História Você me ama? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Inoscencia, Populares, Romance, Tímidos
Exibições 9
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eu sei que essa não é igual a eles, mas... Eu achei tão parecido (amor doce <3) Aproveitem o cap...

Capítulo 4 - Oque estou sentindo?


Fanfic / Fanfiction Você me ama? - Capítulo 4 - Oque estou sentindo?

POV: Sadara.  

25 de Julho, 17:41, local: DropiDope.

Cazu Cazu Cazu! Você não sabe oque aconteceu, eu e a Louisié nos beijamos, meu Deus, estou aproveitando esse tempinho, já que o pessoal não chegou para falar com você, meu Deus do céu, foi meu primeiro beijo! Eu gostei muito, mas nos beijamos umas cinco ou quatro vezes depois, me pergunto oque ela achou do meu beijo... Não tenho experiência e acho que ela odiou, será que ela gostou tanto quanto eu gostei? Será que beijei bem? Será que é indecente perguntar para ela isso? Cazu, eu não sei nada sobre romances, será que estamos em um romance?! Cazu, socorro...  O pessoal chegou, vou ligar o áudio para você ouvir oque falamos: 

Primeira conversa com o pessoal/ Terceira conversa com louisié:

- Oi gente – Eu

- Oi S, estes são Gracey e Mirela, gente, esse é o Sadara.

- Oi! Sou Mirela, mas me chame de Mi – Uau! Que linda!

- Eae, sou Gracey, me chame de G ou sei lá, qualquer apelido ai, seu nome é legal, Sadara, incomum mais legal.

-Gracey não é um nome feminino? – Falo e todos começam a rir, até ele, será que ficou ofendido?

- Hahaha, não disse G? Até o nome influencia. – Mirela.

- Não fique com essa cara Sadara, eu sou gay, e meu nome é feminino, por isso estamos rindo – Disse Gracey ao perceber minha cara de preocupação.  

- A okay. – Solto uma risadinha.

-Vamos entrar. – Diz Mirela.

                                          ************************

O local é mesmo como um posto abandonado... Louisié está do meu lado e perguntou oque estou fazendo! Jesus! Não vou falar sobre você por enquanto, vou manter o áudio enquanto estivermos aqui:

Primeiro áudio livre:

-N-n-ada Lu – Isso foi um apelido?! Jesus!

-Você me chamou de Lu? – Ela ruboriza e eu fico escarlate, então ela começa a rir.

-Não se preocupe S – Ela toca em meu rosto e eu ruborizo ainda mais. – Ho... Você é tão branquinho, fica vermelho facilmente... Sua pele é macia S... – Eu olho para ela e nos beijamos, um beijo tímido, então eu tento algo, uso minha língua e ela entrelaça a mão na minha cintura passando as mãos nas minhas costas, a língua dela tem gosto doce, e de repente sinto um incomodo entre minhas pernas e me assusto, já ouvi falar sobre isso, e de repente não quero que Louisié saiba sobre ela e continuo, mas ela percebe e para... Ho não... Onde estão Mirela e Gracey?

Abro os olhos e estamos sozinhos em um sofá...

- O-o-oque f-oi Lu? – Sento em forma de feto somente com meus olhos amostra.

-Tem algo errado? – Ela chega perto e levanta meu queixo e eu estou vermelho radioativo, ela olha pra mim e me da um meio sorriso que aumento o desconforto um pouco e olho para o lado – Está com uma ereção S? – Agradeço a minha ingenuidade, talvez se eu perguntar oque é isso ela esqueça que tem algo errado.

-Eu sou um pouco ingênuo. Oque é isso?

-É quando você sente um desconforto entre as calças, e quando eu faço isso... – Ela morde minha orelha e o desconforto aumenta – O desconforto aumenta...

-Ho... N-n-não é nada disso – Logico que é.

- Seu rosto te entrega S... – Ela sorri, maldita timidez – Quer se aliviar... S?

-Sim, mas não faço ideia de como fazer isso e não faço ideia do que estou sentindo. – Vermelho radioativo.    

-S, você é fofo... Está excitado, e... – Ela sobe no meu colo, desconforto aumenta, e ela chega bem perto do meu ouvido –... Agora também estou.

-Ho... Deus – Deixo escapar.

-Quer me beijar? – Faço que sim com a cabeça, me faltam palavras – Quer tocar meu corpo? – *Alerta de ingenuidade* Faço uma cara confusa.

- Como?

-Assim – Ela pega minha mão e leva até seus seios e eu fico vermelho, mas é bom ter a mão ali – Aperte S... – Eu aperto e ela solta um gemido, os únicos gemidos que ouço são de dor, acho que a machuquei e retiro a mão. 

- Te machuquei?

-Não S, e só pra constar, isso foi um gemido de prazer... Não tenha medo aperte de novo. – Eu aperto e ela geme no meu ouvido, uso as duas mãos, e de repente, quero ir mais fundo.

-Posso tirar sua blusa?

-Vá fundo S – Ela sussurra e isso fica excitante, essa é a palavra? Não me lembro.

-Ok – Estou quase tirando sua blusa, quando a porta é aberta e nos dois damos um pulo.

-Há meu Deus! Já shippei! – Diaz Mirela e Gracey ao mesmo tempo, shippei, oque é isso?

-Continuamos depois S – Louisié fala no meu ouvido, haverá depois... Minha excitação aumenta e quando ela deixa meu colo, quero que fique nele, vou começar a pesquisar sobre isso.

-Não aconteceu nada, estava ensinando algumas coisas para Sadara... – Me levanto e fico ao lado dela, ela esta vermelha, que fofa.

-É... – Digo olhando para os dois e eles caem na gargalhada.

-Não se desculpem, saímos quando vocês estavam conversando, compramos cigarros. – Diz Gracey.

-Já fumou S? – Diz Louisié, com olhares grades, fofos e curiosos.

-Sim, já fumei Lu. – Digo com uma voz grossa e sem querer máscula, tipo um lenhador, bonito e musculoso.

-Ho... – Acho que fui mal com ela.

-Desculpe pela forma como falei – Digo me sentando no chão com eles e pegando um cigarro.

-Só achei diferente hehe... Mas não foi isso que incomodou. – Ela chega perto de mim e chega perto do meu ouvido – Como você, tão inexperiente, e já fumou?

-Longa historia – Digo no ouvido dela, e dou uma mordidinha de leve, só por que sempre quis fazer isso.

-Ho... – Ela contorce um pouco, acho que a excitei...

-Te excitei? – Digo, com minha inocência aguçada.

-Sim, fofinho, me excitou.

-EI! Vocês estão só sussurros ai né? – Gracey diz.

-Também acho, do que estavam falando? – Eu fico vermelho e Louisié também, nos sentamos em borboletinha e nossos joelhos estão encostados.

-Nossa Mi, como você é lerda, safadeza claro! – Gracey diz, e rola os olhos como se fosse a coisa mais obvia do mundo, e é...

-Eu sou lerda sim e dai? – Mirela diz em uma falsa raiva e depois esboça um sorriso.

                                                           *********************

25 de julho, 21:43, local: Quarto.

Olá Cazu, tomei banho e estou de pijama, e não paro de pensar em Louisié e quando o faço isso fico com saudade e um pouco excitado, por hoje a tarde, foi legal, jogamos travesseiros, conversamos besteiras e o pessoal me explicou muita coisa, tipo... Beijos, orgasmos e shhipes, me mandara pesquisar na internet, vou ler um livro qualquer e dormir, amanhã tenho aula.   


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse docinho... Hehehe Tem muito mais de onde vieram esses queridinhos....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...