.

- Enfim... Mas eu não fui convocado para o exército- quando ele disse isso eu dei um berro, o Jun apenas observava tudo com uma cara de quem já sabia disso- Eu também estou com vontade de gritar... Mas... Dá pra abrir a porta?

- O que?

- Abre a porta do seu apartamento filha.

- Pra quê?

- Só abre.

Mesmo com uma certa duvida e achando isso estranho, eu fiz o que meu pai mandou.

Assim que abri a porta...

Eu não acreditei no que eu vi..

Flashback on

Algum tempo antes na França...

(Atenção: essa cena é do capítulo 4, quando você está chorando no colo do Seungkwan e o Joshua chega)

- Seungkwan?- alguém abriu a porta da casa do Seungkwan.

- Joshua?- perguntou o Seungkwan

- Oi, eu vim...- ele parou de falar assim que me viu- Ah, me desculpa... Sua namorada?

- Não...- me sentei no sofá e enxuguei minhas lágrimas- Eu sou uma amiga dele, (s/n), prazer.- sorri fraco.

- Ah, oi, eu sou o Joshua, um amigo dele também.- sorriu- O que... O que aconteceu com você?- ele perguntou pra mim- Está tudo bem?

- Ah, não foi nada, obrigada por se preocupar.- sorri

- Eeei! Eu ainda tô aqui!- disse o Seungkwan chamando nossa atenção.- Por que veio aqui Joshua?

- Eu queria conversar com você...

- Oh, se quiser eu posso ir embora.-falei

- Não! Pode ficar... Prometo que vou roubar ele de você bem rápido.- riu.

Ele puxou o Seungkwan pro quarto.

Seungkwan on

- O que foi Joshua?

- Eu vim te avisar uma coisa... E essa garota estava aqui na hora certa.

- O que você vai falar tem haver com ela? Como assim?

- Eu conheço o pai verdadeiro dela.

- Como assim?

- Sua amiga é adotada, Seungkwan.

- Me explica isso direito...

- Ok- respirou fundo- O Heechul hyung ficou sabendo que você conhecia a tão procurada filha dele, que no caso é a sua amiga, a (s/n). Então ele me pediu pra falar com você pra meio que ajudar ela a se encontrar com o hyung e ele explicar tudo a ela.

- Ah... Entendi... Jura que a (s/n) é a filha do Heechul hyung?

- Sim, tudo indica que sim, mas quando eles se encontrarem, o hyung disse que vai fazer um exame de DNA pra provar tudo.

- Ok então...

Seungkwan of

(Atenção: Essa cena não pode ser encontrada em nenhum capítulo, ela é exclusiva desse capítulo)

No dia do encontro do Heechul e da (s/n)...

- HEECHUL? EU NÃO ACREDITO!- sorri- Cara, você é meu bias! Eita, foi mal, oppa, você é meu bias!- enquanto eu falava ele abriu um sorriso e começou a chorar- Oppa? O que aconteceu? Tudo bem?

- Se sente, por favor, vou te contar uma história.- mesmo achando isso estranho, eu me sentei e ele começou a contar a história.

(...)

Fotos... Vídeos... Nome... Idade... Nascimento...

Tudo!

Exatamente tudo daquela criança era igual a mim!

O Heechul oppa jurava que eu era a filha perdida dele...

Eu não acreditei muito nessa possibilidade... Mas depois das fotos e dos vídeos... Fiquei na duvida.

Mas mesmo assim, eu pedi por um exame de DNA. Ele aceitou, óbvio.

No dia do exame de DNA...

- Abre isso logo oppa!- disse ansiosa.

- Ok!- fechamos os olhos- 1... 2... 3!- ele abriu o envelope e abrimos os olhos.

- Oi, papai.- falei, olhando pra ele com os olhos cheios de lágrimas.

- Oi, filha.- ele abriu um enorme sorriso em meio de lágrimas e me abraçou.

Ele era meu pai.

Flashback off

- Papai...- meus olhos se encheram de lágrimas e abri um grande sorriso, assim como meu pai. Sem perder tempo, o abracei com todas as forças desse mundo- Que saudades... Meu Deus, eu não acredito que estou abraçando meu pai...- ri.

- Eu também não, mas eu estou aqui filha.- ele fez um carinho nos meus cabelos.

Ele estava de volta ao meu lado.

Ele prometeu.

E cumpriu.

Meu appa não me deixou.

Quando o conheci na frança eu não coloquei muitas esperanças de que ele ficaria comigo.

E perdi elas totalmente quando eu voltei pra coreia.

Mas estava enganada.

Meu pai, quando soube que eu voltei para Seul, imediatamente foi me procurar. Ele queria ficar ao meu lado, queria cuidar de mim.

Afinal, foram anos procurando sua pequena filha.

E ele finalmente me achou.

E quer me proteger.

Me quer ao seu lado para sempre.

Mesmo que aconteçam algumas coisas, nós sempre vamos estar juntos, seja de uma forma ou de outra.

Eu te amo appa.

- Eu te amo appa, te amo muito.- funguei, me separando de seus braços, logo vendo que a Hani estava logo atrás dele vendo a cena, emocionada.- Hani, você sabia de tudo?

- Sim...

- Que falsiane!- gritei e ela riu, junto ao meu pai e o Jun, que nem percebi que estava atrás de mim.- Só falta me dizer que você também sabia...- falei me virando pro Jun, ele apenas ficou calado e começou a rir.

- Me desculpa... O hyung disse que era uma surpresa.

- Aish!- bufei- Tudo bem! Agora entrem vocês dois! Tudo falso!- bufei novamente e eles riram, me fazendo revirar os olhos.

(...)

- Mas já appa?- fiz um bico- Por que não dormem aqui?

- Não queremos encomodar vocês, hoje a Hani vai gritar muito.- meu appa disse isso e a Hani berrou.

- PAAAAAI! TEM UM BEBÊ AQUI!- falei isso e tampei os ouvidos do Jun- O bebê Jun não pode escutar esse tipo de coisa.

- Bebê... Ata!- meu pai disse e todos rimos.- Enfim, vamos Hani?

- Sim.- eles se levantaram e foram até a porta, eu e o Jun fomos juntos para nos despedir.

- Ok então... Eu insisti maaas... Realmente não quero ser encomodada hoje a noite, preciso dormir em paz.

- Se eu deixar.- disse o Jun e eu dei uma tapa no seu braço.

- Fica calado, coreano paraguai.

- Eu sou chinês!

- Tá, tá...- fiz cara de tédio pra irritar ele- Tchau appa, tchau omma.

- CHUL, ELA ME CHAMOU DE OMMA!- gritou a Hani, logo me abraçando- Meu Deus garota, eu esperei minha vida inteira pra escutar isso sair da sua boca!

- Quanto exagero...- revirei os olhos e ri.- Ok, tchau pra vocês dois.- me separei do abraço e abracei meu pai.

- Tchau.- falaram os dois.

- Tchau- eu e o Jun falamos e fechamos a porta.

- Que dia em...- disse o Jun respirando fundo e se jogando no sofá, logo me chamando para sentar em seu colo.

- Verdade...- suspirei e deitei minha cabeça em seu peitoral, logo ele começou a fazer cafuné em minha cabeça e ficamos assim por um longo tempo, até eu adormecer e ele me levar para a cama.


Notas Finais


AAAAAAAHHH


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...