História Você foi moleque...! 2° temporada - Capítulo 163


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Adriano Ramos, Alícia Gusman, Bibi Smith, Carmen Carrilho, Cirilo Rivera, Daniel Zapata, Davi Rabinovich, Jaime Palillo, Jonas Pallilo, Jorge Cavalieri, Kokimoto Mishima, Laura Gianolli, Marcelina Guerra, Margarida Garcia, Maria Joaquina Medsen, Mário Ayala, Paulo Guerra, Valéria Ferreira
Tags Carmiel, Ciriquina, Jorgerida, Kobi, Lauriano, Marilina, Paulicia
Visualizações 144
Palavras 1.641
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 163 - Você está me expulsando?


Fanfic / Fanfiction Você foi moleque...! 2° temporada - Capítulo 163 - Você está me expulsando?

Autora povs on

As meninas estavam conversando...

Mari:Pri, falta quanto tempo pra festa?

Pri:uma semana... Hoje mesmo os convites chegam.

Ray:ebaaa! - Comemorou. - Eu tô indo. Porquê já são 20:30.

Rafa:vai lá,puta! - Sorriram, e ela saiu.

Mari:vai muita gente nessa festa?

Pri: pode se dizer que sim... Fora meus amigos daqui da escola,vai uns de fora,amigos do meu pai,família...

Rafa:quantos anos mesmo?

Pri:como você tem coragem de me perguntar isso? Você é minha melhor,deveria saber!

Rafa:são 17,eu sei... - Sorriu.

Mari:sorte que estão no 2° ano. Eu já estou no último. Agora vem a faculdade, e as responsabilidades... - Revirou os olhos.

Pri: Deus é maior! - Revirou os olhos.

Rafa:acho bom irmos pra casa... - Elas levantaram. E saíram...

~*~

Pedro recebeu uma ligação da namorada, e estava saindo de casa. Até que esbarrou em uma pessoa.

Pedro:desculpas... - Quando ele olhou era o seu sogro.

Ciro:olha,era você mesmo que eu estava procurando. - Encarou o garoto.

Pedro:pode falar! - Encarou o mais velho.

Ciro:você está namorando a minha filha, é?

Pedro:sim. Por quê?

Ciro:eu não quero que você ouse fazer algo que ela não quer,você vai se ver comigo. Não faça ela sofrer.

Pedro:quem é você pra me dizer pra não fazer uma mulher sofrer? Pelo amor,você tem uma amante,e quer me dar lição de moral?

Ciro:me respeita seu moleque! - Falou com raiva.

Pedro:respeite os outros, pra ser respeitado! - Falou, e saiu.

~*~

Pedro chegou na casa da Ray.

Pedro:cheguei vida! - Entrou no quarto dela.

Ela estava com um short curtinho.

Ray:oi! - Sorriu. - Senta ai. - Apontou pra cama e ele sentou.

Pedro:tudo bem?

Ray:sim... - Ela sentou no colo dele.

Pedro:Ray... - Ele colocou a mão na cintura dela. - Eu quero te contar uma coisa.

Ray:fala... - Ela sorriu.

Pedro:nada não... Esquece. - Ele desdobrou.

Ray:eu também quero te dizer uma coisa...

Pedro:o quê?

Ray:eu quero!

Pedro: quer o quê?

Ray:transar com você... - Ela sorriu, e ele engoliu seco.

Pedro:sério? - Ele estava chocado.

Ray:sim... - Ela sorriu,e beijou ele.


(…)

Os dois já estavam sem as suas roupas...

Paulo:você quer mesmo, ter a sua primeira vez comigo? - Perguntou acariciando o rosto dela ,e sorrindo.

Ray:sim,eu confio em você. E sei que você me ama!

Pedro:é-é... Certeza?

Ray:sim! Só vai com calma,por favor.

Pedro:eu vou sim,com calma.

Ray:promete uma coisa pra mim?

Pedro:prometo!

Ray:promete,que nunca vai me deixar? Promete que nunca vai mentir pra mim?

Pedro:é-é-é... - Ficou meio nervoso. - E-eu prometo!

Ray:eu te amo,Pedro! - Deu um selinho bem calmo nele.

Pedro:eu também amo você, Ray! - Ele deu outro selinho nela. - Certeza?

Ray:sim... Pode ir!

Pedro:não vou te machucar... - Ele sorriu,e ela também.

~*~

Maria Joaquina chegou em casa,e foi direto pro seu quarto.

Majo:deixa eu abrir aqui. - Pegou o exame e abriu. - Positivo! - Ela suspirou e rasgou o exame.

"Eu não vou contar pro Cirilo, foi ser uma mãe solteira, mesmo. Ela vai ter tudo,do bom e do melhor." Pensou.

~*~

Daniel estava sentando a mesa com Carmen.

Cah:eles não vêem? - Perguntou se referindo aos filhos.

Dan:não. A Mari foi jantar com o Thiago.

Cah:e o Pedro?

Dan:vai dormir na casa da Ray.

Cah:ahhhh sei... - Ela levantou.

Dan:não vai comer?

Cah:sem prato? - Ela perguntou, e os dois sorriram.

Dan:pensei que não ia comer.

Cah:tô com fome. - Ela sentou novamente.

Dan:ei,eu não quero inimizade contigo. - Ele pegou na mão dela.

Cah:inimizade?

Dan:sim... Por conta do divórcio. - Ele suspirou. - Eu quero continuar perto dos meus filhos. Eu só te peço isso.


Cah:Daniel, eu só vou me divorciar,se esse filho for seu.

Dan:ele não é... Eu tenho certeza.

Cah:sei...

Dan:confia em mim?

Cah:é muito engraçado, você, me pedir desculpas... Parece um disco arranhado. Já ouvi isso tantas vezes.

Dan:eu sei... Sou um merda! - Ele suspirou.

Cah:na grande parte do tempo... Sim.

Dan:vamos comer? Melhor sair desse assunto.

Cah:sim... - Os dois foram jantar...

~*~

Manhã...

Rayssa chegou com Pedro na escola.

Pedro:amor,eu vou beber água.

Ray:eu vou falar com as meninas. - Ela saiu.

Hiago,ora,ora... Carrilho Zapatta. - Ele chegou.

Pedro:o que você quer?

Hiago:terminou?

Pedro:não, e nem vou! - Falou bravo,e a Ray chegou.

Ray:o que foi?

Pedro:ele estava me enchendo o saco,mas já parou.

Ray:deixa ele em paz! Ele não fez nada! - Defendeu o namorado.

Hiago:tão certinho ele,né? Quem foi que apostou que namorava com a Ray? Foi eu,Pedro?

Pedro:éééé... - Falou nervoso.

Ray:isso é verdade? - Ela encarou ele.

Pedro:s-sim! - Ela ficou sem reação.

Ray:v-você... - Ela estava com os olhos cheios de lágrimas.

Pedro:mas... Agora eu t-te amo. - Ele falou nervoso.

Ray:você ganhou quanto, quando apostou a boba aqui? Incluía sexo também? Disse que fez amor, mas era só ilusão! Como eu pude acreditar em você? - Ela se perguntava incrédula.

Pedro:mas e-eu te amo! - Repetiu.

Ray:você não me ama! - Ela afirmou. - O que você queria era transar com a burra aqui,que acreditou que você amava ela. Que foi pra cama com você. Que você chamou de amor! - A voz dela tinha uma mistura de raiva, e tristeza.

Pedro:mas... - Ele tentou se explicar.

Ra:chega! Já era! - Falou. -  E eu que acreditei que você me amava. Na verdade,você só queria transar,e ter o status de:"tirei a virgindade da menina mais bonita da escola". Eu te odeio! - Ela cuspiu na cara dele... Literalmente.

Ela ia sair...

Pedro:Ray,por favor! - Segurou o braço dela.

Ray:não toca em mim! - Se soltou dele. -  E me faz um favor, some! Some da minha frente! Da minha vida! De tudo! - Ela estava com muita raiva.

Pedro: me perdoa,por favor! Por favor! - Se ajoelhou aos pés dela.

Ray:eu odeio você, odeio! Seu verme!- Saiu.

Pedro: não, volta aqui! - Ele pediu. Mas ela foi. - Droga! - Ele deu um murro no chão.

Hiago:eu falei que não ia durar! - Debochou.

Pedro:seu merda! - Ia pra cima dele.

Tiago:ei,ei! Para! - Segurou ele.

Hiago:segura teu amiguinho, trouxa ai! - Saiu.

Thiago:o que foi?

Pedro:isso não te interessa!

Thiago:a Ray saiu super triste. O que foi?

Pedro:eu que fiz a maior merda da minha vida.

Thiago:conta!

Pedro:eu... - Contou tudo pra ele.

Thiago:que merda!

Pedro:agora acabou!

Thiago:você merece uns belos socos na cara!

Pedro:eu sei... Se quiser pode dar,o que dói mesmo,é o meu coração!

Thiago: eu não vou te bater! Eu nem sou seu amigo! - Saiu.

"Não tenho mais a Ray,e nem o Tiago. Só faltava a minha irmã ficar com raiva de mim" Pensou.

~*~

Mari saiu atrás da amiga.

Mari:Ray,me espera! - Ela parou.

Ray: o que foi?

Mari:tá tudo bem?

Ray:eu acabei de descobrir que o teu irmão apostou pra namorar comigo,e você pergunta se eu tô bem? Ahh eu tô ótima! - Falou irônica.

Thiago: você tá bem Ray? - Chegou perguntando.

Ray:não...

Thiago:olha,ele não te merece!

Ray:eu sei disso... E dele eu quero distância. Se me dão licença, eu já vou! Tchau! - Saiu chorando.

Mari:amiga... Espera. - Pediu, mas ela não parou.

Thiago:deixa ela.

Mari:ok...

Thiago: não me diga que dessa vez você vai apoiar o babaca do seu irmão?

Mari:pelo amor de Deus. Lógico que não.

Thiago: você vai me perdoar,mas eu vou quebrar ele no meio... Ele vai saber,o que é uma surra bem boa.

Mari:fique a vontade.

Thiago: sério?

Mari:sim. Tanto faz pra mim. Ele mexeu justo com a minha melhor. Ele que se foda!

Thiago:ótimo! - Levantou e saiu...

~*~

Pedro estava sentado no banco da praça.

Thiago: te encontrei! - Ele falou chegando ao lado dele.

Pedro:o que você quer? - Perguntou com ignorância.

Thiago: vim te dar umas coisas...

Pedro:que coisas?

Thiago: essas! - Ele deu um soco nele que caiu no chão.

Ele dava socos e chutes,Pedro não tinha nem chance de se defender. Ele apanhava, e apanhava muito.

Xxx:ei,para! - Um colega da escola tirou ele de cima do Pedro.

Pedro estava cheio de sangue,agonizava...

Thiago: MEXE COM A RAY NOVAMENTE, QUE EU TE MATO! - Gritou,e saiu.

Xxx:eu vou te deixar em casa,cara... - Apoiou Pedro no ombro, e foi deixar ele em casa.

~*~

Mari chegou em casa,e encontrou os pais cuidando do irmão, que estava todo machucado.

Mari:vi,que o Thiago te encontrou. E que encontro,hein? - Debochou.

Dan:foi o seu namorado?

Mari:foi.

Dan:e como você sabe?

Mari:ele me avisou.

Dan:e você não impediu?

Mari:virou padre foi? Tanta pergunta do caralho! - Revirou os olhos.

Dan:responde a minha pergunta! - Falou com raiva.

Mari:não fiz nada,porque eu não me importo com esse merda.

Dan:ele é seu irmão!

Mari:tanto faz. Eu tô pouco me fodendo pra ele.

Dan:você apoio a atitude babaca,do seu namorado.

Mari: o Pedro te contou o que ele fez? Ele apostou que ficava com a Ray. E ainda por cima,transou com ela sabendo da aposta,e sabendo que ela era virgem.

Dan:mas...

Mari:nem tenta defender ele,porquê ele está errado. Mas eu sei porquê você defende ele. Um babaca defendendo o outro!

Dan:eu quero respeito aqui!

Mari:tanto faz. Eu cansei do Pedro e de você! São dois merdas!

Dan:Carmen, manda a sua filha me respeitar!

Mari:não coloca o nome da minha mãe no meio dessa merda. Ela tá sofrendo com essa porra toda. Vocês são dois merdas! Quer ter moral comigo? Não vai conseguir. Você não bota moral nem em um cachorro! - Ela ia sair.

Dan:onde você vai?

Mari:pra casa do meu namorado. Por quê?

Dan:você não vai,eu deixo.

Mari:foda-se que você não deixa,eu vou. - Ela abriu a porta.

Dan:Mariana, se você sair por essa porta, não precisa voltar mais.

Mari:você tá me expulsando?

Dan:sim!

Mari:então tá,nunca mais eu piso aqui nesse inferno! - Saiu.

Cah:Mari,filha, volta aqui! - Chamou, mas ela nem ligou. - Viu a merda que vocês dois fizeram? - Perguntou com raiva,jogou os remédios no chão, e subiu.

~*~








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...