História Você me faz ter sorte. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miley Cyrus
Personagens Miley Cyrus
Tags Drama, Miley Cyrus, Romance, Universo Alternativo, Yuri
Exibições 27
Palavras 1.430
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Fluffy, Harem, Hentai, Mistério, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Depois da chuva.


Fanfic / Fanfiction Você me faz ter sorte. - Capítulo 2 - Depois da chuva.

    Tentei passar para o meu quarto o mais despercebida o possível, mas assim que coloquei o pé no primeiro degrau minha irmã apareceu na porta da cozinha me chamando, deixei a mochila jogada ao lado da escada e fui até lá.

   Minha irmã foi o motivo mais concreto para eu ter me mudado da capital para Los Angeles, eu teria uma casa não muito longe da faculdade e o apoio de uma irmã que já estava na cidade há quatro anos. Mesmo que ela tenha mudado o cabelo de preto para rosa ainda é percebível a nossa semelhante, os olhos verdes herdados da família irlandesa do meu pai estavam nos ligando e havia algo no nosso modo de sorrir que parecia igual.

   - Explique-se. – Ariel me pergunta enquanto cozinhava algo que cheirava como batata, queijo e tomates, seu cabelo prendido em uma almofadinha rosa no topo de sua cabeça.

   - Eu não tenho nada para explicar na verdade, nos esbarramos em uma lanchonete e agora eu tenho três vezes mais seguidores que antes, meu nome e meu rosto estão em toda a internet e eu tenho quatro ingressos para o show da Miley Cyrus.

    - Eu estou confusa, como você só esbarra em uma cantora... Você disse quatro ingressos? – Ela parou o que estava fazendo e me olhou, a colher em sua mão se perdendo dentro de uma panela enquanto se aproximava da porta da cozinha, pegou os meus ombros e me olhou nos olhos, eu não acredito que isso seja tão difícil de acreditar, estamos em Los Angeles no final das contas. – Miley Cyrus te deu quatro ingressos para um show? Eu estou trabalhando há seis meses em uma gravadora e o máximo que eu consegui ver de alguém famoso foi o chapéu do Bruno Mars e você me diz que isso? Como?

   - Acho que eu realmente sou a irmã mais bonita, – Um sorriso se forma em meu rosto enquanto a vejo bufar e me soltar, voltando à atenção para tentar pegar a colher da panela. – eu preciso tomar um banho, ainda sinto a água da chuva em mim, eu te mostro os ingressos depois.

   Posso ouvir os resmungo vindo dela enquanto faço o meu caminho até o banheiro. Eu vou ao show, não se pode jogar quatro ingressos fora desse jeito, só será um show, afinal o que pode acontecer em um show?

 

   - Nossos pais ligaram mais cedo, aparentemente a vizinha ficou confusa e quis saber se era realmente você. – Diz Ariel enquanto jantamos na sala, já que a mesa da cozinha estava lotada de coisas ainda da minha mudança, usamos a pequena mesinha de centro, ainda seguindo a mesma regra do nosso pai de não almoçar com a televisão ligada.

   - E? Não vá me dizer que eles piraram quando perceberam que eu estava sendo a louca famosa e não você.

   - Acho que eles já sabiam disso, você sempre teve uma vibração de namorada de gente famosa, o próximo passo é uma sex tape, seria uma boa aquisição para a conversa de natal.

    - Seria ótimo, mas não estamos namorando, eu a conheci hoje, trocamos meia dúzia de palavras, tiraram fotos da gente e depois nos separarmos. – Digo e recebo um revirar de olhos da minha irmã, ela encosta-se ao sofá atrás dela e me olha.

   - Não me faça começar a falar as coisas, a garota correu atrás de você para te entregar coisas q ela achou que você precisava, rolou algo, mesmo que uma palavra, mas rolou algo antes de dar se separarem.

  

   No sábado à tarde recebo uma mensagem em uma rede social, não que eu não tenha recebido mensagens durante esses dois dias de várias pessoas perguntando quem eu era ou como conhecia a Miley, até mesmo na faculdade eu recebia esse tipo de pergunta, isso sem contar em vários convites que foram parar em mim, festas, clubes até mesmo grupos de estudo da própria faculdade, acho que isso é algo relevante por aqui.

 

@MileyCyrus Eu espero te ver hoje.

 

   Com toda essa bagunça eu não tinha percebido que a ela tinha me seguido até na sexta de manhã, quando a minha irmã gritou “ela está interessada, está te seguindo em tudo que é lugar, aposto que vocês conversam e você não me conta” enquanto eu tomava banho no banheiro do corredor.

 

@MandyByrne Devo me preocupar com o meu rosto em todos os lugares?

@MileyCyrus Eles já te conhecem, não tem mais o que fazer, me desculpa por isso.

@MandyByrne Você já se desculpou me dando os ingressos.

@MileyCyrus Quero te dar algo que não seja material, venha ao show.

 

   Decidi não mandar mais nada, minha irmã não me deixaria faltar esse show por nada, mas agora eu tinha uma motivação especial dentro de mim, eu estou sentindo que Miley queria algo, na verdade eu quero que Miley queira algo.

   Eu não tive muita escolha sobre quem dar os outros dois ingressos, minha irmã pegou da minha mão assim que eu lhe mostrei, dizendo que sabia o que estava fazendo com aquilo, desapareceu o resto do dia sem me dizer mais nada, só reapareceu uma hora atrás com um sorriso animado no rosto, me disse que iria tomar banho e que era melhor eu já estar quase pronta, por algum motivo ela parecia bem mais animada que qualquer pessoa que estava envolvida, eu acho ela ver uma oportunidade de arrumar alguma coisa para a sua carreia de DJ, um contato é tudo o que ela precisava para fazer acontecer o seu sonho. Ela voltou um tempo depois enrolada em uma toalha verde, disse que era para ter certeza que eu estava fazendo o que ela tinha mandado.

    - Chris vai estar aqui daqui a quinze minutos, - Diz Ariel entrando no meu quarto, seus olhos foram do celular para a minha roupa, pude ver um sorriso se formar no seu rosto antes de me virar rapidamente para o meu armário. – para alguém que não estava sabendo o que estava fazendo você se arrumou bastante bem.

   - Eu vou para um show, queria que eu fosse de pijama?

   - Eu gostei, enfim, Chris ira nos dar uma carona.

   Chris demorou menos que o esperado, e logo estávamos dentro do carro indo em direção ao show. Chris é uma espécie de namorado de Ariel, nem eles sabem ao menos o que eles têm na verdade, não nos falamos muito, tudo o que eu sei foi o que minha irmã me disse superficialmente, algo como ele trabalhar em uma academia, o que explicava o seu corpo malhado, e como ele era especial mesmo parecendo só um rapaz forte que vive em Los Angeles, mas é meio difícil saber isso quando se tem a minha irmã protegendo qualquer informação que venha dele. No banco de trás comigo estar o seu outro amigo, eu não me lembro do seu nome, nos vimos somente algumas vezes, o máximo da nossa conversa foram algumas palavras trocadas em uma conversa em grupo, ele tentou puxar assunto quando eu entrei no carro, mas não vingou mais que quatro minutos.

   Foco no celular na minha mão, no instagram Miley postou duas fotos foto: a primeira é o lugar do show ainda vazio, podia se ver algumas luzes coloridas iluminando alguns pontos por toda a extensão da plateia, algumas pessoas vestindo preto andavam por ali, a legenda dizia “esgotado J” ; a segunda foto era do mesmo lugar, o fundo da foto ainda aparecia a plateia vazia, mas desta vez tinha Miley na frente, sorria com os olhos fechados, um microfone branco na outra mão, a legenda desta vez dizia “não consigo esperar”, sorrir e escrevi um comentário embaixo: “eu também não”.

   Chris avisa que teríamos que estacionar um pouco distante do show, tem muito movimento e pouco lugar para estacionar por perto, enquanto fazíamos o caminho alguns fãs me reconheceram, procurei desesperada pelos dedos da minha irmã até ela falar para eu me acalmar e que eu estava ficando paranoica. Eu não posso ajudar nisso, na fila encolho os ombros em uma tentativa de passar despercebida, sem muito sucesso já que as mesmas meninas que encontramos no caminho me cutucaram no ombro.

   - Você não é a Mandy? – Pergunta uma das meninas um pouco mais na frente das outros.

   Antes que eu possa responder um homem vem correndo na nossa direção, roupas pretas e um crachá pendurado no pescoço, ele para na nossa frente buscando ar, olho as letras amarelas no crachá: “assistente pessoal”.

   - Finalmente te achei, - ele diz depois de um tempo. – Miley estar te procurando, vamos?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...