História Você já pensou alguma vez em amor? - Capítulo 24


Escrita por: ~ e ~Akami0102

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Gay, Revelaçoes, Romance
Visualizações 34
Palavras 757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Galera a partir da semana que vem os capítulos vão sair de segunda e sexta então não esquece tá!?

Capítulo 24 - Eu vou, mas eu volto...


Fanfic / Fanfiction Você já pensou alguma vez em amor? - Capítulo 24 - Eu vou, mas eu volto...

LEIAM AS NOTAS DO AUTOR PF

 

 

P.O.V. Nicolas

 

     Eu tinha que achar um jeito de sair dali aquele garoto era louco... eu não acredito que depois desse tempo todo! Só agora! Por que? Eu não sei, mas ao invés de pensar nisso é melhor eu tentar achar um jeito de escapar... É impossível sem ele me ver eu vou ter que enganar ele. Deixa eu pensar... Espera tem alguém vindo...

 

-"Oi amor! Tudo bem?"

-"Eu já falei que não sou seu amor... pare de me chamar assim..." -Falo calmo...

-"Você é o que eu quiser e você não vai mudar isso, nós fomos predestinados a ficar juntos! O destino quer e EU também..."

-"QUE SACO! PARA COM ISSO LUCAS VOCÊ NÃO ERA ASSIM!" -Grito pra ele.

-"Eu sempre fui assim você que nunca percebeu..." -Percebo que ele está puxando alguma coisa do seu bolso.

-"Lucas por favor tente entender meu lado! Se alguém te sequestrasse você iria querer ficar ao lado dela preso pra sempre?" -Tento não parecer desesperado.

-"Não, mas com você é diferen..."

-Não Lucas, não é. A única diferença é que você é o sequestrador." -Falo em tom calmo, mas cortando sua fala.

-"JÁ CHEGA!" -Ele saca uma faca de seu bolso e enfia na minha perna.

-"AH!"

-"Se você não quiser sofrer, não resista." -Diz ele com um sorriso maligno no rosto. -"Eu vou trazer sua janta, espere..."

 

     Não sei o que ele vai fazer e nem quero ficar pra ver. 

     Esse quarto não tem saída vou ter que fazer com que ele acredite em meu plano, mas o único problema é a minha perna que está com a faca. Eu não vou conseguir correr preciso ligar pra alguém! Preciso achar meu celular!

 

P.O.V. Martin

 

     Onde eu tô? Droga a minha enxaqueca tá atacando, preciso sair daqui, mas primeiro preciso saber onde estou. 

     Procuro no meu bolso alguma coisa pra me ajudar a seita dali e acabo encontrando meu celular... Sem sinal... 

 

~Quebra de Tempo~ 

 

P.O.V. Lucas

 

-"Oi amor! Voltei com a sua janta!"

-"Oi! Que bom tava morrendo de fome!"

 

     Ué, ele tá me tratando bem... por que? Será que ele finalmente percebeu que ele me ama?

 

P.O.V. Nicolas 

 

-"O que tem pra comer Lulu?"

-"Ah amor, tem um doce pra você aqui..."

-"Que gostoso! Deixa eu sair daqui pra eu comer?"

-"O QUE?" -Ele falou espantado.

-"Se você quiser que eu viva com você uma hora você vai ter que me tirar daqui! Do que adianta amar uma pessoa se você não pode ter aventuras com ela?"

-É, isso faz sentido!" -E assim ele ia me soltando, caindo direitinho no meu plano.

-"Antes de comer, posso tomar um banho?"

-"Claro amor vai lá, eu vou pegar uma roupa pra você." 

 

     E assim que eu chego no banheiro e tomo meu banho tento achar alguma coisa que eu possa usar para me defender e atacar ao mesmo tempo.  Graças a Deus eu consiga achar um pente de madeira eu quebro as pontas do meio, assim dando uma faca improvisada. Eu chamo o Lucas.

 

-"Amor..." -Odeio falar essa palavra pra ele, mas é necessário. -"Traz uma roupa pra mim.

-"Tá bom, já tô indo aí!"

 

     Eu me seco e coloco a toalha amarrada na minha cintura somente tampando as minhas partes íntimas. Ele chega:

 

-"Toma aqui amor e vê se você se enxuga direito ein? Hahahaha" 

-"Hahahaha tá bom..."

 

     Eu coloco a roupa e falo pro Lucas me esperar na sala que já ia comer, ele vai me deixando sozinho no quarto. Eu procuro meu celular e acabo achando eu ligo pra polícia.

 

-"Alô, qual sua emergência?"

-"Oi, eu fui sequestrado por um louco, mas não sei onde estou!"

-"Okay, nós vamos procurar sua localização e mandaremos uma viatura aí ."

-"Muito obrigado!"

 

     Eu desligo guardo o celular e desço como se nada tivesse acontecido, nós comemos em silêncio e quando ele estava indo para o quarto, as sirenes chegaram. 

 

-"NICOLAS! MAS QUE MERDA É ESSA?" -Ele gritou e em um movimento rápido ele se virou. Eu enfiei o pente em sua perna para ele não poder correr atrás de mim.

-"Muito obrigado pela estadia IDIOTA!" -Eu corri pra fora e os policiais o pegaram, àquela altura eme já tinha tirado o efeito das drogas de mim.

-"Eu vou, mas eu volto!" -Essas foram suas últimas palavras antes de ser levado.

 

     Eu estava entrando na viatura quando escuto meu celular tocar. Era o número do Martin... estranhei mas atendi.

 

-"Alô?"

-"Amor! Que alívio ouvir sua voz! Eu estou preso me ajuda!" -Eu paralisei.

 


Notas Finais


PESADOOOOO ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...