História Você já parou pra pensar que eu te amo? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Eu Te Amo, Parou, Pensar, Veery Camren
Exibições 71
Palavras 1.133
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey people!!!
Como uma pessoa que eu conheço costuma dizer, eu gosto de me desculpar... Pois então vou pedir desculpas pela demora de atualizar. Aconteceram alguns eventos com a minha saúde e daí não deu mesmo para postar :'( sorry.

Mas aqui está o capítulo de vocês. Espero que gostem assim como eu gosto de escrever.
Obrigada por todos que estão lendo <3

Capítulo 3 - Carona e... a conversa


Lauren Pov

 

Kyle estava me ligando fazia bastante tempo, pois antes de atender eu vi que tinha 5 ligações perdidas.

 

Nossa! Fiquei tanto tempo assim lá dentro?

Ligação On

- Alô!

- Lauren onde você está? Eu estou te esperando a meia hora já! - ele disse meio bravo.

- Hey! Calma! Aconteceu um imprevisto aqui na faculdade, e tive que tomar um banho antes…

- Tá... Mas estou te ligando pra avisar que não precisa vir mais… Eu estou indo pra casa, mais tarde a gente conversa. - ao ouvir isso fiquei um desapontada, ele nem perguntou o que aconteceu.

- Tá Kyle…

- Até mais tar… - não deixei ele terminar.

- Quer saber Kyle, não precisa ligar mais não. Pra você saber, eu estou bem tá? - eu disse desligando.

Ligação Off

 

Ultimamente tem sido assim… Ele não liga muito pra como eu estou, quase sempre quer fazer tudo o que ele planeja nem deixando espaço para eu dizer alguma coisa. Enfim… acho que é uma pequena crise.

 

Agora que ele não vem me buscar, é melhor eu ir andando até em casa para pensar um pouco em como isso deve terminar ou seguir, não sei.

 

Camila Pov

 

Por que Lauren saiu correndo daqui? Ah! Quer saber não me importa…

 

Mentira! Importa sim, você está louca pra saber o porquê!

 

Quantas vezes tenho que te pedir silêncio subconsciente?

 

Saí do vestiário em direção ao meu carro. Entrei liguei o rádio e saí. Eu estava prestando total atenção na rua quando de repente eu enxergo ela de novo. Lauren!

 

O destino só pode estar de sacanagem com a minha cara! Agora qualquer lugar que eu vou, irei encontrá-la?

 

Mais ou menos isso!

Shiu!

 

Quando a enxerguei o sinal abriu e comecei a me perguntar se deveria oferecê-la uma carona.

 

Isso mesmo! Faça isso! Aproveite e já pegue o número do celular! Convida para jantar! Se declara!

 

Acho que não é uma boa ideia, não é?

 

Camila, larga de ser covarde!

 

Eu não sou covarde! Acelerei até onde ela estava andando e parei.

 

- Hey! - eu disse.

- Não obrigada. - ela disse.

- Não o que?

- Não que… - ela disse olhando para mim. - Ca-Camila?

- Você ainda não parou de me imitar é?

- Eu não estou te imitando.

- Tá tá… Você quer carona? - eu disse já querendo me enfiar dentro de um buraco.

- Vai me sequestrar é? - ela disse olhando fixamente pros meus olhos.

 

Bem que eu queria!

 

- Claro que não! Só tentando agradecer pela calça emprestada.

- Emprestada? Não, não. Pode ficar! Aliás ficou bem melhor em você do que em mim… - ela disse. - Bem melhor por sinal.

- O que? O que disse? - eu perguntei corada.

- Nada não… - ela disse meio nervosa. - Mas aceito a carona sim.

 

Ela entrou no carro e sentou bem ao meu lado. Eu parecia que ia acordar a qualquer momento daquele sonho. Nunca eu imaginaria Lauren dentro do meu carro, e eu consciente de que isso estava acontecendo.

 

O silêncio se fez presente até que…

 

- Camila… - eu já disse que dou uma pirada quando ela fala meu nome? - você tem quantos anos?

- 19… - eu já sabia a idade dela, mas para continuar a conversa, perguntei - E você?

- Bom, acho que nem meu nome eu disse pra você… - ah se ela soubesse que eu já sei - Sou a Lauren, Lauren Jauregui. - disse me estendendo a mão que ao mesmo tempo que eu segurei me transmitiu uma corrente elétrica pelo corpo. - Tenho 20 anos. Curso o 2º ano de História e acho que é isso… e você cursa o que?

- Eu faço Letras, mas mais pela Literatura…

- Você escreve? - ela me perguntou curiosa.

- Sim… é uma das coisas que mais amo fazer. - eu já estava com as mãos suando, por um acaso essa garota mora em Marte? A casa dela nunca chega. - E você, algum hobbie?

- Eu… - ela hesitou um pouco.

- Você?

- Eu também escrevo… mas ninguém pode saber.

- E por que?

- Porque ficariam me zoando…

- E você se importa?

- Sim… - ela disse me olhando como se fosse óbvio.

- E por que isso? Por que se importa com o que as pessoas pensam de você?

- Porque meu namorado acha isso perda de tempo…

 

Ela disse namorado?

 

Eu simplesmente congelei no volante. Fiquei paralisada, olhando para frente, como se alguma parte do meu mundo tivesse caído e eu tivesse que reconstruir cada pedaço. Ela percebeu que fiquei quieta.

 

- Camila… você está bem?

- E-eu estou… Só acho que não tem que ligar pro que os outros pensam.

- Camila… você não entenderia.

- Como sabe?

- Você nem me conhece.

- Acho que conheço o suficiente para saber que você não é do jeito que está bem dizendo. - ela estava me encarando, e aqueles olhos verdes que eu tanto amo estavam bem no fundo dos meus.

- Conhece? A primeira vez que te vi foi hoje mais cedo.

- Mas eu te conheço… só isso.

 

Ela ficou pensativa. E eu percebi o que eu estava quase fazendo. Eu seria uma completa maluca em falar mais alguma coisa agora, mas ela quem teve a coragem que eu não tive para quebrar o silêncio existente.

 

- Camila é a próxima a direita.

- Ok. - era melhor eu não falar mais nada.

 

Ela desceu do carro e acenou para mim. Como segurei nessa hora para não abrir a porta e abraçá-la e beijá-la e dizer tudo o que sinto. Quando olhei pro lado de novo ela estava na janela do carro.

 

- Hey… você vai pro baile?

- Que baile?

- Do final de semana…

- Não sei… Talvez eu fique em casa com o meu acompanhante travesseiro. - eu disse e ela deu uma gargalhada que encheu meu coração de vontade de ser o motivo dela todos os dias.

- Deveria ir…

 

Só se você for comigo!

 

- Vou pensar no seu caso. - eu disse. - Essa semana mesmo te devolvo a sua calça ok?

- Eu já disse que pode ficar…

- Eu vou devolver!

- Por quê?

- É melhor você não saber…

- Saber de que?

- Nada… - eu disse ficando nervosa. - Até mais Lauren…

 

Dei partida no carro e saí. Olhei pelo retrovisor, e vi que ela ficou na calçada sorrindo até eu virar a esquina.

 

Será que eu deveria dizer tudo o que sinto?

 

Lauren Pov

 

Por que eu senti vontade de beijar Camila? Por que sentir vontade de ser protetora dela? Por quê?

 

Camila Cabello o que você fez comigo em algumas horas?


Notas Finais


Obrigada por lerem ;)
Esse baile em?
Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...