História Você me Deixa de Cabeça pra Baixo - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrinette
Exibições 115
Palavras 833
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii meus pandas!
Vamos pro cap curto!

Capítulo 7 - Preciso de Você Comigo (Part 1)


Mari PV on

Finalmente domingo, hoje é um dia pra descansar, mas convidarei uma pessoa pra relaxar comigo esse domingo!

Digitei o número do Adrien no meu celular e liguei pra ele. Ele atendeu em 5 segundos.

- Oi Mari!

- Oi mori, o que você acha de ir no parque hoje?

- Ótima ideia! Vamos daqui uma hora?

- Perfeito! Nos vemos lá! Te amo Adrien ♥ (A: eu amo mais *-*)

- Também te amo mori! ♥ (A: ama nada você me ama!/ Adrien:  cof cof Iludida cof cof)

MEU DEUS EU SÓ TENHO 1 HORA PRA ME ARRUMAR AAAAAAAAAH! Meus pensamentos foram atrapalhados pelo miado de uma gatinha muito danada chamada Tikki :v.

- Meow!

- Quer comida neh garota?

- MEOW!

- Pelo jeito sim! Vamos lá! - Desci as escadas e dei comida a ela. Aproveitei e peguei alguns cookies para comer antes de ir.

Comi e fui escovar os dentes. Faltavam 50 minutos para nos encontrarmos no parque. Devo estar lá 11:00.

Fui correndo para meu quarto, e como de costume, tropecei e acabei batendo a cabeça na porta.

Cheguei lá, me despi e fui tomar um banho gelado e rápido, odeio? Odeio, mas o bagulho tá frenético aqui.

Sai do banheiro e coloquei uma lingerie preta, saia preta rodada e cropped vermelho com bolinhas pretas. Coloquei um alo star preto. Saí descendo as escadas correndo, o que resultou num beijo no chão. Dei Tchau aos meus pais e fui correndo até lá.

Quando cheguei, faltavam 5 minutos para 11:00 então me sentei no banco.

Fiquei olhando para as pessoas e para as árvores, sempre me inspiram pra desenhar depois. Anotei minhas ideias até que ouvi muitos passos vindo em minha direção.

- Que pressa em, Adrien...

- O que aconteceu com seu nariz?

- E eu tropecei e caí de cara no chão  heheh- Falei corada- Por que?

- Bem... Está sangrando... - Passei a mão no meu nariz, senti um líquido quente em meu dedo, era sangue- Vem, vamos pedir um guardanapo naquela barraquinha de cachorro quente!

- Ok...- Ele abraçou de lado minha cintura e me puxou mais pra perto dele. Ele começou a massagear o local.

- Tens corpo de deusa, sabia?

- O QUE? 

- Q - Quer dizer, você está beinha? - Ele tentou rimar pra disfarçar kkkk que bobinho ele. Vou só fingir que não ouvi.

- Melhor agora.

- Fofa!

Ouvi um barulho de galho quebrando, olhei pros lados e vi um vulto se escondendo atrás de uma árvore.

- Está tudo bem Mari?

- Ótimo... - Falei com sobrancelha arqueada, mas ele não percebeu, ainda encarava a árvore - Ai... Tá ardendo...

- Fica aqui nesse banco vou trazer o guardanapo!

- Ok!

Fiquei lá esperando, até que algo pega minha cintura, tampa minha boca e me coloca em seu ombro. Olhei pro lado e vi um cabelo vermelho voando por conta de ele estar correndo. Ninguém havia percebido, todos estavam entretidos fazendo seja lá o que for.

Ele me jogou no chão em um lugar um pouco distante do parque. Olhei pro rosto da pessoa, era... O Nath? O que ele quer agora?

- Nathanael, o que você quer?

- Que você volte comigo, eu não quero, é uma ordem!

- Primeiro: Não vou voltar com você. Segundo: Não tem direito de me dar ordens!

- E por que não quer ficar comigo, delicinha? - Ele nunca me chamou assim, não gostei nada disso!

- Por que você me traiu cara de pau! E não me chame de delicinha.

- Eu quero que você fique comigo!

- POR QUE?!?!

- Por causa que minha reputação foi água abaixo depois que te trai. Se eu ficar com a menina mais popular, minha reputação e popularidade vão voltar ao normal!

- Não fui eu que quis trair minha namorada, agora tenha o prejuízo.

- Se você não vai ser minha por bem, vai ser por mal!

Ele me prensou na parede e começou a chupar meu pescoço, eu gritava por socorro, mas as mãos de Nathanael abafavam o som. Comecei a chorar, não resisti.

Ouvi um barulho de passos rápidos em nossa direção, olho pro lado e vejo meu herói lá.

- Parece que o covarde não aceita perder a garota mais linda de todas.

- Eu não sei como ela te quis, cabelo de banana!

- Se quer banana eu tenho, mas não é pra qualquer pessoa  (malícia está mais de 8000)

- Não sou boiola que nem você!

- Boiola você, que além de boiola é covarde.

Começou a porrada, Nathanael me soltou. Peguei meu celular e liguei pra polícia.

- Qual a denúncia.

- Estupro.

- Onde você está?

- Rua Blá Blá Blá, perto do restaurante Miraculous.

- Estamos indo.

Em alguns minutos a polícia chegou.

- Quem tentou te estuprar?

- O de cabelinho vermelho.

- Que lembra menstruação - Completou Adrien.

- Heheh, vamos carinha, está preso por tentativa de estupro.

- Filha da peste, vou voltar Marinette!

- Duvido, boa sorte com isso hihie... - O carro foi-se com o Nathanael lá- Obrigada Adrien! - Abraço ele.

- De nada, Mari! - Ele me beija de um jeito calmo, diferente de mim, estava desesperada pelo seu beijo, que agora se tornou desespero em ajudá - lo com os ferimentos.

- Vamos pra minha casa, precisamos cuidar desses machucados.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Próximo cap: Hentai
Meu primeiro Hentai! Medo puro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...