História Você Me Pertence... - Imagine Jungkook - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hentai, Imagine Jungkook, Jungkook
Exibições 205
Palavras 1.522
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero Que Gostem >.< E Me Desculpem Esse Tempo Sem Postar ;-;

Capítulo 5 - "Eu prometo Minha princesa, Eu prometo..."


Desperto Com os Raios de Sol Adentrando o Quarto Através da Enorme "Parede" de Vidro. Quando Viro Para Ver Jungkook me Surpreendo Ao Ver Outra Pessoa.

-Quem é Você? - Me Afasto Indo Até a Porta - Fala!

-Não Me Conhece? - Ele Vem Na Minha Direção e Segura Meu Queixo Aproximando Nossos Rostos - Eu Sou Kim Seokjin, Mas Me Chame Apenas de Jin...Ou de Oppa se Preferir.

-Você... - Me Assusto e Coloco a Mão Na Boca e Depois o Empurro - Fique Longe de Mim!

Abro e Fecho a Porta Rapidamente Descendo Para a Cozinha Procurar Alguém. Vejo Outro Cara Sentado Na Mesa de Jantar.

-Acordou Cedo. - Ele Veio Em Minha Direção e Me Puxa Pela Cintura - Antes de Perguntar, Meu Nome é Namjoom...Mais Prefiro Rap Monster.

-Cadê o Jungkook? Cadê Ele? - Me Esperneio Para Tentar Sair Mais Não Consigo - Seu Desgraçado!

-Jin, Ta Na Hora! - Ele Grita e Aquele Garoto Do Quarto Desce Com Uma Agulha de Injeção na Mão. - Agora!

Ele Aplica a "Injeção" no Meu Braço e Antes de Desmaiar, Ouço Um Deles Falar:"Agora Vamos Ter Nossa Vingança.", e Vejo Tudo Escuro.

(...)

 Abro Meus Olhos e Percebo Que Estou Em Um Lugar Escuro, Amarrada Nos Pulsos e Pernas Em Uma Cadeira. Me Debato Tentando Sair e Não Consigo, Estava Forte Demais. Sinto Minhas Bochechas Molharem Logo Em Seguida,  Me Fazendo Desistir.

 -Alguém Me Tira Daqui... – Grito e Ninguém Aparece. – Por Favor... – Sussurro.

-Até Que Enfim a “Senhorita” Acordou – Jin Faz Aspas Com As Mãe e Gargalha Alto – Você Não Vai Sair Daí Tão Cedo.

-Me Solta, Seu Desgraçado.

-Olha Aqui Sua Vadia – Ele Pega Meu Queixo Me Olhar Em Seus Olhos – Você Vai Ser Só Mais Uma Pra Ele. Eu Vou Te Tratar Bem melhor... – Ele Passa a Mão Nas Minhas Coxas Mas o Chuto.

-Nem Ouse Tocar Em Mim, Seu Infeliz. – Minha Voz Já Estava Roca de Tanto Gritar Com Aquele Filho da Puta.

-Jin, Já Pode? – Namjoom Entra e Entrega Um Celular Para Jin e o Mesmo Faz Sinal Para Que Namjoom  Saísse Naquele Exato Momento – Já Vou Indo.

Jin Digita Algum Numero e Fica Algum Tempo Conversando Até Ele Colocar o Celular Na Minha Direção e Pude Ver Que Ele Estava Fazendo Chamada de Vídeo...Com o JUNGKOOK?

-Kookie... – Ele Estava Preso Em Uma Cadeira Também e Com Marcas No Pescoço, Ambos Choravam Muito, de Amor – Kookie...O Que Ta Acontecendo? – Antes Dele Responder, Uma Menina Senta Em Seu Colo.

 

-O Que Esta Acontecendo... – Era a Mi-Cha, Aquela Ridícula – É Que o Kookie Sempre Pertenceu a Mim.

-SOLTA ELE SUA VADIA. – Começo a Chorar, Mais Dessa Vez de Raiva, Tristeza, Medo, Tudo Misturado. Jin Pega o Celular e Desliga. – NÃO ACREDITO!

-Agora Vou ter Que Resolver Umas Coisas – Ele Vai Em Direção a Porta – Se Tentar Sair Você Vai Pagar Por Isso. – Ele Sai e Desabo Em Minhas Lágrimas. Meus Pulsos Já Estavam Começando a Sangrar de Tanto Tentar Me Soltar, Meus Olhos Ardendo e Minha Garganta Doendo. Eu Só Quero sair Logo Daqui...

*(S/N) Off*

*Jungkook On*

 -Droga Mi-Cha, Você é Uma Louca. – Ela Vem Em Minha Direção e Acaricia Minhas Bochechas

-Louca Por Você. – Ela Vai Me Beijar Mais Viro o Rosto. – Ainda Assim Vai me Recusar?

-Pessoas Que Se Amam Não Fazem Isso Com As Outras Pessoas. – Reviro Os Olhos e a Encaro Novamente. – Se Você Me Amasse de Verdade Não Faria Isso Comigo. – Ela Fica Séria Por Um Tempo e Logo Após Sorri de Lado.

-O Pior é Que Você Tem Razão. Não Quero Ver Você Contando Essa História Trágica Para a Nossa Família no Dia Do Nosso Casamento. – Só de pensar Eu Casando Com Ela Me Dava Até Nojo. Ela Me Desamarra e Me Ajuda a Levantar. – Pronto, Podemos Ir Para a Nossa Nova Casa.

 

-Mais Antes, Queria Te Agradecer Por Me Soltar. – Empurro Ela Na Cadeira e a Mesma Sorri Malicioso. – Mas Vou Precisar Amarrar Seus Pulsos.

-Nossa... – Ela Sorri e Passa a Mão Nas Suas Coxas – Mudou de Uma Hora Pra Outra, é Isso?

 

-As pessoas Mudam, Não é? – Amarro Seus Pulsos e Pernas Na Cadeira e Depois Mordo a Parte de Cima de Sua Orelha – Assim Como Eu Mudei Agora.

-Como Assim? – Ela Muda de Expressão Para Séria e Tenta se Soltar – Jungkook, EU NÃO ACREDITO.

-Pois Acredite – Sorrio Sarcástico e Pego o Celular Dela Que Estava Em Cima de Uma Mesa. – Até Mais, Vadia.

 

Tampo Sua Boca Com Um pano e Saio Correndo de Lá. Coloco Meu Capuz e Enquanto Corria Ligo Para J-Hope.

*Ligação On*

 -Hope?

-Jungkook? Aonde Você Ta Cara?

-Isso Não Importa Agora. Só Fique Do Lado de Fora Da Casa Para Explicar As Coisas!

-Que Coisas Jungkook?

-Já Disse, Não Importa. Apenas Chame Os Meninos...

-Jungk...

*Ligação Off*

 Como Ela Tinha Me Levado Até Sua Casa, Sabia perfeitamente Como Voltar Para a Minha Que Era Perto. Chegando Lá, Encontro J-Hope Do Lado de Fora da Casa e Me Apoio Em Seu Braço Com a Respiração Ofegante Depois de Correr Tanto.

-Jungkook, Da Pra me Explicar Agora? – Ele Faz Uma Expressão Assustada.

-Vamos Entrar.

Ele Me Leva Até a Cozinha Onde Me Da Um Copo d’ Água Me pedindo Para Me Acalmar. Depois de Descansar Um Pouco, Resolvo Explicar a Situação.

-Olha, é o Seguinte. – Ele Fica Com Uma Expressão Séria e Apoia Seus Cotovelos Na Mesa Prestando Atenção. – De Manhã a Mi-Cha Tinha Me Sequestrado e Logo Após Jin Sequestrou a (S/N). Ela Obviamente Esta Naquele “Esconderijo” Dele, Aonde Ele Me Mostrou Quando Éramos Amigos, e Se Não Resgatarmos a (S/N) Logo, Nem Sei do Que Ele é Capaz.

 

-Calma Cara, Vai Ficar Tudo Bem. – Nessa Hora a Campainha Toca – Deve Ser Os meninos, Vou Atender. – Ele Vai Atender e Realmente Eram Os Meninos.

-Jungkook? O Que Aconteceu? – Jimin Senta do Meu Lado Enquanto Os Meninos Sentavam Nas Outras Cadeiras. Explico Tudo Novamente e Os Meninos Se Entreolham Assustados. – Você? Querendo Ajudar Uma Garota?

 

-Jimin, Eu Mudei Depois Que Ela Chegou. Percebi Que As Garotas Tem Sentimentos e Que Todos Esses Anos Que Passei Fazendo Isso Me Arrependo. 

-Ta Mais Então...A Gente Vai Ou Não Ajudar a (S/N)? – V Levanta e Abro Um Sorriso. Pegamos Uma Van Preta e Fomos Em Direção Ao Galpão de Jin...

*Jungkook Off*

*(S/N) On*

 Já Era Final de Tarde, o Vento Entrava Através da Pequena Janela Que Tinha, e o Ambiente Meio Úmido Não Ajudava Muito. Ouço a Porta Abrir e Vejo Jin Entrar e Vir Em Minha Direção.

-Demorei?

-Pra Mim Não Faz Diferença.

-Nossa, a Garotinha Ficou Estressada? – Ele Ri Alto – Eu Até Ia Te Soltar, Mais Você Não Ajuda Muito Pra Isso.

-Ou Você Me Solta Agora, Ou a Mi-Cha Vai Pagar Por Isso Quando Eu Sair Daqui.

-Primeiro: O Que a Mi-Cha Tem a Ver Com Isso? E Segundo: Você Não Vai Sair Daqui.

-Eu Sei Que Você Traiu a Mi-Cha Por Outra pessoa, Seu Covarde. Nem Pra Amar Uma Pessoa Você Serve.

-EU AMEI ELA DE VERDADE! – Ele Grita Me Fazendo assustar – Mas Ela Sempre Preferiu o Jungkook.

-Me Solta Daqui Que Eu Resolvo Isso Rapidinho. 

-Eu Não Vou Cair Nessa. Você Acha Que Eu Sou Otário? – Ele Fica Sério.

-Sinceramente? Sim. Começando Na Parte de Você Ter Me Sequestrado. – Falo Irônica.

-Olha Garota...

 

Ouço a Enorme Porta de Madeira Ser Arrombada e Um Garoto Entrar Apontando Uma Arma Para Jin, Que Recua.

-Solta Ela Jin.

-Você Vai Fazer o Que? Atirar Em Mim? – Ele Vira o Rosto Para o Lado e Ri.

-Quer Me Provocar? – O Garoto Carrega a Arma e Mira No Peito de Jin.

-Seu Filho da Puta...

 

Jin Sai Correndo Para a Porta Mais Alguém o Impede Jogando Ele No Chão e Ficando Por Cima Impedindo o Seu Movimento.

-Você Não Meche Com o Que Me Pertence Seu Idiota. – Era Jungkook. Um Sorriso Abre Em Meu Sorriso Ao Velo. – Suga, Leva Ela Para o Carro. Jimin, Me Ajuda Com Esse Lixo.

 

O “Garoto da Arma” Me Desamarra e Me Leva Até Uma Van No Colo, Já Que Minhas Pernas Estavam Dormentes Por Causa de Tanto Tempo Sem Mecher. Jungkook e Jimin Entram Na Van Quando Carros de Polícia Chega Pegando Jin Que Estava No Chão Amarrado Quase Igual á Mim. J-Hope Acelera a Van Que á Essa Altura Já Estava Virando á Esquina.

-Jungkook... – Ele Me Abraça Forte e Recebo o Abraço Chorando Em Seu Ombro. – Eu...Estava Com Medo, Muito Medo. – Cochicho.

 

-Calma, Agora Eu Estou Aqui. Nada Vai Acontecer Com Você Ta Minha Princesinha? – Faço Que Sim Com a Cabeça e Ele Me Beija Apaixonado, Acariciando Meus Cabelos. Os meninos Nos Deixaram Em Casa e Foram Embora Logo Em Seguida. Vou Tomar Um Banho e Coloco Um Pijama e Faço Um Coque Em Meu Cabelo. Jungkook Estava Na Sala Apenas Com Uma Bermuda Mostrando Seu Abdômen Definido. Sento Ao Seu Lado e Deito Em Seu Colo Enquanto Ele Passava a Mão Em Meu Braço.

 -Promete Que Não Vai Deixar Mais Nada Acontecer Comigo Kookie?

-Eu Prometo Minha Princesa, Eu Prometo...

"Os Dois Sentiam a Mesma Dor, Que Machucavam Seus Corações. Eles se Amavam, Muito Mais do Que Outras Paixões..."


Notas Finais


Espero Que Tenham Gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...