História Você me deixa confuso - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Kai, Sehun
Tags Colegial, Melhores Amigos
Exibições 32
Palavras 1.166
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá bolinhos turu bom com vcs?
Eu sei, demorei muito para postar, mas eu disse que ia demorar certo?
Pretendo não demorar tanto da próxima vez, pretendo, isso não quer dizer que eu vá conseguir hehe

Capítulo 2 - O que ouve com essa piranha?


Os fones de ouvido estavam no máximo, meus dedos batucavam a mesa conforme a melodia. Quando me dei por mim já estava fazendo pequenos passos de dança, conforme o drop aí se aproximando meus movimentos ficavam mais rápidos. E quando ele finalmente chegou meus fones foram retirados da minha orelha, olhei indignado para a pessoa que havia tirado e me espantei vendo o Luhan ali.

 

- Olá causa dos meus cabelos brancos – Disse o loiro me devolvendo os fones.

 

- Que?

 

- Nada não, apenas não aguento mais o Sehun choramingando para cima de mim.

 

- Mas o que eu tenho haver com isso?

 

- Você não é o melhor amigo dele?

 

- Sou, mas isso não me faz mãe dele, mas enfim, vai ir hoje na lanchonete com nós?

 

- Vou sim, e se eu não for Minseok e o Sehun vai ficar me incomodando por dias. – Disse virando as costas e saindo da sala, eu heim povo louco.

 

Fui até a minha mochila e comecei a colocar as minhas coisas e então comecei a escutar vozes, que pareciam ser o Sehun e o Minseok.

 

- Que merda, sabe que ele vai sofrer né? – Disse Xiumin exaltado – Porra se toca Sehun.

 

- Olha o modo como você fala comigo porque eu não sou suas negas, e além do mais ele não vai sofrer, ele nem gosta de mim, não percebe que ele está caidinho por você? Droga Hyung.... Eu só queria que ele gostasse de mim, entende? Eu queria fazer isso, eu queria que as coisas fossem fáceis.

 

Então os dois entraram na sala e ficaram espantados quando me viram.

- O-oi Kai-ah... O que você ouviu?

 

- Partes.... Esse menino que vocês estão falando.... É o Luhan né?

 

- Sim... Mas por favor esqueça tudo que ouviu. – Disse Minseok juntado as mãos e se inclinando.

 

Meu coração deu uma pequena falhada então fui em direção do menor e o abracei.

 

- Não se preocupe bolinho, não vou dizer nada.

 

Escutei alguém limpando a garganta e olhei na direção do Sehun, o mesmo me encarava com os braços cruzado e uma cara nada boa.

 

- Jongin, eu vou para casa, vejo vocês as 7:30 – Disse sem ao menos me dar tempo de lhe responder.

 

- Kai você é muito idiota. – Falou Minseok desfazendo o abraço.

 

- Mas oxe, quem lhe deu essa liberdade para falar assim comigo?

 

- Depois de meses você adquire, mas é sério você é muito lerdo, ‘tá na cara que eu Sehun gosta de você.

 

- Mas vocês não estavam discutindo por causa do Luhan?

 

- Sim, mas eu acho que isso é um disfarce sabe? Eu não tenho 100% de certeza que isso seja verdade, mas é uma suposição.

 

- Que seja, e o que você está fazendo aqui no meu colégio?

 

- Eu vim te ver, e te ajudar a pintar esse cabelo.

 

Depois de discutir com o mais velho sobre meu cabelo, resolvemos por fim ir para a minha casa, quando chegamos na mesma minha mãe olhou espantada para Xiumin.

 

- Quer dizer que esse é seu namorado e por isso não quer ficar com o Sehun? Isso mesmo Senhor Jongin?

 

- Que? Porfa né mãe, se for para viajar na maionese que seja longe de mim, obrigada de nada.

 

- Olha aqui menino eu não te criei para ficar falando através de gírias comigo, ‘ta ligado?

 

Antes mesmo de responder Xiumin caiu na gargalhada, e enquanto ria me dava tapas.

 

- Sua mãe – Um tapa – É a melhor – Outro tapa – Socorro melhor pessoa.

 

- Se você me der mais um tapa eu faço você dar meia volta e sair dessa casa. – Na hora o mais velho colocou as mãos no bolço e eu soltei um suspiro de alivio.

 

 - Mãe esse é o Minseok, ele é aquele menino que eu conheci no twitter que eu te contei, lembra? Então ele veio hoje para me ajudar a pintar meu cabelo.

 

- Então você finalmente vai voltar para o rosa? Amém, meu filho me obedeceu!

 

- Na verdade foi o Sehun que me convenceu e pintar... Mas seguimos em frente.

 

 Vi a mais velha fazer um bico emburrado e logo virou as costas para mim e foi para a cozinha, antes mesmo que eu pudesse falar qualquer coisa Minseok pegou a minha mão e saiu me puxando pela casa, mas logo o mesmo teve que parar pois se tocou que não sabia onde era o meu quarto.

 

- Jongin onde é a merda do seu quarto? – Disso colocando a mão na cintura com o cenho franzido.

 

- Nós não vamos para o quarto Hyung, pois vai fazer muita sujeira e eu não estou afim de ficar limpando, então vamos para o banheiro, que é a última porta.

 

O mais velho nem ao menos me esperou dizer onde que estava as tintas e o descolorante, simplesmente foi para o banheiro. Fui para o meu quarto e peguei a sacola com as coisas que havia comprado no shopping no outro dia.

 

Quando abri a porta do banheiro encontrei o menor separando as coisas que seriam usadas, assim que ele me notou pegou a sacola da minha mão e me fez sentir em uma cadeira que estava ali, coloquei a toalha em meus ombros para não me sujar e nisso Minseok me alcançou um tubo de creme dizendo que era para passar na cara e nas relhas para não ficar manchado depois.

 

- Certo separe essa juba em mechas para ficar mais fácil de pintar. – E logo jogou um pente com alguns rabicós.

 

Depois de amarrar todas as mechas e ficar parecendo aquelas crianças do maternal que colocam umas cinquentas coisas na cabeça e ficam se achando os fodas, donos da porra toda. Xiumin começou a soltar uma mexa e pintar ela toda e consequentemente foi fazendo isso com todas. Assim que meu cabelo estava todo pintado minha mãe apareceu na porta dizendo que a Eunha estava querendo meu ver, sai na maior cara de pau daquele banheiro e fui ver o que ela queria.

 

- Oie bolinho – Disse ela mega animada.

 

- Oie broto, o que você quer?

 

- Só vim dizer que o Sehun mandou eu ir aqui para dizer que ele não vai mais na lanchonete.

 

- Por que?

 

- Não faço ideia, ele simplesmente pediu para lhe avisar, e agora eu vou para casa. Tchau bolinho, até segunda.

 

O que diabos ouve com o Sehun para ele não querer ir mais na lanchonete? Será que ele teve uma mega decepção com Luhan? Tenho certeza que aquele chinês safado está envolvido nisso.

 

- Mãe e Xiumin eu vou para a casa do Sehun, não esperem que eu volte logo. – Gritei da porta e comecei a andar em direção da calçada.

 

- Jongin você ainda está com a tinta no cabelo. – Disse o mais velho da porta.

 

- Não tem problema, eu lavo na casa do Sehun.

 

E sai correndo que nem um retardado em direção a casa do Sehun. 


Notas Finais


desculpa qualquer erro ta bom? Qualquer coisa é só falar comigo no twitter https://twitter.com/xiumeowmin


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...